sábado, abril 25, 2009

GPS com cartografia e PDA, o mesmo equipamento sob uma roupagem diferente - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um mapa digital num computador/PDA

Também é normal que, devido à multiplicidade de utilizações, os PDA possuam um processador mais potente e mais espaço em memória, onde possam ser instalados novos programas, algo que será, segundo os fabricantes, impensável num GPS dedicado, mas que é uma limitação que pode ser ultrapassada.

Existem na Internet numerosos "sites" onde se pode aprender a desbloquear GPS, instalando um sistema operativo completo que dará acesso a todo um conjunto de funções associadas a um PDA, mas este é um processo que envolve riscos e implica, tipicamente, perder o conteúdo original da memória.

Desbloquear, para usar esta expressão, um GPS de modo a poder ser usado como PDA pode, no entanto ser um risco reduzido e não invalidar a garantia caso o conteúdo da memória esteja não numa memória "flash" interna, mas num cartão amovível, do que pode resultar uma inesperada flexibilização do equipamento.

Da instalação de um sistema operativo, como o Windows Mobile, num equipamento compatível resulta, mesmo que originalmente um GPS dedicado, resulta o acesso a todo um conjunto de funções que o equipara a um PDA, podendo seguidamente, caso a memória o permita, ser instalado quer o "software" de orientação original, quer outro selecionado pelo utilizador bem como a respectiva cartografia associada.

sexta-feira, abril 24, 2009

"Downloads" via Internet móvel mais rápidas do que em acessos fixos - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma placa "wireless" Dlink DWL-520

Um estudo da Autoridade Nacional das Comunicações (ANACOM) permite concluir não apenas por uma "boa qualidade de serviço", mas também que a velocidade de "download" é mais rápida nos acessos móveis do que nos fixos.

Esta aparente vantagem deve, no entanto, ser observada com reservas, dado que não é apenas a velocidade, mas a fiabilidade, disponibilidade e mesmo factores como o preço devem influir em qualquer decisão ou escolha.

Também os limites de tráfego e a forma de taxação deste devem ser equacionadas com cuidado, sendo que nas ligações fixas estes tendem a ter custos mais reduzidos, sendo este factor decisivo para quem use aplicações que implicam grandes transferências de dados.

É também de ter em atenção que os estrangulamentos se verificam, em muitos casos, no desempenho dos "sites" e não a nível da rede de comunicações de dados, onde o desempenho tende também a ser condicionado pelo tráfego.

GPS com cartogrfia e PDA, o mesmo equipamento sob uma roupagem diferente - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um GPS Garmin Nuvi com cartografia

A opção entre um GPS dedicado, com cartografia própria, e um PDA no qual seria instalado um programa e mapas adequados e conectado a um receptor de sinal de GPS é recorrente e merece um breve comentário.

Apesar de funcionalmente diferentes, estas duas famílias de equipamentos são internamente muito semelhantes, partilhando por vezes processadores, memórias e mesmo o receptor de GPS, que actualmente se baseia, na sua esmagadora maioria,no "chipset" SiRF III.

Efectivamente, os GPS com cartografia são, internamente, PDA's com um sistema operativo reduzido, limitando acessos que poderiam permitir a instalação de novos programas ou a alteração não autorizada dos que vêm instalados bem como de uma cartografia proprietária que pode ser uma importante fonte de rendimentos para o fabricante.

Esta limitação, que para alguns é insatisfatória, protege as configurações e os programas instalados, colocando-os ao abrigo de alterações que poderiam comprometer o seu funcionamento e a facilidade de utilização que caracteriza este tipo de equipamento, ocultando ainda o sistema operativo que lhe serve de base e pode ser um convite a alterações.

quinta-feira, abril 23, 2009

Perder ou ganhar, mas sempre pagar - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um auto de fé

Normalmente, os advogados assim nomeados estão em início de carreira, têm pouca experiência e poucos ou nenhuns meios de apoio, pelo que estarão sempre em franca desvantagem quando a outra parte tenha a possibilidade de contratar os serviços de um dos escritórios de topo existentes no País.

Quando tal acontece, surgem situações em que o desfecho é determinado por questões técnico-legais, que podem sobrevaler sobre o mérito da causa, em benefício de quem dispõe de mais recursos para explorar todas as possibilidades legais existentes.

Assim, aplicando a sugestão agora divulgada, podemos assistir a situações lamentáveis onde quem nem sequer teve meios económicos para contratar um advogado, se verá na obrigação de pagar um serviço que, pela sua inegável qualidade técnica, o fez perder uma causa que, noutras circunstância, poderia ter ganho.

Igualmente absurda é a possibilidade de a parte derrotada ver-se substituida pelo Estado no pagamento, quando a este recorra pedindo apoio judiciário, do que pode resultar ser o erário público a pagar ao advogado de quem vencer o processo, independentemente do valor e abrindo caminho a situações pouco claras.

Esta proposta, que confunde e mistura litigância de má fé, que já se encontra enquadrada em termos legais, com um sistema de custas incomportável para quem, "à priori", já está em franca desvantagem, tem como único resultado afastar dos circuitos legais quem não tenha a capacidade económica de suportar uma derrota, abrindo caminho para um lamentável e perigoso sistema alternativo que crescerá à margem da lei.

Uso de desfibriladores pode ser incluido nos currículos escolares - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um desfibrilador automático externo

Falta saber se os DAE passarão a estar disponíveis nas escolas e noutros locais de grande concentração humana, como centros comerciais ou estádios, sem o que parte desta formação terá poucos efeitos a nível prático, tal como tantas das iniciativas, algumas delas louváveis, que se verificam nesta área.

Para além da formação, seria necessário que fosse aprovada e implementada legislação que obrigasse à existência de DAE num conjunto de locais, nos quais deveriam ser incluidas, por exemplo, as juntas de freguesia de povoações remotas, onde o socorro tende a demorar a chegar.

Num texto anterior propusemos que em locais remotos estivessem disponíveis um conjunto de equipamentos e fosse ministrada formação a residentes, sobretudo quando entre estes não se encontrasse ninguém qualificado para uma primeira intervenção a nível de reanimação.

Também será de considerar a possibilidade de estabelecer algum tipo de vínculo contratual com os técnicos formados pelo Instituto Nacional de Emergência Médica que continuam sem contrato e que, eventualmente, poderão aceitar uma forma de colaboração a nível local, prestando serviço nas localidades onde residam caso estas não possuam outros meios de socorro.

Existem diversas soluções que permitem melhorar o socorro, sem custos pesados e com recurso a muitos dos meios existentes, carecendo de um investimento diminuto face às vantagens resultantes, mas estas implicam flexibilidade, planeamento e uma visão abrangente que parece faltar entre nós.

quarta-feira, abril 22, 2009

Hoje é "Dia da Terra"


Image Hosted by Imageshack
Cartaz do Dia da Terra

Comemora-se hoje, dia 22 de Março, o "Dia da Terra", com inúmeras iniciativas em todo o Mundo visando protejer o Planeta e contribuir para a reflexão sobre o seu estado actual e perspectivar o futuro.

Este é um dia em que a sustentabilidade do nosso planeta, a ecologia, a defesa do ambiente, a luta contra a poluição e o aquecimento global merecem especial destaque e uma reflexão no sentido de encontrar soluções a nível global.

Fazemos um convite a todos os nossos leitores para uns momentos de reflexão sobre o nosso Planeta e sobre as atitudes que podem contribuir para que quando o deixarmos esteja melhor do que quando o conhecemos.

Uso de desfibriladores pode ser incluido nos currículos escolares - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um desfibrilador automático externo

O Ministério da Saúde vai propor ao Ministério da Educação que a formação teórica e prática do uso de desfibriladores automáticos externos (DAE) seja incluida no programa obrigatório do Ensino Secundário.

Para além do uso dos DAE, outras técnicas de suporte básico de vida e de reanimação deverão ser incluidas na formação dos alunos, incluindo-se massagem cardíaca ou a desobstrução de vias respiratórias.

Da formação constará também uma sensibilização para avaliar situações de risco e quando chamar meios de socorro através do 112, bem como quais as informações a prestar neste tipo de situações.

A proposta considera a possibilidade de esta formação começar a ser ministrada no próximo ano lectivo, abrangendo toda a população escolar a frequentar o secundário.

terça-feira, abril 21, 2009

"Release Candidate" do Windows 7 deverá ser lançada a 5 de Maio


Image Hosted by Imageshack
Écran do novo Windows 7 da Microsoft

A "release candidate", uma versão de avaliação candidata a lançamento como final do Windows 7 deverá ser disponibilizada ao público no próximo 5 de Maio.

Esta informação esteve temporariamente disponível num "site" da Microsoft destinado parceiros e sucede à disponibilização para subscritores do MSDN, ou Developer Network, e do TechNet, que recebem produtos de teste antes dos restantes utilizadores.

A disponibilização do "release candidate" para o mês de Maio já tinha sido anunciada, faltando apenas uma data concreta que agora parece concretizar-se, antecipando algumas expectativas.

Chamamos a atenção para os riscos de descarregar cópias de um sistema operativo a partir de "sites" não oficiais, por poderem estar infectados, e para não instalar versões de teste em equipamentos críticos, dado que não é assegurada nem a estabililidade, nem a compatibilidade com as aplicações existentes.

Governo vai pagar às corporações despesas com os fogos de Março


Image Hosted by Imageshack
Um incêndio florestal

Segundo a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), o Governo irá compensar as corporações de bombeiros voluntários pelos gastos inesperados do combate aos fogos florestais de Março.

Dos perto de 4.000 incêndios ocorridos no mês passado resultou um conjunto de despesas não previstas que implicaram despesas consideradas extraordinárias, algo que apenas pode ser classificado desta forma devido à insistência num paradigma há muito ultrapassado e a ideia de que só há fogos em número significativo no Verão.

Segundo a LBP, a partir de agora haverá compensações pelas despesas efectuadas durante períodos de alerta amarelo ou superior, independentemente da época do ano, de modo a evitar que as corporações quando submetidas a um maior esforço enfrentem dificuldades financeiras adicionais.

Obviamente não se pode continuar a pensar, planear e orçamentar as corporações com base num hipotético calendário de fogos que concentre as ocorrências em dois a três meses de Verão, esquecendo que a realidade dos últimos anos apontam para uma muito maior dispersão ao longo de todo o ano, incluindo nos meses de Inverno.

Este reforço orçamental pode vir suprir problemas de curto prazo, mas não resolve nem questões estruturais, nem contribui para uma visão mais abrangente da problemática dos incêndios florestais, constituindo-se como uma mera medida casuística, desligada de um plano a longo prazo ou de um planeamento que traduza as consequências que as alterações climáticas implicam na distribuição de ocorrências ao longo do ano.

segunda-feira, abril 20, 2009

Perder ou ganhar, mas sempre pagar - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um julgamento pela Inquisição

Não é nosso propósito alargarmos o âmbito deste espaço a temas que escapem por completo aos desígnios que presidiram à sua criação, mas decidimos abrir excepções em situações de particular gravidade e que sejam transversais a toda a sociedade.

Entre estes, ganha particular destaque a proposta governamental de que existam pagamentos, substanciais para muitos e insuportáveis para alguns, que serão devidos antes de conhecida a sentença a qual pode tardar ou mesmo corresponder a um arquivamento.

Esta possibilidade, que já mereceu a contestação por parte da Ordem dos Advogados, constitui-se como um das mais graves entraves ao acesso dos cidadãos à Justiça e é um evidente factor de amplificação das actuais desigualdades, podendo resultar no agravar da falta de confiança não apenas no sistema judicial, mas também na própria democracia.

Bastará um pequeno exemplo, que poderá acontecer, para ilustrar a injustiça de uma proposta que, para além do mais, viola princípios básicos de liberdade de contratação.

A lei prevê a nomeação de defensores oficiosos quando uma das partes não possua os recursos financeiros necessários à contratação de um advogado, sendo neste caso os custos suportados pelo Estado, numa tentativa de garantir a igualdade perante a Lei.

ANBP quer mais bombeiros profissionais


Image Hosted by Imageshack
Bombeiros sapadores durante uma missão

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) alertou para a falta de bombeiros profissionais e para as consequências que este facto tem para o socorro, sobretudo em zonas urbanas onde o número de voluntários é proporcionalmente diminuto.

A proporção de um bombeiro para cada mil habitantes, considerada como mínima para um socorro eficaz, não se verifica na maioria, se não em todo o território nacional, resultando em dificuldades e riscos acrescidos para os participantes em missões de socorro e para as próprias populações.

Estes é um dos temas que a ANBP discutiu no 8.º Congresso Nacional de Bombeiros Profissionais, que decorreu sábado e domingo, em Torres Vedras, a que se juntam questões relacionadas com o estatuto e carreira destes profissionais.

Também os critérios de avaliação destes profissionais, cuja especificidade de funções e a falta de uniformidade de condições de trabalho, dependentes do local e meios disponíveis, foram objecto de debate, considerando-se que deve ser diferente do actual Sistema Integrado de Avaliação do Desempenho na Administração Pública (SIADAP).

A carência de bombeiros profissionais e a falta de profissionalização do socorro é um óbvio problema a nível de segurança interna, mas no actual quadro de crise parece pouco provável que haja um investimento significativo neste sector, optando-se por não alargar os quadros e sustentar o crescente número de desempregados através de subsídios.

domingo, abril 19, 2009

Adicionamos o "widget" do Linkwithin


Image Hosted by ImageShack
Um écran do Linkwithin

Adicionamos uma pequena aplicação desenvolvida pela Linkwithin ou "widget" ao "blog", que se destina a apresentar junto de cada texto um conjunto de sugestões relacionadas com o respectivo conteúdo.

O processo de selecção é inteiramente automático e baseia-se num sistema de pesquisa e selecção que pode, dependendo dos textos, ter resultados mais ou menos aproximados, alguns dos quais rigorosos, outros que parecem fazer pouco sentido mas que o Linkwithin afirma serem cada vez mais apropriados relativamente ao conteúdo visado.

O sistema inclui um processo de aprendizagem que se baseia em palavras-chave e nas escolhas dos visitantes, que serão usados como base na determinação das correspondências mais apropriadas e como critério de relacionamento entre textos.

Espera-se que as associações do Linkwithin venham a ser cada vez mais adequadas e que o serviço prestado por esta aplicação aos nossos leitores se revele como algo de positivo, contribuindo para uma fácil pesquisa de textos de interesse.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin