quinta-feira, março 21, 2019

A impressão 3D ao alcance de todos - 6ª parte

Este tipo de impressora será o equivalente às antigas impressoras de linhas, pelo que ficam sempre visíveis as marcas das camadas sucessivas, podendo ser o resultado final melhorado com um pouco de lixa ou betume, sendo certo de que, para objectos muito pequenos onde os detalhes quase microscópicos são essenciais, os resultados não serão os melhores.

Como alternativa, existem impressoras de resina, ou SLA, normalmente destinadas a impressões de menores dimensões, mas de muito melhor qualidade, e que implicam uma finalização das peças, num processo de limpeza e cozedura, que dá origem a objectos de muito alta qualidade mas, igualmente, mais dispendiosas e que implicam maiores cuidados em termos de manutenção, pelo que a disseminação é bem menor do que as que recorrem ao PLA.

Sugerimos, face aos custos envolvidos e à disponibilidade de consumíveis e peças, bem como ao maior suporte por parte das comunidades respectivas, que uma primeira aventura na impressão 3D seja via impressoras para PLA, eventualmente adquiridas em "kit", o que reduz substancialmente o preço, e que, caso esta experiência seja positiva, se considere então uma impressora SLA, que poderá complementar a primeira, ficando reservada para a impressão de objectos onde um maior detalhes seja essencial.

Este é um assunto a que voltaremos, dada a importância que tem e porque as novidades e evolução tecnológica requerem uma especial atenção, sendo certo de que, tal como aconteceu com outras tecnologias, aquela em que é baseada a impressão em resina será de analizar, dadas as possibilidades que encerra.

quarta-feira, março 20, 2019

O projecto "Grenadier", um Defender alternativo - 1ª parte

Com o termo da produção do Defender, e a opção da Land Rover por um modelo muito diferente, francamente modernizado e num estilo completamente diferente do seu antecessor, foram muitos os adeptos deste icónico modelo a sentir-se desiludidos e a pretender que um modelo semelhante continuasse a ser fabricado.

Chamamos a atenção para o facto de outros fabricantes, como a "Jeep" ou a Suzuki, com o novo "Vitara", terem optado por um modelo de todo o terreno puro e duro, podendo ocupar o espaço que o Defender deixa vago e que o novo modelo, quase certamente, não irá ocupar plenamento, pelo que a existência de um veículo que replique, tanto quanto possível, o anterior Defender, continua a ser pretendida por muitos.

Sem o acordo da Land Rover, que tem um conjunto de direitos e patentes, o projecto "Grenadier", consiste, essencialmente, na produção de um modelo esteticamente muito semelhante, embora com óbvias diferenças, a mais significativa das quais terá sido a opção por uma motorização da BMW, escolhendo um fabricante cujos motores nunca estiveram presentes nos antigos Defender.

Esta aliança com a BMW, que disponibiliza motores com duplo turbocompressor de última geração, a gasolina e gasóleo, e garante o apoio nesta área do projecto, anunciada no dia 18 de Março, veio recolocar no foco da imprensa da especialidade um projecto que parecia algo esquecido, mas que, com este importante acordo, volta a ser falado.

terça-feira, março 19, 2019

A impressão 3D ao alcance de todos - 5ª parte

Está incluído o Cura, um dos programas mais conhecidos para processar os ficheiros STL, dividindo-o nas pequenas fatias ou camadas que serão utilizadas para gerar o modelo, mas estão disponíveis muitas outras alternativas, algumas delas igualmente conhecidas, e que permitem obter resultados similares.

É relevante o tipo de material utilizado para a impressão, que pode ser de diversos tipos, adequados a distintos fins, e com preços que variam substancialmente, mas podemos estimar em perto de uma vintena de Euros, incluindo portes, caso encomendada "online", para um quilo de PLA e um pouco menos, perto dos 16, para a mesma quantidade de ABS.

O PLA será, provavelmente, o material mais utilizado, com uma melhor relação entre a qualidade e o preço, sendo apenas um pouco mais dispendiso que o ABS, mais resistente, mas com maior tendência para pequenas deformações e que, em ambientes fechados, deixa um cheiro pouco agradável obrigando a uma circulação de ar mais constante.

Outras opções, com finalizações diferentes, como a madeira, filamentos multicores ou com brilho, podem implicar pequenas alterações nalgumas impressoras, sendo mais dispendiosas, pelo que serão reservadas a fins mais específicos, tal como alguns tipos de filamento, mais elásticos, que permitem construir objectos flexíveis, inclusivé moldes para outros materiais.

segunda-feira, março 18, 2019

Mesa para refeições para veículos

Embora destinado, sobretudo, a ser uma mesa para refeições, e o desenho contempla a possibilidade de colocar de forma tão segura quanto possível vários utensílios ou recipientes muito usados em refeições rápidas, esta mesa desdobrável e de fácil arrumação permite outros usos.

Integralmente construído em plástico de alta resistência, de cor negra, com dimensões de 34 x 20 x 15 centímetros, é de instalação muito fácil, ficando fixo na fila de bancos dianteiro, mas podendo ser adaptado a outras situações ou circunstâncias, pode servir como uma pequena mesa de trabalho, suportando um conjunto de equipamentos de pequenas dimensões.

Assim, para além de servir como mesa para refeições, pode suportar um portátil com écran até às 13 ou 14 polegadas, dependendo do modelo, um "tablet" ou um conjunto de pequenos equipamentos ou dispositivos, facilitando o trabalho durante um percurso, sendo possível proceder a pequenas alterações que aumentem a funcionalidade, como a adição de novos suportes ou bandas fixadoras, facilitando a retenção de outro tipo de volumes.

Uma vez dobrado, esta mesa é de muito fácil arrumação, ficando quase plana, do que resulta não servir para acomodar volumes no interior, salvo de muito pequenas dimensões, mas cumpre bem a função para a qual foi desenhado, sendo uma boa opção para quem necessite de uma pequena mesa interior, justificando bem o preço de perto de 16 Euros, incluindo portes, pelo qual se pode encontrar à venda.

domingo, março 17, 2019

Microsoft vai remover actualizações problemáticas

A Microsoft, após o lançamento de um conjunto de actualizações para o Windows 10 das quais resultaram desde problemas graves, como perda de informação, até à degradação do desempenho dos equipamentos, passando por comportamentos erráticos, vai passar a desinstalar, de forma automáticas qualquer actualização problemática, sem que tal dependa da intervenção do utilizador.

Este processo será transparente para o utilizador, de forma semelhante ao das actualizações, e, após uma remoção, a actualização em causa não poderá ser instalada durante os 30 dias seguintes, um período destinado a introduzir as necessárias correcções ou a incluí-las numa actualização posterior, evitando a repetição de falhas já conhecidas.

Desta forma, ao contrário do que acontece actualmente, o processo de actualização do sistema operativo passa a incluir tanto a adição como a remoção de actualizações, algo que pode implicar uma maior demora, dada maior complexidade, estando ainda por saber qual o controle que os utilizadores podem ter sobre este processo e as opções a que terão acesso.

Esta nova funcionalidade do Windows 10, actualmente em estudo, deverá ser implementada em breve, embora em data ainda por anunciar, podendo surgir na mesma altura da grande actualização prevista para Abril, sendo uma forma de minorar problemas resultantes de actualizações, algo que, infelizmente, se tem vindo a repetir com demasiada frequência e com custos elevados para os utilizadores.

sábado, março 16, 2019

Sucessores do Google Plus

Com o anunciado fim do Google Plus, surgiram novas redes sociais, algumas ainda em fase experimental ou de lançamento, que visam ocupar o lugar daqueles que, pelas mais diversas razões, preferem manter-se fora do Facebook ou do Instagram, sendo exemplo destas novidades o MeWe.

Anunciado como sem anúncios, sem "spyware" e sem tretas, numa expressão mais inglesa, o MeWe pretende ser uma rede social do futuro, sendo óbvia a oposição ao universo Facebook, bem patente em artigos de opinião publicados, podendo ser acedido via "browser" ou através da aplicação para dispositivos móveis, disponível para "Android" e IOS.

Fundado por Mark Weinstein, um adepto e partidário da privacidade e um dos visionários das redes sociais, fundador da "SuperFamily" e "SuperFriends", que estiveram na origem de muitas redes no final do milénio passado, é garantida privacidade, a segurança dos dados dos utilizadores, que não serão partilhados com terceiros, oferecendo um número crescente de funcionalidades, algumas interessantes, como a importação de dados do Google Plus.

No fundo estamos diante de uma plataforma onde os utilizadores podem interagir, individualmente ou em grupos, de forma directa ou pública, com um "feed" de "posts", "interface" simples e disponível em diversas línguas, e que, em parte graças à opção do Google em extinguir o Plus, já conta com mais de 4 milhões de utilizadores.

sexta-feira, março 15, 2019

Próxima grande actualização do Windows 10 prevista para Abril

Apesar de oficialmente designado por 1903, a próxima grande actualização do Windows 10 está prevista para Abril, em data ainda por defenir, incluindo um conjunto interessante de novas funcionalidades, para além das inevitáveis correcções e melhoramentos, sendo, provavelmente, a maior evolução deste sistema operativo durante o corrente ano.

Uma das novidades mais interessantes é o suporte para o sistema de ficheiros do Linux, que passam a poder ser acedidos de forma transparente através do actual explorador de ficheiros, bem como de linha de comandos, permitindo as operações habituais, o que aumenta em muito a compatibilidade entre sistemas operativos.

A preocupação com aplicações instáveis ou problemáticas, bem como as que são provenientes de fontes não seguras, está igualmente presente, com a "Sand box" a permitir correr este tipo de programas num ambiente fechado, evitando contaminações que possam alastrar a todo o sistema.

Um novo tema vai trazer alterações visuais a muitas funções básicas do sistema operativo, incluindo o "start menu", "taskbar" ou "action centre", mas o novo "Edge", baseado no "Chromium" está previsto apenas para a segunda grande actualização do Windows 10 deste ano, prevista para Setembro ou Outubro.

quinta-feira, março 14, 2019

A impressão 3D ao alcance de todos - 4ª parte

A temperatura da cabeça varia entre os 170 e os 260 graus, enquanto a cama, em alumínio e com camada protectora, atinge os 100 graus, sendo ajustável e configurável de acordo com o tipo de material exacto, a resolução selecionada e os diversos parâmetros que podem ser configurados no sentido de obter os melhores resultados.

A velocidade dos eixos X e Y, horizontais, é de 3.000 milímetos por minuto, enquando no eixo do Z, em altura, se fica pelos 200 milímetros por minuto, com uma precisão de posicionamento de 0.01 milímetros nos eixos XY e 0.004 no eixo Z, valores que estão na média da classe para este tipo de tecnlogia.

Com dimensões de 510 x 400 x 415 milímetros, a que acresce o espaço para o rolo de filamento, pesando perto de 9 quilos, este não é um equipamento pequeno, pelo que é preciso espaço, sobre uma superfície rígida, num ambiente com temperaturas entre os 10 e os 30 graus e humidade entre os 20 e os 50%, essencial para obter os melhores resultados, sendo alimentadas por corrente eléctrica a 110 ou 220V e 18A.

Muitas impressoras recorrem apenas a um cartão de memória do tipo SD, onde ficam gravados os ficheiros a imprimir, tipicamente em formato STL e posteriormente processados, mas a CTC possui ligação via USB, sendo compatível com equipamentos com sistema operativo Windows, desde o XP até ao 10, e com MacOS.

quarta-feira, março 13, 2019

O Umidigi UMI Z2 - 7ª parte

Estão presentes os habituais sendores de proximidade, luz ambiente, acelerómetro, giroscópio, geomagnético, mas também para o reconhecimento facial e de impressão digital, sendo suportado o sinal de GPS, incluindo A-GPS e o Glonass, proporcionando uma localização muito rápida e precisa.

Com 153.4 milímetros de altura, por 74.4 de largura e 8.3 de altura, resultando num volume de 94.73 centímetros cúbicos, tem um peso de 165 gramas, possui uma bateria de polímeros de lítio de 3850 mAh, com carregamento rápido, mas não removível, tal como agora parece ser norma, e que proporciona uma boa autonomia.

Apesar de corresponder a uma tendência actual, no respeitante ao aumento das dimensões do écran, o facto de este, mesmo com 6" ter quase o contorno do equipamento, permite manter as dimensões de modelos com écrans mais pequenos, para o que contribui os botões tácteis sobre a superfície do écran, e a não existência de botões físicos, evitando assim o aumento de dimensões.

Para quem pretende um equipamento de gama média, preveligiando a conectividade e funcionalidade, o Umidigi Z2, caso adquirido durante uma promoção, parece-nos uma boa opção, oferecendo uma boa performance global, solidez de construção e um "Android" puro, onde as alterações introduzidas por muitos fabricantes estão ausentes, do que resulta uma grande facilidade de utilização.

terça-feira, março 12, 2019

A impressão 3D ao alcance de todos - 3ª parte

Tipicamente, nesta classe, o volume de impressão tende a rondar os 200 a 220 milímetros de lado, num formato quadrado, e entre 180 e 250 de altura, com uma espessura de cada camada a ficar, normalmente, entre os 0.1 e os 0.4 milímetros, dependendo dos parâmetros escolhidos.

A estrutura pode ser em metal, madeira ou em diversos tipos de plástico, devendo-se, caso possível, optar pela que ofereça uma maior rigidez, tipicamente o metal, seguindo-se a madeira e, finalmente, o plástico, sendo certo que existe uma tendência para, com o tempo, haver uma ligeira melhoria na rigidez, resultando em melhores impressões.

O modelo da CTC que usamos como exemplo imprime até 200 x 200 x 180 milímetros, uma cabeça simples, com uma saída de 0.4 milímetros, que imprime camadas com espessuras entre os 0.1 e os 0.4 milímetros, tendo uma velocidade de impressão entre os 40 e os 120 milímetros por segundo.

A estrutura deste modelo, fornecido em componentes para montar, é em madeira, incluindo uma cama de impressão aquecida, e suportando os filamentos de 1.75 milímetros de diâmetro mais comuns, como o PLA, aquele que é mais habitual e o recomendado, ABS e HIPS e possuindo um écran LCD onde as configurações, introduzidas por um conjunto de botões, são visíveis, bem como a evolução do processamento ou eventuais erros.