sábado, junho 19, 2010

Isqueiro militar "Turboflame" - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Isqueiro militar Turboflame

Uma das peças que aconselhamos a incluir num "kit" de sobrevivência é um isqueiro capaz de ser utilizado em situações extremas, sobretudo quando exista vento forte, temperaturas baixas e que continue a funcionar mesmo com o ar mais rarefeito.

O isqueiro "Turboflame" tem especificações militares, incluindo um corpo metálico resistente, protegido por uma camada de borracha à qual foi adicionado uma tampa, presa por uma corrente, que sela o conjunto.

O sistema de ignição é electrónico, com possibilidade de manter a chama activa através de um botão, de modo a operar continuamente, podendo a chama ser ajustada e mantida em qualquer angulo sem queimar o utilizador.

Uma das vantagens deste isqueiro é que, para além de ser à prova de vento, opera até aos 3.000 de altitude e a chama é ajustável até aos 1.300º, de modo a poder funcionar mesmo em condições extremas.

sexta-feira, junho 18, 2010

Versão do Office 2010 para utilizadores domésticos chega ao mercado

Image Hosted by Imageshack
Um écran do Microsoft Office 2010

Chegou ao mercado a versão 2010 para consumidores finais em inglês do Microsoft Office, perto de um mês depois da versão empresarial, esperando-se que esteja disponível em português a 10 de Agosto.

Estão disponíveis versões Casa e Estudante, a mais popular devido ao preço de 99.99 Euros, Casa e Escritório e Profissional, a mais sofisticada e dispendiosa e que se destina e um mercado empresarial.

A Microsoft prevê que no espaço de um ano mais de 100.000.000 de computadores tenham o Office 2010, nas suas várias versões e linguagens disponíveis, instalado, incluindo aqueles que passarão a trazê-lo instalado de fábrica.

Apesar das melhorias, sobretudo em termos de integração com redes, continuamos a considerar que as alternativas gratuitas existentes, como o Open Office, devem ser devidamente equacionadas, evitando assim situações de ilegalidade ou o dispendio de um valor que bem pode ser usado de outra forma.

"Chip" aprovado antes de regulamentado - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma das SCUT agora pagas

Infelizmente, esta é uma situação comum em Portugal, onde uma substancial parte das leis não chega a ser regulamentada, pelo que a sua implementação resulta ineficaz, contraprodutiva ou mesmo impossível, tantas vezes facilmente contestada em Tribunal onde o Estado é sucessivamente derrotado.

Inevitavelmente, serão intrepostas providências cautelares, com as mais diversas fundamentações, as quais, a serem aceites, facilmente impedirão que as portagens sejam implementadas até haver uma decisão final, adiando o principal objectivo da implementação dos "chips", os quais deixarão de dar o retorno esperado.

No entanto, mesmo antes desta decisão, sem regulamentação técnica, o Estado insiste na data de 01 de Julho para a implementação dos "chips", obviamente ainda inexistentes face à inexistência de especificações, aumentando o absurdo da decisão governamental.

Mas mesmo havendo especificações, caso não sejam utilizados como forma de pagamento das SCUT, a sua oferta, prevista por um período de seis meses, corresponde essencialmente a uma despesa adicional por parte do Estado, disponibilizando equipamentos que, na sua maioria, poderão nem ser utilizados.

quinta-feira, junho 17, 2010

Número especial da "Land" francesa dedicada aos Range Rover

Image Hosted by Imageshack
Capa do número especial da "Land" dedicada aos Range Rover

A revista "Land" francesa editou um número especial dedicado aos Range Rover, abrangendo a sua história, versões, algumas adaptações e variantes raras, coligindo um volume de informação que certamente será útil aos proprietários deste modelo.

Numa edição com um número de páginas e preço equivalente ao de uma edição periódica, que fica pelos 7.40 Euros, este número especial encontra-se recheado de artigos, trazendo muito pouca publicidade, permitindo assim um ainda maior volume de informação específica deste modelo.

Sugerimos que folheiem a revista no "site" a que ligamos a imagem, onde podem ser econtradas digitalizadas, embora em escala reduzida, a totalidade das 98 páginas deste número, podendo assim ter uma ideia mais precisa do conteúdo mesmo antes de adquirir um exemplar ou de uma deslocação a uma livraria.

"Chip" aprovado antes de regulamentado - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma das SCUT agora a serem pagas

Sem por em causa a necessidade de introduzir pagamentos nas vias sem custos para o utilizador, popularmente designadas por SCUT, questão que deverá ser discutida à luz de uma complexa combinação de factores, a introdução de "chips" ou "transponders" a ocorrer no próximo mês, antes de aprovada legislação necessária, levanta diversas questões.

Já analisamos por diversas vezes a questão da introdução dos "chips", bem como a problemática resultante da possível perda de privacidade e da óbvia vulnerabilidade de um sistema que se baseia em rádio frequência emitidas em locais públicos.

A obrigatoriedade, extensiva aos veículos de matrícula estrangeira, de possuir um "chip", imposta antes de estarem estabelecidas as especificações técnicas, essenciais para determinar o nível de segurança e de privacidade, é, obviamente, algo que contestamos e consideramos tocar as raias da ilegalidade ao impor algo que, efectivamente, ainda não foi concretizado.

Seja como complemento, seja como substituição dos equipamentos de RFID utilizados na Via Verde, os novos "chips" terão, naturalmente, que ser compatíveis com os dispositivos actualmente em uso, sem o que seria necessário proceder à alteração de numerosos sistemas, aumentando o custo deste já muito dispendioso processo.

quarta-feira, junho 16, 2010

Dell considera Ubuntu melhor escolha que o Windows

Image Hosted by Imageshack
Um logotipo do Ubuntu

Num guia algo polémico, a Dell, um conhecido fabricante de computadores, enumera uma dezena de razões pelas quais será de optar pelo Ubuntu, um sistema operativo da família do Linux, em detrimento do Windows,

Uma das principais razões deve-se à maior segurança do Ubuntu, que segundo a Dell protegerá melhor o equipamento, sobretudo porque a maioria dos virus ou "spyware" foram concebidos de modo a atacar o Windows e não um sistema Linux.

Para a Dell o uso do Ubuntu inclusivé dispensaria a instalação de anti-virus, dispensando assim este tipo de "software", bem como eventuais custos inerentes, sendo que já de sí, o Ubuntu é gratuito, enquanto o Windows é pago.

Consideramos que para a esmagadora maioria dos utilizadores o Ubuntu, tal como alguns outros sistemas operativos da família do Linux, acrescentadas algumas ferramentas de produtividade igualmente gratuitas, podem substituir com vantagem produtos pagos, sendo que esta opção devia ser imediatamente equacionado a nível do Estado, sobretudo numa altura de crise como aquela em que vivemos.

Meios do INEM podem ser desactivados - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma amubulância ao serviço do INEM

A crise económica e o subsquente corte de verbas pode afectar o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), podendo ter como consequência a desactivação de meios, entre os quais se encontram os helicópteros de socorro.

A falta de pessoal, sobretudo de enfermeiros, algo que parece cada vez mais inevitável quando se aproxima o Verão, tem como consequência a impossibilidade de manter o número necessário de tripulações, algo que é reconhecido pelo próprio INEM, que assume as dificuldades me manter operacionais alguns dos meios mais sofisticados.

Esta denúncia do Sindicato dos Enfermeiros vem relembrar um assunto que não é novo e foi por diversas vezes abordado por nós, que implica questões que vão desde os vínculos contratuais até às condições de trabalho e perspectivas de carreira, as quais têm sido consideradas insatisfatórias para estes profissionais.

Será sobretudo o Norte e o Alentejo que poderão ser mais afectados por estes cortes, com a possibilidade de pararem ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV), as quais foram instaladas para compensar o encerramento de Serviços de Atendimento Permanente (SAP).

terça-feira, junho 15, 2010

Decalques cortados em vinil do Dakar - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um decalque do Dakar no Defender

Seguidamente, vai-se removendo, de cima para baixo, a folha de protecção, de modo a que o vinil adira sobre a superfície, devendo-se ter o cuidado de que não fiquem bolhas de ar nem vincos e que o decalque fique tão liso quanto possível.

Após remover inteiramente a folha, deve-se usar a pequena espátula fornecida com os decalques para os pressionar, calcando cada peça de vinil, de modo a que adiram tão bem quanto possível, após o que se pode remover a folha de suporte, num processo que não demora mais que alguns minutos.

Esta é apenas uma de entre inúmeras opções, dado que mesmo no respeitante a decalques do Dakar existem inúmeros modelos, alguns com alusão a marcas ou anos específicos, e cores, de modo a constrastar com a pintura de fundo, cortados nas mais variadas dimensões que podem alcançar perto de meio metro de altura, pelo que a variedade é quase infinita.

Por pouco menos de 5 libras, o que equivale a meia dúzia de euros, incluindo portes para Portugal, este par de decalques, ou outros equivalente, pode melhorar o aspecto de um veículo ou esconder um defeito de pintura, algo muito habitual nos todo o terreno após umas viagens pelo mato.

RAVE's e Microcat para descarga

Image Hosted by Imageshack
Um écran de uma RAVE

Entre os conjuntos de informação mais interessantes para os proprietários dos Land Rover encontram-se os CD com as RAVE e o Microcat, nos quais se podem encontrar a informação técnica normalmente disponível nas oficinais e concessionários da marca.

A utilidade desta informação para quem efectue manutenção, modificações ou, simplesmente, queira conferir o que lhe é dito é obviamente inquestionavel, pelo que será do interesse de muitos descarregar as imagens com as quais poderão ser gerados os CD's.

Após descarregar os ficheiros é necessário utilizar um programa capaz de através de uma imagem ISO, correspondente a um CD, possa gerar a mesma sobre o suporte físico adequado ou criar no disco do computador um CD virtual, algo que pode ser feito recorrendo ao Nero ou a um dos inúmeros programas gratuitos disponíveis na Internet.

O processo, dado o volume de informação, pode ser um pouco lento, pelo que aconselhamos a gerar os CD's necessários com antecedência e não apenas quando surja alguma necessidade, dado que então será de prever algum tempo de espera.

segunda-feira, junho 14, 2010

Decalques cortados em vinil do Dakar - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um decalque do Dakar no Defender

Mencionamos previamente alguns dos decalques do Dakar que podem ser adquiridos no EBay, sendo que alguns são em película plástica aderente e outros cortados em vinil, tendo sido última a nossa opção para decorar o Defender.

Estes decalques vêm entre duas folhas, uma frontal, de suporte, que irá manter unidas as várias partes que irão dar origem ao desenho que ficará colado na superfície escolhida, e outra de protecção, que impede uma aderência prematura no local errado.

O processo de colocação é extremamente simples, sendo aconselhável, após escolher a posição, recorrer a dois ou três segmentos de fita adesiva para prender o topo superior da folha que serve de suporte, após o que se verificará o posicionamento.

Obviamente, o local de colocação deve estar tão limpo quando possível, sendo conveniente remover quaisquer detritos e, eventualmente, polir um pouco a superfície antes de a lavar, após o que esta deve ser seca.

Coletes de carga de baixo custo no EBay - 2ª parte

Apesar de apenas estar disponível um tamanho, este permite ser ajustado através de um cinto que passa pelas costas, tendo ainda um conjunto de anilhas de metal, duas na frente e uma nas costas, onde é possível prender objectos.

Como principal limitação, para além do escasso número de bolsos ter menor capacidade de carga que modelos mais dispendiosos, temos o facto de ser mais quente do que desejável, dado não possuir aberturas laterais, nem forro em rede, bem como evidentes limitações a nível de ajustes.

Quando comparado com um modelo mais dispendioso, que pode custar perto do dobro do preço, temos uma menor capacidade de carga, o que pode ou não ser uma desvantagem, dependendo do uso, uma resistência que será um pouco inferior, mas sobretudo menos capacidade de circulação de ar e de ajustes, o que pode tornar o uso incómodo quando prolongado.

Estes coletes estão disponíveis em diversas cores, como o amarelo torrado, o verde ou o negro e mesmo em padrões de camuflagem, custando perto de uma vintena de euros, já incluindo os portes, sendo uma alternativa que consideramos de ter em conta para quem tenha um orçamento limitado e pretenda uma utilização ocasional.

domingo, junho 13, 2010

Braços de suspensão da Tarantula 4X4 - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Os braços de suspensão da Tarantula 4X4

Estes braços têm um angulo duplo, de modo a favorecer a articulação e podem ser encomendados em diversas cores, como o vermelho, amarelo, azul ou negro, vindo sem casquilhos de modo a manter a liberdade de opção por parte do proprietário.

O preço de um conjunto de dois braços, que podem ser feitos de modo a serem compatíveis com outras modificações a nível de suspensão, é de 85 libras, a que acrescem 25 de portes para Portugal, ficando o valor final, dependendo da cotação do Euro face à moeda inglesa, de aproximadamente 130 Euros.

Sendo um produto que se pode encontrar com facilidade, a principal vantagem da Tarantula é a de aceitar encomendas com as características solicitadas pelo cliente, mantendo um preço baixo que resulta de as peças serem feitas a pedido, evitando-se assim os custos de armazenamento.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin