sábado, janeiro 04, 2014

Localizadores por uma dúzia de Euros - 2ª parte

Image Hosted by Google Um localizador de baixo custo

Recorrendo a esta opção, basicamente temos uma funcionalidade de telemóvel, restringido apenas a comunicações de voz e aos 9 números que pode gravar, mas que não deixa de ser interessante para quem use sobretudo este tipo de comunicação e pretenda um equipamento muito fácil de utilizar.

Ficam de parte funcionalidades implementadas em modelos mais dispendiosos, como as comunicações via GPRS, que permitem a gestão centralizada, os avisos de excesso de velocidade ou os diversos níveis de segurança, entre outros, mas tal pode ser dispensado para muitos utilizadores, para quem saber a localização é o suficiente.

Por pouco mais de uma dúzia de Euros, incluindo portes a partir da Ásia, pode-se obter este equipamento, acompanhado de um auricular, cabo USB para alimentação e manual de utilização, um valor mais do que acessível e que permite uma tranquilidade acrescida em numerosas situações, incluindo a nível do socorro ou emergência.

Assim, começa a ser indesculpável a inexistência ou a não disponibilização de um localizador individual com base no seu custo, agora completamente marginal, pelo que apenas o desconhecimento pode justificar a sua não atribuição sempre que tal seja considerado como aconselhável.

sexta-feira, janeiro 03, 2014

Localizadores por uma dúzia de Euros - 1ª parte

Image Hosted by Google Um localizador de baixo custo

Abordamos diversos modelos de localizadores, sobretudo aqueles que se baseiam no modelo original da Xexun, os quais apresentam agora preços muito acessíveis, mantendo um bom nível de compatibilidade com o localizador do qual derivam, mas, para quem pretenda uma solução ainda mais barata, existem alternativas.

Por pouco mais de uma dúzia de Euros, um pequeno localizador, que mede apenas 44 x 37 x 12 mm, alimentado por uma bateria interna que assegura um "stand by" que vai até 7 dias, e compatível com as redes móveis que operam nas bandas dos 850 / 900 / 1800 /1900 mHz, pode ser a escolha adequada.

O funcionamento é semelhante ao dos restantes modelos, podendo a localização ser pedida através do envio de um SMS ou da efectivação de uma chamada telefónica, após o que o localizador responde com um SMS com a posição actual e um "link" da mesma para um mapa digital.

São também implementadas as funções de barreira electrónica, com envio de aviso caso o equipamento saia de uma área pré estabelecida, o registo de posições, reconstituindo o percurso realizado, botão de SOS, que envia uma mensagem com localização para um dado número, mas também comunicações de voz, caso o auricular esteja instalado.

quinta-feira, janeiro 02, 2014

Para onde vão os dinheiros públicos... - 3ª parte



Filmamos enquanto percorriamos a Magalhães Lima, circulando entre duas filas de veículos estacionados, que deixam entre sí apenas uma estreita faixa de rodagem que facilmente fica bloqueada pela execução de uma manobra, terminando num entroncamento mesmo frente ao Liceu, onde se tem que efectuar uma apertada curva para a direita.

Seja a ausência de delimitadores, seja a estreiteza da via, potenciando o aparecimento súbito de peões, seja pela forma como o trânsito é encaminhado, tudo parece carecer de sentido, escapar a qualquer lógica e contrariar a totalidade dos objectivos que se propunham ser atingidos.

Agrava o problema o desviar o trânsito para vias ainda mais estreitas, onde as manobras se tornam difíceis ou mesmo impossíveis para veículos de maiores dimensões, sendo, desde já, de prever o aumento do número de acidentes nessas ruas, sem que diminuam na zona directamente intervencionada onde os acidentes envolvendo veículos ou peões eram raros.

E se tudo fica pior em termos de circulação e de segurança, fica igualmente pior o erário público, ao suportar o custo de uma obras que prejudicam todos, muitos dos quais, residentes na área, já se começaram a mobilizar no sentido de contestar estas alterações, propondo-se revertê-las, do que resultará, obviamente, a duplicação dos custos desta triste aventura.

quarta-feira, janeiro 01, 2014

Feliz 2014

Image Hosted by Google Feliz Ano de 21014

No início deste novo ano, desejamos a todos os nossos amigos e leitores um muito Feliz 2014, no qual os vossos desejos se tornem realidade.

Esta é, sobretudo, uma altura de celebração, pelo que não vamos analisar o difícil ano de 2013 que agora termina, e menos ainda perder-nos em considerações ou previsões para o futuro, optando por deixar, sobretudo, uma mensagem de esperança e de confiança no futuro.

A todos, desejamos um Feliz 2014 com muita felicidade, alegria e paz.

terça-feira, dezembro 31, 2013

Alterações ao "Código da estrada" entram em vigor dia 01 de Janeiro

Image Hosted by Google Circulação em rotunda

Foram introduzidas numerosas alterações no "Código da Estrada", através da Lei nº 72/2013, de 03 de Setembro, correspondendo à 13ª alteração do código datado de 1994, e a primeira alteração relativa às alterações introduzidas em 2005, do que resulta um documento que apresenta numerosas diferenças face aquele em que se baseia.

As alterações mais discutidas têm sido as que versam a circulação em rotundas, as que regulam a circulação de velocípedes, bem como a sua interacção com outros veículos, alterações nas taxas de alcoolémia ou a implementação de alguns conceitos, mas existem numerosas outras diferenças, mesmo a nível administrativo ou processual.

Entre as alterações surgem algumas difíceis de entender, com a proibição de auriculares duplos, mesmo que um não esteja em uso, a dispensa do uso de cadeira para crianças com mais de 135 de altura, independentemente do peso ou da constituição física desde que até aos 12 anos idade, a permissão dos ciclistas circularem a par em determinadas situações, cuja avaliação é subjectiva, só para mencionar algumas daquelas que mais estranhamos.

Dado que o desconhecimento da lei não dispensa o seu cumprimento, sugerimos aos nossos leitores que descarreguem, através da ligação incluida, que inclui as alterações e o formato final do "Código da Estrada", em formato PDF, e se familiarizem com as alterações com maior significado prático, de onde poderão resultar consequências mais gravosas.

segunda-feira, dezembro 30, 2013

Para onde vão os dinheiros públicos... - 2ª parte

Image Hosted by Google Parte do folheto distribuido aos moradores

No projecto inicial, integrado numa "Zona 30", que visa reduzir a velocidade de circulação, a rua que a intercepta teria dois sentidos de circulação, acedendo à Magalhães Lima, transformada numa "zona partilhada (de coexistência entre peões e veículos)" algo que surge como o oposto de qualquer princípio de segurança.

O estreito corredor destinado à circulação de veículos fica restringido a moradores, ficando por esclarecer quem fica efectivamente incluido neste grupo restrito, mas que, em princípio, serão os habitantes do bairro, desviando-se o restante trânsito para as estreitas ruas que circundam a avenida e onde os acidentes são mais numerosos e com tendência a aumentar.

Muito mais eficaz seria replicar ao longo da Avenida Magalhães Lima a disposição que foi efectuada no início da mesma, com os passeios seriam em calçada portuguesa, estacionamento em espinho, circulação central e os desnivelamentos adequados a que peões e veículos circulem em maior segurança.

Ao adoptar a solução actual, os desníveis inerente aos passeios perdem-se, passando os peões e os veículos, em andamento ou estacionados, a ficar no mesmo plano, pelo que desaparecem barreiras físicas ou ressaltos delimitadores, que, mesmo não impedindo a circulação, avisam o condutor de que estará sobre uma superfície diferente.

domingo, dezembro 29, 2013

O "GPS Tracker Car TK SMS" - 4ª parte

Image Hosted by Google Écran do "GPS Tracker Car TK SMS"

Existem outras variantes, algumas que podemos considerar como clandestinas, e que podem não se encontrar listadas, mas o suporte da aplicação promete auxiliar os utilizadores caso surjam problemas de compatibilidade entre o programa e o localizador, modificando o programa em versões futuras ou descobrindo se existe um perfil adequado sob um nome diferente.

O manual e dicas sobre a utilização deste programa, que suporta inglês, português, espanhol, italiano, francês, holandês, polaco e russo pode ser encontrado em http://australsystems.wordpress.com/ justificando-se a visita a este "site" mesmo não havendo dúvidas ou dificuldades de utilização, dada a quantidade de informação e ideias aí disponibilizadas.

Para quem pretenda a totalidade das funcionalidades, a versão paga custa 5.85 Euros, sendo este um valor que será facilmente justificável para todos quantos pretendam um uso mais profissional dos localizadores ou disponham de mais do que uma unidade, algo que ultrapassa as capacidades de gestão da versão não paga.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin