sábado, junho 06, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 2ª parte

Caso se verifiquem estas condições, aconselhamos a ver o "feedback" do vendedor e comparar preços, sabendo que existem diversas variantes, produzidas por outros tantos fabricantes, que incluem as características que descrevemos, mas que podem ter "chipsets" diferentes, do que resultam, naturalmente, desempenhos e mesmo funcionalidades díspares.

Por ser um pouco mais complexa do que outros modelos, sugerimos configurar e testar a F90G fora do veículo, sobretudo para defenir a configuração defenitiva, testar funcionalidades e o próprio equipamento em termos de funcionamento, e aprender a utilizar de forma mais expedita os menus, descobrindo as suas várias opções, algumas das quais pouco intuitivas.

Assim, após introduzir um cartão de memória micro SD, que aconselhamos ter a partir de 16 Gb, efectuamos as diversas ligações, sendo que, fora de um veículo, se pode usar ou um adaptador de tomada de isqueiro que se liga a uma tomada convencional, ou um alimentador USB, que pode igualmente proporcionar os 5 volts de que esta câmara necessita para funcionar.

É de notar que nalgumas versões da F90G o local de ligação do GPS está assinalado como AV, por esta porta ter uma função dupla, assumindo o fabricante que não há necessidade de transmitir imagem por este tipo de conexão de vídeo, habitualmente ligada a um aparelho de TV numa residência, durante o perído de utilização de GPS, normalmente no interior de uma viatura.

sexta-feira, junho 05, 2015

4.000.000 de Euros para ter os Kamov operacionais - 1ª parte

Repor a operacionalidade dos Kamov Ka32 tem um custo estimado de 4.000.000 de Euros e demorará, pelo menos um mês, o que, mesmo que o processo tenha início de imediato, os helicópteros de maior capacidade envolvidas no combate aos fogos dificilmente estaria disponível antes de meados de Julho.

Uma auditoria, realizada pela empresa que venceu o concurso para a manutenção e operação dos cinco Ka32 disponíveis detectou mais de 200 desconformidades, que podem ir desde a simples falta de manutenção de extintores de bordo a motores sem registos ou identificação adequada, passando pela falta de reparações e manutenções obrigatórias, de acordo com os prazos do fabricante.

Acrescem problemas com o concurso, com a empresa derrotada, a United Jet Services a ter interposto uma providência cautelar no sentido de impugnar o concurso, alegando falhas nos cadernos de encargo, onde dados tão relevantes como os números de série dos motores não concidirem com os que estão instalados ou o facto de as licenças de voo de um dos Kamov se encontrarem caducadas há tanto tempo que esta aeronave pode ser dada como defenitivamente perdida.

Igualmente grave é o facto de a Heliportugal, que operava os Ka32, estar em Processo Especial de Revitalização (PER) e ter uma dívida que ultrapassa os 150.000.000 de Euros, tendo diversas peças, incluindo motores, ter sido dados como garantias à Segurança Social, pelo que a sua utilização é, pelo menos, duvidosa.

quinta-feira, junho 04, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 1ª parte

Conforme anunciamos no conjunto de publicações relativas à câmara GS2000, iriamos proceder à análise de um modelo diferente, concretamente a F90G, com o "chipset" da Allwinner, que pode ser encontrada também pela referência LS650W, como forma de a distinguir de modelos semelhantes existentes no mercado.

É sobretudo devido a essas diferenças que a aquisição de uma câmara da família F90G deve ser efectuada com uma particular atenção, verificando cuidadosamente quer o modelo, quer as respectivas características, nomeadamente se o GPS, que neste modelo é externo, a nível da resolução, que pode ser 720P ou 1080P, e quanto ao angulo de filmagem da lente principal.

Assim, deve-se verificar se o conjunto inclui, para além da câmara principal e respectivo suporte ajustável, a unidade secundária e o cabo de extensão para a contectar, a unidade externa de GPS, o cabo de alimentação para conexão a uma tomada de isqueiro e o cabo USB para ligação a computador, para além do manual de utilizador.

Caso este conjunto de items esteja incluído, deve-se ainda verificar na descrição qual a resolução da câmara, que deverá ser 1080P e ter um angulo de gravação superior aos 150º, possuir codificação H.264, se possui ligação HDMI, e se existem combinações que incluem um cartão de memória micro SD, que pode ser de até 64 Gb.

quarta-feira, junho 03, 2015

Surgem os convites para actualizar para Windows 10

Começou a surgir, na zona de notificações de alguns computadores com sistema operativo Windows, um pequeno icon, que talvez tenha passado desapercebido a muitos utilizadores, e que será um dos primeiros indícios visíveis da proximidade da chegada da versão defenitiva do Windows 10, prevista para o mês de Julho

Tal como mencionamos anteriormente, a Microsoft começou a preparar esta transição, incluindo entre as actualizações uma que designou por "Get Windows X", abreviada por GWX, e ao clicar neste icon que agora surge aparece um convite para a actualizar o sistema operativo quando este estiver disponível permitindo inserir um endereço de correio electrónico para efeitos de notificação.

O utilizador é informado de que será feita a transferência, quando disponível, avisando que serão perto de 3 Gb, e, num conjunto de écrans, é informado de algumas das novidades deste novo sistema operativo, como da existência de um novo "browser" que substitui o Internet Explorer ou do assistente pessoal designado por "Cortana".

Esta actualização é utilizável durante um período limitado, fazendo todo o sentido aproveitar a oportunidade por parte de quem disponha de um equipamento compatível e que ofereça um desempenho aceitável, algo que acontecerá com a maioria dos computadores pessoais em uso, sabendo-se que o Windows 10, concebido a pensar na velocidade e fluidez, não irá pesar excessivamente mesmo em modelos com alguns anos de serviço.

terça-feira, junho 02, 2015

A câmara para veículo GS2000 com GPS - 8ª parte

Uma câmara capaz de filmar com qualidade aceitável, a 720P ou 1080P e sensor que retenha as sequências em alturas de maior aceleração pode ficar pelos 30 Euros, passando para perto do dobro se incluir GPS e mantendo-se abaixo da centena de Euros caso o sistema inclua duas câmaras, uma das quais na rectaguarda, de modo a cobrir a maior parte do veículo, podendo ainda facilitar a realização de algumas manobras.

Neste conjunto de textos, a câmara que serviu de base, a GS2000, obedece a todos estes critérios, colocando-se no limite inferior dos modelos que incluem GPS, pelo que será uma alternativa a ter em conta, mas, para uma utilização mais exigente ou para situações ou projectos específicos, existem outras opções a ter em conta, sobretudo se integradas numa solução mais global.

Entre uma câmara como a GS2000 e uma francamente mais evoluida, se a pesquisa for correctamente efectuada e aproveitada uma oportunidade favorável, a diferença de preços pode acabar por rondar as duas dezenas de Euros, pelo que podemos estar a passar de 40 para 60, por exemplo, sendo de acrescer, em todos os casos o valor do cartão de memória que, sugerimos, deve ter uma capacidade mínima de 16 Gb e a velocidade adequada a gravação vídeo.

Esperamos brevemente analizar um equipamento considerado como de gama média ou alta, a F90G, que inclui duas câmaras, um écran de maiores dimensões onde é possível sobreposição de imagens, o que permite reservar parte do écran para imagem de uma proveniência e a outra parte para outra imagem, independente da primeira, para além de incluir as capacidades presentes na GS2000 que descrevemos.

segunda-feira, junho 01, 2015

Número 37 da revista Land Portugal já nas bancas

Já se encontra nos locais de venda habituais, entre os quais nalgumas lojas "Tangerina" da Galp, o número 37 da Revista Land Portugal, com o destaque de capa a ir para o projecto de transformar um Defender 110 numa réplica dos veículos utilizados no "Camel Trophy", cujo processo pode ser acompanhado num extenso artigo no interior da revista.

Para além das das quase três dezenas de páginas dedicadas a este projecto, que ocupa uma parte substancial deste número especial que tem um total de 132 páginas, o artigo sobre o "Sahara Desert Challenge", a travessia Portugal - Senegal em todo o terreno num Discovery 200 Tdi, inclui narrativas e detalhes de interesse para os adeptos das expedições.

A apresentação e testes de alguns modelos, incluindo os Range Rover Evoque e Sport, bem como o "Encontro de Veteranos 2015", onde os modelos mais antigos da marca foram os protagonistas, o "Passeio das Lezírias" do Clube Land Rover de Portugal, bem com algumas novidades e iniciativas da marca, em Portugal e no estrangeiro, como as celebrações do termo da produção do Defender, fazem parte do conjunto de artigos selecionados.

Tal como em números anteriores, está presente uma extensa publicidade temática, um conjunto de artigos técnicos, bem como a divulgação das actividades dos clubes nacionais, que encontram na Land Portugal um dos seus principais veículos, conferem a esta publicação um conjunto de características únicas que a torna particularmente importante para a comunidade Land Rover nacional.

domingo, maio 31, 2015

Chegou a "carta por pontos" - 3ª parte

Naturalmente, baseando-nos nos estudos de outros países, a condução sem carta será mais frequente, bem como a opção pela condução de veículos que dispensem carta de condução, cujos perigos, sobretudo em termos de coexistência com modelos mais potentes e muito mais velozes, podem aumentar o perigo para os utentes da via, facto agravado pela falta de preparação dos condutores e pelo facto de, na sua maioria, serem muito novos ou já idosos.

Dado que para condutores de veículos que não necessitam de carta, como alguns veículos de baixa cilindrada ou bicicletas, nada está previsto, independentemente das infrações ou mesmo dos crimes rodoviários que cometam, nem mesmo quando envolvam vítimas ou danos para terceiros, numa situação dúbia e, obviamente, injusta, esta legislação terá como consequência o disseminar deste tipo de veículo.

Na verdade, em vez de começar por melhorar a execução dos processos existentes, agilizando-os, reduzindo a complexidade dos mesmos, sem retirar direitos de defesa ou, como é hábito entre nós, aumentar os prazos de prescrição, optou-se por aumentar o conjunto de passos a percorrer, sem que a tal corresponda o aumento dos meios disponíveis para percorrer atempadamente um caminho cada vez mais longo e propenso a erros e contestações.

Assim, e caso não se agilizem procedimentos e processos, a nível administrativo e judicial, estamos diante de mais uma inutilidade jurídica, não apenas no seu conteúdo, mais que duvidoso quanto aos seus resultados, mas também no respeitante à sua aplicação na prática, com o acréscimo de passos a poder contribuir para o aumento do número de prescrições, o que derrotaria em absoluto os propósitos desta legislação.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin