sábado, fevereiro 04, 2017

Pipos com indicador de pressão

Os pipos para pneus com indicação visual de pressão podem ser interessantes para todos quantos prestam pouco atenção a algo que é essencial em termos de segurança e de conforto, dispensando o recurso a equipamentos mais sofisticados para uma primeira análise que pode, igualmente, ser um alerta para uma situação de risco.

Construídos em aço sem estanho, com perto de 25 por 10 milímetros e peso unitário de 7.5 gramas, suportam, dependendo do modelo, uma pressão até aos 30 psi ou 2.0 Bar ou mesmo superior, até aos 2.4 e são compatíveis com as válvulas normalizadas, pelo que a sua utilização é universal.

Tal como é de esperar, ao verde corresponde uma pressão normal, enquanto o amarelo assinala uma descida de aproximadamente 5 psi e o vermelho surge quando a descida é de 10 psi, sendo de sempre de adquirir o modelo que corresponde melhor à pressão usada nos pneus, o que pode significar ter pipos diferentes nos dois eixos, dado que nenhum dos modelos desta gama de preço é ajustável.

O preço pelo conjunto ronda o par de Euros, incluindo portes a partir da Ásia, sendo de ter em atenção que, caso se parta o plástico transparente, o que pode acontecer com um impacto, sobretudo fora de estrada, o pneu perderá pressão, tal como se perfurado por uma agulha, pelo que a sua utilização deve ser avaliada considerando todos os factores envolvidos.

sexta-feira, fevereiro 03, 2017

Caixas militares provenientes da Alemanha - 3ª parte

Este modelo, ou similar, pode ser colocado sobre os guarda lamas traseiros de um Defender, de preferência aparafusado, recorrendo aos orifícios resultantes da remoção dos assentos traseiros, mantendo a distância suficiente para os paineis laterais de modo a que se abra com facilidade.

Com 66 x 24,5 x 24,5 centímetros, para comprimento, largura e altura, e espaço interior de 62,0 x 22,5 x 23,5cm, esta caixa metálica pesa 9,77 quilos, possui quatro orifício na superfície inferior, dois em cada topo, e fecha com um par de fechos de abertura rápida.

Quem pretende aparafusar a caixa, pode usar os furos desta como guia e colocar um rebite roscado nos furos feitos no guarda lamas, o que permite uma muito melhor fixação e a remoção simples, bastando para o efeito uma simples chave e usando os parafusos para tapar os buracos, evitando a entrada de pó ou mesmo água.

Aconselhamos, igualmente, a usar um rebite roscado nos orifícios laterais, e não um rebite simples, o que permite tapá-los com um parafuso e, caso necessário, utilizá-los para qualquer fim, inclusivé para fixar outros objectos, algo sempre possível e fácil face à robustez deste modelo de caixa, que, desta forma, fica bastante estanque, sobretudo se colocada uma junta em borracha na tampa.

quinta-feira, fevereiro 02, 2017

Localizadores de viatura em formato de carregador USB - 1ª parte

Entre os inúmeros localizadores existentes no mercado, aqueles que simplesmente se encaixam na tomada de isqueiro de um veículo e obtêm dados posicionais através da rede móvel, não possuindo receptor de GPS, encontram-se entre os mais baratos, podendo ser uma alternativa a ter em conta, dado dispensarem qualquer tipo de instalação.

Com aparência exterior de um simples carregador USB ligado na tomada de isqueiro do veículo, e cumprindo igualmente essa função, carregando equipamentos electrónicos que implementem essa funcionalidade, estes pequenos localizadores possuem no seu interior todo um sistema de localização miniaturizado, passando perfeitamente desapercibidos seja pelo aspecto, seja pela ausência de referências exteriores a esta funcionalidade.

Tal como outros modelos, é necessário introduzir o cartão SIM, desprovido de código de segurança, e configurar alguns parâmetros, mais exigentes caso se pretenda que os dados sejam fornecidos via GPRS e não por simples SMS, o que tem implicações diversas, com vantagem na sequência de dados recebidos, mas podendo onerar mais o custo da solução devido ao pagamento ao operador de comunicações.

Uma vez configurado via SMS e com o cartão SIM desbloqueado no interior, quando introduzido na tomada de isqueiro de um veículo, activa-se imediatamente quando recebe corrente eléctrica, permanecendo activo e funcional até que a alimentação seja cortada.

quarta-feira, fevereiro 01, 2017

Caixas militares provenientes da Alemanha - 2ª parte

Com dimensões de 76 x 28 x 22.0 centímetros, em comprimento, largura e altura, e uma abertura de 265 milímetros de largura por 145 de altura, construída em metal, o modelo de caixa proposto como exemplo pode ser facilmente colocado na plataforma de carga de um Defender, ficando o conteúdo acessível ao abrir da porta traseira.

Naturalmente, com esta configuração, torna-se necessário organizar adequadamente o conteúdo e verificar se o mesmo pode ser extraído com facilidade sem deslocar a caixa, bem como verificar se esta não desliza, seja por acção do próprio peso, seja por serem colocados esticadores ou objectos que façam função de cunha e isolamento, evitando ruídos incómodos caso as caixas rocem entre sí ou no veículo.

Também é óbvio que, pela sua configuração, existem limitações quanto aos tipo de objecto que pode ser transportado, sendo sempre de verificar se a abertura é suficiente, sobretudo para a sua extracção, sendo certo de que, pela sua solidez, este tipo de caixa oferece uma substancial protecção, caso fechada com um fecho ou um cadeado, o que pode ser facilmente adaptado.

Com valores de transporte idênticos, mas com abertura superior, e um preço perto de 10 Euros superior, outro modelo, igualmente em metal e também originalmente destinado a utilização militar, terá, provavelmente, uma utilização diferente e uma colocação distinta no interior de uma viatura, sendo certo de que, caso tenha carga na parte superior, esta terá que ser removida para se aceder ao interior.

terça-feira, janeiro 31, 2017

Tempo de espera para atendimento no 112 aumenta 350% - 5ª parte

Muitas das alterações implementadas a nível do socorro e dos próprios locais de atendimento tiveram consequências que não foram devidamente acauteladas pelos decisores políticos, que consideraram que a melhoria das vias de comunicações e das tecnologias disponíveis permitiam manter tempos de resposta adequados, ignorando uma multiplicidade de factores que comprometeriam os planos traçados.

As exigências em termos de socorro e dos próprios cuidados de saúde evoluiram, sendo mais exigentes, o que faz todo o sentido face à expectável melhoria de qualidade de vida e a maior longevidade dos dias de hoje que, em contrapartida, resultam noutros problemas, associados a esta exigência e a uma vida mais longa, onde podem ocorrer doenças próprias da idade.

Com as recomendações a apontar para os 7 segundos para o atendimento das chamadas, os 20 que se verificavam e os perto de 65 de hoje, falando sempre em termos de média que permitem desvios gravosos, é manifesto que se tem que exigir uma solução urgente, mas sem que a pressa comprometa a fiabilidade e racionalidade, sendo sempre de equacionar uma solução provisória, mesmo que mais dispendiosa, enquanto se implementa a definitiva, que pode passar por implementações tecnológicas sofisticadas, as quais nunca são imediatas.

Assim, para além da contratação de meios, indispensável no curto prazo, a revisão metodológica e implementação de uma nova plataforma tecnológica, capaz de suportar uma maior descentralização, como forma de incluir outros agentes ou operadores, e o estabelecimento de novos procedimentos, passando pela formação e requalificação do pessoal, surgem como inevitáveis para uma solução racional, eficiente e sustentável, capaz de responder com a rapidez adequada ao encaminhamento dos meios de socorro.

segunda-feira, janeiro 30, 2017

Caixas militares provenientes da Alemanha - 1ª parte

A Alemanha é, manifestamente, um dos países onde existe um maior número de excedentes militares, o que permite adquirí-los a preços particularmente favoráveis, ao que acresce uma boa variedade, sobretudo em termos de modelos de caixas para arrumação que possam ser utilizadas no interior de viaturas.

Os modelos metálicos simples, em chapa, com fecho, sem divisórias interiores ou isolamentos, têm um preço que fica entre os 30 e os 40 Euros, a que acresce um valor de portes, para uma unidade, que fica abaixo da vintena de Euros e que diminui em termos unitários para quantidades superiores.

Dependendo da configuração, as caixas têm utilizações e preços diferentes, sendo manifesto que aquelas que possuem abertura superior são mais dispendiosas, com uma diferença de perto de uma dezena de Euros, face aquelas cuja abertura é num dos topos, do que resulta uma maior dificuldade no acesso ao interior, mas que, em contrapartida, podem ser empilhadas ou ter carga sobra a parte superior, sem com isso deixar de se poder abrí-las com facilidade.

Este tipo de caixa pode, por exemplo, ser colocado na plataforma de carga de uma viatura, com a abertura virada para a porta de acesso, e, caso se coloquem diversas unidades lado a lado, constituirem elas próprias uma nova plataforma, mais elevada, sobre a qual se coloca carga, eventualmente, sobre uma placa em contaplacado, essencial para que a superfície seja lisa.

domingo, janeiro 29, 2017

Dois anos de teste de luvas tácticas - 1ª parte

Após um par de anos de uso frequente, temos que dar nota positiva às luvas tácticas que adquirimos via EBay, que um modelo idêntico ou muito semelhante ainda se pode encontrar por preços que começam perto dos 7 Euros, incluisivé portes, tendo-se revelado uma agradável surpresa face ao valor pago.

Apesar do baixo preço, e de serem uma réplica de modelos francamente mais dispendiosos, revelaram-se resistentes, seja ao uso normal, seja em diversas actividades onde a fricção ou mesmo o impacto pudessem provocar alguns danos, continuando a ostentar uma boa aparência, apenas penalizada por algumas pequenas manchas provenientes de substâncias químicas.

Em tempo quente, a ventilação revelou-se eficaz, e a sua utilização, mesmo em períodos mais prolongados, é confortável, para o que contribui a qualidade de tecido escolhida, as zonas almofadadas, e o ajuste proporcionado pelo fecho de velcro, que tem alguma tendência a perder linhas de tecido, sob a forma de fios, nos locais mais expostos, o que pode ser evitado passando com um pouco de cola.

A protecção para impactos, nos nós dos dedos, é suficientemente eficaz, protegendo de forma adequada, embora muito distante das luvas com protecções em kevlar, estas destinadas a fins diferentes e que se encontram num nível de preços muito superior, sendo o suficiente para evitar pequenos ferimentos mesmo quando manipulando objectos com textura mais agressiva ou quando se manipulam instrumentos de trabalho mais pesados.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin