sábado, agosto 31, 2013

Mais meios, muito menos prevenção... - 3ª parte

Image Hosted by Google Uma estrada florestal em Portugal

Se observarmos as situações mais complicadas ocorridas este ano, incluindo aquelas das quais resultaram a perda de vidas humanas, a questão das acessibilidades, nas suas diversas vertentes, que incluem desde o percurso para o local da ocorrência e a demora resultante das dificuldades no trajecto, a falta de locais seguros onde actuar, a inexistência de alternativas para uma retirada e mesmo a impossibilidade de um socorro atempado, a questão das acessibilidades assume-se como de importância vital.

Em combinação com a falta de limpeza de zonas rurais, que tal como a questão das acessibilidades se insere na vertente da prevenção, os cenários assumem frequentemente contornos de grande complexidade que decorrem mais de questões conjunturais do que dos meios envolvidos e da própria intensidade das chamas, que tantas vezes não podem ser combatidas da forma mais adequada.

Decorre ainda o custo elevado resultante das limitações aos meios utilizados, dado que a impossibilidade de utilizar meios terrestres adequados implica o recurso aos dispendiosos e escassos meios aéreos, eventualmente complementados pelo combate em terra recorrendo a ferramentas manuais, mas quase sem utilização de água.

sexta-feira, agosto 30, 2013

Morreu 5º bombeiro este Agosto e o 3º nos fogos do Caramulo - 1ª parte

Image Hosted by Google A bombeira Cátia Pereira Dias

Uma bombeira de 21 anos, da corporação de Carregal do Sal, morreu hoje no combate a um incêndio em São Marcos, concelho de Tondela, na Serra do Caramulo, perto do local onde os fogos vitimaram outros dois bombeiros, a Ana Rita Pereira, dos voluntários de Alcabideche e o Bernardo Figueiredo, do Estoril.

No mesmo incidente, outros quatro bombeiros, também da corporação de Carregal do Sal, ficaram feridos, dois deles com gravidade, enquanto três elementos do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro da GNR sofreram ferimentos, tendo ainda sido destruida uma viatura de combate aos fogos.

O incidente que vitimou a bombeira Cátia Pereira Dias e feriu os restantes operacionais ocorreu durante o ataque inicial ao fogo, tendo um sapador florestal, que conhecia bem a zona conseguido retirar dois bombeiros da zona em chamas recorrendo a um caminho alternativo, conseguindo chegar a uma zona de segurança.

Os dois feridos graves foram transportados para o Hospital de Viseu e um militar da GNR que esteve desaparecido, conseguiu refugiar-se numa mina e ser posteriormente recuperado, estando em tratamento numa câmara hiperbárica no Porto.

quinta-feira, agosto 29, 2013

Mais meios, muito menos prevenção... - 2ª parte

Image Hosted by Google Um incêndio florestal em Portugal

O próprio Estado, no seu esforço de contenção, reduziu em muito as verbas atribuidas ao trabalho de prevenção que deveriam ser levados a cabo nos terrenos de que é proprietário ou que administra, não havendo qualquer tipo de penalização, sobretudo quando o responsável pela infracção é o mesmo a quem cumpre fazer cumprir a lei ou punir quem a infringe.

Todos vimos numerosas situações onde a vegetação estava encostada a habitações e outras edificações, bem como numerosos estradões intransitáveis, fruto de derrocadas, falta de manutenção e em estado de evidente abandono, muitos dos quais deixaram de ser utilizados e mantidos abertos devido à legislação que neles impede a prática do todo o terreno e outras actividades lúdicas.

Nem mesmo projectos simples, como o "Adopt a trail", que consiste em manter trilhos abertos através do patrocínio de entidades privadas, individuais ou colectivas, sem que resultem encargos para o Estado e para as autarquias foram adoptados ou sequer divulgados, o que, mais do que falta de fundos, revela desinteresse e falta de iniciativa na área da prevenção.

Naturalmente que, nesta conjuntura, perante cenários deste tipo, os meios de combate, mesmo que reforçados, acabam sempre por ser escassos e, o que é mais gravoso, colocam numa situação de muito maior risco todos quantos participam nas operações em terra e as próprias populações e respectivos bens.

quarta-feira, agosto 28, 2013

Faleceu mais um bombeiro queimado no Caramulo

Image Hosted by Google O bombeiro Bernardo Figueiredo, dos Voluntarios do Estoril

Faleceu a noite passada o bombeiro Bernardo Figueiredo, dos Voluntários do Estoril, em consequência das queimaduras sofridas no incêndio na Serra do Caramulo, onde perdeu a vida a bombeira Ana Rita Pereira, dos Voluntários de Alcabideche, elevando para quatro o número de vítimas directas dos fogos neste mês de Agosto.

Este bombeiro também seguiu para o teatro de operações no grupo onde iam bombeiros da zona de Lisboa, entre eles a Ana Rita Pereira, e que ficaram cercados pelas chamas durante o combate a um incêndio que decorria há vários dias, tendo sido evacuado em estado considerado muito grave.

Com apenas 23 anos de idade e cinco de serviço nos bombeiros, Bernardo Figueiredo faleceu no Hospital de S. João, no Porto, onde ainda se encontram outros dois bombeiros feridos no mesmo incidente, mas ambos livres de perigo.

O funeral do Bernardo Figueiredo, que para além de bombeiro era estudante no Instituto Superior Técnico, irá realizar-se na quinta-feira de manhã, com o cortejo fúnebre a sair da Igrejade Nossa Senhora da Boa Nova, no Estoril, onde será rezada missa de corpo presente pelas 09:30.

Para além dos quatro mortos, estão ainda hospitalizados diversos bombeiros, alguns em estado considerado grave, com prognóstico reservado, e, faltando ainda semanas para terminar a época crítica dos fogos, é de temer que o número de vítimas mortais ainda venha a aumentar.

terça-feira, agosto 27, 2013

Promoção de ferramentas no Lidl

Image Hosted by Google O conjunto de roquetes Powerfix

Periodicamente surgem nas lojas da cadeia Lidl promoções de ferramentas, algumas das quais se adequam a quem faça pequenas reparações, nomeadamente em veículos ou equipamentos mecânicos, sendo que, pela boa relação preço qualidade que oferecem, justifica-se plenamente a sua menção.

O conjunto de cinco roquetes, em aço polido, com medidas de 6/8, 10/11, 12/13 e 14/15 e 17/19 mm, tem funcionamento esquerda/direita, custa 24.99 Euros, sendo da marca de ferramentas habitual nesta cadeia, a Powerfix.

Image Hosted by Google O conjunto de chaves de fendas Powerfix

Também está disponível um conjunto de chaves, com 42 peças numa mala de transporte, cujo preço é de 10.99 Euros, e estará igualmente disponível, tal como várias outras ferramentas, que incluem serrotes, lixadora de rolo ou afiadora de brocas, entre outras nas lojas da cadeia Lidl a partir de 5ª feira, dia 29 de Agosto.

Para aqueles que efectuem reparações ou manutenção, esta será uma oportunidade a ter em conta, dado que um investimento módico e alguma habilidade permitem poupar quantias substanciais, caso se recorra aos serviços de profissionais.

segunda-feira, agosto 26, 2013

Especial Defender na "Land Mag" nas bancas

Image Hosted by Google Capa da do número especial Defender da "Land Mag"

Já se encontra nas bancas em Portugal a há muito anunciada edição especial da "Land Mag", uma revista francesa dedicada aos Land Rover, cujo tema é o Defender, incluindo a história e desenvolvimento deste modelo carismático, descrevendo a evolução desde as suas origens, os Ninety, aos modelos mais recentes.

Ao longo de uma centena de páginas, incluem-se capítulos sobre a preparação destes veículos, com destino a diversos fins, conselhos sobre modificações, descrição de viagens e expedições, apresentação de novos produtos, bem como um espaço comercial, com numerosas páginas de publicidade.

Não deixa de ser interessante ver como diversos proprietários de Defender solucionam problemas, idealizam ou improvisam soluções, modificam os veículos de acordo com requisitos especifícos ou os equipam, com maior ou menos profissionalismo ou gosto, mas sempre fornecendo pistas para os leitores.

Este número tem o preço de 7.60 Euros, um valor que consideramos algo elevado para uma revista com uma centena de páginas escrita em francês, uma língua que não é dominada por todos os nossos leitores, mas que para os adeptos e proprietários deste modelo não deixa de ser mais interessante do que números mais generalistas.

Mais meios, muito menos prevenção... - 1ª parte

Image Hosted by Google O ministro Mário Macedo

Confrontado com a morte de três bombeiros em apenas três semanas e a área ardida neste período, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, considerou o dispositivo de 2013 aquele que dispõe de maiores meios e se encontra melhor preparado para enfrentar os incêndios.

Segundo este governante, serão as condições em que o combate é travado o responsável pelas dificuldades verificadas no terreno, do que tem resultado diversos incêndios a prolongar-se por vários dias e a destruir extensas áreas florestais, bem como algumas edificações e mesmo meios de combate aos fogos.

Indiscutivelmente, existem aspectos nos quais o ministro tem razão, não obstante não mencionar directamente a falta de prevenção, na qual a responsabilidade do Estado e das próprias autarquias, como proprietários, numa vertente, mas também como os responsáveis pela implementação e fiscalização da legislação, que raramente é cumprida mesmo pelas entidades oficiais.

Mesmo que os meios disponíveis sejam superiores aos de anos anteriores, indiscutivelmente houve uma diminuição do investimento na prevenção, algo mais do que expectável na actual conjuntura nacional, sobretudo se nos lembrarmos que as obras com maior visibilidade, e que levam a melhores resultados eleitorais, continuam a ser a prioridade da maioria dos autarcas.

domingo, agosto 25, 2013

Pequenas reparações na Defensores de Chaves

Image Hosted by Google A "Engraxadoria Brilhante" na Defensores de Chaves

Não é hábito mencionar empresas ou lojas cuja área de actividade não se enquadre directamente naquelas que este "blog" visa, mas decidimos abrir uma excepção para a "Engraxadoria Brilhante", uma pequena loja de bairro que sucede a outra, onde durante décadas se vendiam tintas e alguns materiais de construção.

A "Engraxadoria Brilhante" presta essencialmente pequenos serviços, sobretudo a nível de pequenas reparações, que incluem a área da sapataria, incluindo malas, sacos, fechos e outros componentes, replica chaves com diversas configurações, procede ao carregamento de telemóveis e pagamento de facturas recorrendo ao sistema "Payshop".

Sendo o forte as pequenas reparações, também estão disponíveis para venda alguns artigos com estas relacionados, como pilhas, porta-chaves, porta-moedas, carteiras, atacadores, palmilhas, diversos produtos de tratamento para cabedal, entre outros de utilização mais genéricas.

Temos sido sempre atendidos pelo Diego da melhor forma, com inexcedivel simpatia, pelo que não queremos deixar de mencionar esta loja, situada na Av. Defensores de Chaves nº 38, em Lisboa, tel. 217978212, relativamente perto do Campo Pequeno, e que constitui exemplo de uma actividade que se integra facilmente no comércio de bairro, satisfazendo algumas das necessidades imediatas dos seus moradores.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin