sábado, outubro 04, 2014

Mapas militares soviéticos - 2ª parte

Existem mapas na escala 1/50.000 que funcionam em conjunto com ficheiros de extensão "map", permitindo assim serem utilizados em conjunto com o OziExplorer ou com outros programas que usem o mesmo formato, sem a necessidade de novos procedimentos, que seriam complexos face a alguma falta de informação.

As digitalizações nem sempre são da melhor qualidade, não denotando o mesmo profissionalismo das cartas provenientes do Instituto Geográfico do Exército a que muitos de nós estão habituados, sendo exemplo desta qualidade o pequeno excerto que incluimos, descarregado e cortado sem qualquer alteração do respectivo original.

Fora da Europa, seja no Norte de África, no Médio ou Extremo Oriente, ou na Europa de Leste, os mapas de origem soviética, alguns dos quais foram melhorados já durante o actual regime Russo, constituem uma alternativa a ter em conta face aos mapas produzidos no Ocidente, muitas vezes dispendiosos e nem sempre com o melhor conhecimento do terreno.

Mesmo que para fins comparativos, ou como recurso para uma situação de emergência, sugerimos aos nossos leitores que conservem as ligações para os mapas nas escalas 1/50.000 e 1/200.000, e que, para testes e análise, descarreguem alguns que sirvam de exemplo do trabalho feito pelos cartógrafos soviéticos e russos nestas últimas décadas.

sexta-feira, outubro 03, 2014

"Outlet" de livros na Pr. de Londres em Lisboa

O próprio título diz quase tudo, decorre desde o início de Outubro e prolongando-se no mês de Novembro, salvo alterações, na Pr. de Londres, no passeio junto da Igreja de S. João de Deus, em Lisboa, uma pequena feira do livro, onde diversas editoras colocam à venda excedentes, muitas vezes provenientes de edições antigas.

No entanto, mesmo sendo um "outlet", encontram-se alguns livros recentes, actualmente à venda em livrarias, mas por um preço francamente inferior, que complementam alguns bem mais antigos e onde se notam sinais de degradação resultante de um armazenamento em condições menos adequadas, mas vendidos por um preço francamente baixo.

Não obstante algumas obras de gosto e utilidade duvidosa, a Pr. de Londres continua a ser um local aprazível, onde é fácil estacionar, e com uma oferta comercial diversificada, reforçada temporariamente por esta feira do livro e por uma nova esplanada, que veio substituir um antigo lago muito degradado, que se encontrava no canto do jardim, do lado do Ministério do Trabalho.

Apesar de o Natal ainda vir longe e, até Dezembro, surgirem outras oportunidades, nesta época de restrições esta é uma ideia a ter em conta, não apenas pelos preços praticados, particularmente baixos no caso dos editados pela "Taschen", mas por se encontrarem à venda livros que começam a ser raros num circuito comercial mais convencional.

quinta-feira, outubro 02, 2014

GoPro HERO4 vai ter 4K a 30fps - 1ª parte

A GoPro, um conhecido fabricante de câmaras de acção vai apresentar no dia 05 de Outubro o modelo HERO4, na versão "Black" e "Silver", sendo as principais novidades a gravação a 4K, a 30 imagens por segundo na primeira versão e 15 na segunda, e o écran táctil, nunca anteriormente presente nos produtos desta marca.

Com um processador duas vezes mais rápido que o presente nas HERO3, essencial para que o novo modelo possa captar imagens numa resolução muito superior e com o número de "frames per second" (fps) adequados a uma visualização nítida e fluída, a nova HERO4 representa a introdução do 4K nas câmaras de acção portáteis.

Na versão "Black" estarão disponíveis 4K a 30 fps, 2.7K a 50 fps, 1440p a 80 fps, 1080p, 960p e 720p a 120 fps, desaparecendo a anterior velocidade de 240 fps, enquanto na versão "Silver" a diferença é apenas o 4K passar a ser gravado a 15 fps, mantendo as restantes opções.

Com excepção dos 4K as duas versões acabam por ser funcionalmente equivalentes, com possibilidade de selecionar o campo de gravação, com três opções, terminando numa grande angular, ou a captura de imagens estáticas até aos 12 megapixels.

quarta-feira, outubro 01, 2014

3 meses de prisão efectiva por chamada falsa para o INEM - 3ª parte

No entanto, mesmo para quem considera a sentença severa, a impossibilidade de determinar se deste acto resultaram consequências graves, como a impossibilidade de um socorro atempado a uma vítima, do que tenham resultado danos severos ou mesmo irreversíveis, que, no limite, implicassem perda de uma ou mais vidas, acaba por condicionar o âmbito de decisão do Tribunal.

Caso este tipo de investigação tivesse decorrido, e desta resultassem conclusões no sentido de que, da indisponibilidade de meios, tivessem resultado consequências de monta, seja o Estado, seja o lesado e respectivas famílias deveriam ser devidamente ressarcidos e a pena aplicada devidamente agravada através do reenquadramento dos crimes praticados.

Basicamente, quem mobiliza meios de socorro de forma indevida, tem a obrigação de ter consciência de que os torna indisponíveis para outros fins, não sendo possível que ignore que de tal acção possa resultar algum tipo de consequências que, sendo completamente imprevisíveis na sua existência e extensão, são possíveis e, probabilisticamente, prováveis.

Esta é a mesma filosofia usada para quem assume uma atitude de risco, para sí próprio ou para os outros, como, por exemplo, ao entrar em sentido contrário numa via de circulação, e que, mesmo não pretendendo provocar um acidente, ao conhecer a possibilidade da sua existência, caso este se verifique, é responsabilizado não apenas como negligente, mas como tendo uma conduta intencional.

terça-feira, setembro 30, 2014

O "Open Street Map" - 2ª parte

Estão disponíveis rotas de GPS, diários de utilizadores, informações específicas sobre trajectos ou edificações, mas falta, de um modo geral, o aspecto sofisticado e mesmo algumas das funcionalidades de outros sistemas, as quais refletem o seu custo tanto a nível de concepção, como de manutenção, possível apenas para um conjunto muito restrito de plataformas.

Todos os anos existe uma conferência, e a deste ano, a 8ª, realiza-se entre os dias 07 e 09 de Novembro, em Buenos Aires, na Argentina, onde é feito o ponto da situação a nível mundial, apresentadas inovações e estabelecidas novas metas e objectivos para o ano seguinte, para os quais se conta com a colaboração dos vários membros desta comunidade.

Sabendo que as alternativas do Google e da Microsoft, entre outras, são excelentes, podemo-nos interrogar sobre a utilidade desta alternativa, sendo que, apesar de algumas desvantagens tecnológicas serão compensadas pela abertura do sistema e a possibilidade de este ser utilizado de forma aberta e livre, mesmo integrada noutras plataformas ou aplicações.

Assim, sugerimos aos nossos leitores que adiram a esta plataforma e, tanto quanto possível, prestem a sua colaboração, nomeadamente corrigindo eventuais erros ou falhas que possam detectar, de modo a melhorar a fiabilidade, precisão e utilidade deste sistema de mapas digitais.

segunda-feira, setembro 29, 2014

3 meses de prisão efectiva por chamada falsa para o INEM - 2ª parte

Em julgamento, testemunhas declararam que tudo se tratou de uma forma de o arguido procurar obter a atenção da mulher durante o período de divórcio do casal, sendo de presumir que não houvesse outra motivação para a efectivação destes pedidos de socorro.

Condenado em primeira instância a uma pena de 110 dias de multa, à taxa diária de cinco euros, correspondendo a um total de 550 Euros, após recurso do Ministério Público, que considerou insuficiente a pena aplicada a um indivíduo que já fora condenado por crimes de condução sem habilitação e falsas declarações, o Tribunal da Relação optou pela prisão efectiva.

Para além da pena de 3 meses de prisão, pela prática do crime de abuso e simulação de sinais de perigo, o homem foi ainda ao pagamento de uma multa de 398,11 euros à GNR, como forma de compensação pelos gastos na operação, incluindo o período de ocupação dos militares e consumos de combustível, não tendo sido atendida pretenção semelhante do INEM pela falta de apresentação de comprovativos.

Se bem que a pena de prisão efectiva resulte do facto de haver antecedentes criminais e da alta probabilidade de crimes semelhantes serem praticados no futuro, é raro que tal suceda a quem, ao realizar chamadas falsas, comprometa recursos que, de outra forma, poderiam estar a desempenhar missões efectivas no socorro a vítimas reais.

domingo, setembro 28, 2014

Mapas militares soviéticos - 1ª parte

Pouco conhecida no Ocidente durante décadas, a antiga cartografia militar soviética abrange sobretudo as áreas consideradas como estratégicas durante o período da Guerra Fria, bem como os países sob a influência desta antiga potência, muitos dos quais não possuiam recursos para produzir os seus próprios mapas.

Tal como no Ocidente, ou concretamente em Portugal, estes mapas estão disponíveis em múltiplas escalas, adequadas a diversos fins, com uma menor resolução para uso mais corrente ou para percursos em estrada, terminando nas resoluções mais elevadas, ou menor escala, para fins essencialmente militares.

Apesar de algum período de desactualização, coincidente com a desagregação da União Soviética, estes mapas continuam perfeitamente válidos para muitas zonas do Mundo, onde poucas evoluções se verificaram, tendo como maior obstáculo a um uso comum o facto de muitos estarem legendados em russo, o que implica, pelo menos, o conhecimento do alfabeto cirílico.

Existem numerosos repositórios e aplicações que permitem aceder a estes mapas, sendo que algumas são gratuitas, enquanto outras, mais completos e sofisticados, implicam um pagamento, normalmente acessível, mas que permite o acesso a uma cartografia mais recente, cópias de melhor qualidade ou uma resolução mais de acordo com o fim a que se destinam.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin