quinta-feira, julho 28, 2016

Bolsas laterais para Serie e Defender

Entre muitas outras soluções, a Exmoor Trim, um dos fabricantes de acessórios em lona mais conhecidos no mundo dos Land Rover, propõe um painel com bolsas, destinado a aumentar o espaço útil, sobretudo a nível de acomodação de pequenos volumes nos Serie e Defender, modelos onde, mesmo quando o espaço o permite, os volumes tendem a ser mal acomodados.

Construído em lona, semelhante à utilizada nas capotas, disponível em khaki e cor de areia, inclui um total de sete bolsas para armazenamento, sendo quatro abertas e três com fecho através de correias, com todo o conjunto a ser bem finalizado, demonstrando uma qualidade e resistência assinaláveis.

A fixação realiza-se através de um conjunto de ganchos, protegidos com pintura a pó, ligados a um conjunto de tensores ou esticadores, que permite que este painel seja instalado em apenas 5 minutos, não sendo necessário furar nenhuma peça do veículo, pelo que, após a sua desmontagem, não ficam marcas de utilização.

Os ganchos podem ser fixos na estrutura da capota de lona ou nas nervuras de um tejadilho rígido, pelo que este sistema é compatível com os diversos modelos de Serie e de Defender, com excepção de modelos como os "truck cab" ou "crew cab", tendo um preço que ronda os 95 Euros, a que acrescem portes a partir de Inglaterra.

quarta-feira, julho 27, 2016

Colchões insufláveis para veículos - 2ª parte

Muito maior, com 190 centímetros de comprimento e 130 de largura, mas espesso, com 16 centímetros contra os perto de 8 do modelo anterior e pesando 4.5 quilos, mais quilo e meio que a outra versão, está disponível um modelo de colchão para caixas de carga.

Este modelo, substancialmente mais caro, com preços a aproximar-se dos 150 Euros, a que podem acrescer direitos alfandegários, é substancialmente mais confortável, sem as mesmas restrições de comprimento e assentando integralmente sobre uma plataforma uniforme, mas é compatível com um muito menor número de veículos.

Tal como com o modelo anterior, este também pode ser utilizado noutros locais, como no interior de uma tenda, ou na praia, mesmo sobre a água, e, neste caso, inclui a bomba para o insuflar, dado que, face ao volume, dificilmente poderia ser insuflado de outra forma.

Estas colchões são exemplo dos inúmeros modelos disponíveis no mercado, adaptados a diferentes modelos de veículos e que permitem dormir no interior sem o recurso a plataformas complexas ou a modificações e equipamentos dispendiosos, sendo de ter em conta para todos quantos apreciem expedições e neles encontrem inspiração para conceber ou planear as suas próprias soluções.

terça-feira, julho 26, 2016

Ineos quer produzir o Defender - 2ª parte

Naturalmente que, como consequência da actual legislação, muito será alterado, sobretudo em termos de segurança, um dos pontos fracos do actual Defender, e normas anti poluição, única forma de ser homologado, mas também se espera que, num mundo dominado pela electrónica, surjam numerosas outras alterações.

O plano da Ineos passa pela produção do novo Defender numa fábrica no Norte de Inglaterra, perto de um porto, de modo a facilitar a exportação, e implica um investimento estimado em 300.000.000 de Euros, sendo de prever que o novo modelo obedeça a métodos de produção completamente diferentes, o que faz todo o sentido face às alterações que se espera sejam introduzidas.

Este não será, na nossa opinião, um novo Defender, tal o número de alterações que terão que ser introduzidas, nem se pode assegurar que seja o legítimo descendente, por a Land Rover também possui planos para construir um modelo que suceda ao Defender que produziu durante décadas, pelo que o enquadramento do produto da Ineos ainda é difícil de estabelecer.

Apenas uma cedência da Jaguar Land Rover, permitindo que a produção do Defender proseguisse, resultaria num modelo realmente parecido, pelo que o produto da Ineos poderá ficar mais distante do original do que aqueles que são ainda hoje produzidos na Turquia e no Irão, onde o Morattab Pazhan continua a replicar, mesmo que com diferenças substanciais, o aspecto do modelo inglês, podendo ser facilmente confundido com este.

segunda-feira, julho 25, 2016

Land Rover Owners de Agosto de 2016 já nas bancas

Já se encontra nos locais de venda habituais a edição de Agosto de 2016 da Land Rover Owners International, com o destaque de capa a pertencer a um Range Rover motorizado por um V12 da Aston Martin, numa modificação complexa mas que resulta num desempenho muito acima do que se obtinha a partir do motor original.

Num período que para muitos é de férias, os artigos sobre viagens e expedições ganham especial relevo, com percursos em locais tão distintos como Inglaterra, África do Sul ou América Central, recorrendo a diferentes modelos da Land Rover, entre eles alguns clássicos que continuam a demonstrar, para além de uma impressionante longevidade, uma grande capacidade para enfrentar as dificuldades destes percursos.

Os restauros de modelos antigos, como um Serie 1, agora motorizado por um V8, ou um protótipo do One Ten, o teste de um Ninety V8, também integralmente restaurado, e a nova "Classe Q", uma nova competição destinada a Land Rover modificados de acordo com um conjunto de regras, também mereceram destaque,

Acrescem os numerosos artigos técnicos e a apresentação e testes de produtos, sejam eles novos, sejam os que foram utilizados pelos colaboradores de forma mais extensa, complementada pelas numerosas páginas de publicidade temática, a partir da qual é possível seguir a evolução de um mercado que, em virtude da saída da Comunidade Europeia por parte do Reino Unido, enfrentará a necessidade de um conjunto de modificações, que podem passar pelo estabelecimento de subsidiárias no espaço comunitário.

domingo, julho 24, 2016

Vale a pena reportar o "spam"? - 1ª parte

Muitos leitores têm colocado a questão sobre a valia de reportar mensagens indesejadas, seja via um serviço especializado, como o Spamcop, seja directamente a quem presta o serviço que permitiu o envio ou ligações contidas na mensagem, normalmente, aquelas que terão maior interesse comercial e justificam o envio.

Naturalmente, que o reportar depende do nível de incómodo e do próprio conteúdo das mensagens, devendo-se diferenciar entre o mero "spam", ou seja mensagens indesejadas de cariz comercial que não implicam perigo para o receptor, e aquelas que consubstanciam um crime, como aquelas em que se tenta enganar o destinatário de modo a que aceda a "sites" infectados ou forneça informações confidenciais, tal como sucede no "phishing".

Se no primeiro caso, tal poderá ser opcional, no segundo, consideramos ser um dever cívico, essencial para tornar a Internet mais segura, contribuindo para eliminar ameaças que, caso permaneçam, tendem a alastrar e a comprometer a segurança de um número cada vez maior de utilizadores, podendo resultar em prejuízos incalculáveis.

No entanto, reportar de forma agressiva todas as mensagens pode resultar numa substancial diminuição destas, caso o endereço de quem as denuncia seja incluído numa lista de "spam trap", um tipo de endereço instituído por muitas organizações, prestadores de serviços ou entidades para detectar e perseguir quem envia correio indesejável.

sábado, julho 23, 2016

Óculos de protecção por um par de Euros

Existem numerosos modelos de óculos de protecção a muito baixo preço no mercado, pelo que a não utilização dos mesmos sempre que exista algum tipo de perigo ou inconveniente para a vista em caso algum se justifica.

O modelo que apresentamos hoje tem a armação em plástico ABS, com contornos em metal, e almofadada em redor em borracha, sendo as lentes, disponíveis em várias cores, em policarbonato e a correia de ajuste numa banda elástica, ajustável com um sistema de fivelas, do que resulta uma elevado grau de estanquicidade.

Assim, estes óculos protegem contra os raios ultra violeta, vento, areia e pó, sendo compatíveis com o uso de capacetes abertos e particularmente adequados, em termos de estilo, a modelos mais retro, situação em que permitem, para além de um conjunto interessante, uma boa protecção para a vista.

Com 190 x 85 milímetros e um peso de apenas 64 gramas, pode ser adquirido por pouco mais de um par de Euros, incluindo portes a partir da Ásia, estando disponível com lentes transparentes, coloridas ou escurecidas e pequenas variações na armação, seja em termos de material, seja da cor, que pode ser inteiramente negra ou, caso se pretenda, pintado ou modificado de modo a ter um aspecto mais antigo.

sexta-feira, julho 22, 2016

"Kit" de sobrevivência - 2ª parte

Canivete em aço inoxidável com abre cápsulas e chave de fendas.

Apito de alta frequência em alumínio.

Caneta táctica, em alumínio maquinado, com ponta de alta resistência, que pode ser utilizada para partir o vidro de um veículo ou para auto-defesa, tal como consta de um texto anteriormente publicado.

Ferramenta múltipla, em aço inoxidável, em formato de cartão de crédito, com serra, lâmina, chave de parafusos e sextavada, abre cápsulas e régua, que descrevemos detalhadamente em texto anterior.

Mini lanterna de leitura, capaz de iluminar textos ou mapas, sem ser detectada à distância.

Caixa plástica estanque e interiormente almofadada, onde podem ser acondicionados os restantes componentes deste "kit" de sobrevivência que, no seu conjunto, pesa perto de 180 gramas.

Este "kit" custa perto de 16 Euros, incluindo portes a partir da Ásia, e inclui um conjunto de componentes que podem ser adquiridos separadamente, caso seja essa a opção, mas que aqui se integram numa solução interessante e com um preço módico, que pode ser útil em numerosas situações.

quinta-feira, julho 21, 2016

Ineos quer produzir o Defender - 1ª parte

Os rumores de que a Ineos, uma das maiores empresas mundiais de indústria química, dirigida pelo multimilionário Jim Ratcliffe, está a estudar alternativas para a manutenção da produção do Land Rover Defender, tem vindo a ganhar peso, podendo consubstanciar algo de mais sólido.

Sabe-se que existem negociações entre a Jaguar Land Rover e a Ineos, mas a conhecida marca britânica tem assegurado que não irá permitir que outros produzam o Defender, considerado como um dos ícones deste fabricante e parte integrante da sua história.

Se a Land Rover, tal como tudo indica, não ceder os direitos sobre o Defender, o novo modelo, para além de todos os melhoramentos necessários para que seja homologado de acordo com as normas mais recentes, também terá que ser esteticamente alterado, evitando demasiadas semelhanças com o actual modelo.

A falta de receptividade da Land Rover também implica a escolha de novos motores, pelo que o produto final, que Ratcliffe pretende que venha a ser o melhor e mais agressivo modelo de todo o terreno do mercado e com uma fiabilidade semelhante à de um Toyota Land Cruiser, pouco terá a ver com o actual Defender para além do estilo rústico e a dureza que todos lhe reconhecemos.

quarta-feira, julho 20, 2016

"Guia de bolso de segurança em combate a incêndios florestais" da ANPC

Destinado essencialmente a bombeiros, o "Guia de bolso de segurança em combate a incêndios florestais", disponibilizado pela Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) em 2014, resume um conjunto de pontos importantes que devem ser permanentemente observados e interiorizados.

Ao longo de 8 páginas, o pequeno documento em PDF pode ser guardado e consultado em dispositivos móveis capazes de ler este formato, de modo a estar permanentemente acessível, o que permite a sua leitura repetida, como forma de um conjunto de procedimentos serem sempre seguidos, mesmo em situações onde o raciocínio ou discernimento é dificultado pelas circunstâncias.

Mesmo para todos aqueles que não combatem incêndios, vários dos princípios neles contidos podem revelar-se úteis, sobretudo caso próximos de um fogo, mas também para melhor entender a complexidade de um combate e os riscos inerentes às missões desempenhadas pelos bombeiros.

Optamos por disponibilizar este pequeno manual no Google Drive, embora o mesmo esteja disponível noutros "sites", de modo a não depender de terceiros, nem representar um acréscimo de tráfego para quem já tem um elevado número de acessos, muitos deles efectuados por quem necessita os efectuar com rapidez.

terça-feira, julho 19, 2016

"Kit" de sobrevivência - 1ª parte

Os "kits" de sobrevivência são interessantes para todos quanto participem em actividades ao ar livre em locais remotos, podendo representar uma segurança acrescida ao permitir resistir em condições agrestes o tempo suficiente para ser socorrido ou alcançar um local onde o socorro possa ser prestado.

Entre os numerosos "kits" optamos por apresentar um que inclui um conjunto de items que consideramos úteis e se complementam adequadamente, muito embora faltem alguns elementos que consideramos essenciais, como uma manta de emergência, em película metalizada, e que deve ser acompanhado por um estojo de primeiros socorros.

O conteúdo deste "kit" é composto pelos seguintes elementos, todos de boa qualidade e que podem ser utilizados separadamente, em caso de necessidade:

Pederneira com 8.5 x 80 milímetros, em material ferroso de cor negra, que permite múltiplas ignições com facilidade, mesmo para os menos experientes.

Lanterna de pequenas dimensões Cree XML Q5 AA/14500 LED, de 350 Lumens, zom 3 modos de operação, com corpo em metal negro.

Bússola com régua transparente graduada em centímetros e polegadas para leitura de mapas.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin