segunda-feira, agosto 31, 2015

Aumento de acidentes de viação chega à comunicação social - 2ª parte

Com a economia a melhorar e o aumento do consumo, o que passa igualmente por maiores vendas de combustíveis e, consequentemente, um maior número de quilómetros percorridos, a probabilidade de acidente, em abstracto, tende a aumentar, mas tal poderia contrariar o que sucedeu quando se verificou a situação oposta, ou seja, quando baixaram as vendas, e as distância percorridas, o facto é que a gravidade dos acidentes aumentou.

Podemos admitir que uma utilização mais intensiva de veículos com pouca manutenção, por vezes em condições inadequadas para circular, seja um dos factores decisivos, abrangendo aqui os comerciais, que, com o aumentar da actividade económica, tendem a ser mais utilizados, com as empresas a optar prioridades que não colocam nos primeiros lugares reparações ou mesmo manutenção, preferindo investimentos considerados como mais produtivos.

Entre estes aspectos, o aumento de vendas de pneus usados, muitas vezes sem condições de segurança, mesmo que estejam dentro da lei em termos de homologações e de rasto, indicia que estes podem estar na origem de muitos acidentes, estes particularmente graves, dado que um rebentamento, mesmo a velocidade moderada, pode ter consequências graves, sobretudo no caso de veículos pesados ou bastante carregados.

O aumento das vendas de veículos novos, ao contrário do que possa parecer, tem pouca influência na melhoria do parque no curto prazo, dado que, na sua esmagadora maioria, substituem não aqueles que estão em piores condições, mas um conjunto que, não sendo novos, também não terão muitos anos e se encontram razoavelmente ou bem mantidos, pertença de proprietários que possui os recursos para proceder à respectiva substituição.

domingo, agosto 30, 2015

Correias para transporte de volumes

Vendidos como cintos para equipas de remoção ou transportes de móveis, estas correias em lona, de alta resistência e com protecções nas zonas de contacto com os pulsos ou braços, têm uma utilidade variada e flexível, facilitando o transporte de cargas com algum peso, nominalmente até aos 900 quilos para uso conjunto das duas unidades.

Cada conjunto é composto por um par de correias, em cor laranja, com um comprimento de 264 centímetros e uma largura de 45 milímetros, com zonas de protecção onde é de esperar um contacto com a pele, e possibilidade de ajustar a extensão, em função do objecto a transportar e da estatura dos transportadores.

A utilização é simples, bastando passar as correias sob o volume a transportar e passar os braços sob a parte superior da correia, depois de ajustar devidamente o comprimento, de modo a que o objecto seja elevado e movido com o mínimo de esforço e o máximo de conforto possível.

O preço, pelo par, ronda os três Euros e meio, incluindo portes a partir da Ásia, o que, para este tipo de equipamento, bastante útil em expedições, é bastante favorável, acrescendo a vantagem da fácil acomodação, sendo ainda possível usar estas correias como auxiliar de fixação, de modo a acomodar melhor a carga transportada no interior do veículo, como complemento dos habituais esticadores.

sábado, agosto 29, 2015

Lente de Fresnel em formato de cartão de crédito

Um dos objectos interessantes e polivalentes que podem ser utilizados para diversos fins é a lente de Fresnel, em dimensão de cartão de crédito, que pode ser muito facilmente guardada numa carteira ou numa bolsa, eventualmente complementando alguma das ferramentas que temos vindo a descrever.

Destinados a serem utilizados como lupas, seja como forma de ampliação de objectos, seja como componente de diversos projectos, sendo exemplo aqueles que incluem energia solar, ou mesmo para dar início a uma pequena fogueira, estas lentes em plástico resistente podem ser ligeiramente dobradas ou deixadas cair sem que sofram danos.

Com 80 x 55 x 0.4 milímetros, e uma área útil ligeiramente inferior, é possível adquirir uma dezena destes pequenos espelhos por pouco mais de um Euro e meio, incluindo portes a partir da Ásia, o que permite utilizá-los não apenas na sua função original, mas também, depois de impressos, como cartões de visita.

Para quem trabalhe em artes visuais ou design, aconselhamos a adquirir alguns conjuntos, em diferentes cores, e fazer alguns testes, imprimindo algumas variantes, podendo obter um resultado interessante, completamente distinto do que hoje encontramos num mercado onde inovações são sempre bem acolhidas.

sexta-feira, agosto 28, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 19ª parte

Obviamente, em estrada aberta, ou fora de estrada, o erro diminui muito substancialmente, tornando-se negligenciável, o que permite exportar uma rota muito precisa mas que não dispensa a observação muito atenta do solo e de pontos de referência, pelo que a conjugação com as imagens continua a ser essencial.

Mesmo com a maior atenção a nível de posicionamento da câmara, cuja adequação pode ser aferida pela rapidez a obter sinal de GPS e pela ausência de interferências com o rádio, independentemente do posicionamento da antena de GPS no interior ou mesmo no exterior do veículo, verificamos que apenas em locais com sinal desobstruido, o que implica receber sinal em boas condições de pelo menos 3 satélites, a posição é determinada com a exactidão expectável, agora que o "selective availability" deixou de estar activo.

Daqui decorre, nalgumas zonas, a perda temporária do sinal de GPS, do que resulta a ausência de registo posicional ou, pontualmente, um erro flagrante em termos de posição, sem que, com isso, o sinal de fixação de sinal deixe de estar verde, o que facilmente induz em erro qualquer observador, sendo a falha apenas perceptível após descarregar o conteúdo da câmara, na altura em que este for visualizado via "Registrator Viewer".

Tal como anteriormente referimos, esta é uma solução que, pelo seu interesse em diversas áreas, tanto lúdicas como profissionais, justifica que seja devidamente acompanhada, adicionando novas informações sempre que estas surjam, revelando algumas especificidades menos claras ou intuitivas, que apenas se revelem em testes mais prolongados ou numa utilização contínua.

quinta-feira, agosto 27, 2015

Aumento de acidentes de viação chega à comunicação social - 1ª parte

Manifestamos diversas vezes preocupação com o aumento do número de acidentes de viação, bem como da gravidade dos mesmos, patente no crescente número de vítimas mortais, assunto que tem surgido nos noticiários, com alguns dados estatísticos que, revelando pouco, pois cada caso deve ser analizado individualmente, apontam alguma pistas.

O aumento do número de acidentados graves, mesmo em termos proporcionais, que ingeriram bebidas alcoólicas ou consumiram estupefaciente pode ser um dos aspectos mais relevantes, apontando no sentido de um aumento do consumo deste tipo de substâncias, algo que deve ser avaliado e analizado a nível da saúde mental e mesmo de um ponto de vista sociológico.

Constam das estatísticas os aumentos do consumo de anti depressivos e outra medicação prescrita em caso de problemas que implicam tratamento psiquiátrico, pelo que o aumento do número de condutores que conduzem sob o efeito dos mesmos é algo inevitável, tal como o facto de, assumindo que as prescrições fazem sentido, os mesmos possam não se encontrar nas melhores condições para o exercício da condução.

O aumento do consumo de álcool surge, pelo menos em parte, no seguimento desta vertente, com a possibilidade de corresponder não a uma opção, mesmo que discutível, pelo seu uso de forma relacionada com divertimento, mas como complemento, ou substituição, de algum tipo de medicação, facto que o torna duplamente perigoso.

quarta-feira, agosto 26, 2015

Despiste de auto tanque mata bombeiro - 2ª parte

O elevado número de acidentes com auto tanques, ou de potenciais acidentes, quando ocorrem falhas ou danos no veículo que comprometem a sua segurança, deve ser motivo de análise, na perspectiva de serem implementadas normas e medidas de segurança adequadas e periodicamente fiscalizadas, única forma de garantir que da utilização não resulta uma degradação excessiva da viatura.

A preocupação com os auto tanques resulta de diversos factores, sendo o peso o que surge como mais óbvio e de consequências mais conhecidas, não apenas a nível dinâmico, mas também no desgaste excessivo e rápido de diversos componentes mecânicos, mas também a nível dinâmico, alterando substancialmente distâncias de travagem e o comportamento em curva, particularmente perigoso quando o reservatório não esteja completamente cheio.

Um centro de gravidade elevado torna qualquer veículo, sobretudo os mais altos, difícil de controlar, mas quando acresce a deslocação do mesmo, o que sucede quando a água se movimenta dentro de um tanque parcialmente cheio, o perigo aumenta, algo que só um aumento a nível de segurança, que pode passar pela adição de uma estrutura de protecção, como um "roll bar", pode, de alguma forma, mitigar.

A obrigatoriedade de sistemas de protecção adicional, bem como do uso dos sistemas de retenção por parte de todos os ocupantes, não garantindo uma segurança absoluta, poderia evitar alguns dos desenlaces fatais de que o sucedido com o voluntário de S. Domingos de Rana é um exemplo do que a regulamentação tem que prevenir.

terça-feira, agosto 25, 2015

Óleos de motor Galp em promoção no Continente

Para além da associação entre as duas marcas e do sistema de descontos cruzados, os óleos para motor da Galp estão com um desconto de 30% nas lojas Continente, o que, caso se possa beneficiar de outro tipo de desconto adicional, resulta num preço francamente favorável.

Exemplos de preços são os 10W40 por 22.39 Euros e o 15W40 a 11.19, ambos para uma quantidade de 5 litros, estando disponíveis diversas outras especificações, com valores mais elevados para óleos 100% sintéticos, como o 5W40, que, não obstante os descontos, continua a superar os 40 Euros para a mesma quantidade.

Acresce, para os maiores compradores, a oferta, de um ano de combustível, prémios que serão atribuídos de acordo com o regulamento constante do folheto publicitário, sendo válidas as compras efectuadas durante a campanha, que decorre desde o dia 25 até ao dia 31 de Agosto.

Não obstante alguma falta de variedade, este desconto de 30%, com eventuais acréscimos ou rebates, não deixa de ser convidativo para todos quantos necessitem de adquirir óleo para motor e encontrem, entre a oferta disponível, um que corresponda exactamente às especificações recomendadas pelo fabricante do veículo.

segunda-feira, agosto 24, 2015

Quase 80% do país em seca extrema - 1ª parte

Com 79% do território nacional em seca extrema e os restantes 21% em seca moderada, a perspectiva de que a situação se agrave, caso não chova durante o próximo mês, e atinja níveis de seca grave no final do mês de Setembro, está a levantar preocupações e algum alarme, não apenas por parte de agricultores, dado que afecta toda a economia nacional e mesmo o bem estar e a segurança das populações.

Num ano particularmente seco, conforme os dados do primeiro semestre, mesmo que chova de acordo com o habitual durante o mês de Setembro, a situação de seca irá manter-se, confirmando uma perigosa tendência que se tem verificado nos últimos anos e que tem contribuído de forma muito negativa para a desertificação e despovoamento de parte do território nacional.

Dos três cenários criados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, apenas o menos previsível, que corresponde a um substancial aumento da pluviosidade terá algum impacto favorável, sabendo-se que, salvo situações absolutamente excepcionais ou anómalas, esta situação seria ultrapassada antes do termo de Outubro, altura em que a própria queda das temperaturas diminui a gravidade do problema.

A falta de água, para além do impacto na agricultura e na pecuária, tem comprometido meios dos bombeiros no abastecimento de água a populações mais isoladas, sobretudo no Interior Norte, e a secura dos solos e baixo nível de humidade tem potenciado a propagação dos fogos florestais, dificultando seriamente o combate.

domingo, agosto 23, 2015

Novas grades de tejadilho da Terrafirma

A Terrafirma apresentou um conjunto de novas grades de tejadilho, construidas em alumínio aliando uma grande resistência a um baixo peso, revestidas por uma camada de pintura a pó de cor negra, destinadas aos Discovery 1 e 2 e aos Defender 90 e 110 com tejadilho rígido.

Estas grades, em alumínio extrudido, tratado a quente de modo a garantir um bom equilíbrio entre flexibilidade e rigidez, incluem um conjunto de barras com ranhuras, de forma a que equipamentos adicionais, como tendas, sistemas de armazenamento, luzes ou outros acessórios possam ser adicionados com facilidade, ficando devidamente seguros.

As grades para os Discovery, de referência TF977, medem 2.2 x 1.4 metros, as destinadas aos Defender 90, TF976, têm as dimensões de 1.8 x 1.4 metros e as constuidas para os Defender 110, TF975, atingem os 2.8 x 1.4 metros, estando disponíveis, como complemento, escadas de acesso para os vários modelos, com as referências TF981 e TF980, respectivamente.

Este tipo de grade forma uma plataforma completamente plana, não acompanhando os contornos dos tejadilhos, o que, para quem pretenda montar uma tenda, pode ser vantajoso, sobretudo no caso dos Defender 90, que, sendo relativamente curtos, podem ter alguma vantagem nesta configuração, enquanto para os restantes modelos, mais longos, uma grade que siga o tejadilho pode apresentar algumas vantagens a nível de acomodação de carga.

sábado, agosto 22, 2015

"Shemagh" para diferentes situações - 3ª parte

Pelo contrário, as versões em tecido mais espesso, não sendo impermeáveis, pelo seu entrançado apertado e compacto, já oferecem alguma protecção temporária em caso de chuva, aguentando projecções de água sem que esta passe facilmente para o interior, mas demoram bem mais a secar, podendo revelar-se incómodas caso fiquem encharcadas.

No entanto, a espessura e consistência do tecido tem outras implicações, com o modelo original, concebido para o deserto, a revelar-se inadequado sempre que possa ficar preso, por exemplo, numa qualquer vegetação, com a possibilidade de rasgar com alguma facilidade, enquanto o modelo mais espesso, pela forma como o tecido é feito, só muito mais dificilmente fica preso, e, mesmo que tal aconteça, dificilmente se danifica.

No entanto, este tipo de "shemagh" perde parte do conceito original, tornando-se excessivamente quente com alguma facilidade e, o que será mais incómodo ainda, propenso a manter a transpiração no interior, vedando completamente qualquer passagem de ar, assumindo-se como um misto de cachecol ou capuz em tecido, do que como uma peça leve, destinada sobretudo a proteger do Sol e do vento.

Outra característica a ter em conta é que os "shemagh" nunca devem ser estampados, todos os padrões, seja o mais clássico, seja o mais elaborado, devem ser obtidos através de fios de diversas cores, com o habitual sistema de remate, através de nós, com as pontas soltas, a ser igualmente obrigatório.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin