sábado, maio 03, 2008

Pré-publicação de mensagens no Blogger


Image Hosted by ImageShack
Pré-publicação de textos no Blogger

Até há pouco apenas disponível no Blogger in Draft, a pré-publicação de mensagens passou a estar disponível para todos os utilizadores do Blogger, bastando para tal publicar com data posterior, altura em que o conteúdo ficará visível.

Esta inovação surge também nas selecções do painel de controle do Blogger, onde os textos calendarizados surgem devidamente identificados e separados dos rascunhos e daqueles que já foram publicados.

Esta foi uma das características que sugerimos no passado, sem dúvida em conjunto com muitos outros utilizadores, e que agora é implementada, facilitando uma publicação regular mesmo em períodos de ausência dos autores.

Esta mensagem, recorrendo a esta nova possbilidade, estará disponível a partir das 16:00 sem a necessidade de qualquer intervenção na altura da publicação e mesmo que os autores estejam ausentes.

Madie McCann, um ano depois do desaparecimento


Image Hosted by ImageShack
Um dos cartazes que pediam informações

O desaparecimento de Madeleine MaCann já foi por diversas vezes abordado, sob diversas perspectivas, que vão desde a solidariedade a uma análise mais profunda, que incluiu as repercussões que teve a nível da exposição pública de um conjunto de fragilidades da investigação criminal e da alegada falta de profissionalismo na gestão de crises e no relacionamento com a comunicação social.

Hoje, não vamos recordar esses textos, mas sobretudo lembrar que qualquer caso que envolva um desaparecimento não pode ser esquecido e que estes devem ser periodicamente recordados, acrescentando novos dados, se existentes, aos "sites" das polícias responsáveis pela investigação e actualizando as fotografias das vítimas sempre que tal se justifique.

Para além do desparecimento de Madie, várias crianças portuguesas, cujos desaparecimentos envolveram infinitamente menos recursos, continuam por encontrar, as suas fotos permaneceram longos anos sem serem actualizadas, tornando-as virtualmente inúteis, as famílias nunca tiveram acesso a todas as informações a que tinham direito e a comunicação social, passada a emoção inicial, deixou de acompanhar o caso.


Image Hosted by ImageShack
Algumas das fotos de Madeleine publicadas

Lembramos também que não existe entre nós um mecanismo de alerta rápido, semelhante ao "Amber alert", que disponibilize junto de toda a população a informação necessária para que esta contribua activamente fornecendo informações, factor essencial se nos lembrarmos que as primeiras 24 horas seguintes a um desaparecimento são decisivas e que, depois deste limite, a possibilidade de ter exito na recuperação da vítima reduz-se substancialmente.

As novas tecnologias devem desempenhar uma função essencial no alerta, seguindo normas e critérios devidamente estabelecidos, em parceria com entidades que envolvam os operadores de comunicações, prestadores de serviço de acesso à Internet, detentores de sistemas de aviso, como os que estão presentes nas auto-estradas e, essencialmente, com a sociedade civil, de quem depende, em última instância, o exito ou fracasso desta iniciativa.

Este aniversário deve ser aproveitado como um dia de reflexão, sem entrar em especulações nem sentimentalismos, concentrando o esforço no sentido de encontrar soluções que numa primeira vertente previnam e numa segunda possam facilitar a localização das vítimas deste tipo de crime, particularmente desprotegidas em países onde pouco ou nada se aprende com a experiência de casos passados.

sexta-feira, maio 02, 2008

Vai ser assinado um contrato de manutenção para os EH-101


Image Hosted by ImageShack
Um EH-101 Merlin em voo

O ministro da Defesa anunciou que está "em condições de assinar" um novo contrato de manutenção por cinco anos para os com a Agusta-Westland, fabricante dos helicópteros EH-101 Merlin ao serviço da Força Aérea Portuguesa (FAP).

Este novo contrato vem, segundo o ministro, substituir o contrato de curta duração que servia de base à manutenção dos EH-101 por um mais favorável.

Conforme mencionamos recentemente, dos doze helicópteros EH-101 apenas cinco estão operacionais devido à impossibilidade de obter peças de substituição para as manutenções periódicas, facto que obrigou a repor em serviço quatro SA330 Puma do tempo da guerra Colonial.

Espera-se que termine assim um lamentável espisódio que reduziu a menos de metade a frota dos EH-101, um meio essencial a nível de socorro marítimo, onde estes helicópteros e as suas tripulações têm demonstrado o seu valor, merecendo gratidão pelos numerosos salvamentos efectuados.

Apresentadas recomendações para combater o "car jacking" - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um "car jacking" que terminou num homicídio

Existe uma outra linha de defesa, a nível legislativo, que deverá ser adoptada no sentido de sancionar mais fortemente este crime, dissuadindo quem o pretende perpretrar e colocando a moldura penal numa fasquia em que medidas de coação a nível de prisão preventiva sejam mais fáceis de decretar.

Haverá também que rever algumas questões a nível legislativo na forma como são abordadas questões complexas a nível de comunicações, da responsabilização pela utilização de equipamentos imobilizadores e das consequências que daí possam resultar ou de violações de privacidade decorrentes do uso de sistemas de seguimento, para mencionar apenas algumas das mais evidentes.

Há, no entanto, um conjunto de legislação que, pela sua sensibilidade, não deve ser discutida publicamente pois estariamos a fornecer informações que poderiam ser utilizadas pelos próprios criminosos a estabelecer um conjunto de ligações que podem ser prejudiciais para a segurança de todos.

No respeitante à moldura penal do "car jacking" propriamente dito, para além de facilitar a aplicação da figura de "associação criminosa", não será o seu agravamento a contribuir substancialmente para a diminuição deste fenómeno, mas sim uma elevada probabilidade de quem comete este tipo de crime ser detido e condenado.

Lembramos, finalmente, que o "carjacking" é um crime violento, habitualmente cometido com o recurso a armas de fogo, pelo que repetimos o conselho das autoridades policiais que desaconselham qualquer tipo de resistência, enquanto se recolhe visualmente o máximo de informações que permita identificar os criminosos.

Não há soluções milagrosas para este tipo de crime, mas existe um conjunto de medidas que, sendo adoptadas por todos, podem contribuir em muito para prevenir, dissuadir, perseguir e punir quem opte por perpretar um crime que está a aumentar entre nós.

quinta-feira, maio 01, 2008

Google apresenta versão em português do Gmail


Image Hosted by Imageshack
Logo do Gmail

O Google lançou a versão portuguesa do seu serviço de correio electrónico gratuito, o Gmail, que temos vindo a utilizar devido ao conjunto de funcionalidades que inclui.

Para além do espaço de armazenamento e unificação de todas as mensagens de uma mesma conversação, o Gmail, inclui um sistema de mensagens instantâneas, uma filtragem de correio indesejável eficaz, redirecionamento de mensagens e suporte para diversas plataformas.

A função IMAP permite sincronizar a caixa de entrada de diversos tipos de dispositivos de forma transparente para o utilizador, podendo aceder ao correio através de um telemóvel a partir de qualquer local onde haja cobertura de rede.

A versão portuguesa tem uma capacidade de armazenamento superior a 6 Gb, inclui conversação em grupo, etiquetas ou "labels" coloridos, oferecendo assim vantagens adicionais relativamente a outras versões do Gmail e que vêm adicionar-se a um conjunto de características que resultou na nossa escolha como serviço de correio electrónico.

Apresentadas recomendações para combater o "car jacking" - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Portagem numa auto-estrada com Via Verde

Segundo o Relatório Anual de Segurança Interna, o "car jacking" foi o tipo de crime que aumentou mais, com uma diferença de 33% em relação ao ano anterior e afecta sobretudo os modelos de topo de gama que são, muitas vezes, utilizados noutras actividades criminosas, como assaltos.

O problema do recurso a tecnologias para combater este tipo de crime já foi abordado por diversas vezes, tecendo diversas considerações que foram enviadas ao MAI antes de este dar início a este processo que replica as ideias enviadas.

Relativamente ao sistema de câmaras, consideramos mais adequada a implementação de "transponders" nos veículos e a colocação de sistemas de leitura em locais estratégicos, eventualmente associadas a uma das várias câmaras de detecção de velocidade, de passagem quase obrigatória, que alertarão as autoridades para uma dada viatura.

Para explicar melhor a ideia de "transponder", podemos usar como exemplo o conhecido equipamento da "Via Verde", onde um equipamento electrónico, durante uma passagem próxima, responde a outro com um sinal codificado, identificando-se perante uma base de dados.

De igual forma, um sistema semelhante instalado num veículo, que poderia ser duplicado ou triplicado caso se pretenda uma maior segurança resultante da dificuldade de detecção e remoção, permitiria uma identificação através de equipamentos instalados em locais estratégicos, como pontes, túneis, acessos a cidades ou portagens de auto-estradas, para mencionar apenas alguns.

Equipamentos com funções semelhantes poderiam também equipar viaturas policiais, de modo a efectuar verificações móveis, sobretudo em zonas mais periféricas ou consideradas como mais problemáticas, complementando assim a já existente infraestrutura fixa da "Via Verde" que poderia também ser utilizada para este fim.

A privacidade seria mantida dado que a associação entre o código do "transponder" e a matrícula apenas seria efectuada através de um registo temporário aberto na altura da ocorrência de um incidente e apagado após a sua conclusão, de forma a evitar que houvesse um seguimento sem causa adequada de uma dada viatura.

quarta-feira, abril 30, 2008

Blusão de alta visibilidade para Verão SPEG 360


Image Hosted by ImageShack
Blusão de alta visibilidade SPEG 360

Já apresentamos alguns modelos de blusão de alta-visibilidade que se podem adquirir em promoções no EBay inglês, que, sendo acolchoados e relativamente quentes, são pouco adequados aos dias quentes que se avizinham.

Como resultado de uma pesquisa, mantendo em perspectiva um preço baixo e a adequação ao tempo quente, optamos por escolher um dos vários modelos destinados ao desporto, neste caso com corte adaptado ao ciclismo, que actualmente podem ser adquiridos por perto de uma vintena de Euros.

Como características fundamentais, este modelo em PU revestido de polyester, à prova de chuva e de vento, é forrado com rede na zona do tronco e tecido nas mangas, tem bolsos com fecho e pode ser dobrado de modo a ficar transformado numa bolsa que pode ser transportada à cintura preso por um cinto incluido.

O tecido em verde amarelado, típico do vestuário de alta-visibilidade, tem um fecho eclair faixas e logotipos reflectores e pode ser utilizado numa larga gama de temperaturas, tendo uma gola de protecção, elásticos e ajustes de modo a garantir um bom isolamento do corpo

Apesar de, para nós, ter o defeito de ter um maior comprimento atrás do que à frente, típico dos equipamentos destinados ao ciclismo, mas que pode ser corrigido com alguma facilidade, as características deste modelo SPEG 360 aliado ao preço tornam-no numa opção interessante para quem necessite de um vestuário de alta-visibilidade, leve e flexível, que possa ser utilizado quando faz mais calor.

Apresentadas recomendações para combater o "car jacking" - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Reconstituição de uma situação de "car jacking"

O grupo de trabalho criado há um mês por iniciativa do ministro da Administração Interna (MAI) para combater o "carjacking" apresentou um conjunto de recomendações, incluindo uma vertente preventiva e medidas a implementar pelas forças de segurança.

Na primeira vertente, conselhos que incluem o de circular com as portas trancadas e janelas fechadas, o uso da chave do carro separada das restantes, de modo a que os ladrões não a obtenham caso sejam eles a retirá-la do bolso do proprietário, a atenção a ter em zonas de paragem ou pouco frequentadas, constarão de "sites" e de folhetos a distribuir.

Também o recurso a sistemas de localização e seguimento, que incluem GPS e um módulo de SMS para envio de comandos que, podem incluir a imobilização do veículo, cujo valor poderá ser reduzido através da negociação de protocolos com seguradoras no sentido de reduzirem os prémios dos seguros, ou através de incentivos fiscais, nomeadamente numa redução do valor do IVA, tal como sugerimos com insistência, foi recomendado por este grupo de trabalho.

Também foi proposto a aquisição de equipamento informático que permitira às forças de segurança verificar em tempo real se a matrícula de uma viatura se encontra numa base de dados onde constam os veículos roubados ou furtados.

Este sistema recorre a uma câmara instalada nas viaturas policiais, com "software" que lê automaticamente as matrículas e envia os dados para um sistema central, onde estão registadas as matrículas das viaturas a apreender, sendo que o processo "on-line" é determinante no caso de crimes em curso, como os de "car jacking".

Apesar de haver a concordância do MAI, ainda não está defenido qual o número de equipamentos a adquirir, sendo que a sua eficácia, após a tradicional substituição da matrícula, que será obviamente apressada, é, no mínimo, duvidosa.

terça-feira, abril 29, 2008

Varrer para debaixo do tapete


Image Hosted by ImageShack
Desmantelamento do "O Avião" (foto "O Sol")

Começou a ser desmantelado o bar "O Avião", nas imediações do qual ocorreu em Dezembro de 2007 um atentado à bomba que vitimou o seu proprietário.

Se até há pouco este iconográfico estabelecimento de diversão noturna era sobretudo um incómodo para os habitantes dos prédios vizinhos, após este atentado passou a sê-lo para as entidades policiais, como símbolo de um crime que continua por resolver.

O desmantelamento desta aeronave, que há décadas aterrou na Portela e, após anos estacionado no Aeroporto de Lisboa, foi instalado nas suas imediações, mais do que uma opção estética, traduz-se no "varrer para debaixo do tapete", colocando longe da vista algo que recorda as dificuldades e defeciências da investigação criminal em Portugal.

Num País de aparências, onde as evidências se escondem debaixo das meias verdades das frases inacabadas ou da manipulação das estatísticas, o esquecimento continua a ser a forma mais prática e eficaz de ocultar o que não se pode solucionar.

Reforço no combate aos incêndios na zona do Gerês


Image Hosted by ImageShack
Um incêndio em Portugal

Este ano, o dispositivo de combate a incêndios florestais no ditrito de Braga vai ser reforçado, abrangendo as importantes zonas do maciço do Gerês, serras da Abadia, em Terras de Bouro e no Vale do Tâmega, na região de Basto.

Os meios sedeados neste distrito incluem dois helicópteros, um em Braga e outro em Fafe, um total de 285 elementos em regime de permanência, e o reforço de equipas de vigilância móvel das forças de segurança da Direcção Geral dos Recursos Florestais, para além de equipas de Sapadores do Exército e do Grupo de Intervenção de Proteccção e Socorro (GIPS) da Guarda Nacional Republicana.

Os 14 concelhos do distrito de Braga foram bastante afectados pelos incêndios em anos anteriores, com especial incidência em zonas protegidas, muitos deles resultantes de evidentes problemas de ordenamento do território, do abandono da actividade agrícola, de actos de negligência e de opções absurdas em termos de controle, leia-se proibição, de acessos.

O reforço de meios, sendo positivo, não será a solução para os problemas estruturais desta região, que carece de uma intervenção de fundo a muitos níveis, de modo a combater a desertificação, o empobrecimento e o abandono do que resulta uma vulnerabilidade que facilita a propagação dos fogos.

Continuar a optar por deslocar efectivos de combate aos fogos para defender zonas desertificadas, sem sustentabilidade económica, abandonadas pelas populações apenas adia o inevitável, sendo que em poucos anos já pouco restará que justifique o investimento anual na luta contra as chamas, altura em que uma das áreas de maior valor ambiental no nosso País estará defenitivamente excluida dos itinerários turísticos e condenada a desaparecer.

segunda-feira, abril 28, 2008

Bombeiros recebem formação em Coimbra


Image Hosted by Imageshack
Incêndio em Portugal

Realizou-se uma acção de formação, organizado pela Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI), que incidiu sobre o comportamento do fogo e os procedimentos a adoptar pelos bombeiros durante o combate às chamas de modo a manterem-se em segurança.

Na acção, que decorreu em Coimbra, estiveram presentes especialistas, entre eles o responsável pela ADAI, professor Xavier Viegas e o cientísta Carlos Rossa, que insistiram na necessidade de conhecer e prever o comportamento do fogo.

Foi mencionada a necessidade de obter e manter actualizadas informações relativas às condições meteorológicas, incluindo mudanças de vento, previsão de alterações nas temperaturas ou a nível de humidade que podem resultar de movimentos de massas de ar, bem como a interacção entre as chamas e os elementos naturais presentes.

Lembramos que não basta ter experiência e que a formação constante é necessária, devendo ser complementada por uma vertente tecnológica, com a disponibilização de equipamentos adequados e, sobretudo, com a adopção de uma mentalidade que permita fazer diminuir os riscos, evitando atitudes que alguns consideram coragem mas que, correctamente analisadas, não passam de temeridades.

Morreu o Vasco Lima "Xanoc"


Image Hosted by ImageShack
O Vasco junto de um Defender

Durante a prova de navegação do Lousã Camp 2008, o Land Rover Defender do Pedro Neto e do Vasco Lima "Xanoc" teve um acidente, capotou e ficou imobilizado no rio Ceira, após precorrer 70 metros de uma encosta com desnível acentuado.

O Pedro Neto, foi projectado para o exterior do carro e não sofreu ferimentos graves, enquanto o Vasco Lima foi operado a um corte profundo na parte posterior da orelha, tendo a equipa médica procedido ao reimplante de grande parte da mesma orelha.

No entanto, mais grave terão sido as sucessivas pancadas que provocaram diversas lesões, podendo, neste caso, estabelecer um paralelo com um caso conhecido e que teve consequências fatais no espaço de poucos dias.

As lesões na zona do pescoço são particularmente graves, podendo resultar em abcessos que vão dificultar ou impossibilitar a correcta irrigação do cérbero, podendo resultar em situações graves que poderão levar a uma morte cerebral e numa vida vegetativa ou na falência de orgãos, que se revelará fatal.

À família e amigos do Vasco, apresentamos os nossos mais sínceros pêsames e solidariedade nesta hora difícil para todos.

Até sempre, Vasco!

domingo, abril 27, 2008

Uma proposta para a revisão do Código de Trabalho


Image Hosted by ImageShack
Ministro Vieira da Silva

Algumas das recentes alterações do Código de Trabalho e o desafio feito pelo próprio Governo a que sejam enviadas sugestões, merecem uma breve resposta, mesmo tendo consciencia de que esta não será, quase certamente, tida em conta.

O aumento de encargos a nível de prestações sociais a pagar pelas empresas que contratem a prazo, em regime de prestação de serviços, com a presente taxa de desemprego, terá consequências para os próprios contratados, que verão, provavelmente, o seu ordenado reduzido na mesma percentagem.

Como alternativa propõe-se a introdução de factores diferenciadores positivos nos concursos abertos pelo Estado, onde os regimes de contratação, os níveis e as oportunidades de formação dadas aos colaboradores e outras medidas de intervenção a nível social, como a protecção à maternidade, por exemplo, através de creches da própria empresa, a fixação em locais socialmente deprimidos ou a contratação de desempregados de longa duração ou idade mais avançada, fosse tida em conta.

Caso o Estado imputasse um valor à intervenção social das empresas, devidamente regulado, quantificado e verificado, sob a forma de um crédito utilizável em concursos públicos, estaria a investir na justiça social, na solidariedade e na responsabilização, evitando os óbvios efeitos colaterais que sempre têm as medidas a nível contributivo.

Desta forma, com ou sem factor de majoração, as empresas que complementassem a acção social do Estado veriam o seu esforço compensado, introduzindo um estímulo para aumentar a consciência da necessidade de introduzir um conjunto de boas práticas junto do tecido empresarial.

A publicação de um "dossier" de boas práticas sociais, onde constasse igualmente o princípio de retribuição por parte do Estado, com mínimos claros para a participação em concursos públicos e metas a partir das quais haveria um efectivo crédito para as empresas, seria um passo importante que não teria um impacto contributivo negativo e teria a vantagem de estimular a economia.

Um pouco à margem, esta opção pode permitir às empresas uma forma de investimento na área social, criando assim uma reserva que pode ser utilizada como factor diferenciador perante o Estado, obtendo uma vantagem competitva que ultrapassa a mera concessão de benefícios fiscais.

O recurso sistemático a argumentos de carácter fiscal ou contributivo para introduzir factores de correcção num mercado que, mesmo regulamentado, é livre, para além da inevitável distorsão que resulta dos artifícios e expedientes que serão utilizados para contornar a letra da lei, acabam por tranformá-la em pouco mais do que letra morta.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin