sábado, março 23, 2013

Em teste, o "Mobile Device Manager" - 5ª parte

Image Hosted by Google Um mapa com a localização e erro de perto de 10 metros

Outro aspecto a ter em conta é o posicionamento do equipamento, de forma a que possa receber o sinal dos satélites de GPS, bem como da rede móvel na sua vertente de transmissão de dados, o que pode implicar colocá-lo sobre o "tablier", ou seja, num local bem visível e exposto.

Naturalmente que poucos serão aqueles que associam um telemóvel a um sistema de seguimento, mas tal pode, obviamente ocorrer, sendo ainda possível que se verifique um furto, dada a exposição do equipamento, o que torna esta solução particularmente vulnerável em termos de segurança.

Em contrapartida, como forma de contribuir para uma localização mais rápida e precisa em situações tão simples como uma caminhada num local montanhoso, um passeio fora de estrada ou outro cenário onde possa ser necessário um socorro rápido, mesmo com as contingências inerentes à necessidade da existência de uma rede de dados, esta é uma solução interessante.

Assim, aconselhamos os nossos leitores a testar por sí próprios esta plataforma, e mesmo a activá-la, pois caso um dia seja necessário, todo o processo de localização pode ser francamente simplificado, o que, em caso de emergência, pode ser decisivo.

sexta-feira, março 22, 2013

Terminou mais uma fase do concurso "Acredita Portugal"

Image Hosted by Google Anúncio do apuramento para a 3ª Fase

Acabou de terminar, salvo eventuais adiamentos de última hora, mais uma fase do concurso "Acredita Portugal", neste caso a terceira, com a entrega das respostas a um questionário e um estudo de viabilidade, mantendo-nos em concurso com o projecto "Entre fantasmas e memórias".

De acordo com o calendário previsto, os 100 finalistas serão anunciados na próxima terça-feira, dia 26 de Março, devendo estar presentes a 13 ou 14 de Abril, em Lisboa, para apresentação presencial dos respectivos projecto, o que ditará a passagem à última fase.

Este é o passo mais difícil, onde se verifica um maior número de eliminações de projectos com alguma consistência, dado que a apresentação presencial implica uma muito maior disponibilidade do júri e mesmo dos concorrentes, sobretudo aqueles que residem em locais mais afastados da Capital.

Esperamos poder dar novidades quanto a este concurso durante a próxima semana e que, ao contrário da edição anterior, tenhamos sido apurados para a fase seguinte.

quarta-feira, março 20, 2013

Em teste, o "Mobile Device Manager" - 4ª parte

Image Hosted by Google Um bom complemento, uma câmara montada no veículo

Consideramos que esta seria a melhor opção, deixando sempre ao utilizador a possibilidade de escolha, sendo que assim o erro tenderia a ser inferior, sobretudo nas cidades, quando o sinal de GPS possa estar parcialmente bloqueado, do que resultaria uma maior precisão na localização e, caso o GPS desligasse sempre que possível, uma maior poupança da bateria.

Este acaba por ser outro problema nestes testes, dado que com o GPS ligado, bem como a transmissão de dados, seja via rede móvel, seja WiFi, o desgaste da bateria torna-se bastante rápido, pelo que deve estar previsto um sistema de carregamento dentro da viatura, caso se opte por um uso prolongado.

Se bem que a maioria dos equipamentos permita carregar através da tomada de isqueiro, usando adaptador próprio ou a combinação de um conector USB e o cabo incluido com o telemóvel, a experiência diz-nos que tal nem sempre é eficaz, podendo não carregar a bateria o suficiente.

Como alternativa, existe a possibilidade de recorrer ao transformador para 220 volts ligado a um inversor, uma solução bem mais dispendiosa, mas francamente mais eficaz, capaz de permitir um carregamento rápido e completo da bateria, independentemente do uso feito com o equipamento.

terça-feira, março 19, 2013

Em teste, o "Mobile Device Manager" - 3ª parte

Image Hosted by Google Um telemóvel Android com o "Mobile Device Manager"

Embora pouco prático, o recurso ao GPS em zonas abertas e ao GSM em locais onde a precisão do GPS seja fraca mas presente, o que implica desligar o GPS, acaba por obter os melhores resultados, mas, infelizmente, torna-se algo inexequível.

Desta forma, acabamos por optar por manter o GPS permanentemente ligado, mesmo sabendo que, em situações específicas, o resultado pode não ser o melhor, mas, perante as várias opções, esta acaba por ser a mais realista, o que penaliza o consumo de energia.

Algo que lamentamos, e que tem a ver com a concepção do "software", é o facto de este recorrer sempre ao GPS quando este está activo, mesmo nas situações onde a localização via rede móvel é mais eficaz, algo que poderia ser implementado por quem desenvolveu o produto.

Seria possível obter a localização recorrendo aos dois processos possíveis e escolher aquele que tem um erro menor, sendo ainda possível, mas mais polémico e que poderia ser deixado ao critério do utilizador, recorrer a uma combinação dos dois, tal como acontece com o AGPS ou Assisted GPS, onde os dois sistemas interagem.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin