terça-feira, novembro 19, 2013

Coletes como forma de acondicionamento - 4ª parte

Image Hosted by Google Um isqueiro a butano

Também o isqueiro deve ser à prova de água e vento e tão fiável quanto possível, pelo que a nossa preferência vai no sentido dos que usam gás butado e proporcionam chamas direccionais de alta temperatura, podendo ser usados mesmo na horizontal ou invertidos, sendo que neste caso como extrema precaução.

Se bem que os "Turboflame" sejam os nossos preferidos, e aconselhados para situações mais extremas, um modelo com tecnologia semelhante mas com preço muito inferior, pode ser a escolha adequada, dado que podem ser adquiridos por um par de Euros, contra mais de uma dezena dos modelos mais dispendiosos.

No bolso traseiro, de maiores dimensões, mas muito plano, pode ser acondicionado um cobertor de emergência, em material isolante "mylar", que reflete até 90% do calor corporal, com perto de 210 x 130 cm, e que pode ser adquirido por pouco mais de um Euro, incluindo portes.

Um apito, que pode incluir bússula e mesmo termómetro, complementado por uma pequena lanterna que permite efectuar leituras rápidas, com compartimento interior, onde se podem acondicionar alguns comprimidos ou pastilhas, se devidamente embaladas, e que inclui espelho e lupa, pode ser um bom investimento, dado custar poucos Euros.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin