sábado, outubro 26, 2013

Para veículos especiais?

Image Hosted by Google Entrada do parque de estacionamento da Pr.de Londres

Apesar da foto ser de dimensões diminutas, obviamente existe algo de estranho nesta entrada, levando a pensar que o parque se destina a veículos com características fora do comum...

Presume-se que os nossos leitores detectam a mesma anormalidade que nós, a qual demorou um tempo razoável a ser corrigida, esperando-se que sem consequências de maior.

sexta-feira, outubro 25, 2013

O "conto do vigário" dos nossos tempos - 16ª parte

Image Hosted by Google Telefone público em África

Logicamente, que, caso a vítima colabore, esta irá ser defrontada com sucessivos obstáculos e problemas, que vão desde novos impostos ou taxas a pagar, passando por doenças ou acidentes sofridos pelos seu "ente querido", e indo até despesas com viagens, advogados e todo o tipo de encargo que se possa imaginar, de forma a adiar ao máximo o prometido encontro em pessoa.

Exemplos muito comuns são o internamento, com uma doença típica do local onde o burlão alegadamente se encontra, com a necessidade de pagar contas hospitalares, a perda de documentos, nomeadamente o passaporte, ficando retido por um período para o qual não estava preparado, sendo necessário pagar depesas de estadia, ou o desconhecimento de algum tipo de taxa, que, a não serem pagas, implica perda de bens pessoais.

Tipicamente, existem dificuldades de contacto, para além do escrito, já que o sotaque pode, só por sí, denunciar o burlão, tornando-se evidente que este nada tem a ver com o perfil descrito, podendo ser manifesto que é de outra nacionalidade, idade ou possuir características físicas completamente distintas das que constam do seu perfil.

Naturalmente que, dado que, na maioria dos casos se trata de uma chamada internacional, uma ligação telefónica comum torna-se algo impensável, por acarretar custos particularmente pesados, mas teria a vantagem de facilitar a localização do destinatário, determinando, pelo menos, qual o país de origem.

quinta-feira, outubro 24, 2013

O "conto do vigário" dos nossos tempos - 15ª parte

Image Hosted by Google Computadores na Nigéria

Neste caso a abordagem é quase exclusivamente sentimental, mas complementado com a menção a algo de secreto e a gerir um negócio de âmbito desconhecido, o que nos leva a interrogar sobre a sua existência e legitimidade, algo que fica muito obscurecido no meio da confusão do texto e da vertente principal do mesmo.

Integrado numa construção frásica absurda, onde surgem palavras e expressões estranhas, a generalidade ou universalidade da mensagem é óbvia, com a inédita menção de a mãe ser do país de origem do destinatário, seja ele qual for, enquanto o pai, convenientemente, é um cidadão americano, sem, no entanto, nunca revelar nem as suas origens exactas, nem a localização actual.

No entanto, aparenta ser escrito por uma mulher, com uma menção algo curiosa de pouco apreço por quem fuma diante de senhoras, bem como por quem não tem os necessários cuidados com a higiéne, algo que, quase certamente, será bastante comum no seu real país de origem, e, quase certamente, de residência.

Também a menção a uma preferência por homens mais velhos, não obstante afirmar que a idade não é importante, apela ao facto ancestral de, habitualmente, em países onde existe dependência económica da mulher, esta casar, normalmente ainda muito jovem, com um homem francamente mais velho, pelo que quem escreveu esta carta deve ser originário de um destes países subdesenvolvidos e com tradições sociais e culturais arcaicas.

quarta-feira, outubro 23, 2013

O "conto do vigário" dos nossos tempos - 14ª parte

Image Hosted by Google Árabes num acesso público à Internet

Esta mensagem, particularmente confusa e que toca as raias do ridículo, é exemplo deste tipo de abordagem, tendo-se optado por introduzir alguns parágrafos de modo a facilitar uma leitura que se nos afigura como complicada perante uma construção frásica que nada tem a ver com a língua inglesa.

My full name is Halley smith, mummy from your country while dadd a native of USA. which i grow up in But presently i have something secreecy, that i was hiding in me which am going to open up for the right man of my life and this can make us happy till the end of our life but presently am afriad of man bcus i was cheated by man before,i will like to know little about you first.

Now,i'm looking for a new lover,relationship,i dont know if its you ? But the kind of man am looking for must be very well be responsible,honest,caring,lovely,open minded and hard working which will be able to control my business in future if he likes. for the type of companion I desire. It is rather simple. Race, ethnicity, and physical appearance in general is not problem.

What are My dislikes? Very loud and obnoxious people. People who drink enough alcohol to be called alcoholics. People who smoke tobacco in the presence of ladies. Those people who use drugs a very great deal are very undesirable to me. People who do not practice proper hygiene! People who will not ever tell the complete truth. What are.

My Likes ? People who have sense of humor. People who respect themselves as well as, others. Honest people who are very sincere about what they believe to be true. People who will stand by your side through the good and through the bad times of the difficult things that happen throughout life! People who are very even tempered such as myself People who are charitable to those less fortunate than themselves. People who do not fight and argue with one another. People can sit and discuss their problems and difficulties without having to get loud or physically abusive erest is in a good personality and sense of humor for I need someone to lift my spirits.

I generally prefer man that is older than me, because i believe age its just a number, but am open to any depending upon their sharing the intimate side of myself with someone willing to do the same. I hope to find a man that I could possibly have a new life with. Am still single Still searching for a man who will make me happy till the end of my life and the man i can spend the rest of my life with. I am looking for a love,relationship, i dont know if its you ?

do get back to me ok...

Thanks

Herlley

terça-feira, outubro 22, 2013

Anunciado o fim do Land Rover Defender - 3ª parte



Não quisemos deixar de, nesta anunciada despedida do Land Rover Defender, apresentar este pequeno vídeo no qual Sua Majestade, a rainha Isabel II, conduz o modelo 110, no qual habitualmente se deslocava em zonas rurais, preferindo-o aos Range Rover utilizados pela Casa Real em numerosas deslocações.

Com formação em mecânica automóvel durante a 2ª Guerra Mundial, tendo colaborado no esforço de guerra britânico numa actividade então tipicamente masculina, a rainha Isabel II utilizou os Land Rover ao longo da sua vida e do seu reinado, sendo a sua preferência pelos Defender um tributo a este modelo, capaz de se adaptar a todas as circunstância e ocasiões sociais.

Talvez este seja mesmo um dos méritos dos Defender, o facto de ser conduzido tanto pelo agricultor mais humilde como pela rainha de uma das maiores nações do Mundo e chefe de uma comunidade de países, caso da Commonwealth, sendo dos raros veículos comuns a todas as classes sociais, no qual todos se sentem igualmente à vontade.

Será extremamente difícil à Land Rover conceber e construir um modelo capaz de suceder ao Defender, com o mesmo carisma, capaz do mesmo nível de integração e com a mesma universalidade e versatilidade, pelo que esperamos, com o maior interesse, pela nova proposta da marca.

segunda-feira, outubro 21, 2013

O "conto do vigário" dos nossos tempos - 13ª parte

Image Hosted by Google A mítica mala com dinheiro

É de notar que, uma caixa, por muito resistente que seja, e mesmo com segredo, não é invulnerável, pelo que não faz sentido que esta seja entregue na casa de seja quem for, pois é sempre possível que o destinatário se aproprie do conteúdo, não fazendo qualquer sentido confiar assim num desconhecido para uma operação tão delicada.

Para além da óbvia confusão, que mais parece uma charada, agravada pelas óbvias dificuldades em escrever correctamente o inglês, surge ainda uma estranha menção, algo imperceptível, de ficar ao lado do seu salvador por um período alargado, embora, neste caso, a interpretação exacta seja dúbia.

Neste caso, ao invés de muitas, não existe uma flagrante aproximação pelo lado sentimental, o que não quer dizer que, numa fase posterior, tal não possa surgir, como forma de pressão, ou numa tentativa de vencer dúvidas ou obstáculos que possam ser levantados e que serão naturais perante a estranheza do pedido.

Noutros casos, existe logo uma mistura, algo confusa, ente a perspeciva de um proveito material aliado a um relacionamento, tocando no primeiro assunto apenas de forma ligeira, enquanto tenta explorar a possibilidade de uma ligação sentimental que condicione decisões futuras, criando algum tipo de dependência, sendo de ressalvar que alguns destes burlões são excelentes manipuladores.

domingo, outubro 20, 2013

Anunciado o fim do Land Rover Defender - 2ª parte

Image Hosted by Google Um Land Rover Defender LXE Special Edition

Não obstante as suas inegáveis qualidades, o Defender surge cada vez mais como uma projecção do passado, com um conjunto de características, sobretudo em termos de segurança, algo que decorre da sua concepção e técnica de construção, com uma excessiva dependência de um restrito número de clientes aos quais a marca não presta a devida atenção, comprometendo cada vez mais a viabilidade do modelo.

Duvida-se que um sucessor do Defender, caso este se baseie numa plataforma e processo de construção diferente, respeite os conceitos de robustez, simplicidade, modularidade e versatilidade que permite, com base num mesmo veículo, proceder a um sem número de transformações e adaptações que o adequam a inúmeros fins e é utilizado por todas as classes sociais.

Com o maior esforço de vendas a incidir nos modelos Range Rover e Discovery, a Land Rover tem centrado a venda dos Defender em clientes institucionais, sobretudo ligados ao socorro, ou a segmentos muito específicos, ligados à agricultura e ao turismo, perdendo vendas em mercados mais globais, onde a concorrência tem sido francamente agressiva e apresenta preços bastante mais competitivos.

O termo da produção do Defender, para muitos habitantes do planeta, o único veículo motorizado que alguma vez viu, marca o termo de uma longa tradição e de uma era da produção automóvel, restando como alternativa, caso o fabrico ainda se mantenha, o Otokar Defender turco, quase idêntico ao modelo original, ou o Morattab Pazhan iraniano, que integra parte das características do modelo inglês que lhe serviu de inspiração.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin