sábado, dezembro 03, 2005

Governo anuncía contrato de meios aéreos


Image Hosted by Imageshack
Ministro António Costa

Foram ontem anunciados, pelo Ministro da Administração Interna a contratação de novos meios aéreos para o próximo Verão de forma a que existam de meios aéreos permanentes, durante todo o ano, para o combate aos incêndios, e o lançamento, na última 4ª feira, de sete concursos a médio prazo para a contratação de aviões e helicópteros.

Na apresentação do projecto, António Costa explicou que “não foram lançados desde já os concursos para a compra, através de ‘leasing operacional’, dos aviões pesados, uma vez que estão em curso negociações com a Federação Russa para o pagamento da dívida a Portugal através da entrega de quatro aeronaves Beriev 200”.

No calendário estabelecido para o combate a incêndios florestais, entre 1 de Janeiro e 15 de Maio e de 15 de Outubro a 31 de Dezembro, estarão operacionais os actuais dois helicópteros médios do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil.

A 15 de Maio os helicópteros disponíveis passam para oito, sendo 6 ligeiros e 2 médios, até ao início de Junho, quando ficarão disponíveis 16 meios aéreos, incluindo 6 helicópteros ligeiros e 2 médios e 8 aviões ligeiros.

Entre 15 e 30 de Junho e 1 e 15 de Outubro, as 16 aeronaves disponíveis terão o apoio de 2 aviões pesados, num total de 18 meios aéreos.

Para a época de maior risco de incêndios florestais, entre 1 de Julho e 30 Setembro, estarão disponíveis 50 meios aéreos – 24 helicópteros ligeiros e 10 médios e 8 aviões ligeiros, 6 médios e 2 pesados.

Segundo o ministro, os concursos agora lançados destinam-se à aquisição de meios permanentes, que incluem 4 aviões pesados anfíbios, 6 helicópteros médios e 4 ligeiros, e de meios sazonais, num total de 14 aviões médios e ligeiros, 4 helicópteros médios e 16 ligeiros, sob a forma de contrato plurianual.

Para os contratos de meios sazonais foi fixado um preço base 25% inferior aos concursos de 2004 no valor de 19,4 milhões de euros.

Segundo o Ministro da Administração Interna, “o facto de serem plurianuais (de 3 ou 5 anos) confere aos contratos uma estabilidade que permite aos operadores fornecerem melhores meios, favorece a criação de experiência na operação, deve permitir a redução dos custos (porque se reduz o risco do operador) e evita atrasos no lançamento anual dos concursos”.

Se contarmos com os 2 helicópteros do SNBPC, estamos a falar de 50 meios aéreos disponíveis na época mais crítica, sendo que este número serve mais para enviar uma mensagem política do que para resolver um problema estrutural que o Governo continua a não saber ou não querer enfrentar.

Continuaremos a insistir que o mesmo esforço financeiro na prevenção e no ordenamento do território seria um muito melhor investimento, mais duradouro e com menos consequências nefastas para as populações e para a economia nacional, já que, por muito eficaz que seja o combate, os danos irão sempre existir e poderemos assistir a situações semelhantes às vividas nos anos recentes.

RPM-Magazine - Folheto publicitário Land Rover - 2ª parte


Image Hosted by   Imageshack
Folheto publicitário Land Rover - 1ª página

Neste 2º conjunto de imagens, encontram-se as primeiras páginas interiores deste desdobrável e começa a surgir a primeira informação realmente específica.

Mais uma vez "as necessidades urgentes de aumento da produção" são o argumento essencial de venda, mas surgem detalhes algo inesperados e que, provavelmente, não seriam incluidos no actual marketing publicitário.

Se a menção a uma debulhadora ou a uma serra circular, conforme se pode ver na imagem, parece natural, a ligação do Land Rover a um sistema de ordenha mecânico surge como uma quase violação dos direitos dos animais, tal o radicalismo da proposta.


Image Hosted by   Imageshack
Folheto publicitário Land Rover - 2ª página

Talvez o grande argumento de venda, "o veículo que vai a todo o lado", quaisquer que sejam as dificuldade do terreno, atravessando lamaçais ou cursos de água, fosse a ideia que deveria ter sido reservada para a 1ª página, no entanto, o uso de "imagens elucidativas" que mais parecem impressões artísticas do que fotografias, podem comprometer os objectivos.

Pelo menos, as explicações técnicas que constam desta página e reforçam as da contracapa dando ao potencial comprador uma ideia que, baseado nos desenhos, podia levantar demasiadas dúvidas para levar a uma decisão favorável.

Luz com ligação USB


Image Hosted by Imageshack
Luz com ligação USB iluminando um teclado

Numa altura em que até os rádios começam a ter conectores USB, a utilização deste interface para ligação de um pequeno foco luminoso, quando não está em uso para outros fins, pode ser uma solução tentadora como alternativa às luzes de leitura clássicas.

O último número da PC Guia, correspondente ao mês de Dezembro e disponível nas bancas por 6.40 Euros, para além da revista, de um suplemento e de um DVD-ROM de dupla face, inclui um pequeno foco que é alimentado a partir de um conector USB standard, idêntico aos que começam a surgir nos rádios com MP3.

Este foco é de construção extremamente simples, sendo composto por um conector, um cabo fléxivel e uma pequena lâmpada, bastando introduzir a ficha num dispositivo ligado à electricidade para começar a iluminar.


Image Hosted by Imageshack
Luz com ligação USB

Este dispositivo, que também pode ser ligado a uma porta de um portátil, não é reconhecido em termos lógicos, pelo que não altera configurações nem necessita de software de suporte, utilizando o conector apenas para efeitos de alimentação eléctrica.

Mesmo admitindo que possa haver soluções melhores ou mais clássicas, e mais dispendiosas, este é o típico "gadget" que dá um toque vanguardista mesmo no mais clássico dos Land Rovers, pelo que aconselhamos aos interessados que adquiram rapidamente este número, já prestes a esgotar-se.

sexta-feira, dezembro 02, 2005

RPM-Magazine - Folheto publicitário Land Rover - 1ª parte


Image Hosted by   Imageshack
Folheto publicitário Land Rover - Capa

Conforme prometido, apresentamos as imagens digitalizadas do folheto publicitário da Land Rover, sendo possível vê-las no seu formato original através das ligações das reproduções em dimensões reduzidas visíveis junto do texto.

Dado que publicaremos a totalidade das páginas, será possível aos interessados ficar com o desdobrável completo, sendo que no fim daremos indicações relativas à forma como este é dobrado.

Nesta 1ª parte da apresentação do folheto publicitário da Land Rover incluimos a capa e contracapa, com especial destaque para a frase que determina qual o público alvo na altura, sendo de notar a simplicidade da apresentação gráfica.

A frase "Para o agricultor, para o homem do campo e para utilização geral na indústria" dá um especial enfâse ao carácter utilitário deste modelo, com um particular destaque da actividade agrícola.


Image Hosted by   Imageshack
Folheto publicitário Land Rover - Contracapa

A contracapa é mais técnica e alude às características mecânicas, nomeadamente ao "desenho simples do chassis", com destaque para a construção robusta, para o motor e para o sistema de tracção.

Nitidamente, nos Série dos anos 50 a Land Rover, estava muito longe de pensar em luxos ou numa utilização de lazer como argumento de venda, razão pela qual equipamentos hoje considerados essenciais, quando disponíveis, eram vendidos como opcionais e nem sequer tinham direito a uma menção neste folheto.

quinta-feira, dezembro 01, 2005

Loja dos Bombeiros da Guarda


Image Hosted by Imageshack
Site dos Bombeiros do Distrito da Guarda

Nesta época de solidariedade, chamamos a atenção para a loja virtual dos Bombeiros da Guarda onde é possível adquirir algums produtos cuja receita se destina a ajudar as diversas corporações do Distrito.

Estas corporações estiveram em acção durante o Verão passado, nomeadamente nos incêndios que devastaram o Parque Natural da Serra da Estrela e bem necessitam e merecem o auxílio de todos quer através da aquisição dos produtos constantes da loja, quer através da colaboração que possa ser prestada.

Skype - Imagem, voz e dados sobre IP


Image Hosted by Imageshack
Écran de configuração vídeo do Skype Beta 2.0

Foi recentemente apresentada a versão Beta 2.0 do Skype que introduz a possibilidade de transmissão de imagem naquele que é, provavelmente, um dos programas de comunicação mais populares na Internet.

Esta nova versão, ainda em desenvolvimento, permite as habituais extensões como o SkypeIn e o SkypeOut, dependendo da capacidade dos equipamentos que estejam do outro lado da comunicação a transmissão de imagem.

Tal como anteriormente a qualidade de som dependia em grande parte dos equipamentos dos utilizadores, não obstante as diversas opções de configuração disponíveis de forma a introduzir melhoramentos, a qualidade da imagem está dependente dos modelos das webcams utilizadas.

Actualmente, esta versão encontra-se em teste, tendo sido enviado um link personalizado para os utilizadores de Skype que manifestaram vontade de participar nesta fase experimental dando algum feedback, mas está disponível no site para todos quantos quiserem utilizá-lo.

RPM-Magazine - Dossier Land Rover


Image Hosted by Imageshack
Capa da RPM-Magazine - Dossier Land Rover

A revista RPM-Magazine, que há muito que deixou de ser publicada, incluiu em diversos números dossiers, denominados Clássicos-RPM, relativos a alguns modelos ou marcas mais conhecidas ou emblemáticas, entre as quais a Land Rover.

Embora seja difícil de encontrar actualmente algum destes dossiers, na Feira do Livro a decorrer até 22 de Dezembro em frente da Reitoria da Cidade Universitária, em Lisboa, ainda se encontram uns poucos exemplares, vendidos por 2.50 Euros.

Este dossier relativo à Land Rover, com mais de 20 páginas, é profusamente ilustrado e inclui no seu interior a reprodução de um desdobrável publicitário de 8 páginas da época do Série I em versão portuguesa, o que, só por sí, justifica o preço pedido.

Aos interessados convém não demorar muito, porque os exemplares disponíveis são poucos e dificilmente encontrarão uma oportunidade semelhante.

Entretanto iremos publicar, em 4 partes, as digitalizações do folheto mencionado de modo a que todos possam apreciar a publicidade Land Rover de há meio século e ver qual o público alvo de então.

quarta-feira, novembro 30, 2005

MapMerge - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Écran de MapMerge com selecção de ficheiros

O passo seguinte é a configuração dos locais onde estão os ficheiros, que deverá coincidir com a do OziExplorer, para quem usa este programa, normalmente no directório maps, mas poderão, igualmente estar numa unidade de CD ou DVD-ROM.

Também deve ser configurado o local onde os mapas resultantes serão gravados, bem como dada a indicação ao programa dos datums em que estes se encontram.

A fase seguinte é, infelizmente, a mais morosa, e aconselha-se a deixá-la para uma altura em que o computador não esteja em uso, correspondendo à indexação dos mapas e geração de "thumbnails".

Antes de proceder a esta operação, deve-se verificar cuidadosamente se há ficheiros danificados, dado que leva ao fim do progama sem proceder à indexação e, se possível, terminar todas as restantes aplicações, dado que este programa é extremamente exigente em termos de processamento.

Caso o programa se interrompa inesperadamente durante esta fase e não seja fácil de detectar algum ficheiro danificado, aconselha-se a reinstalar quer as digitalizações, quer os ficheiros de calibragem antes de nova tentativa.

Para a iniciar, basta selecionar os directórios onde estão os mapas através do butão "ADD", sendo nosso conselho o de colocar nesses directórios apenas os ficheiros necessários, sem o que poderão ser indexados centenas de ficheiros que não se pretende utilizar, tornando a opção particularmente morosa.

Em cada directório selecionado, identificado na parte superior, serão listados os ficheiros existentes, podendo depois ser selecionados os que interessam na obtenção do mapa final através da marcação de uma "check-box" na lista visível na zona inferior do écran.

Observando a imagem, pode-se ver que está selecionado o directório referenciado com o número 7, estando este identificador presente na descrição de cada um dos ficheiros selecionados, o que indica, caso a distribuição dos ficheiros pelos directórios seja coerente, que os mapas estarão relacionados entre sí e, portanto, podem ter continuidade.

Assim, estarão selecionados os mapas que irão compor o "mosaico" final, o mapa onde estarão incluidas todas as áreas assinaladas.

MapMerge - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Écran de MapMerge versão 1.04

Este utilitário, destinado aos utilizadores do OziExplorer, é ainda relativamente desconhecido, mas tem a vantagem de permitir juntar vários mapas de modo a obter um outro de maiores dimensões, devidamente calibrado, que permita ao utilizador deslocar-se em toda a extensão coberta sem interrupções.

Esta solução facilita o uso de rotas, percursos ou outras marcações que saiam de um mapa para outro, permitindo uma visão de conjunto de toda a área onde o utilizador se pretende movimentar.

O principal inconveniente dos mapas obtidos é que, sendo feitos através da adição de diversos mapas, resultam de grandes dimensões e consequentemente, mais lentos a carregar e manejar, para além de estarem no formato ozfx3, proprietário do OziExplorer e necessitarem de uma versão 3.95.3g4 ou superior deste programa para serem abertos.

Para instalar este programa gratuito, é necessário proceder à sua descarga a partir do site do OziExplorer, onde está alojado, para o disco do computador e, seguidamente proceder à sua instalação.

Seguidamente, basta clicar sobre o ficheiro ozimapmerge_setup para dar início à instalação, sendo a versão mais recente a Beta 1.05, não obstante o programa de instalação e a imagem apresentada ainda referirem a 1.04.

As opções de instalação dizem apenas respeito aos directórios de instalação, que por defeito coincidem com os do OziExplorer, e à criação ou não de um icon no "desktop", pelo que podem ser usados os valores previstos.

Nos próximos textos serão descritas opções de configuração e relatados alguns testes que fizemos.

terça-feira, novembro 29, 2005

Satélites na prevenção de incêndios


Image Hosted by Imageshack
Satélite

O recurso a imagens obtidas por satélite e via aérea, a partir das quais é possível elaborar mapas de distribuição das espécies vegetais, pode ser uma arma poderosa na prevenção dos incêndios que, ano após ano, têm consumido a floresta.

Obter e analisar essas imagens, mais do que simples fotografias, é a finalidade dos investigadores portugueses envolvidos num projecto europeu que associa os meios de detecção remota à solução de problemas ambientais.

Os bombeiros são os primeiros a sublinhar a importância desta aplicação, uma vez que o tratamento das imagens – chamadas multiespectrais – permitirá, em relação a determinada zona, identificar onde crescem que espécies vegetais.

Já se sabe que algumas árvores como, por exemplo, o eucalipto, ardem mais facilmente do que outras, como o sobreiro, pelo que conhecer-lhes a distribuição e os pontos em que as várias espécies estão próximas será uma informação preciosa.

Logicamente, para além de estudos, que têm sido realizados mas cujos resultados e conclusões são, normalmente, ignorados, o importante é que das informações recolhidas se passe à prática, nomeadamente através de um novo ordenamento das zonas florestais, de forma a diminuir o risco de incêndios.

Actualmente, muita dessa informação já existe, embora não tão sistematizada, tendo-se verificado, sobretudo, a uma falta de capacidade de implementação.

Resultados da recolha de alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome


Image Hosted by Imageshack
Site do Banco Alimentar

Os resultados da recolha de alimentos realizado no próximo fim de semana passado por mais de 11.000 voluntários do Banco Alimentar Contra a Fome, obteve resultados surpreendentes, muito acima das previsões mais optimistas.

Nesta época de crise, era expectável que as dificuldades de muitos portugueses se impusesse à vontade de ajudar, resultando numa diminuição da quantidade de ofertas.

No entanto, e contra todas as previsões, inclusivé as de responsáveis por esta operação, os resultados provisórios apontam para um novo record absoluto com um aumento perto dos 19%, facto que, sendo surpreendente, não deixa de traduzir uma crescente solidariedade para com os que mais precisam, permitindo-lhes passar melhor o próximo Natal.

Sapadores Florestais exigem gasóleo agrícola


Image Hosted by Imageshack
Gasóleo Verde

A Federação de Produtores Florestais de Portugal (FPFP) comentou a impossibilidade de utilizar gasóleo verde nos veículos dos sapadores florestais, considerando que “não é admissível que os sapadores florestais tenham de pagar o gasóleo ao mesmo preço de qualquer cidadão”.

Os veículos dos sapadores florestais são obrigatoriamente de cor amarela e encontram-se registados nas Direcções Regionais de Florestas, de forma a serem claramente identificados e credenciados.

Para os produtores florestais, o registo daquelas viaturas, em conjugação com acções de inspecção realizadas pelos organismos oficiais, garantiriam que o gasóleo verde, actualmente para uso exclusivo na agricultura, estaria ser utilizado de acordo com a legislação em vigor.

Mesmo parecendo um pormenor insignificante, a autorização do uso de gasóleo verde constituiria um sinal importante por parte do Governo, sem que houvesse um reflexo negativo para o erário público.

Pela nossa parte, o uso de biodiesel a um preço idêntico ao do gasóleo verde seria a opção mais ecológica e económica, contribuindo para enviar uma mensagem a quem goste de transitar nas nossas florestas.

segunda-feira, novembro 28, 2005

Alimentador de bateria portátil


Image Hosted by Verão Verde
Alimentador de bateria portátil de 400 Amp.

O conjunto de equipamentos eléctricos, que vão desde o computador portátil ao rádio, passando por GPS, telemóvel e todos os opcionais que forem considerados necessários podem levar a uma utilização excessiva sobre a bateria.

Assim, consideramos duas opções, sendo a primeira instalar uma segunda unidade e a segunda a de colocar dentro do veículo, devidamente acondicionado, um alimentador com múltiplas ligações tipo tomadas de isqueiro, algo que falta de origem a diversos veículos mais antigos, como é o caso dos Land Rover Série 3.

No caso da opção pelo alimentador, não há lugar a qualquer instalação, apenas a um acondicionamento, tendo como vantagem a sua portabilidade e a sua remoção em caso de não utilização, podendo ser deslocado quer para ser recarregado, quer para prestar auxílio a outro veículo com problemas eléctricos.

Por outro lado, também pode ser carregado a partir da bateria instalada no veículo, através de uma ligação a uma tomada de isqueiro, caso esta esteja instalada, de forma algo semelhante a uma 2ª bateria, embora não tão automática como utilizando o kit de "split-charge" que mencionados anteriormente.

Para quem não queira modificar o veículo, esta pode ser uma opção a ter em conta, aconselhando-se um modelo com compressor, iluminação, múltiplas ligações para tomadas de isqueiro e um mínimo de 400 Ah, valor necessário para servir de arrancador a um motor diesel.

O modelo que possuimos corresponde às especificações acima mencionadas, tendo um total de 3 tomadas de isqueiro que nos permitem operar o computador portátil, o rádio e um outro equipamento adicional, como o telemóvel, a partir da caixa de carga, sem que para isso seja necessário proceder a ligações eléctricas adicionais.

Algo que gostariamos de ter também no alimentador seria um inversor de corrente, de modo a poder utilizar equipamentos alimentados a 220V sem a necessidade de adicionar um dispositivo externo, mas nunca vimos nenhum modelo com esta característica, que em muito valorizaria o alimentador.

Com esta configuração, apenas um GPS portátil, de muito baixo consumo, está ligado à bateria na bateria principal, evitando que esta seja sujeita a qualquer descarga excessiva.

Neste balanço entra vantagens e desvantagens, como opção provisória ou de baixo custo, o alimentador de baterias tem sido suficientemente eficaz e flexível para justificar a sua aquisição, pelo que aconselhamos a aquisição de um exemplar.

domingo, novembro 27, 2005

Emblemas para clássicos


Image Hosted by Imageshack
Site da Five Star Classics

Entre as várias empresas que se dedicam a comercializar emblemas, sejam originais ou reproduções de alta qualidade, de automóveis clássicos, encontramos algumas empresas que se dedicam essencialmente a veículos britânicos e onde é possível adquirir material para os Land Rover.

Já por diversas vezes mencionamos o Ebay inglês como fonte de placas de chassis, entre outros emblemas identificativos das marcas, mas que nos deixa dependentes da existência ou não de um leilão com o material pretendido o qual é, normalmente, muito específico.

Deve, no entanto, ser feita uma comparação de preços e evitar precipitações dado que estes variam muito e, em muitos casos, são comercializados exemplares danificados ou com demasiado desgaste derivado de muitos anos de uso em condições rigorosas.


Image Hosted by Imageshack
Site da Classic Repro

No caso destas e doutras lojas "on-line", podem ser efectuadas encomendas dos produtos em stock e pagar através de cartão de crédito sem a necessidade de esperar por uma oportunidade, às vezes demorada, no Ebay.

Relativamente a algumas das placas de chassis usadas nos Land Rover, aconselhamos a leitura de alguns textos e das fotografias aqui colocados durante o mês passado onde esta questão é abordada de forma a que a escolha da placa a adquirir corresponda ao modelo do veículo.

Para quem esteja a completar um restauro, precise de uma placa de identificação que evite comentários durante a IPO, ou simplesmente colecione emblemas de automóveis clássicos, estas lojas podem ser a solução mais rápida para a aquisição de algumas peças difíceis de obter em Portugal.

Recolha de alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome


Image Hosted by Imageshack
Site do Banco Alimentar

Realiza-se durante este fim de semana de 26 e 27 de Novembro, a recolha de alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome, com presença de voluntários junto de mais de 500 dos principais hiper e supermercados do País.

Esta operação envolve mais de 11.000 voluntários, na continuidade de um esforço que começou há 13 anos e ajuda mais de 200.000 necessitados através de mais de um milhar de instituições.

Mais detalhes e informações, estão disponíveis no site do Banco Alimentar onde toda a operação é descrita num comunicado destinado à Imprensa.

Nesta época de crise, com aumento da taxa de desemprego, convém lembrar que ainda é possível contribuir para que muitos portugueses passem melhor o Natal que se aproxima.

Caixas para Land Rover


Image Hosted by Imageshack
Exterior da caixa militar

Para Land Rover e não só, mas particularmente adaptadas a ser transportadas num veículo todo o terreno, permitindo acondicionar material sensível ou dispendioso como computadores portáteis, máquinas fotográficas ou equipamentos de electrónica.

Estas caixas foram feitas a partir dos anos 60 para o Exército Alemão, pesam 8 Kg e têm 60 cm de largura, por 40 de profundidade e 25 de altura, a que corresponde um volume de 60 litros e têm 3 compartimentos internos para arrumação.


Image Hosted by Imageshack
Interior da caixa militar

Mesmo após o período de utilização e um armazenamento prolongado, mantêm um aspecto muito aceitável, praticamente novo, com o interior em estado impecável, o que denota o investimento do Exército Alemão numa elevada qualidade de fabrico.

As caixas podem ser adquiridas no Ebay Alemão por 68€, a que acrescem 20€ para envio, sendo o valor de transporte por peça inferior no caso de serem encomendas várias unidades.

Embora o custo final possa parecer algo elevado, a qualidade da construção e dos acabamentos faz-nos considerar uma opção a ter em conta como substituição dos modelos mais habituais de caixas metálicas.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin