sábado, maio 08, 2010

Motor de limpa-vidros traseiro de Defender - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
O motor do limpa-vidros traseiro do Defender

O motor dos limpa-vidros traseiros dos Defender, uma opção que foi ficando sucessivamente cada vez mais popular, sobretudo a partir de 1995, oferece vantagens evidentes, sobretudo em conjunto com o sistema de esguichos.

Infelizmente, esta é uma peça que, pela sua exposição, se pode avariar com alguma facilidade, o que implicada necessariamente a sua substituição, obrigando a adquirir um motor novo.

Este motor é uma peça dispendiosa quando adquirida junto do fabricante, com preços que rondam a centena e meia de euros, não incluindo a instalação, a qual, felizmente, é simples e pode ser efectuada mesmo por quem tenha escassa experiência de mecânica, carecendo de ferramentas que tipicamente existem em qualquer habitação.

Como alternativa, sugerimos a versão compatível da Bearmach, um conhecido fabricante de peças para Land Rover, que disponibiliza um modelo idêntico por um preço que ronda os setenta e cinco euros, a que acrescem portes a partir de Inglaterra.

sexta-feira, maio 07, 2010

Mais um ano de inspecção - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
As palas no Defender

Todos os proprietários de veículos automóveis com quatro anos ou mais, caso cumpram as obrigações legais, vêm-se na contingência de os submeter à Inspecção Periódica Obrigatória, algo que no caso dos todo o terreno, muitas vezes alterados, se pode tornar particularmente penoso.

No caso concreto do nosso Defender, foi necessário substituir temporariamente os pneus, colocando ums 750R16 homologados, cedidos pelo Alexandre Ideias, e instalar as palas e respectivos suportes, estes adquiridos no EBay inglês.

No caso das palas, optamos por adquirir um modelo genérico que cortamos na medida que consideramos mais adequada, e aparafusamos no suporte, escolhendo esta alternativa sobre a de adquirir uma folha em borracha que seria recortada de forma semelhante à dos dispendiosos originais.

No total, cada par de suportes, dianteiro e traseiro, custou pouco mais de uma dezena de euros, sendo de contar outro tanto para as palas em borracha, ou seja, com perto de quarenta euros é possível colocar a totalidade das palas, apesar de termos optado apenas pelas traseiras, que são obrigatórias.

Disponíveis as versões Land e Air 7.01 do CompeGPS - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um écran com várias janelas do CompeGPS

A possibilidade de usar múltiplas janelas, com diferentes opções bi e tridimensionais, melhora substancialmente a quantidade de informação disponível no écran, estando agora integrado com o FotoGPS, antes vendido como um producto independente.

Os "unicodes", concretamente o UTF-8, passam a ser suportados, facilitando o uso de linguagens com caracteres completamente diferentes, como o árabe, hebraico ou hindú, migrando correctamente entre computadores e aplicações.

Foi adicionado uma bússula bidimensional, quando antes apenas existia uma tridimensional, com a possibilidade de orientar o Norte de forma automática ou de efectuar rotações.

Os modelos de elevação digital, relevos ou mapas tridimensionais foram integrados na gestão de mapas, a qual foi unificada e tem uma estructura de árvore, mais intuitiva e de navegação mais fácil.

quinta-feira, maio 06, 2010

Plataforma Android vai suportar televisões e leitores de Blu-ray

Image Hosted by Imageshack
Um écran do Google Chrome

Inicialmente pensado para dispositivos móveis, mas posteriormente integrado em várias plataformas, o sistema operativo "Android", desenvolvido pela Google irá suportar televisores e leitores de Blu-Ray da Sony.

Prevê-se que seja no dia 19 de Maio que a nova plataforma, designada por "Dragonpoint", seja apresentada, permitindo que as aplicações desenhadas para os telefones inteligentes, ou "smartphones", possam ser usadas também nas televisões que suportem esta variante do Android.

Desta forma, aplicações tão populares como os mapas do Google, o acesso ao correio ou o "browser" "Chrome" serão igualmente utilizados em aparelhos de televisão, tornando-os não apenas mais interactivos, como flexibilizando a sua utilização.

Disponíveis as versões Land e Air 7.01 do CompeGPS - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um écran 3D do CompeGPS

Foram recentemente lançadas as versões 7.01 do CompeGPS Land e Air, introduzindo pequenas correcções na versão principal, a 7.0, correspondente a uma nova geração significativamente melhorada deste popular programa de orientação.

Entre as novas potencialidades, encontra-se a comunicação directa com o TwoNav Aventura/Sportiva/Evadeo, podendo visualizar-se uma árvore com a estrutura de dados, nas quais se incluem índices de mapas, percursos, pontos de passagem e rotas, sendo possível efectuar directamente operações com ficheiros.

A activação do sistema é mais linear, bastando aos detentores de uma licença introduzí-la e seguir alguns passos enquanto os restantes utilizadores devem escolher o modo livre, podendo usar em permanência as funções básicas e durante um mês as avançadas.

O modo 3D, que distingui o CompeGPS da concorrência, tem várias janelas, aumentando a flexibilidade e melhorando o desempenho, com mudanças de escala e de perspectiva mais eficazes e fluidas.

quarta-feira, maio 05, 2010

Bombeiros autuados pela GNR por falta de averbamento na carta - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância dos bombeiros

Conduzir veículos de socorro tem, obviamente, um conjunto de implicações que derivam da natureza urgente das missões e da complexidade das mesmas, mas a condução de ambulâncias de transporte, nas quais seguem doentes para tratamento, reveste-se de uma imprevisibilidade que também implica riscos.

Ao transportar doentes, dos quais uma elevada percentagem tem a saúde fragilizada, significa que pode haver um súbito agravamento do estado da mesma, obrigando a uma deslocação a maior velocidade numa viatura que não transporta os ocupantes nas mesmas condições de segurança de uma ambulância ou veículo de socorro.

As consequências de um acidente de uma ambulância de transporte, que pode transportar mais ocupantes, sentados e não acondicionados em macas, que apesar de tudo oferecem alguma protecção, podem facilmente ser mais graves do que um ocorrido com um veículo de socorro, pelo que as capacidades e formação dos condutores não pode ser descurada e terá que ir para além do exigível para o averbamento constante da legislação em vigor.

Muitas vezes menorizado, deve-se recordar que as distâncias percorridas pelas ambulâncias de transporte e a importância destas no tratamento de pacientes merece uma especial atenção, sendo um componente vital na organização do frágil sistema de saúde português, do qual depende muito da sua capacidade de resposta.

Lanterna solar com dínamo no Lidl

Image Hosted by Imageshack
A lanterna solar do Lidl

Aconselhamos desde há muito a ter uma lanterna em cada veículo, tendo proposto diversos modelos, com distintas funcionalidades, optando hoje por um equipamento que dispensa o uso de pilhas, sejam elas recarregáveis ou não, de forma e prevenir eventuais esquecimentos.

O modelo que hoje apresentamos possui uma bateria interna recarrgável de iões de lítio, de longa durabilidade a 3.6 volts, a qual é carregada através de um painel de células solares ou por movimento de um dínamo.

Completamente carregada, sem necessidade de ligações ou baterias, os 3 "leds" proporcionam até 50 minutos de iluminação, podendo, em situações de emergência, a recarga ser efectuada através do dínamo, sem a espera inerente ao carregamento por energia solar

Esta lanterna estará disponível nas lojas Lidl a partir de 2ª feira, dia 10 de Maio, pelo preço de 9.99 euros e é exemplificativo dos inúmeros modelos com características fora do comum que existem no mercado.

terça-feira, maio 04, 2010

De Land Rover até Xangai

Image Hosted by Imageshack
Um dos Land Rovers que participam na aventura

Quatro aventureiros portugueses, amigos de há muito, vão efectuar o percurso entre Leiria e Xangai ao volante de dois Land Rover, esperando terminar a viagem no dia 6 de Junho, no dia de Portugal na Exposição que se realiza naquela cidade chinesa.

Serão percorridos perto de 16.000 quilómetros e atravessados 13 países europeus e asiáticos, o que constitui uma dura prova para os participantes e para as viaturas, que percorrerão áreas inóspitas e onde os recursos escasseiam.

Para além de desejar boa sorte a estes aventureiros da família Land Rover, esperamos que esta viagem proporcione o material para a publicação de um livro, no qual sejam incluidos, por exemplo, detalhes do itinerário, a preparação dos veículos ou informações úteis sobre os países visitados.

Bombeiros autuados pela GNR por falta de averbamento na carta - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância da Cruz Vermelha

Nos últimos dias têm-se verificado situações nas quais condutores de ambulâncias de transporte dos bombeiros têm sido autuados pelos militares da Unidade Nacional de Trânsito da Guarda Nacional Republicana devido à ausência de averbamento para o Grupo 2, correspondendo a veículos de transporte de passageiros especiais.

A falta deste averbamento na carta de condução, que certifica que o condutor está habilitado para conduzir transportes especiais, implica o pagamento de uma coima no valor de 500 euros, difícil de suportar pelas corporações de bombeiros voluntários, sobretudo numa época de crise como aquela que atravessamos.

Sem por em causa o aspecto legal, concretamente o averbamento para o Grupo 2, esta exigência deve ser sobretudo enquadrada numa perspectiva de selecção, formação e acompanhamento dos condutores dos vários tipos de veículos ao serviço das corporações de bombeiros, sejam os destinados ao transporte, seja ao socorro.

Ao centrar a falha num aspecto legal, independentemente da sua legitimidade, corre-se o risco de esquecer o essencial, menorizando uma problemática complexa que tem vindo a adquirir novas dimensões à medida que aumentam as distâncias a percorrer na sequência das alterações do mapa de urgências e valências de atendimento hospitalar.

segunda-feira, maio 03, 2010

Coletes de cabedal do Exército Inglês

Image Hosted by Imageshack
Um colete de cabedal do Exército Inglês

Desde a 1ª Guerra Mundial que o Exército Inglês disponibiliza coletes de cabedal para efeitos de protecção dos uniformes dos seus militares que estavam envolvidos em trabalhos mais pesados ou em situações onde calor, fricção ou outros factores podiam danificar o fardamento.

Os coletes modernos, ao contrário dos modelos da Grande Guerra, inteiramente em cabedal, apenas têm a parte frontal e ombros em couro, tendo as costas e o forro em rede, de modo a evitar serem excessivamente quentes.

Os coletes são fechados por um fecho éclair de alta resistência e com abertura superior e inferior e ajustados na cintura por elásticos no mesmo padrão do camuflado britânico, designado por DPM ou Disruptive Pattern Material.

Existe uma multiplicidade de tamanhos disponíveis, tanto em termos de altura como de largura, mas todos são vendidos por meia dúzia de libras a que acrescem portes a partir de Inglaterra, aconselhando-se a encomendas conjuntas no sentido de reduzir o valor unitário de transporte.

Técnico de ambulância esfaqueado por indivíduo alcoolizado - 3ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância durante uma missão de socorro

Assim sendo, a alternativa é a de proporcionar protecção adquada aos socorristas ou a formação às forças policiais para que possam agir, seja de forma complementar, fornecendo condições de segurança, seja independentemente, desempenhando a totalidade das funções deste tipo de missão.

No entanto, a complexidade de situações, muitas das quais vão para além do que está ao alcance de um socorrista e implicam a presença de enfermeiros ou médicos, aponta sobretudo no sentido da complementaridade com uma força policial, a qual deverá estar presente no início da intervenção e até ser considerada dispensável.

Em contrapartida, considerar como crime público quaiquer agressões contra quem se encontre em missão de socorro, outra sugestão existente, parece uma decisão correcta, sendo que esta tipificação deveria abranger a generalidade das missões ou funções ao serviço do Estado onde exista risco, vindo a expandir-se desde as forças de segurança aos professores, podendo agora passar aos elementos do socorro.

Cabe ao Estado, através das instituições encarregues da segurança pública velar pela segurança de todos os cidadãos, com uma especial atenção para quantos, em virtude da sua profissão, são obrigados a expor-se a perigos resultantes de agressões, considerando-se que proporcionar meios de auto-defesa, para além de uma completa desregulação, implica riscos acrescidos, potenciando a novos níveis de violência.

domingo, maio 02, 2010

Apresentada a nova versão de MSN

Image Hosted by Imageshack
Um écran do novo MSN

A Microsoft, através do seu CEO, Steve Ballmer, apresentou as principais funcionalidades da nova versão do Windows Live Messenger, apostando sobretudo na integração com diversas plataformas e na maior interactividade.

Tal como se esperava, a nova versão do MSN está integrado com as redes sociais mais populares, como o Facebook, o MySpace e o Linkedine, suportando o envio e a recepção de vídeos em tempo real, em modos "online" e "offline".

A videochamada passa a suportar alta defenição, dependendo das capacidades dos equipamentos e da largura de banda disponível, bem como integração de resultados do motor de pesquisa da Microsoft, o Bing, sendo ainda possível integrar o Messenger Connect em "sites".

Outras funcionalidades, como a sincronização de actualizações, a partilha de uma única lista de endereços ou o acesso via telemóvel, já presentes nas últimas versões, de forma mais ou menos directa ou intuitiva, foram melhorados, esperando a Microsoft atrair ainda mais utilizadores para a plataforma de mensagens instantâneas mais conhecida do Mundo.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin