sábado, janeiro 16, 2010

Chegou o localizador


Image Hosted by ImageShack
A unidade central do localizador

Após uma longa espera, chegou o localizador de veículos que decidimos encomendar para efeito de teste, na perspectiva de uma futura divulgação e eventual integração num serviço mais complexo que inclua recepção permanente de alertas.

O modelo pelo qual optamos, tendo as funções habituais, tem a vantagem de permitir actualizações via porta USB, de modo a poder manter-se actual por um período superior, com uma capacidade de adaptação a novas tecnologias.

Esta opção, mesmo que encarecendo um pouco o equipamento, será indiscutivelmente um melhor investimento, com uma maior perspectiva de futuro, compatibilizando-o quer com novos sistemas de programação, seja mesmo com uma possível modificação dos sistemas de comunicações ou de orientação por satélite.

Iremos dando conta do evoluir deste projecto, que poderá ter múltiplas vertentes e servir diversos propósitos, de modo a que eventuais interessados sejam mantidos ao corrente e possam vir a adoptar este sistema como meio de protecção ou mesmo de gestão de pequenas frotas.

sexta-feira, janeiro 15, 2010

Wilonal GSM SIM Card Surveillance Spy Ear - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Wilonal GSM SIM Card Surveillance Spy Ear

Esta versão melhorada do CX-006 é mais compacta, tem um corpo magnetizado que facilita a sua aderência a uma superfície metálica, operando por 2 a 3 horas em modo de trasmissão, que pode ser expandida através de uma bateria externa até entre 6 e 7 horas.

O Wilonal opera nas frequências dos 900, 1800, 1900 MHz, é compatível com todos os cartões SIM para redes GSM e pode ficar em "stand-by" por 20 a 30 dias, sendo possível alimentá-lo via transformador de corrente.

Na embalagem vem incluido, para além do equipamento, uma bateria externa, um carregador de viagem e um cabo de carregamento USB que permite receber energia através de um vulgar computador.

Destinado sobretudo a vigilância, este equipamento pode levantar algumas questões legais, dependendo da sua utilização, mas constitui uma alternativa para quem tenha que manter o controle auditivo de uma dada área de forma periódica e não pretenda recorrer a uma instalação mais defenitiva.

Suicídio - algumas considerações - 4ª parte


Image Hosted by ImageShack
Idosos no Alentejo

A viuvez, sobretudo após a partida dos filhos, algo cada vez mais comum em zonas economicamente insustentáveis, as longas distâncias resultantes de povoamentos dispersos com escassos habitantes, a falta de recursos e o agravamento ou degradação dos estado de saúde são factores potenciadores, cada vez mais difíceis de contrariar quando as opções políticas vão no sendido de reduzir as valências no Interior.

Este isolamento, aliado a uma significativa dispersão populacional que pode limitar ou mesmo impedir o convívio regular, não é compensado pelos mecanismos de apoio social, incapazes de uma resposta eficaz, sendo patente que as povoações mais compactas a Norte oferecem melhores condições a nível de apoio do que a maior dispersão que se verifica, por exemplo, no Alentejo.

A proximidade física, tem reflexos óbvias a nível psicológico, mas também na interacção essencial para resolver os pequenos problemas do dia a dia e mesmo situações mais complexas, evitando que pequenos incidentes assumam contornos de maior gravidade, os quais tendem a ter graves reflexos futuros.

Estes incidentes, que noutras circunstância seriam quase inconsequentes, numa situação de maior isolamente podem implicar sérios traumas, transmitindo uma sensação de abandono, que será tanto maior quanto mais longo o tempo de espera por socorro ou por uma simples ajuda, solidificando a convicção de inutilidade.

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Wilonal GSM SIM Card Surveillance Spy Ear - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Wilonal GSM SIM Card Surveillance Spy Ear

Já mencionamos diversos sistema de seguimento, sobretudo baseados em GPS, bem como alguns equipamentos que permitem efectuar diversos tipos de vigilância, sobretudo baseados em "webcams" com um "software" apropriado.

Faltava descrever um sistema que se baseie na audição, que não será de confundir com a intercepção telefónica, reservada às autoridades e dependente de autorização judicial, mas que alguns pretendem ser passível de serem realizadas de forma quase artesanal ou recorrendo a equipamentos facilmente adquiríveis no mercado.

O sistema que analisamos é, basicamente, de um telemóvel com um sistema de audição melhorado, capaz de transmitir som ambiente e que não emite qualquer ruido, sendo activado através de uma vulgar chamada.

A partir do momento em que recebe uma chamada, o Wilonal fica activo como equipamento de escuta, transmitindo os sons obtidos através de um microfone de alta sensibilidade que permite ouvir conversações a uma dezena de metros do equipamento.

Continua o alerta de mau tempo


Image Hosted by ImageShack
Mau tempo em Portugal

Com a melhoria das condições meteorológicas apenas previstas para esta quinta-feira, o Instituto de Meteorologia colocou parte do País em "Alerta Amarelo", devido ao mau tempo que se tem feito sentir e provocou estragos e interrompeu vias de circulação.

O nível de alerta parece-nos, no entanto, que traduz mais os possíveis efeitos, directos ou indirectos, do que as condições climáticas que, podendo ser desfavoráveis, não surgem como demasiado agrestes e menos ainda podem ser consideradas como anormais para esta época do ano.

Se atentarmos a valores de pluviosidade, velocidade do vento e temperatura, estes surgem como normais, mesmo que com alguma intensidade, e da sua conjugação, mesmo no Norte do País, não resultam situações de excepção, nem mesmo verdadeiras tempestades, mas tão somente frio e chuva forte que se traduziu em queda de neve e formação de gelo em diversas áreas.

O nível de alerta, que tem variado entre o "Amarelo" e o "Laranja", serve assim mais como aviso ou forma de dissuação de comportamentos de risco, do que como uma avaliação de um conjunto de factores meteorológicos para os quais o País devia estar preparado e os cidadãos mentalizados para agirem de forma prudente e consciente, modificando hábitos e procedimentos de modo a minimizar os riscos que, mesmo sendo baixos, obviamente existem.

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Oficina Land Rover na zona de Lisboa - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
A localização da oficina no Google Maps

Quando se fala de oficinas especializadas em Land Rover na zona de Lisboa, a primeira sugestão que surge na maioria dos fóruns é a de recorrer á do Alexandre Ideias, situada perto da Beloura, entre Sintra e Cascais.

Em termos técnicos, bem como no tipo e qualidade dos meios e equipamentos disponíveis, é manifesto que esta é uma oficina bem equipada em termos tecnológicos, com a capacidade de efectuar diagnósticos através da unidade de gestão electrónica dos veículos que possibilitem este tipo de funcionalidade, evitando assim tentativas inúteis ou gastos desnecessários.

Para além de oficina, este é um espaço de convívio e de colaboração, onde existe um espírito de entre-ajuda que não apenas contribui para a rapidez nas reparações e modificações, como propicía um ambiente de convívio e de partilha.

A oficina do Ideias fica na Beloura, sendo a forma mais fácil de lá chegar usar a estrada que vai desde a rotunda do Ramalhão, em Sintra, em direcção a Cascais, virando à esquerda na rotunda após passar as bombas da Total, caso se siga nesta direcção.

Alerta de mau tempo prolongado - 3ª parte


Image Hosted by Imageshack
Dificuldades de trâsnsito após um nevão

Quando ouvimos o secretário de Estado da Protecção Civil protestar, com razão, contra o comportamento inconsciente de numerosos condutores que insistem em transitar em vias nas quais a sua viatura pode, com toda a probabilidade, ficar imobilizada, estamos diante de uma visão parcelar, que escamoteia o facto de se verificar uma manifesta falta de meios de limpeza da neve.

Exemplo comparativo é o dado pelos "motards" proveniente de Espanha, onde as vias estavam bastante mais desobstruídas e cobertas de sal, e que imediatamente sentiram a diferença aquando da entrada em Portugal, verificando-se imediatamente algumas quedas.

Apesar das alterações climáticas, é manifesto que a vaga de frio não atinge temperaturas anormalmente baixas, fora de qualquer previsão, nem pode ser considerada como uma excepção, mas tão somente como uma evolução natural que se projecta para o futuro e que implica alguma preparação e disponibilização de meios.

A vulnerabilidade do nosso País face a uma vaga de frio, que lembra as fragilidades sentidas no passado no combate aos fogos, revela a habitual falta de planeamento e incapacidade de antecipar situações previsíveis à face das alterações climáticas, cuja evolução se faz sentir de forma evidente, é reconhecida, mas não provoca qualquer reacção que efectivamente proteja as populações mais expostas.

terça-feira, janeiro 12, 2010

Asas dianteiras de Defender em plástico


Image Hosted by ImageShack
Asas dianteiras de Defender em plástico

Apesar de serem em alumínio, a carroçaria dos Defender obriga a alguns cuidados e algumas reparações podem ser dispendiosas, seja a nível de peças ou paineis, seja no respeitante à mão de obra.

Como alternativa a alguns paineis em alumínio, nomeadamente as asas dianteiras e portas, é possível optar por plástico ABS, leves, de grande resistência e que são, obviamente, imunes à corrosão, os quais podem substituir as peças de origem.

O preço é de aproximadamente 200 euros, a que acresce o VAT inglês, actualmente nos 17.5%, ou, para quem preferir e poder fazer, o IVA de 20% pago em Portugal, sendo ainda adicionados os portes a partir de Inglaterra.

Esta é uma opção, que, mesmo compromentendo a originalidade do veículo, poder representar melhoramentos a nível de resistência, diminuição de peso e durabilidade, podendo também resultar numa substancial diminuição do preço da reparação.

Alerta de mau tempo prolongado - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Serra da Estrela após um nevão

No entanto, revela também que existem dificuldades na informação a quem se desloca nas zonas mais sensíveis e a inconsciência de muitos, que optam por correr riscos desnecessários e muitas vezes obrigam à mobilização de meios de socorro que poderiam ser utilizados de forma mais racional, em situações inevitáveis do dia a dia.

Mais grave ainda, para socorrer os incautos existe a possibilidade de acidentes, como o sofrido por um militar da Guarda Nacional Republicana que faz parte do grupo de intervenção da Serra da Estrela e que necessitou de ser internado no hospital de Coimbra após sofrer um traumatismo toráxico.

Com parte do País paralisado, escolas encerradas em diversos distritos, dificuldades ou impossibilidade de transitar, do que decorre a perda de incontáveis horas de trabalho, dificilmente contabilizáveis, constata-se que o Interior continua esquecido e a opção por grandes obras impede que exista disponibilidade para a manutenção das actualmente existentes e a existência de meios que mantenha aberto as vias de comunicação actuais.

Seguindo esta política, em épocas mais complicadas teremos um maior número de estradas cortadas, mantendo-se a actual falta de capacidade de intervenção, com o agravante de os escassos meios disponíveis ficarem mais dispersos e, naturalmente, com a dificuldades acrescidas em operar de forma satisfatória.

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Rádio e antena montados no Defender - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
A antena montada no Defender

Dado que o cabo tem os terminais adequados, após aparafusados os condutores no suporte, pela face interior, todo o conjunto fica rígido, sem que se sinta qualquer tipo de oscilação, podendo-se então enroscar a antena na sua posição.

A antena que adquirimos, uma "Stinger", é relativamente compacta, de baixo preço e com a flexibilidade suficiente para evitar danificar-se com facilidade caso toque nalgum tipo de obstáculo, sendo, no entanto, ter cuidado caso este seja, por exemplo, a entrada de uma garagem particularmente apertada, dado que pode causar danos.

Após a instalação deve-se configurar o rádio, selecionando o conjunto de frequências correctas para o nosso país, efectuando testes de comunicações e afinar as estacionárias, regulando a antena.

Apesar de este ser um conjunto padrão, a instalação obriga a alguns cuidados, pelo que se esperar que o processo demore entre duas a três horas, podendo ser inclusivé superior caso surjam problemas inesperados, pelo que é uma tarefa para toda uma tarde.

Alerta de mau tempo prolongado - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
GNR durante um nevão em Portugal

Com a persistência do mau tempo e o corte de várias vias principais, como o IP4, a Protecção Civil prolongou o alerta azul, advertindo que resida ou transita pelas zonas mais afectadas para os perigos resultantes da neve e gelo nas estradas e das baixas temperaturas.

Diversas estradas municipais no distrito de Viseu foram igualment encerradas, com numerosas viaturas a ficarem bloqueadas nas zonas mais atingidas, sobretudo em subidas ou locais mais expostos onde a acumulação de neve é maior, ou por despistes, do que resultaram vários acidentes.

Entre aqueles que ficaram retidos este Domingo, encontra-se o próprio ministro da Adminstração Interna e respectiva comitiva, demonstrando assim que o problema é generalizado e que a falta de respostas pode afectar a todos.

Esta situação, que se tem repetido nas últimas semanas, revela a manifesta falta de recursos existente, o isolamento de diversas localidades, do que resultam dificuldades a vários níveis, que podem afectar o socorro ou a evacuação de pacientes ou vítimas, bem como a vulnerabilidade do sistema viário.

domingo, janeiro 10, 2010

Rádio e antena montados no Defender - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
A antena montada no Defender

A montagem da antena tem como principal dificuldade a passagem do cabo, já que este se encontra devidamente terminado em ambas as extremidades e de acordo com a conexão do rádio de um dos lados e com a do suporte do outro.

A passagem do cabo faz-se pela parte superior do habitáculo, ao longo da união do painel lateral e do tejadilho, sendo enrolado o excesso, dado que este são apenas alguma dezenas de centímetros, o que não justifica o seu corte.

O suporte, destinado a planos verticais, foi colocado na traseira do Defender, perto do topo e do lado oposto ao do farol de trabalho, bastando efectuar dois furos, de diametros diferentes, de forma a que possa ser colocada no local escolhido.

Este suporte tem do lado interior uma placa com pequenas saliências, que ao ser aparafusada vão, por um lado, rasgar a tinta, penetrando um pouco no metal, de modo similar ao da uma massa, e, por outro, ajudam a evitar oscilações, já que existem diversos pequenos furos que não atravessam a chapa do Defender, mas que contribuem em muito para manter o suporte na vertical.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin