quarta-feira, setembro 19, 2018

Ministério Público vai acusar 18 por crimes no incêndio de Pedrogão Grande - 3ª parte

Não se pode aceitar situações de responsabilidades colectivas e difusas, onde os vários intervenientes são julgados como um todo, e como um todo evitam condenações pelos actos mais graves que praticaram, nem o facilitismo que generaliza, penalizando a todos, mesmo os inocentes com penas suspensas ou multas, como forma de apaziguar ou consolar a opinião pública, algo que pode suceder quando uma condenação é necessária para justificar um longo e penoso processo.

Também não se pode converter um processo judicial num julgamento político, sendo de separar devidamente as duas áreas, sem que, caso um decisor político tenha sido negligente enquanto governante, para além da avaliação política, seja igualmente julgado pelos seus actos, ou pela ausência destes, num processo que deve evitar as contaminações que o jogo partidário tende a promover.

Apurar responsabilidades a todos os níveis é absolutamente essencial, e aqui incluímos os vários níveis hierárquicos e de decisão, como forma de evitar que, tal como acontece em tantos casos, apenas os mais frágeis ou vulneráveis, tipicamente em cargos subalternos, venham a suportar as culpas que, a bem ver, têm origem bem distinta, resultando de decisões muitas vezes de carácter político, cujas consequências nunca são devidamente avaliadas, nem os seus protagonistas devidamente responsabilizados.

Este será, sem dúvida, um processo longo e de desfecho algo imprevisível, seja pela sua complexidade, seja pela estrutura do processo judicial, sendo de prever que incidentes, recursos processuais de vária ordem, venha a atrasar um julgamento que venha a encerrar um dos capítulos mais lamentáveis da história nacional e que é necessário como contributo para a paz de todos aqueles que perderam entes queridos na tragédia de Pedrogão Grande.

terça-feira, setembro 18, 2018

Moldes para pequenas peças - 1ª parte

Existem diversos métodos para produzir pequenos moldes, destinados à produção de pequenas séries, sendo essencial ter como ponto de partida a peça a reproduzir, o que, neste caso, não se pretendendo contruir a peça de raiz, pode ser aquela que queremos substituir, desde que corrigida e com a forma correcta, e que será usado para dar origem ao molde a utlizar.

Os moldes mais baratos são aqueles que são feitos em silicone, um material facilmente moldável e que suporta bem a temperatura dos materiais mais utilizados para este fim, como as ligas metálicas com baixa temperatura de fusão, muito usadas em modelos, ou compostos sintéticos, muito semelhantes a vernizes ou a pequenas esferas plásticas que derretem em água a ferver.

Existem diferentes técnicas para preparar um molde, que irão depender do material a utilizar, que podem dar origem a uma única peça, o que implica um molde de duas peças, ou a duas peças, para o que um molde simples, de uma única peça, será o suficiente, sendo certo de que, num processo caseiro, o material a utilizar será vertido, por gravidade, e não introduzido por pressão, do que resultam algumas limitações.

A título de exemplo, o recurso a uma substância que solidifique por aquecimento, sob efeito da luz solar ou de uma lâmpada de ultra violetas, como as usadas para secar as unhas depois de pintadas, precisa de uma exposição adequada, pelo que um molde aberto, em duas peças, será o mais adequado, sendo necessário, neste caso, proceder à colagem das peças assim moldadas.

segunda-feira, setembro 17, 2018

Land Rover Owners de Outubro de 2018 já nas bancas

Já se encontra nos locais de venda habituais a edição de Outubro de 2018 da Land Rover Owners International, com um novíssimo Discovery 5, cheio de tecnologia, a merecer o destaque na capa, sendo testado até aos limites fora de estrada, num esforço para avaliar se a nova geração é uma digna sucessora de modelos onde a mecânica era primordial.

O restauro de um antigo Serie 2A, depois de anos de abandono, e que ganhou uma nova vida, um 101 "Forward Control" que continua a trabalhar, não obstante a sua idade, um Defender com uma preparação algo extrema e designado por "British Bulldog", e um artigo sobre os conhecidos guinchos da marca Winch merecem, igualmente uma leitura atenta.

O guia de compra do Range Rover L322, adaptado ao mercado inglês, mas com informações úteis para todos, as expedições, incluindo em antigos Serie, e um conjunto de artigos técnicos, onde a instalação de um suporte de rádio de 2 DIN num Defender merece especial interesse, serão igualmente úteis para muitos leitores.

Tal como acontece com outros números desta publicação, complementam esta edição os artigos que relatam as actividades de diversos clubes, a apresentação de novos produtos, bem como o teste prolongado a outros, mais antigos, sempre complementados pela extensa publicidade temática, a que acrescem as várias secções regulares, incluindo a colaboração dos leitores, ou a resposta a perguntas e dúvidas destes, naquela que continua a ser a publicação independente sobre Land Rover mais popular.

domingo, setembro 16, 2018

Passaporte da Estrada Nacional 2

Com o intuito de promover o potencial turístico dos concelhos atravessados pela Estrada Nacional 2, foi lançado um passaporte, que pode ser pedido gratuitamente, onde os viajantes poderão recolher as provas de atravessamento, sob a forma de carimbos, ficando assim com um comprovativo de presença, tal como acontece com os passaportes destinados a viagens internacionais.

Com 738.5 quilómetros, partindo de Chaves e terminando em Faro, a EN2, que para alguns é a "Route 66" portuguesa, encontra-se entre as estradas mais compridas do Mundo e é a maior na Europa, atravessando 11 distritos os distritos de Vila Real, Viseu, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Évora, Setúbal, Beja e Faro, ou seja, todo o País de Norte a Sul, numa enorme multiplicidade de cenários.

O número de pontos de interesse, alguns deles nas proximidades e que implicam pequenos desvios, é de tal forma elevado que existem publicações destinadas unicamente a esta estrada, tendo características muito diferentes nas várias zonas do País que são atravessadas, e que, conforme a altura do ano, terão paisagens muito diferentes, nalguns casos com implicações que se podem revelar complexas, como a presença de neve ou gelo.

Estão disponíveis na Internet os mapas, locais de interesse, possíveis programações de viagem, ou outras informações que proporcionem a todos quantos pretenderem percorrer esta longa estrada uma viagem interessante e segura, que se irá prolongar por vários dias, pelo que o planeamento terá que ser efectuado com a necessária atenção, independentemente do tipo de viagem que se pretenda efectuar, mesmo que recorrendo a um veículo que proporciona uma boa autonomia.

sábado, setembro 15, 2018

Caixas de rebites em plástico para veículos

Todos os veículos possuem rebites em plástico, destinados a fixar forros, abas ou outros acessórios, que, pelo material em que são construídos e pelos esforços a que são submetidos podem necessitar de substituição, o mesmo acontecendo, na maioria dos casos, quando a peça que prendem necessita de ser substituída.

Sendo uma peça extremamente barata, em termos individuais, dispor de uma reserva, composta por vários modelos, fará algum sentido, sobretudo quando o veículo já tem alguma idade ou é submetido a um desgaste superior ao normal, devendo-se selecionar um sortido que inclua os modelos e medidas mais comuns.

Estes são simples rebites aplicados por pressão, sem necessidade de nenhuma ferramenta para aplicação, que serão facilmente removidos com uma chave de fendas ou cortando a cabeça, sendo certo que, após a remoção, tendem a ficar danificados ou inutilizados, impondo-se a sua substituição.

Um caixa com 350 unidades das medidas mais comuns, na sua maioria em cor negra, mas com alguns rebites em cor clara, tem um preço que fica perto de 15 Euros, incluindo portes, existindo um sem número de alternativas, algumas mais baratas, mas com menos unidades, embora mantendo os mesmos modelos, o que permite numerosas opções de escolha adaptadas, naturalmente, ao investimento pretendido e ao modelo de veículo em causa.

sexta-feira, setembro 14, 2018

Arrancadores polivalentes - 2ª parte

Comum a virtualmente todos os modelos é a presença de conectores USB, para carregamento de dispositivos, um conjunto de lâmpadas "led", normalmente entre 3 e 4, com diferentes modos de operação, contínua, intermitente ou "strobe" e dois níveis de intensidade, com capacidade para operar até 72 horas, com a carga completa e sem que haja outras utilizações da bateria.

Com um peso que ronda as 600 gramas e de aproximadamente 17.5 x 7.5 x 3.5 centímetros, a que acresce o peso e volume de acessórios, como cabos e transformador, o que permite um fácil transporte e acomodação, este tipo de arrancador baseado numa bateria de polímeros de lítio, consegue efectuar até 25 arranques de uma viatura com sistema eléctrico de 12 volts, desde que com motores com menos de 4.0 litros de cilindrada, caso funcionem a gasolina, e 2.5 litros se a diesel.

Existem numerosos modelos, com preços completamente distintos, sendo critério base a corrente de pico necessária para arrancar o motor mais exigente daqueles em que se pretende utilizar o arrancador, seguindo-se, naturalmente, outros, como a possibilidade de alimentar computadores portáteis ou outros dispositivos electrónicos ou o tipo de iluminação proporcionada.

Havendo a possibilidade de comprar por um preço pouco superior num país comunitário, pensamos que a importação da Ásia pouco se justifica neste caso, sendo de verificar cuidadosamente as características, incluindo acessórios, como cabos, bolsa de transporte ou outros, podendo este tipo de equipamento revelar-se essencial quando em locais remotos, onde outras fontes de energia são difíceis de obter.

quinta-feira, setembro 13, 2018

Ministério Público vai acusar 18 por crimes no incêndio de Pedrogão Grande - 2ª parte

Tendo em conta a complexidade da evolução das chamas, da variação das condições climáticas ou de um conjunto de factores ambientais, bem como as reportadas falhas de redes de comunicações, será de prever uma longa disputa legal, com tentativas sucessivas de fazer transitar a responsabilidade ou de a diminuir com base nos diversos atenuantes conhecidos.

Sendo certo, segundo os dados conhecidos, que houve falhas a vários níveis, inclusivé a nível superior, porque aqueles que não estavam à altura das responsabilidades que assumiram foram nomeados por alguém, que foi escolhido por uma tutela política, esperamos que o apuramento não se restrinja apenas aos actores directos, mas também, e sobretudo, aos que contribuiram para que o cenário fosse criado, do que decorreu o sucedido.

Raramente se apuram por completo as responsabilidades de uma tragédia, com a diluição desta pelos numerosos intervenientes, esbatidos por circunstâncias consideradas atenuantes, mas que elas próprias são, em muitos casos, o resultado de negligências e erros, e protegidos pela sempre presente inevitabilidade, consubstanciada na falta de sorte tradicional que persegue os incautos e todos aqueles que descuram os seus deveres.

Estamos conscientes de que, mesmo que o processo tenha sido adequadamente instruído e baseado num conjunto sólido de provas, a sua complexidade irá dificultar condenações, mesmo face à tentação de responsabilizar, ainda que de forma muito moderada, alguns dos intervenientes, como forma de apaziguar a opinião pública e evitar a revolta contra o sistema judicial, no que pode resultar numa flagrante injustiça que irá penalizar, sobretudo, os mais vulneráveis de entre os acusados.

quarta-feira, setembro 12, 2018

Tendas em bolha insufláveis

Pouco conhecidas entre nós, as tendas insufláveis transparentes em formato de bolha são uma alternativa interessante face a modelos mais convencionais, proporcionando uma excelente visibilidade para o exterior e uma integração interessante no ambiente que as rodeia, podendo ser posicionadas livremente e removidas, sem que daí resulte um impacto ecológico negativo.

O modelo que hoje apresentamos tem dimensões de, aproximadamente, 3.5 metros de diâmetro, a que acresce perto de metro e meio do tunel de entrada, tendo uma estrutura que lhe permite alguma rigidez e um sistema de portas que funciona como válvula, com a circulação de ar, que resulta da acção de uma bomba, a ser essencial para que a tenda se mantenha erguida e rígida.

Construída em plástico PVC, a instalação deste tipo de tenda é simples, bastando escolher um local plano e sem objectos com arestas cortantes no solo e ligar a bomba de 370W, que carece de alimentação a 220V, que irá insuflar a tenda, o que implica a existência de corrente eléctrica nas proximidades, pelo que este não é um modelo para locais isolados ou remotos.

O conjunto, com a tenda e respectivos acessórios, bomba eléctrica, material de reparação e saco de transporte tem um preço que ronda o milhar de Euros, a que irão acrescer taxas alfandegárias, pelo que esta solução se revela competitiva para entidades que necessitem de um alojamento temporário, com características muito específicas, sendo uma delas a óbvia falta de privacidade, mas que proporcionem uma experiência muito diferente do habitual.

terça-feira, setembro 11, 2018

Ministério Público vai acusar 18 por crimes no incêndio de Pedrogão Grande - 1ª parte

Serão 18 os arguidos ligados ao incêndio de Pedrogão Grande, incluindo diversos comandantes operacionais da Protecção Civil a nivel distrital e comandos dos bombeiros locais, que, nalguns casos, serão acusados de 64 crimes de homicídio por negligência, para além de centenas de outros por danos corporais agravados e, quase certamente, muitos outros de danos, podendo acrescer novos crimes a uma lista já extensa.

Os sucessivos erros na condução das operações, a falha na avaliação da situação operacional, a falta de informação transmitida entre os elementos que combatiam a chamas e às próprias populações, que foram completamente abandonadas, encontram-se entre explicitadas no que será a acusação promovida pelo Ministério Público e que, provavelmente, será a mais grave de todas as que têm na origem um incêndio florestal

Funcionários da EDP, da Ascendi e ex-autarcas, que não efectuaram acções pelas quais eram responsáveis, como a manutenção e limpeza de faixas junto de estradas, o planeamento do território ou planos de defesa, serão igualmente acusados, sendo de prever que durante o mês de Setembro a acusação seja conhecida, no termo de um processo de inquérito complexo e que envolveu diversas entidades e um substancial esforço.

Naturalmente, no decurso do processo podem ser apurados novos factos que poderão dar origem à constituição de outros arguidos ou à instauração de processos autónomos, algo que, face à complexidade e extensão dos factos já conhecidos será previsível, esperando-se que algumas responsabilidades a nível hierárquico superior venham igualmente a ser apuradas, nomeadamente a nível de coordenação nacional ou de quem efectuou nomeações segundo critérios inexplicáveis.

segunda-feira, setembro 10, 2018

Repórter TVI: "O Compadrio" em Pedrógão - 4ª parte

Tal só é possível com a cumplicidade de muitas entidades, responsabilizando-se igualmente o Governo que entregou a coordenação, sem qualquer controle, a entidades locais, sem competências adequadas, vulneráveis a pressões e dirigidas, infelizmente, por quem parece, à luz das reportagens, não possuir a seriedade necessária para lidar com este tipo de fundos.

Igualmente lamentável é a alteração do regulamento do fundo Revita, que agora permite a venda das habitações recuperadas antes de decorrido o prazo de 10 anos, previsto em regulamentos anteriores, sendo manifesto que existe uma óbvia descoordenação, com o presidente da câmara de Pedrogão a declarar que ignora quanto dinheiro ainda se encontra disponível.

Não se podendo aceitar com a mais absurda incompetência, e quem não é capaz de desempenhar um cargo ou uma função não pode aceitar tal incumbência, é a nível criminal que se pode enquandrar o que se passa com a reconstrução das habitações destruídas em Pedrogão Grande, sendo óbvio que uma falha na investigação e condenação dos responsáveis, vai comprometer todas as acções de solidariedade propostas para um futuro próximo, sendo certo que as contribuições serão muito menores.

Os danos e prejuízos causados pela forma como a reconstrução de Pedrogão Grande são, efectivamente, incalculáveis, com os donativos a não serem encaminhados para o destino proposto, pelo que apenas uma punição exemplar pode, de alguma forma, evitar que futuras iniciativas de solidariedade sejam votadas ao fracasso, com o prejuízo óbvio daqueles a quem estas se destinavam.