sábado, novembro 23, 2013

Governo, Tribunal Constitucional e os números duvidosos - 1ª parte

Image Hosted by Google Fome em Portugal nos dias de hoje

Não sendo o nosso campo habitual de intervenção, o envio de documentação do Governo para o Tribunal Constitucional suportando a ideia de que os cortes remuneratórios e nas pensões efectuados em Portugal sendo percentualmente inferiores aos de outros países intervencionados, concretamente a Irlanda e a Grécia, é legítimo, merece pelo menos um reparo.

Em primeiro lugar, devemos sublinhar que cada caso tem as suas especificidades e que no caso irlandês, o motivo da intervenção deveu-se ao sector bancário e a especulação, sobretudo a nível imobiliário, e não a questões estruturais da economia, enquanto a situação grega envolvia falsificação objectiva das contas do Estado.

Temos ainda que acrescentar que, não sendo idêntico o ponto de partida, nomeadamente em termos de massa salarial e outras remunerações e pensões, as comparações terão que ser efectuadas com especiais cuidados, sob pena de, deliberadamente ou não, induzir em erro quem leia os números disponibilizados.

Quando se fala em percentagens, concretamente em termos de reduções, o valor base de partida é determinante, e o resultado final sê-lo-à ainda mais, afectando de forma desproporcionada quem possui menores rendimentos ou tem maiores encargos, mesmo que estes resultem da responsabilidade para com terceiros.

sexta-feira, novembro 22, 2013

Miniatura do Evoque nas lojas do Minipreço

Image Hosted by Google Miniatura do Range Rover Evoque

Quando o Natal se aproxima, surgem em diversas lojas miniaturas de veículos com maiores dimensões e algumas características que os tornam em presentes mais interessantes para miúdos e graúdos, mantendo um preço compatível com o período difícil que atravessamos.

Nas lojas da cadeia Minipreço surgiram diversos modelos radio comandados na escala 1/14, devidamente licenciados pelas respectivas marcas, entre os quais se encontra um Land Rover Evoque, com um nível de detalhes bastante interessante a nível do exterior e do próprio interior, bem visíveis apesar de as portas neste modelo específico não abrirem.

Estes modelos são radio comandados, movendo-se para diante e para trás, virando para a direita e para a esquerda, e possuindo faróis funcionais na dianteira e na rectaguarda, sendo bem acabados, com os logotipos da marca e demais elementos identificativos.

Por um preço de 19.99 Euros, requerendo apenas 5 baterias "AA" para o veículo e uma de 9V para o comando, este Evoque vem completamente montado, pronto a funcionar, sendo uma sugestão, a preço módico, para os adeptos da marca agora que se avizinha a época natalíca.

quinta-feira, novembro 21, 2013

Coletes como forma de acondicionamento - 5ª parte

Image Hosted by Google Um dínamo com saida USB

Quer a lupa, quer o espelho, para além do seu uso normal e mais conhecido, podem ser utilizados para reflectir a luz solar, sinalizando a presença, pelo que, na ausência de um equipamento mais adequado, esta pode ser uma opção, mesmo que com as restrições resultantes das pequenas dimensões deste modelo.

Em locais mais remotos, nem sempre se pode contar com uma rede móvel de comunicações, mas, mesmo sabendo-o, um telemóvel é sempre de ter em conta dado que existem locais onde pode haver cobertura, sendo de prever a necessidade de recarregar a bateria ou, em alternativa, de possuir outro equipamento com uma autonomia muito superior.

Se bem que as réplicas dos telefones da "Land Rover", originalmente de fabrico da Sonim, sejam acessíveis, e portanto, para quem possua um, um equipamento a ter em conta, não vamos sugerir a aquisição de um destes telemóveis, mas sim a de uma bateria suplementar ou de um sistema de carregamento manual.

Encontramos pequenos dínamos, de muito pequenas dimensões e peso, que, recorrendo a uma manivela geram a energia eléctrica suficiente para ir recarregando um pequeno equipamento electrónico que suporte carga via USB, para o que é absolutamente vital ter um cabo adequado, sendo que o conjunto custa perto de 3 Euros.

quarta-feira, novembro 20, 2013

Alerta da Safety Devices

Image Hosted by Google Peugeot com "roll bar" acidentado

Nas sequência de um recente alerta da "Safety Devices", vimos retransmitir a informação contida na mensagem, que chama a atenção para a existência de "roll bars" copiados, reparados ou adaptados e que não oferecem o nível de protecção adequado para manter a segurança dos ocupantes da viatura onde esteja instalado.

Entre as questões levantadas, surge a autenticidade, a qual é garantida pelo número de série, na base dos pilares, e nunca por um autocolante, que pode ser adicionado a qualquer altura, bem como a questão das modificações, como aquelas que visam instalar um "roll bar" concebido para um modelo noutro.

As alterações são consideradas como especialmente perigosas, dado que colocam em causa todo o projecto e testes realizados, incluindo-se aqui desde as modificações no desenho, na estrutura, na adição ou remoção de elementos, novas furações, soldaduras incorrectas ou de fraca qualidade, entre outras.

A "Safety Devices" solicita aos seus clientes, ou a quem pense ter um dos seus produtos, sempre que tenham dúvidas, que efectue um contacto, incluindo fotos e o número de série do "roll bar", de forma a que as suas dúvidas sejam esclarecidas e o nível de segurança pretendido seja mantido.

terça-feira, novembro 19, 2013

Coletes como forma de acondicionamento - 4ª parte

Image Hosted by Google Um isqueiro a butano

Também o isqueiro deve ser à prova de água e vento e tão fiável quanto possível, pelo que a nossa preferência vai no sentido dos que usam gás butado e proporcionam chamas direccionais de alta temperatura, podendo ser usados mesmo na horizontal ou invertidos, sendo que neste caso como extrema precaução.

Se bem que os "Turboflame" sejam os nossos preferidos, e aconselhados para situações mais extremas, um modelo com tecnologia semelhante mas com preço muito inferior, pode ser a escolha adequada, dado que podem ser adquiridos por um par de Euros, contra mais de uma dezena dos modelos mais dispendiosos.

No bolso traseiro, de maiores dimensões, mas muito plano, pode ser acondicionado um cobertor de emergência, em material isolante "mylar", que reflete até 90% do calor corporal, com perto de 210 x 130 cm, e que pode ser adquirido por pouco mais de um Euro, incluindo portes.

Um apito, que pode incluir bússula e mesmo termómetro, complementado por uma pequena lanterna que permite efectuar leituras rápidas, com compartimento interior, onde se podem acondicionar alguns comprimidos ou pastilhas, se devidamente embaladas, e que inclui espelho e lupa, pode ser um bom investimento, dado custar poucos Euros.

segunda-feira, novembro 18, 2013

Coletes como forma de acondicionamento - 3ª parte

Image Hosted by Google Um estojo de primeiros socorros de bolso

Uma ferramenta multiusos, dentro de uma bolsa própria, que evite danificar o colete, a qual deve incluir as ferramentas mais comuns, que incluem desde alicate a chaves de diversos tipos, bem como tesoura, abridor de latas ou garrafas, lima, lâmina, etc. deve ser incluida e tranportada num bolso próprio, sendo este, quase certamente, o maior investimento, dado rondar a dezena de Euros.

Um pequeno estojo de primeiros socorros, como o que descrevemos anteriormente, que inclui pensos, ligaduras, desifectante à base de álcool, tesoura, adesivo e mesmo instrucções, tudo devidamente acondicionado, custa menos de um par de Euros e cabe num simples bolso quase sem se notar.

Também decidimos incluir uma lanterna, tendo optado por um modelo relativamente compacto e potente, alimentado por uma única bateria CR123A, capaz de projectar um foco a uma distância razoável, e que pode ser accionada temporariamente por um botão num dos extremos, ou manter-se ligada através de um movimento de rotação.

Aconselhamos a que a caneta a incluir não seja afectada pela água, algo comum em muitos modelos, sendo de considerar incluir um par de canetas, dado que estas ocupam muito pouco espaço, podendo ser muito facilmente acondicionadas nos bolsos destinados para o efeito.

domingo, novembro 17, 2013

Coletes como forma de acondicionamento - 2ª parte

Image Hosted by Google Uma ferramenta de usos múltiplos

Como ponto de partida, usamos os coletes da "Foxfire" ou do "Coronel Tapioca", em algodão, que oferecem configurações muito idênticas em termos de bolsos, da qualidade de construção, da flexibilidade nos ajustes, os quais têm sido adquiridos no EBay por valores sempre abaixo da vintena de Euros, incluindo portes.

Embora variem em termos de configuração, estes coletes têm perto de uma vintena de bolsos, entre interiores e exteriores, bem como acondicionamento para items mais pequenos, como canetas, lanternas, isqueiros ou pequenas caixas e bolsas, que ficam distribuidos sobretudo na zona frontal do colete.

Não nos iremos alongar na descrição dos diversos items que vamos incluir, nem iremos propor equipamentos mais dispendiosos, sobretudo a nível de electrónica, dado que o nosso objectivo é o de obter uma solução prática, eficaz e de baixo custo, ao alcance de quem goste de expedições.

Também a ordem pela qual faremos as sugestões são pouco relevantes, e não seguem a importância dos equipamentos, sendo que, no final, estamos abertos a sugestões propostas pelos nossos leitores, de acordo com os critérios que mencionamos previamente.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin