sábado, março 28, 2015

Três em cinco condutores usam a bateria para carregar outros equipamentos - 2ª parte

A maioria dos proprietários raramente ou nunca verifica o estado da bateria, mesmo quando se nota alguma hesitação durante o arranque do motor, pelo que é cada vez mais frequente, sobretudo nos veículos com um maior número de equipamentos eléctricos instalados, falhas por falta de carga, implicando uma carga ou troca da bateria.

Sendo difícil de aferir, estima-se que um em cada três veículos tenha um problema com a bateria em cada ano, com maior incidência nos meses de Inverno e zonas de maior frio, afectando modelos relativamente recentes, com muitos equipamentos eléctricos, como automóveis de gama média ou alta com 4 a 6 anos e que fazem sobretudo percursos urbanos.

Também são estes os modelos onde se encontram instalados um maior número de opcionais e cujos ocupantes possuem mais equipamentos electrónicos e os carregam durante o percurso, portanto aqueles cuja bateria é submetida a um maior esforço e cujo nível de carga atinge valores mais baixos, podendo ultrapassar o esperado pelo fabricante, que na altura do projecto não adivinharia a evolução tecnlógica.

No caso dos todo o terreno, o acréscimo de equipamentos, que podem incluir faróis suplementares e de trabalho, guinchos ou equipamentos de expedição, a situação pode ser ainda mais complicada, razão pela qual vários proprietários optam por um sistema de dupla bateria com sistema de gestão, que evita que a bateria de arranque seja penalizada pelo aumento de consumo de energia.

sexta-feira, março 27, 2015

Temperaturas sobem 10 a 12º

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê que, a partir dos próximos dias, as temperaturas subam substancialmente, podendo a variação ultrapassar os 10 a 12º, pelo que se poderão atingir valores perto dos 30º durante um período superior a uma semana, durante a qual não se prevê a queda de chuva.

O que se costuma designar por temperaturas demasiado altas para a época, uma expressão que, actualmente, perante a maior inconsistência climática durante uma dada estação do ano, não faz qualquer sentido, tende a desculpar uma manifesta imprevidência ou falta de planeamento, bem patente na impreparação dos meios de combate aos fogos nesta época do ano.

A subida de temperatura irá, previsivelmente, sentir-se mais nos distritos de Setúbal e Lisboa, que andarão pelos 30º, mas na zona Centro, em Aveiro, Coimbra e Leiria, e a Norte, em Braga, esta chegará aos 27º, sendo nas manchas florestais por eles abrangidas que existirá um maior risco de incêndio, numa altura em que a mobilização de meios ainda é escassa.

É tradicional dizer que a época dos fogos se prepara durante o Inverno, e agora, que esta estação do ano terminou, seria boa prática que tal correspondesse à realidade e, caso nestes dias de maior calor surjam os primeiros fogos, tenham sido efectuadas as acções de prevenção adequadas e estejam disponíveis os meios necessários para um combate eficaz e com o mínimo de riscos.

quinta-feira, março 26, 2015

Baterias na zona da Grande Lisboa

Tendo um período de vida limitado, independentemente da sua qualidade, a substituição da bateria de um veículo acaba por ser algo comum durante o período de vida do mesmo, pelo que ter um conjunto de contactos nesta área é vantajoso, sobretudo se tiverem uma gama que inclua os modelos adequados às necessidades e possa, caso necessário, fazer entregas com alguma rapidez, como acontece com a Lxbattery.

A título de exemplo, uma bateria com 75 Ah e 640 CCA para um Land Rover Discovery custa 85 Euros e uma de 100 Ah e 820 CCA para um Defender Td5, ambas da marca Zenith, custa 120 Euros, valores que se comparam favoravelmente com os da concorrência, embora, obviamente, saibamos que existem fabricantes que fornecem material de qualidade superior.

Chamamos a atenção para o facto de o configurador ter erros, sendo disso exemplo o tipo de bateria proposto para o Land Rover Discovery 1, que teria 100 Ah e dimensões semelhantes às de um Defender Td5 e que, manifestamente, não cabe no local que lhe é destinado, pelo que convém conferir as dimensões dos modelos propostos.

Caso se pretenda instalação, com deslocação na zona da Grande Lisboa, acrescem 10 Euros ao preço da bateria, válido contra entrega da que vai ser substituida, e que na altura da instalação é testada, sendo entregue um "ticket", com o relatório técnico e que serve como garantia, válida por um período de 2 anos, no caso das Zenith, marca que avaliaremos, após o que partilharemos a nossa experiência.

quarta-feira, março 25, 2015

Três em cinco condutores usam a bateria para carregar outros equipamentos - 1ª parte

O hábito de carregar dispositivos eléctricos ou electrónicos a partir de veículos ultrapassa actualmente os 60%, o que significa que três em cada seis baterias é submetida a um esforço suplementar, mais sentido durante os meses de Inverno, onde as condições de descarga estão mais presentes.

Perto de 38% dos condutores carregaram o GPS através da bateria do veículo, enquanto 36% o fizeram com "smartphones", 15% outro tipo de telemóvel, 10% carregaram iPods ou outros leitores de música e 7% iPads, equipamentos esses que adicionam um consumo aos que se encontram instalados e para os quais o sistema eléctrico foi previsto.

Segundo uma sondagem, os consumos de energia, excluindo a necessária iluminação, são de 26% para regulação de temperatura, acrescendo quase 20% para vidros e 11% para assentos, quando incluído, seguindo-se a navegação por satélite nativa com 9%, carregamento de telemóvel instalado no veículo com 6% e sistema de música com um valor sensivelmente idêntico.

Nos meses de Inverno, apenas a iluminação e aquecimento, sobretudo em alturas de maior frio, penalizam bastante as baterias, sentindo-se mais quando os percursos são pequenos e após o esforço do arranque e aquecimento inicial do motor, o alternador não tem tempo de carregar adequadamente a bateria, cuja carga, neste tipo de uso, vai diminuindo.

terça-feira, março 24, 2015

Ferramente múltipla para porta-chaves

Uma das mais pequenas ferramentas de usos múltiplos disponíveis, é aquela que envolve uma simples chave de porta, podendo ser incluida em conjunto com esta num vulgar porta chaves, e que permite resolver alguns pequenos inconvenientes com que nos podemos deparar no dia a dia, sem a necessidade de transportar algo pesado ou volumoso.

Esta pequena ferramenta está disponível na cor natural do aço ou em negro, tem apenas 52 milímetros de comprimentos por 20 de altura, correspondendo basicamente à chave que envolve, acrescendo, caso assim se prefira, um mosquetão também em metal, com perto de 31 milímetros de comprimento.

Sendo multifacetada, com uma forma complexa, consegue cumprir diversas funções, como aparafusar ou desaparafusar parafusos, com dimensões diferentes, cortar cordas, remover cápsulas de garrafas, lixar ou polir pequenos objectos e, ainda servir de tesoura, embora com restrições inerentes ao seu tamanho.

O preço de um utensílio destes, que virtualmente não ocupa espaço, dado envolver uma das chaves que quase obrigatoriamente transportamos, fica abaixo do Euro e meio, incluindo portes a partir da Ásia, justificando-se alguma pesquisa dada a enorme variação de preço que encontramos no EBay e outras lojas "on line" e complementa mais do que substitui alguns dos modelos que apresentamos no passado.

segunda-feira, março 23, 2015

Land Rover Owners da Primavera de 2015 já nas bancas

Já se encontra nas bancas a edição da Primavera de 2015 da Land Rover Owners International, com o destaque de capa a ir para os modelos da marca que, custando até 2.500 libras, podem ser modificados para um desempenho adequado fora de estrada, sendo disso exemplo os primeiros Discovery e Range Rover.

Uma descrição do Defender preparado para competição pela Gigglepin, o Ultra 4 com 525 cv de potência, um excelente e vistoso Defender negro ou o teste do novo Discovery Sport fora de estrada, bem como diversas propostas de itinerários, infelizmente em Inglaterra, mas de onde se podem extrair informações quanto à configuração, merecem atenção.

Entre os artigos técnicos destacam-se a modificação para que a embraiagem dos Td5 fique mais leve, contrariando o peso que lhes é reconhecido, a reparação da suspensão de ar comprimido dos Range Rover L322 ou a manutenção de componentes de direcção, reparando assim alguns dos componentes que mais tendem a apresentar deficiencias.

A compra de um 7 lugares a partir de apenas 1.200 libras, equivalente a milhar e meio de Euros, algo difícil, ou mesmo impossível entre nós, para além da apresentação de um conjunto de novos produtos e equipamentos, que complementam os anúncios de numerosos fornecedores, ajudam a ter uma ideia do mundo Land Rover, numa altura em que a marca renova grande parte da sua linha de veículos.

domingo, março 22, 2015

Acessibilidade e privacidade na Internet - 4ª parte

A alternativa é recorrer a um navegador alternativo, como o TOR, designação do "The Onion Router", um "browser" baseado no conhecido Firefox, mas que incorpora um sistema de encaminhamento próprio, que estabelece uma ligação segura e anónima, tornando-se virtualmente impossível de seguir e controlar os acessos que faz.

Utilizando o TOR, se usarmos um programa simples que verifica o IP usado, este muda, localizando-se sucessivamente em diversas partes do Mundo, sem nenhuma ligação nem entre sí, nem em relação ao que é fornecido pelo prestador de serviço de Internet utilizado, não fornecendo informações de navegação, de forma a manter o anonimato.

O próprio nome do TOR deriva do facto de ser constituido por camadas sucessivas, lembrando a pele das cebolas, de onde provem o nome, camadas essas que ocultam as interiores, de modo a que sejam feitas e refeitas sem que o seu conteúdo seja revelado, o que impede o acesso aos dados relevantes para a identificação do utilizador, como o IP real, ou mesmo o país onde se encontra.

O TOR pode ser obtido gratuitamente em inúmeros "sites", bastando descarregá-lo e correr um programa de instalação simples e automatizado para ficar pronto a utilizar, podendo-se utilizar como um navegador normal, recorrendo às mesmas funcionalidades e técnicas, mas mantendo o anonimato e implementando uma segurança acrescida, ou de forma mais elaborada, algo que, por permtir aceder a actividades criminosas, não iremos descrever.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin