sábado, maio 15, 2010

Nova tecnologia vai tornar Wi-Fi 10 vezes mais rápida

Image Hosted by Imageshack
Um adaptador USB Wi-Fi da Dlink

A Wi-Fi Alliance, um consórcio de empresas apoiantes desta tecnologia de ligações sem fios, anunciou que está a desenvolver uma tecnologia dez vez mais rápida que a actual e que esta deverá estar pronta para ser implementada daqui a dois anos.

A Wi-Fi Alliance tem trabalhado em conjunto com a Wireless Gigabit Alliance, um consórcio japonês idêntico e que procura igualmente desenvolver uma tecnologia sem fios substancialmente mais rápida que as actuais.

Uma das diferenças será a nível da frequência utilizada, que será no espectro dos 60 Gigahertz, enquanto as actuais usam os 2.4 e 5 GHz, sendo que na primeira destas frequências existem ainda a partilha com outros protocolos de comunicações.

A nova tecnologia permite transmissões de vídeos em alta defenição sem o recurso a cabos, novas possibilidades de vídeo-conferência e a substituição de um sem número de sistemas de cablagem.

sexta-feira, maio 14, 2010

Mini portátil 901 com Windows CE - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
O mini portátil 901 com Windows CE 6.0

O uso de PDA's com Windows CE é uma das opções possíveis para quem usa alguns programas de orientação ou navegação com mapas digitais e GPS, sendo possível estudar algumas alternativas de baixo custo.

O modelo que hoje descrevemos dispõe de um processador de 32 bits VIA ARM a 300 MHz, uma memória RAM de 128 Mb e um disco "flash" de 2 Gb, onde vem instalado o sistema operativo Windows CE 6.0, bem como programas de productividade que incluem o Internet Explorer, cliente de correio electrónico, WordPad, Excel, PowerPoint Viewer, PDF Reader, ImageViewer, MSN, Windows Media Player, etc.

O écran LCD de 7" tem uma resolução de 800 x 480 pixels e o teclado de 80 teclas suporta teclados externos via USB, sendo igualmente possível usar uma ligação USB para conectar um rato, que assim pode complementar ou substituir o "mouse pad".

Como ligações, estão disponíveis uma placa de rede Ethernet de 10/100 Mbits, uma WiFi 802.11b/g, com transmissão até 54 Mbits e 3 portas USB, sendo uma delas para uma "flash" e outras duas podem suportar o teclado e rato.

Ambulâncias do INEM com falta de equipamentos e medicamentos - 3ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância do INEM

A gestão correcta e integrada de um sistema de socorro, aliando as vertentes operacional e logística, é complexa e implica recursos sofisticados, mas integrar este conjunto com a rede de cuidados hospitalares é ainda mas complexo, se bem que absolutamente essencial.

Obviamente, quanto mais completa e integrada a visão, maior a complexidade e sofisticação do sistema que a suporta, mais rigoroso tem que ser o planeamento tal como a estrutura organizativa que gira toda a estrutura que terá que, de forma global, coordenar desde os meios de socorro às urgências hospitalares, encaminhando e seguindo os doentes desde o pedido de socorro até ao seu tratamento.

De igual forma, a logística, em termos físicos, incluindo distribuição e armazenamento de equipamentos ou medicamentos, deve ser integrada, estabelecendo-se princípios organizativos que permitam o reabastecimento de viaturas de socorro a partir de vários canais,

quinta-feira, maio 13, 2010

A mini câmara MD 80 - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Os componentes da câmara MD 80

O CMOS de 2.000.000 pixels, tem um angulo de visão de 62º e para ser usada como "webcam" ou para descarregar os vídeos, a MD 80 é ligada através de uma porta USB 1.1 ou 2.0 a um computador com sistemas operativos de 32 bits da Microsoft, que podem ser o 2000, XP, Vista ou Windows 7.

Para além da câmara, do cabo de ligação, correia, CD com "software" de suporte, caixa em silicone e adaptador de corrente, está incluido um sistema de fixação que permite utilizar a MD 80 nas mais diversas posições, composto por diversas peças de múltiplos usos.

Sem memória, que pode ser adquirida separadamente, esta câmara custa perto de doze euros, podendo, por exemplo, ser usada para filmar um trajecto ou uma viagem, fixa no interior de uma viatura, presa na roupa, no capacete, num cinto ou onde os diversos sistemas de fixação puderem ser utilizados.

Esta é uma opção que consideramos a ter em conta para quem pretenda uma câmara pouco dispendiosa que possa ser usada em múltiplas situações, podendo constituir uma alternativa interessante para quem, por exemplo, necessite de uma pequena "caixa negra" num veículo.

Remoção de panela de escape num Defender Td5 - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
O tubo de escape do nosso Defender

Este tubo pode ser adquirido numa loja especializada em ferragens ou numa especializada em peças para transformações, havendo diversos fabricantes que disponibilizam tubos na medida correcta, feitos num material adequado, com as junções realizadas de forma a facilitar a montagem.

A diferença tem a ver, essencialmente, com a facilidade de instalação, já que adquirindo o tubo de substituição numa loja especializada, o trabalho consiste em desaparafusar o tubo existente e aparafusar no local o novo, algo que se faz com a maior facilidade e rapidez.

O método mais económico é, obviamente, o de remover a secção a substituir e soldar um tubo directo, sendo o resultado funcionalmente equivalente, mas perdendo-se a peça original que pode ser útil para apresentar o veículo na Inspecção Periódica Obrigatória onde esta alteração é imediatamente detectada.

Uma linha de escape mais livre melhora a resposta, mas diminui a velocidade máxima, modificando o som do motor, e, caso o catalizador seja removido, aumentando o nível de emissão de gases poluentes, pelo que, entre vantagens e desvantagens, caberá a cada um decidir de acordo com as respectivas prioridades.

quarta-feira, maio 12, 2010

A mini câmara MD 80 - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
A câmara MD 80

A crescente miniaturização tem permitido que equipamentos antes pouco transportáveis possam agora ser de tal forma pequenos que seja possível utilizá-los em circunstâncias recentemente impensáveis.

A câmara MD 80 é exemplo desta miniaturização, com apenas 55 x 28 x 20 mm, um peso de 50 gramas, mas um desempenho que permite gravar até 30 imagens por segundo com resoluções de 720 x 480 pixels, podendo operar em baixas condições de luminosidade, com um mínimo de 1 Lux.

Este equipamento suporta memórias micro SD de até 8 Gb, correspondendo a mais de cinco horas de gravação em formato AVI, incluindo vídeo e áudio, podendo a gravação ser activada por voz ou manualmente e dispondo de um "led" indicador de actividade.

A MD 80 tem uma bateria interna de lítio de 260 mAh, recarregável, com capacidade para duas horas de operação, o que implica a sua mudança caso se pretenda usar o máximo de memória de uma só vez de forma autónoma, podendo operar ligada a um alimentador, de modo a evitar interrupções.

Disponíveis as versões Land e Air 7.01 do CompeGPS - 3ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma imagem de satélite no CompeGPS

Foram adicionados novos mapas na escala 1/25.000 e novas ortofotos do Instituto Geográfico Espanhol, com novos relevos e informação sobre o terreno, sendo igualmente adicionada uma projecção elíptica de Mercator, em adição à projecção esférica, bem como os "datuns" da Bégica e Eslovénia.

A compatibilidade com os mapas Touratech QV, embora com limitações, foi igualmente adicionada, bem como novas características e funcionalidades a nível de "roadbooks", sendo possível incluir "croquis" e novos "icons" que facilitem a orientação no terreno.

Uma nova funcionalidade é a de permitir modificar todos os pontos de passagem de um dado ficheiro, alterando propriedades específicas de uma só vez.

Também a nível de comunicações, existem melhoramentos, com um sistema de ligação directa dos GPS, podendo também conectar-se com o TwoNav iPhone, sendo agora mais fácil proceder à transferência de ficheiros.

terça-feira, maio 11, 2010

Remoção de panela de escape num Defender Td5 - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
O tubo de substituição da panela de escape do Defender

Existem diversos equipamentos que baixam a potência dos veículos automóveis, nomeadamente aqueles que restringem os fluxos de gases, sejam a nível de admissão, como a EGR, cuja remoção abordamos em textos anteriores, ou no escape, onde catalisadores e panelas constituem obstáculos ou restrições.

Se entendermos o motor como uma bomba de ar, uma das técnicas mais utilizadas para aumentar a potência é facilitar os fluxos de gases, diminuindo os obstáculos que, no caso da saída, implica alterações a nível da linha de escape, tornando-a mais livre e desimpedida.

Uma das opções possíveis é a de remover o catalizador, que ainda não se encontrava presente nos primeiros Td5, ou eliminar a panela de escape, tornando-o bastante mais directo, o que irá afectar o rendimento.

No caso do nosso Defender, de 1999, não existiria catalizador, mas tão somente uma panela central, a qual foi removida cortando-se a secção onde esta se encontrava, a qual foi substituida por um tubo de igual diametro devidamente soldado.

Ambulâncias do INEM com falta de equipamentos e medicamentos - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância do INEM

O INEM apenas reconhece a falha numa ambulância, situação que terá sido corrigida, justificando o atraso com dificuldades de entrega por parte dos laboratórios e como o facto de a visita Papal, a peregrinação a Fátima e o que foi considerado um "consumo anormal de medicamentos".

Apesar de haver alguma contradição nesta posição com a da Associação de Emergência Médica Pré-Hospitalar (AEMPH), que já alertara previamente para problemas logísticos que o INEM afirmou desconhecer, e independentemente de ter ou não havido consequências, esta é uma situação que implica riscos para os doentes.

O socorro, para além da estrutura operacional, implica uma logística eficaz, com reservas adequadas e um sistema de alerta capaz de notificar atempadamente da necessidade de reposição de stock ou da sua substituição, caso existam situações de perda de validade.

Esta última questão pode ser a mais difícil de controlar, dado que implica a identificação e seguimento de cada lote de forma individualizada, alertando antecipadamente seja para a prioridade de utilização, seja para a sua susbtituição, caso tal não se verifique.

segunda-feira, maio 10, 2010

Motor de limpa-vidros traseiro de Defender - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
O limpa-vidros traseiro do Defender

Para desmontar o motor é necessário remover a peça em plástico que o cobre, fixa apenas por um par de parafusos, após o que se remove a escova exterior e o único parafuso que prende o motor à porta.

Seguidamente, são desconectadas as duas fichas eléctricas, ficando o motor completamente solto, bastando fazê-lo deslizar ao longo do veio que prende a escova, sendo a montagem proceder aos mesmos passos pela ordem e sentido inverso.

Alertamos para a necessidade de isolar correctamente o motor, evitando que entre água ou poeiras e tendo o cuidado de lubrificar adequadamente as partes mecânicas, facilmente acessíveis removendo a protecção em plástico.

Tendo em conta a diferença de preço e o uso algo ocasional do limpa-parabrisas traseiro, aconselhamos a recorrer a um motor não original, caso seja necessário proceder à sua substituição, dado que o preço pedido pela Land Rover parece algo absurdo face ao equipamento em causa.

Ambulâncias do INEM com falta de equipamentos e medicamentos - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância do INEM

Têm-se verificado falta de diverso tipo de equipamentos e medicamentos nas ambulâncias de emergência ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), incluindo máscaras de oxigénio, soro fisiológico e paracetamol.

Esta situação, que afecta as ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV), responsáveis pelo transporte de doentes em estado grave e que actuam muitas vezes em locais isolados, onde foram encerrados serviços de atendimento, atinge contornos de séria gravidade.

Em muitos casos, não existem reservas, para além dos equipamentos e medicamentos que se encontram no interior das ambulâncias, acabando por ser reabastecidos pelos hospitais, a pedido das próprias tripulações, e não pelos canais normais da logística do INEM.

Este problema não é inédito, mas terá assumido recentemente contornos de maior gravidade, afectando inclusivé unidades envolvidas na extensa operação de recepção do Papa Bento XVI a decorrer esta semana.

domingo, maio 09, 2010

Mais um ano de inspecção - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
O aspecto do Defender com os pneus homologados

Outra falha, esta num equipamento opcional, mas que estando presente teria que estar funcional, obrigou a remover o limpa para-brisas traseiro, tapando a saída do braço e a abertura no forro da porta, sendo que a questão da aquisição de um substituto e respectiva instalação será abordada em textos separados.

Como nota final, não podemos deixar de manifestar o nosso agradecimento ao inspector do centro da Controlauto do Aeroporto que inspeccionou o Defender, o qual, ao invês de se limitar a averbar as deficiências existentes, optou por corrigí-las, ajustando o foco dos faróis e dando sugestões de manutenção.

É da maior importância que os inspectores assumam, como neste caso, uma perspectiva positiva, no sentido de solucionar pequenos problemas que não comprometam a segurança dos veículos, ao invés de os reprovarem, dado que muitas dessas viaturas irão circular mesmo sem aprovação e mantendo os problemas que determinaram a sua não aprovação.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin