sábado, junho 22, 2013

Fluido não aquoso para radiadores da Evans - 2ª parte

Image Hosted by Google Sobreaquecimento de um sistema de refrigeração

Aliás, o número de bombas de água danificadas e rupturas nos circuitos de refrigeração demonstra que o uso de fluídos aquosos tem perigos, e as consequências de uma falha no sistema de refrigeração podem bem ser fatais para um motor, podendo mesmo determinar o seu fim.

A Evans apresentou uma linha de produtos para automóveis, sem base aquosa, que podem ser utilizados com temperaturas que vão desde os -40º aos +180º, muito mais elevado do que os que são baseados em água, tendo vindo a distribuí-lo e aperfeiçoá-lo ao longo de anos, possuindo agora uma linha completa com numerosas opções.

Estão disponíveis diversos produtos, para fins específicos, que incluem uma linha convencional, adequada à maioria dos veículos actuais, incluindo clássicos e mesmo modelos mais antigos, outra para utilizações mais exigentes, como tractores, geradores ou máquinas agrícoloas ou industriais, uma para competição ou desempenho elevado, e, finalmente, outra para a aeronáutica, de modo a que seja possível selecionar o mais adequado ao motor.

As vantagens são óbvias, nomeadamente a nível da eliminação da corrosão, diminuição da pressão e da actividade electrostática, maior eficiência do motor, como resultado de uma temperatura mais baixa e constante, bem como uma muito maior protecção do motor a nível térmico, algo essencial sabendo-se que será esta vertente a responsável por 50% das avarias de maior gravidade.

sexta-feira, junho 21, 2013

Fluido não aquoso para radiadores da Evans - 1ª parte

Image Hosted by Google O esquema de funcionamento da solução não aquosa

A maioria dos veículos é refrigerada por um líquido que tem como base a água, do que resultam, para além das conhecidas funcionalidades, um conjunto de problemas que derivam do ponto de ebulição e da reação no contacto com metais ferrosos.

Dado que o ponto de ebulição da água é de 100º, e muitos motores funcionam perto desta temperatura, é comum haver gases no interior do circuito, resultando num aumento da pressão, e que pode dar origem a fugas ou rupturas de diversos componentes, como juntas, radiadores ou condutas.

A própria presença de vapor, resultando de temperaturas particularmente elevadas no interior do motor, reduz em muito a eficiência do circuito, levando facilmente a um maior aquecimento, que provoca por sua vez um efeito recíproco, onde perda de eficiência e aumento da temperatura interagem de forma perigosa.

Por outro lado, o facto de os líquidos refrigerantes convencionais terem uma base aquosa implica o perigo de corrosão em diversos componentes, bem como a possibilidade de acumular pequenas partículas daí resultantes, que podem provocar entupimentos ou variações de pressão.

quinta-feira, junho 20, 2013

Restrições à circulação fora de estrada começam a 01 de Julho - 2ª parte

Image Hosted by Google Bombeiros num incêndio florestal

Num Verão que se antecipa ser o mais frio e chuvoso dos últimos anos, condições que diminuem em muito o risco de fogos florestais, mas que também podem prejudicar a economia local, uma das poucas receitas que restam nestas áreas excluidas é o turismo, numa vertente mais ou menos formal.

A actual legislação vem afastar potenciais interessados interessados, podendo comprometer ainda mais a já fraca sustentabilidade destas áreas do Interior, sacrificando mesmo alguns dos investimentos nos sectores do turismo e hotelaria, para os quais o turismo no Verão é essencial.

Falta provar, e duvidamos que seja possível, que nas zonas onde a circulação fora de estrada é interdita haja menos incêndios, que a sua gravidade seja menor, ou que o impacto na economia local seja, senão favorável, pelo menos neutro, mas tal nunca foi devidamente analisado ou estudado por quem promove este tipo de legislação.

Na verdade, a proibição tende a ser o recurso dos fracos, tendo efeitos imediatos, revelando iniciativa, evitando acusações de indiferença, podendo dar uma imagem positiva ao legislador, mesmo que o resultado final seja completamente desastroso e incompatível com a realidade do País.

quarta-feira, junho 19, 2013

Lanternas Ring RIL 50 na Repsol

Image Hosted by Google Uma lanterna Ring RIL50

Considerada com a melhor compra de 2012 pela revista "Auto Express", a lanterna Ring RIL 50 pode ser encontrada em promoção nos postos da Repsol portuguesa, através da troca de 1.000 pontos, a que acrescem 95 cêntimos de comparticipação.

Com o formato de uma caneta, embora algo volumosa e com 16 cm de comprimento, esta lanterna de inspecção fornece um total de 40 lumens através de 8 "leds" protegidos, iluminando bem espaços como o interior ou parte inferior de um veículo, ou o compartimento do motor.

Image Hosted by Google Uma conjunto de lanternas Ring RIL50

A RIL50 é alimentada por 3 baterias AAA, possui um "clip" de fixação, semelhante ao de uma caneta, que também é magnético, aderindo facilmente a superfícies ferrosas, sendo igualmente muito fácil de acomodar ou transportar.

A RIL50 também pode ser adquirida numa loja de artigos para automóveis, ou via Internet, por um preço que varia entre 6 e os 10 Euros, incluindo as baterias, mas a que acrescem portes, caso não seja adquirida presencialmente, pelo que, para quem tenha pontos da Repsol disponíveis, esta pode ser uma aquisição a ter em conta.

terça-feira, junho 18, 2013

Restrições à circulação fora de estrada começam a 01 de Julho - 1ª parte

Image Hosted by Google Bombeiros num incêndio florestal

A Portaria n.º 202/2013 do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território determinou que o período crítico, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios, vigorará, no presente ano, de 01 de Julho a 30 de Setembro.

As implicações para quem pratique todo o terreno e circule fora de estrada são conhecidas, sendo proibida a circulação em muitos dos estradões que muitos de nós habitualmente percorremos, estando previstas sanções para quem infrinja o determinado.

Exceptuam-se veículos de proprietários ou que possam justificar a sua presença mediante uma actividade económica, bem como aqueles que possuam meios de extinção, como extintores e estejam equipados com tapa-chamas no escape, um dispositivo usado, sobretudo, em refinarias, mas de eficácia duvidosa e penalizador para o motor.

Já no passado lamentamos esta opção governamental, que ao impedir a circulação fora de estrada em áreas florestais, em nada contribui para a sua protecção ou preservação, e menos ainda para a sua sustentabilidade, votando-as cada vez mais ao abandono.

segunda-feira, junho 17, 2013

Lomo oficial para montar - 2ª parte

Image Hosted by Google O conteúdo do modelo para montar

Em contrapartida, a "Konstruktor" tem apenas uma lente, o sistema de avanço, embora manual, surge como mais simples e eficaz, com contador, estando disponível em diversos conjuntos, cada um deles incluindo um determinado número de opções que podem incluir rolos ou um "scanner".

Por ter menos peças, e pela qualidade da mesma, a "Konstruktor" é mais simples e rápida de montar, mas acaba por ser menos original, ficando semelhante a outras "lomo" para montar que se podem encontrar, por exemplo, no EBay, a preços bem mais convidativos.

Há, no entanto, um aspecto onde a "Recesky" bate a "Konstruktor" de forma inapelável, e este é o preço, onde a diferença de uma dezena de Euros, incluindo portes, para um valor de 35 Euros, sem portes, apenas com a oferta de um porta-chaves, pode ser determinante.

Sendo interessante, a "Konstruktor" parece ser demasiado dispendiosa, mesmo tendo em conta a sua qualidade, pelo que aconselhamos os interessados a começar por um dos modelos mais baratos, evoluindo depois nesta direcção caso pretendam um modelo de um nível superior.

domingo, junho 16, 2013

Lomo oficial para montar - 1ª parte

Image Hosted by Google Uma "lomo" para montar

Anteriormente apresentamos a "Recesky", uma réplica da "Gakkenflex", uma câmara do tipo "lomo", sem lentes, para montar e que se destina, essencialmente, a demonstrar o funcionamento de uma máquina fotográfica, surgindo agora um modelo oficial para montar, a "Konstruktor".

A "Konstruktor" é, manifestamente, mais avançada do que a "Recesky", com capacidade para múltiplas exposições, possibilidade de troca de lentes, e incluindo autocolantes para personalização e umas boas instruções, tudo devidamente acomodado numa excelente caixa de transporte.

Também é manifesto que a técnica de injecção das peças supera a da "Recesky", sendo muito mais fácil de montar e bem mais robusta, dado que os principais componentes do corpo da máquina são moldados numa única peça, o que aumenta em muito a rigidez do conjunto.

O próprio aspecto é o de uma câmara convencional, completamente distinta da configuração algo arcaica de lentes duplas da "Recesky", que, no entanto, e esta é uma opinião discutível, encarna melhor o espírito "retro" inerente às "lomo".
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin