sábado, fevereiro 16, 2013

Estojo de primeiros socorros no Defender - 2ª parte

Image Hosted by Google Um estojo de primeiros socorros no Defender

A bolsa mede 25 x 13 x 6 cm, é em nylon resistente e impermeável, com fecho de correr, tendo bem visível o fim a que se destina e um autocolante na parte inferior com informação do lote e da validade, sendo de prever a substituição de parte do conteúdo no prazo de 5 anos.

A forma de colocação no Defender obedece aos critérios que mencionamos anteriormente, de forma a que seja facilmente visível, acessível e removível, pelo que optamos por recorrer a um par de correias vermelhas presas na divisória da carga, sendo este um sistema de fixação eficaz e de muito baixo custo.

As correias são, na verdade, coleiras para cão, adquiridas numa loja gerida por chineses, tendo um fecho de abertura rápida, são ajustáveis e oferecem uma resistência elevada, custando menos de um Euro cada uma, tendo ainda a vantagem de, se não tiverem sido alteradas, poderem reverter para o seu uso orginal.

Desta forma, o estojo de menores dimensões, que descrevemos no texto anterior, e que possui menos equipamento, será colocado, quando chegar, no Discovery, dado que, pelo tipo de utilização que fazemos, será menos provável a sua utilização, sendo que na altura, perante o objecto real, estudaremos uma forma de instalação adequada.

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Estojo de primeiros socorros no Defender - 1ª parte

Image Hosted by Google Um estojo de primeiros socorros e correias de fixação

Seguindo os nossos próprios conselhos no sentido de instalar conjuntos de primeiros socorros nos veículos que utilizamos, optamos por começar pelo Defender, dado ser o veículo que se destina a maiores aventuras, optando, neste caso, pelo da Sensiplast que se pode actualmente adquirir no Lidl.

Este estojo inclui um conjunto de componentes bastante interessante, num total de 37, incluindo pensos, ligaduras, compressas, luvas descartáveis, tesoura, etc, obedecendo à norma europeia DIN 13164, e pode ser complementado com alguns medicamentos mais comuns e que não implicam prescrição médica.

Está também incluida uma manta térmica ou de salvamento, em folha de alumínio, capaz de manter a temperatura corporal mesmo com muito frio, bem instruções de primeiros socorros, que aconselhamos a ler previamente no momento de estudar o conteúdo deste conjunto.

O estojo tem divisórias internas, num total de 12 compartimentos, com ilustrações de aplicação, o que facilita o acesso, bem como a reposição após utilização, sendo de verificar periodicamente a validade dos items contidos no interior, bem como uma eventual degradação resultante de exposição aos elementos.

quarta-feira, fevereiro 13, 2013

"Acredita Portugal", um concurso à portuguesa...

Image Hosted by Google Introdução de dados no "site" do "Acredita Portugal"

Foi com algum espanto que recebemos uma mensagem do "Acredita Portugal" a informar que nenhum dos projectos que submetemos estava registado no sistema, convidando-nos a não desistir, resubmetendo os projectos até ao final desta semana.

Tal deve-se, obviamente, a falhas na plataforma, dado que após a introdução dos projectos, procedemos à respectiva edição, utilizando para tal as ligações resultantes do processo, facto que demonstra bem que toda a introdução de dados correu de forma adequada.

Dado que, após dois contactos, não obtivemos qualquer resposta, optamos por voltar a introduzir os dados, gravando os écrans resultantes de cada passo que demos, de forma a que exista um registo, já que, lamentavelmente, no termo do processo não existe uma mensagem de confirmação.

Infelizmente, todo este incidente resultou na perda de horas de trabalho, pelo que a periodicidade do "blog" não foi possível de manter, tendo optado por tentar ultrapassar esta situação com alguma antecedência, dado que, infelizmente, receamos que outros incidentes possam surgir.

domingo, fevereiro 10, 2013

Terminou mais uma fase do concurso "Acredita Portugal"

Image Hosted by Google O "site" do "Acredita Portugal"

Terminou mais uma fase do concurso "Acredita Portugal", no qual concorremos com dois projectos, tendo optado por repetir, com algumas pequenas modificações, o mesmo com o qual participamos na edição anterior, e com o projecto, que aqui mencionamos previamente, de fotografar e documentar locais e monumentos abandonados.

Tal como em edições anteriores, verificaram-se alterações a nível de prazos, da forma de introdução das respostas aos questionários, do método de acesso aos mesmos, tornando o processo mais complicado e confuso do que o previsto, algo que deveria ter sido solucionado após as experiências das edições anteriores.

Tal como em anos anteriores, o processo decorre com erros, tendo sido anunciado hoje um adiamento, ao mesmo tempo que as ligações para edição surgem agora como inválida, tendo sido recebido uma mensagem a dizer que não encontravam os formulários submetidos, o que, obviamente, é de lamentar e retira a credibilidade ao concurso.

Naturalmente que entre os inúmeros candidatos, onde certamente haverá projectos de grande valia, a selecção daqueles com os quais nos candidatamos será sempre difícil, mas, apesar disso, continuamos a ter esperança que fiquemos, pelo menos, no grupo dos 100 finalistas, o que confere alguma visibilidade e a possibilidade de alguns apoios, mesmo que conjunturais.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin