segunda-feira, janeiro 20, 2020

Inclinómetro multi-funcional da Britpart - 1ª parte

Muitos dos que utilizam veículos todo o terreno há mais tempo possuem um inclinómetro instalado, sendo, quase certamente, de um modelo que recorre à física para informar quais os ângulos no momento e, em muitos casos, alimentado electricamente, o que proporciona iluminação interior.

Com a evolução tecnológica, e a diminuição dos preços da electrónica, um misto de sensores físicos e electrónicos permite implementar um maior conjunto de funcionalidades, que aumenta caso esteja presente um receptor de sinais de GPS, passando o inclinómetro, apesar de manter o nome, a revelar-se um equipamento multifuncional que se pode revelar particularmente útil fora de estrada.

O modelo proposto pela Britparts é, essencialmente, digital, fornecendo os dados acima mencionados, para além de dispor de um altímetro, relógio, bússola, termómetro, que indica a temperatura interior, voltagem, obtida através da alimentação que também activa os "leds" de iluminação que são regulados por um sensor.

Não deixa de ser interessante o facto de este dispositivo suportar as habituais conexões "bluetooth" a 2.4 GHz, o que permite que seja utilizado como um simples altifalante, cujo volume é ajustado via dois botões de fácil acesso, difundindo som proveniente do dispositivo conectado.

domingo, janeiro 19, 2020

Facebook apresenta novo design para computadores

Após anos em que o desenho de página foi, no seu essencial, constante, o Facebook introduziu um conjunto substancial de alterações, seguindo as tendências mais recentes, as quais já se encontram disponíveis para alguns utilizadores através de convite

Entre as alterações mais evidentes encontra-se o desenho da página, mais simplificado, e a disponibilização de um "modo escuro", sendo óbvio que o Facebook aproxima a versão para computador da que desenvolveu para dispositivos móveis, no sentido de uma maior uniformização entre os seus produtos nas várias plataformas a que se destinam.

Esta alteração parece inevitável dada a maior integração que pretende para os vários produtos do universo Facebook, bem como pelo número de utilizadores destas plataformas e das crescentes exigências dos mesmo, potenciadas pelos recentes avanços tecnológicos, que implicam aplicações mais interactivas e intuitivas, com maior ênfase no directo, seja em termos de som, seja de vídeo.

Sem datas para que abranja todos os utilizadores, mas que não poderão deixar de ter o novo desenho de página, dado que o Facebook nunca teve diferentes desenhos defenitivos em uso, salvo durante o processo de migração, este é mais um esforço no sentido da renovação, essencial para uma empresa cuja imagem tem sido abalada por sucessivos escândalos, perdendo com isso a confiança de muitos utilizadores, que procuraram alternativas noutra plataforma.

sábado, janeiro 18, 2020

Novidades para a próxima versão de Windows 10 - 5ª parte

Outras opções interessantes são a possibilidade de restaurar ou não aplicações em uso quando se reinicia o computador, agora muito mais visível, enquanto a opção de eliminar ficheiros descarregados da Internet sai do "Windows Cleanup", devido aos múltiplos erros ou lapsos resultantes desta opção.

O sistema rápido de emparelhamento de dispositivos "bluetooth", cada vez mais populares, facilita muito a ligação, tornando-a muito mais intuitiva, através do painel de notificações, esperando-se que passe dos poucos equipamentos suportados para uma uso quase universal.

Duas outras novidades interessantes são o cancelamento da actualização do Notepad via "Windows Store", mas sobretudo a possibilidade de a aplicação "Your Phone" permitir estabelecer chamadas via computador, desde que este esteja emparelhado com um telemóvel "Android" com sistema 7.0 ou superior, do que resulta uma muito melhor integração entre ambos os sistemas.

Estão ainda presentes outros melhoramentos, tal como diversas correcções, pelo que, conjuntamente com o novo "Edge", se prevê uma interessante evolução para o Windows 10 durante o primeiro semestre deste ano, numa altura em que o suporte do fabricante para o Windows 7, um dos sistemas operativos mais populares e com maior longevidade da Microsoft, já terá terminado.

sexta-feira, janeiro 17, 2020

Disponibilizado o Edge baseado em "Chromium" - 1ª parte

Quase simultaneamente com as actualizações de Janeiro, a Microsoft disponibilizou a versão final do Edge, agora baseado no "Chromium", e que, portanto o aproxima, em termos de desenvolvimento e concepção, de alguns dos seus rivais directos, como o Chrome ou o Opera.

Na altura em que escrevemos este texto, ainda é necessário efectuar manualmente a transferência do programa de instalação e executá-lo, o que irá desencadear o processo de actualização do Edge, com a versão anterior a ser substituída pela nova, sendo patente que a Microsoft quer, com este novo produto, estabelecer-se num patamar diferente, competindo directamente com os melhores navegadores do mercado.

O novo Edge acaba por se revelar quase familiar para quem utiliza navegadores baseados no "Chromium", optando pelo mesmo tipo de desenho minimalista e implementando, essencialmente, o mesmo conjunto de funcionalidades, sendo manifesto que estamos diante de um produto novo, com uma rapidez e estabilidade ao nível do que de melhor se desenvolve nos dias de hoje, mas faltando, pelo menos numa primeira abordagem, um motivo real para se tornar o favorito dos utilizadores.

Talvez seja este o maior problema deste novo Edge, que tendo um conjunto de características interessantes, sendo rápido e estável, não acrescenta nada que consideramos como suficientemente diferenciador para que provoque uma mudança dos utilizadores, que, muito provavelmente, irão manter as suas opções, mantendo o Edge como uma reserva ou em alternativa, sem lhe conferir o papel principal.

quinta-feira, janeiro 16, 2020

Novidades para a próxima versão de Windows 10 - 4ª parte

Uma nova "experiência" em modo "tablet", que não vem subsituit o "tablet mode", mas complementá-lo com um "interface" que se pode considerar como intermédio, destina-se a quem possui equipamentos com écrans tácteis, tornando-os mais fáceis de utilizar sem recurso a um teclado ou rato físicos.

A alternativa a "passwords", essencialmente recorrendo a um alargamento do actual sistema de PIN, abrange agora um maior número de situações, incluindo o arranque em modo de segurança, o que, podendo apresentar alguma melhoria em termos de facilidade de acesso, não aumenta a segurança do sistema.

O écran de ligação à rede foi redesenhado, felizmente, passando a incluir os vários tipos de conexão, com e sem fio, consolidando os dados, incluindo a nível de tráfego, o que facilita em muito a gestão deste aspecto cada vez mais relevante nos dias de hoje.

O suporte nativo e melhorado para as cada vez mais comuns e populares câmaras IP, essencialmente dispositivos autónomos ligados directamente a uma rede, permite agora recorrer a um número maior de modelos sem o recurso a programas proprietários, com o sistema operativo a efectuar a descoberta e instalação deste tipo de câmara.

quarta-feira, janeiro 15, 2020

Google implementa aviso de colisões - 1ª parte

O Google tem começado a implementar nas suas plataformas digitais que se baseiam em mapas, uma nova funcionalidade que se destina a evitar colisões ou atropelamentos, enviando alertas quando o sistema considere que essa possibilidade está presente.

O sistema baseia-se, essencialmente, na geo-referenciação de veículos e peões, avaliando possíveis intercepções de rota, e emitindo aviso caso o algoritmo utilizado determine que pode verificar-se uma colisão ou atropelamento, enviando um alerta para os potenciais envolvidos.

São tidos em conta todo um conjunto de factores, como a posição, velocidade e direcção dos portadores dos dispositivos, bem como a possibilidade de movimento destes, sabendo-se que um veículo estará restrito a uma via de circulação ou que um peão terá que contornar obstáculos físicos, como edifícios ou outras barreiras, estabelecendo assim qual a trajectória de cada um.

Naturalmente, e não obstante o funcionamento em tempo real, existe sempre um pequeno desfazamento temporal, a que acresce o atraso resultante da capacidade de reacção humana, pelo que surgem óbvias questões quanto à fiabilidade do sistema, sobretudo quando baseado na tecnologia de comunicações actualmente em uso.

terça-feira, janeiro 14, 2020

Novidades para a próxima versão de Windows 10 - 3ª parte

Este novo sistema será mais compatível com tecnologias associadas ao Linux, sendo igualmente mais rápido e funcional na gestão de ficheiros, suporta dispositivos ARM64 e, naturalmente, requer que o processador do equipamento em que corre suporte virtualização, para o que pode ser necessário actualizar o respectivo "firmware".

O sistema de pesquisa, que mereceu muitas críticas no passado e começou a ser revisto o ano passado, também tem melhorias, podendo o utilizador optar entre um modelo clássico, onde a pesquisa é restringida a áreas específicas e parametrizáveis pelo utilizador, ou um sistema considerado melhorado, mais abrangente, mas que será penalizador em termos de desempenho e consumo de energia, o que será relevante para as baterias dos portáteis.

Caso o sistema esteja sobrecarregado, a indexação do sistema de pesquisa será suspenso, algo que está defenido para cargas de processador que atinjam os 80% e bateria inferior a 50%, bem como quando o sistema se encontra em modo de jogo, tentando assim evitar uma degradação excessiva de desempenho que tem levantado tantas reclamações por parte dos utilizadores.

O "Task Manager" ou gestor de tarefas, tem mais informação, entre estas referentes ao disco, como o modelo, desempenho ou volume de dados transferidos e acessos efectuados, bem como à temperatura dos processadores gráficos, essencial para quem jogue ou use programas que recorram de forma particularmente intensiva ao sistema gráfico.

segunda-feira, janeiro 13, 2020

Termo do suporte para o Windows 7

Nunca será demais recordar que o suporte para o Windows 7 termina amanhã, dia 14, salvo adiamentos de última hora, do que resulta uma ainda maior vulnerabilidade de um sistema operativo que, actualmente, está ultrapassado e cujo fabricante tem insistido numa rápida actualização para o Windows 10.

O termo do suporte não implica, necessariamente, o fim de todas as actualizações, dado que é prática comum a Microsoft continuar a fornecer as que corrigem erros críticos de segurança, mas estes serão os únicos a manter-se, acabando, ainda, outras formas de suporte por parte do fabricante, o que para clientes institucionais pode ter um severo impacto por muitos usarem as linhas telefónicas para obter apoio técnico.

É de notar que quem tem instalado um Windows 7 devidamente licenciado ainda por actualizá-lo gratuitamente para o Windows 10, descarregando a ferramenta de actualização que a Microsoft disponibiliza e seguindo as instruções nele contidas, simples e de fácil entendimento e que, de forma quase automática, efectuam esta operação, mantendo os ficheiros dos utilizadores.

Assim, e porque o final do suporte tem consequências óbviase dado que desconhecemos por quanto tempo a actualização gratuita ainda será possível, sugerimos a quem tem um Windows 7 licenciado que proceda à respectiva actualização com a máxima brevidade, certos de que este será um passo no sentido certo, passando a utilizar um sistema operativo com um maior número de funcionalidades e mais seguro, que continuará a ser suportado mais alguns anos.

domingo, janeiro 12, 2020

Novidades para a próxima versão de Windows 10 - 2ª parte

O assistente Cortana foi melhorado, seja no reconhecimento de voz das várias linguas suportadas, seja porque permite agora uma interacção por escrito, seja porque o registo fica em forma de troca de mensagens, facilitando o acesso ao histórico, recorrendo a um "interface" redesenhado e mais actual.

Uma das opções mais interessantes agora presentes é a possibilidade de reinstalar o sistema operativo via "cloud", o que, muito embora seja uma operação que implica uma substancial transferência de dados, e que pode não ser adequada para todas as ligações, permite repor uma cópia do Windows a quem não disponha de uma "pen" para proceder a esta instalação.

Obviamente, estamos a falar de reinstalações, para o que terá sempre que existir um sistema operativo devidamente licenciado, sendo que terá igualmente de ser proporcionado uma forma de acesso à Internet caso se opte pela instalação via "cloud", pelo que o processo tradicional, via "pen", não vai desaparecer por completo.

Para muitos o Windows Subsystem for Linux (WSL), será a implementação mais relevante desta nova versão do Windows, porque determina alterações na arquitectura, usando um verdadeiro "kernel" de Linux, sendo actualizado posteriormente via actualizações do Windows e esperando-se um desempenho muito superior ao actualmente proporcionado.

sábado, janeiro 11, 2020

Land Rover Owners de Fevereiro de 2020 já nas bancas

Já está presente nos locais de venda habituais a edição de Fevereiro de 2020 da Land Rover Owners International, e o destaque volta a ir para o novo Defender, recentemente apresentado e já disponível, com o artigo a focar-se, essencialmente, no comportamento fora de estrada, algo inevitável quando se compara com o modelo anterior, bem conhecido pelas suas capacidades como todo terreno.

Para além de uma avaliação mais rigorosa do novo Defender, é igualmente testado e avaliado o Discovery 4, bem como um Defender do modelo anterior, preparado para expedições, complementado por um atrelado, e um híbrido, misto de Range Rover Sport e Discovery 3, equipado com o motor TDV8.

O restauro de um Serie 1 "station wagon" ou o uso dos antigos Serie sobre as areias do deserto, onde o seu baixo peso lhes confere uma vantagem sobre modelos mais recentes, um percurso de um milhar de quilómetros numa das pistas australianas mais difíceis, bem como alguns passeios e expedições em Inglaterra, merecem, igualmente, uma leitura atenta.

Entre os artigos técnicos, a instalação de um guincho ou uma solução para as fugas de óleo das árvores de cames de motores V8 merecem destaque, com este número a ser complementado pelas habituais secções, bem como pela extensa publicidade temática, complementada pela análise de diversos produtos, e pelos classificados que, destinando-se ao mercado inglês, podem propor produtos ou soluções a ter em conta.