sábado, março 10, 2012

Caça à multa? - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Os pneus 265/75R16

Se bem que os pneus em uso bem necessitassem de reforma, o cada vez maior número de operações "stop" e o elevado valor das multas apressaram a sua substituição para uso comum e implicaram a escolha de uma medida homologada, única forma de circular com tranquilidade.

O uso de pneus não homologados, para além de implicarem o pagamento de uma multa de 250 Euros, podem levar à apreensão dos documentos e à obrigatoriedade de submeter o veículo a uma inspecção do tipo B, onde serão verificadas todas as desconformidades que possam ter resultado de alterações.

Dado que a grande maioria dos adeptos do todo o terreno introduziu algum tipo de alteração no seu veículo, que pode ser uma suspensão mais elevada ou mais rígida, um para-choques diferente ou uma modificação na linha de escape, a aprovação numa inspecção tipo B pode implicar repor a configuração de origem, o que resulta num custo absurdo.

É de notar que, em muitos, se não na maioria das situações, as peças de origem já não existem ou encontram-se com um grau de desgaste que as torna francamente mais perigosas do que aquelas, mesmo não homologadas, que as substituiram, situação que obrigaria a adquirir peças novas idênticas às de origem, o que resulta francamente dispendioso.

sexta-feira, março 09, 2012

Caça à multa? - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Os pneus 265/75R16

No dia em que nos cruzamos com 3 operações "stop", chegaram os pneus 265/75R16 homologados que adquirmos para substituir os 33/12.5R15, particularmente difíceis de homologar devido ao elevado "offset" das jantes.

Já por diversas vezes nos deparamos com este tipo de operação, que consideramos absolutamente necessária para a segurança rodoviária e não só, mas nunca com tanta frequência como nos últimos dias, o que indicía um aumento de intensidade na fiscalização.

Naturalmente que, para além da detecção de situações que merecem reprovação e respectiva sanção, a probabilidade de as alterações introduzidas nos veículos, muitas delas aumentam a segurança dos mesmos, também são consideradas como fora da legalidade, implicando consequências legais que podem resultar no pagamento de multas de valor elevado.

Entre os problemas mais comuns, porque facilmente detectáveis, encontra-se a questão dos pneus, cuja não conformidade com a documentação do veículo tem, salvo devido à compreensão dos agentes da autoridade, como resultado uma pesada sanção.

quinta-feira, março 08, 2012

É no Sul da Europa que mais se morre de frio - 3ª parte

Image Hosted by ImageShack
Baixas temperaturas em Portugal

Quando foram adoptadas um conjunto de medidas restritivas, que efectivamente diminuem a qualidade de vida das populações e as afastam de cuidados de saúde primários, coloca-se em risco grave aqueles que são mais vulneráveis, sobretudo os mais isolados ou não têm quem deles cuide.

Objectivamente, as políticas de contenção estão a provocar vítimas mortais, sendo, naturalmente, de equacionar se a escala de valores pelas quais nos regemos é justa ou, sequer, aceitável, à luz dos princípios que consideramos essenciais para a vida em sociedade.

Não pomos em causa o princípio de viver de acordo com as possibilidades existente, nem o facto de os recursos disponíveis serem limitados, mas questionamos as opções que prevelegiam instituições em detrimento das pessoas e colocam em causa princípios básicos de solidariedade, essenciais para a coesão social e para o desenvolvimento do País.

Torna-se necessário rever este conjunto de opções, que aumentam as assimetrias e comprometem seriamente a coesão nacional, bem como um conjunto de princípios orientadores que deviam ser comuns a todas as forças políticas, tal como aos cidadãos em geral, e que não têm tido a oposição que a sua injustiça e gravidade configuram.

quarta-feira, março 07, 2012

É no Sul da Europa que mais se morre de frio - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Baixas temperaturas em Portugal

Associado ao tempo frio, surgem normalmente gripes e outras infecções respiratórias, que potenciam outras enfermidades, resultando muitas vezes em doenças graves ou mesmo fatais, que se agravam rapidamente perante a falta de cuidados médicos atempados.

O encerramento de serviços de atendimento, o aumento dos custos de transporte de doentes e de custos inerentes aos tratamentos, passando pelas consultas e pelo preço dos medicamentos, incluindo aqui a diminuição de comparticipações, contribui para uma maior vulnerabilidade das populações, numa dimensão dificilmente quantificável.

A falta de recursos económicos leva, inevitavelmente, ao adiar de algumas opções, como a deslocação a uma consulta ou a aquisição de medicamentos, contribuindo para o agravamento do estado de saúde e, infelizmente, para que situações irreversíveis possam suceder, sendo esta uma situação que não duvidamos se esteja a multiplicar entre nós.

Só assim se compreende que num Inverno que não foi dos mais rigorosos, o número de vítimas do frio seja elevado, muito para além do que o clima pode justificar, correndo-se o risco de esta situação se prolongar durante o tempo frio e, por razões diferentes, voltar a decorrer nos meses de maior calor.

terça-feira, março 06, 2012

Botas militares Altama no EBay - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Botas militares Altama

O mais problemático acabam por ser os portes, que rondam a vintena de Euros, comparado com apenas uma dezena para as botas, pelo que se justifica optar por uma encomenda com algum volume e negociar os portes, mesmo que implique uma maior demora e pagamento de direitos alfandegários.

Também o facto de este lote, por exemplo, ser do tamanho americano 7, correspondente ao 40 europeu, levanta problemas adicionais, mesmo admitindo que existe alguma flexibilidade neste tipo de calçado que se destina a ser usado com palmilhas e um ou dois pares de meias.

Pela sua qualidade, caso seja possível acordar um menor custo de transporte unitário, esta é uma opção a ter em conta, sobretudo como antecipação do tempo quente que se aproxima, o que implica encomendar com alguma antecedência.

É no Sul da Europa que mais se morre de frio - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Baixas temperaturas em Portugal

Ao contrário do que muitos pensam, é nos países do Sul onde morrem mais cidadãos da Comunidade Europeia devido a baixas temperaturas, contrariando a ideia comum de que no Norte da Europa, onde as temperaturas descem mais, é onde o frio causa mais vítimas.

Vários factores contribuem para esta situação, começando na construção das habitações e nas infra estruturas existentes e passando pela maior adequação do vestuário e habituação a temperaturas mais baixas, mas existem outros factores a contribuir, alguns dos quais são penalizadores para o nosso País.

Associado em parte à crise que atravessamos, o enfraquecimento dos mais idosos, muitas vezes privados de uma alimentação adequada e de medicamentos, de forma total ou parcial dada a escassez de recursos financeiros, também tem contribuido de forma decisiva para este número, com Portugal, infelizmente, em local de destaque.

No nosso País as assimetrias em termos de recursos económicos e financeiros atinge um nível superior ao dos restantes países comunitários, com os menos favorecidos a terem francamente menos recursos e apoio do que noutros países, tornando-se assim particularmente vulneráveis.

segunda-feira, março 05, 2012

Botas militares Altama no EBay - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Botas militares Altama

As botas Altama, nos seus vários modelos, são utilizadas por diversas forças militares, nomeadamente as americanas, estando actualmente disponíveis em grandes quantidades, se bem que em tamanhos específicos, dada a redução do esforço militar americano em teatros de operações, nomeadamente no Iraque.

As botas destinadas a serem usadas nesse país são do modelo para altas temperaturas, com a parte superior em Cordura de alta resistência e anilhas de atacadores com interior em alumínio, sendo na cor amarelo areia, adequada a uma camuflagem neste tipo de cenário.

A sola é de borracha reforçada, de boa qualidade e resistente, tal como se exige de um artigo de fardamento ou equipamento militar, sendo incluidas as instruções destinadas a uso e manutenção em teatro de operações.

As botas tipo II para tempo quente são bastante flexíveis, fáceis e confortáveis de usar, protegendo bem a zona dos tornozelos, embora sem oferecerem a mesma protecção dos modelos em couro, mais pesados e mais quentes, que são mais adequados ao tempo frio e chuvoso dado serem também mais estanques.

domingo, março 04, 2012

Land Rover Owners de Abril de 2012 já nas bancas

Image Hosted by ImageShack
A capa da LRO de Abril de 2011

Já se encontra nas bancas a revista Land Rover Owners de Abril de 2012, merecendo um justo destaque o longo artigo de 14 páginas sobre uma dúzia de preparações de Defenders, abrangendo diversas variações e modelos.

Para quem tem um Discovery 300 Tdi, um artigo sobre as pequenas reparações mais comuns e algumas modificações, merece especial atenção, destacando-se igualmente, sobretudo para quem tem um interesse especial na área do socorro, as técnicas e preparação de uma equipa que usa um Defender para salvamentos em áreas remotas.

Também são interessantes os artigos que versam os modelos mais recentes, entre os quais o Evoque, com um extenso teste deste Land Rover no Sahara, onde foi submetido a uma dura prova, na qual passou com distinção.

Esta é a publicação da especialidade da nossa preferência, com bastante mais de duas centenas de páginas, onde coexistem artigos de interesse e publicidade orientada, pelo preço de pouco mais de sete Euros, razão pela qual a continuamos a recomendar aos nossos leitores.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin