sábado, junho 20, 2009

Desertificação ameaça um terço da Terra e quase metade de Portugal - 3ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um deserto do Norte de África

Mesmo em termos da problemática dos incêndios florestais a desertificação revela-se de uma importância crucial, não apenas pelas alterações climáticas e ambientais subjacentes, mas também devido à deslocação das populações, ao abandono de uma actividade agrária e florestal economicamente insustantáveis e ao esgotamento das reservas de água.

Obviamente, da desertificação resulta uma diminuição da área verde, sendo inevitável que nestas áreas se evolua para a quase completa ausência de fogos, algo que para alguns será usado para compor as estatísticas, mas que resulta de uma evolução no pior sentido e terá consequências da maior gravidade no equilíbrio da estrutura do território nacional, o qual, em termos práticos, sofrerá uma substancial redução.

Tipicamente, do fluxo de populações, e queremos salientar que o avanço das zonas desertificadas ou fortemente afectadas pelo Alentejo se vai aproximar de importantes centros urbanos, criando um situação de pressão em torno da Capital, resultam tensões sociais graves, como complemento da perda de empregos, de habitações e de todo um conjunto de infraestruturas da maior importância e que reduzem em muito a capacidade de resposta de muitos serviços.

Infelizmente, enquanto a postura adequada seria a de, sem cair em excessivos alarmismos, manter a máxima prudência e modo a enfrentar a pior situação possível, oficialmente mininiza-se o problema, reduzindo-o a um misto de fatalidade e depossibilidade remota, com muito poucas medidas concretas a serem desenvolvidas e outras, mais numerosas, a apontarem no sentido contrário ao desejado.

sexta-feira, junho 19, 2009

Estação meteorológica com actualização via Internet


Image Hosted by Imageshack
A i@Sky Weather Station da Hama

Uma estação meterológica privada, que inclua sensores e uma ligação a um sistema central de onde possa receber informações pode resultar numa vantagem em actividades nas quais a meteorologia seja um factor relevante.

A Hama apresentou recentemente o i@Sky Weather Station, uma estação meteorológica que se actualiza via Internet através de uma ligação via conexão "bluetooth" a um computador pessoal, no qual é instalado um "software" de controle e um dispositivo de controle ligado a uma porta USB.

A informação dos dados meteorológicos, que inclui desde a temperatura, com vários parâmetros, até à humidade, passando pela velocidade do vento e incluindo previsões de precipitação, é apresentada num écran LCD, podendo o formato ser escolhido pelo utilizador.

O Hama i@Sky Weather Station é uma solução interessante para quem pretenda uma pequena estação doméstica com capacidades superiores às dos modelos convencionais, podendo ser considerada como um equipamento a ter em conta para actividades que depedem de factores meteorológicos.

Desertificação ameaça um terço da Terra e quase metade de Portugal - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um deserto do Norte de África

Em zonas do interior do Alentejo, como nos concelhos de Mértola, Alcoutim e Castro Marim as situações são preocupantes, mesmo numa perspectiva conservadora, com áreas de alerta que abrangem a zona Sul do País, onde se nota o avançar do clima típico do Norte de África.

Apesar de alguns desmentidos das estruturas governativas ou de instituições públicas, é manifesto que a situação é mais grave do que é reconhecido, com uma óbvia degradação dos solos, falta de investimentos e, sobretudo, com a extinção de equipamentos e serviços essenciais para as povoações.

O risco de desertificação, com as consequências económicas e ambientais que são reconhecidas por todos, abrange, segundo especialistas, metade do território nacional e a falta de uma visão estratégica coerente compromete esforços isolados desenvolvidos a nível sectorial.

Para além do impacto económico, a desertificação tem consequências sociais e ambientais devastadoras, bastanto para tal imaginar a deslocação das paisagens e clima em direcão ao Norte, resultando numa zona Sul semelhante ao Norte de Marrocos, um Centro parecido com o Alentejo, com as devidas diferenças resultantes da topografia e orografia, e um Norte francamente mais seco.

quinta-feira, junho 18, 2009

Comissão Europeia adopta novos critérios Energy Star


Image Hosted by Imageshack
O conhecido logotipo da Energy Star

Para a maioria dos nossos leitores a pequena estrela azul que se pode encontram em muitos equipamentos eléctricos e electrónicos é familar e facilmente associada a modos de poupança de energia acordados entre a Comissão Europeia e a Agência de Protecção Ambiental dos Estados Unidos.

Após anos de estabilidade, perante a nova sensibilidade ambiental, foram acordados novos critérios do Programa Energy Star, que se espera possam resultar na redução em termos energéticos de 22 TWh ao longo dos próximos quatro a seis anos.

As novas regras entram em vigor a 1 de Julho e vão abranger desde computadores e outro material informático a fotocopiadoras e diversos equipamentos de escritório, sendo parte fundamental da política da União Europeia para combater as mudanças climáticas.

É fundamental reduzir o consumo de energia, sendo de equacionar substituir, com a devida prudência porque produzir equipamentos implica consumo energético, dispositivos mais antigos e menos eficiêntes, de modo a contribuir para um futuro sustentável para todos

Desertificação ameaça um terço da Terra e quase metade de Portugal - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um aspecto da desertificação em Portugal

A ameaça de desertificação abrange perto de um terço do planeta e pode obrigar mais de 200.000.000 de habitantes a migrar, do que resulta uma degradação da qualidade de vida e perigos para a sobrevivência de perto de 1.000.000.000 de pessoas.

Esta projecção resulta de um estudo da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgada durante o Dia Mundial de Luta contra a Desertificação e a Seca, onde são analizados os dados existentes e perspectivado um futuro que vai até ao ano de 2050.

No ano final do estudo, é previsível que 200.000.000 de habitantes da Terra sejam deslocados por motivos ambientais, mas já hoje perto de um décimo desse número terá sido forçado a abandonar o seu local de origem.

O estudo da ONU contempla projecções que incluem as consequências do consumo excessivo de água, da desflorestação e de práticas agrícolas e florestais insustentáveis que têm vindo a devastar a Terra e afectam cada vez áreas mais afastadas do Equador.

Se a nível global se pode concluir que perto de 30% das terras cultivadas e 75% das pastagens naturais se degradaram ou perderam completamente em quatro décadas, também em território nacional existem manifestos problemas de desertificação, sobretudo na região Sul do País.

quarta-feira, junho 17, 2009

Direcção assistida em Séries e Windows 7


Image Hosted by Imageshack
Um modelo de direcção assistida da Heystee Automotive

Este título, que inclui dois assuntos completamente distintos, revela duas das actividades que nos têm ocupado ultimamente e sobre as quais nos iremos debruçar em textos futuros.

Se no passado já apresentamos alguns textos que abordam a instalação de uma direcção assistida original, ou idêntica proveniente de um Land Rover Santana num Série 3, agora que esta está devidamente instalada e funcional iremos abordar novamente o assunto e relatar algumas das experiências que vivemos.

Com a instalaçao da versão "Release Candidate" do Windows 7 Ultimate num dos computadores que utilizamos, a experiência com o novo sistema operativo da Microsoft vai permitir um maior acompanhamento da evolução e, sobretudo, da compatibilidade deste com equipamentos, acessórios, dispositivos e programas, algo que é absolutamente essencial em termos de migração de plataforma.

Estas duas autênticas aventuras têm, naturalmente, consumido tempo e recursos, mas trata-se de um investimento absolutamente necessário no sentido de responder a diversas questões e preparar novos textos que iremos publicando num futuro próximo.

Bombeiros equacionam suspender o transporte de doentes - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância dos bombeiros

Agora, sem resposta governamental e sem uma perspectiva real de negociação, a LBP estabelece como prazo limiite o dia 18 de Julho, altura em que se realizará uma reunião extraordinária em Vila Nova de Poiares cuja agenda é a adopção de uma resposta à posição do Governo, a qual pode passar pela suspensão do transporte de doentes.

Esta forma de luta, que prejudica os doentes, será a última opção para quem está obrigado a prestar um serviço público, com todas as implicações legais que tal implica, mas o atraso na revisão de um protocolo com 25 anos, que nada tem a ver com a realidade actual, acaba por deixar pouca margem de manobra e pode implicar transferir verbas destinadas ao socorro para o transporte de doentes.

Obviamente, caso na estrutura de custos e na organização interna das corporações houvesse uma estanquicidade entre departamentos, com verbas e gestão independentente para as diferentes áreas e actividade e evitando transferências internas de verbas, há muito que o transporte de doentes estaria comprometido e, quase certamente, teria sido encontrada uma solução por parte das entidades governamentais, concretamente a nível do Ministério da Saúde.

Caso as corporações optassem por um modelo baseado em centros de custos independentes, onde as verbas atribuidas a cada área de actividade ficassem a ela confinadas, toda a gestão acabaria por vir a ser facilitada, não sendo necessário sequer uma suspensão administrativa, já que a insustentabilidade do transporte de doentes determinaria essa mesma interrupção de actividade.

terça-feira, junho 16, 2009

Versão europeia do Windows 7 não incluirá o Internet Explorer


Image Hosted by Imageshack
Écran do novo Windows 7

Na sequência dos vários processos instaurados pela Comissão Europeia, a Microsoft anunciou que a versão do Windows 7 a distribuir no espaço comunitário não vai incluir o "browser" Internet Explorer, evitando assim novas acusações de abuso de posição dominante

Esta opção da Microsoft é uma autêntica reviravolta na política de uma empresa que sempre considerou o "browser" como integrando o próprio sistema operativo e essencial ao seu funcionamento, passando agora a ser fornecido em separado, mas de forma fácil de instalar por parte de fabricantes ou dos próprios utilizdores finais.

Para a Comissão Europeia, a opção da Microsoft contraria as suas expectativas, pois esperava que, ao contrário de retirar o Explorer, este fabricante adicionasse productos da concorrência, como o Firefox, o Safari, o Opera ou o Chrome, algo que não veio a suceder.

Torna-se, obviamente, complexo estabelecer regras que impeçam uma posição dominante por parte de uma dada empresa quando os próprios Estados optam por celebrar sucessivos contratos e adoptar os produtos da mesma, em detrimento de outros funcionalmente equivalentes da concorrência, os quais, quase sempre, são mais baratos.

As sucessivas decisões comunitárias, na fragilidade de quem apenas recorrer a multas, sem impor aos estados membro regras próprias que evitem uma posição dominante de uma empresa ou tecnologia, demonstram uma franca incapacidade de combater monopólios, mesmo quando existem alternativas que consideramos francamente satisfatórias e benéficas para o desenvolvimento das tecnologias de informação no espaço eurpeu.

Bombeiros equacionam suspender o transporte de doentes - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma ambulância dos bombeiros

Após uma espera de seis meses por uma resposta governamental quanto aos valores a pagar pelo transporte não urgente de doentes, a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) avança com a possibilidade de suspender este serviço absolutamente essencial para as populações.

O prazo de um mês para se obter uma decisão foi aprovado no Conselho Nacional Extraordinário, que se realizou, anteontem, nas Caldas da Rainha, pressionando o Governo para que haja um acordo antes do final da legislatura, sem o que um novo adiamento será inevitável.

Fo já no final de 2008 que a LBP entregou ao Ministério da Saúde a sua proposta de revisão do protocolo de transporte de doentes, realizada em colaboração com a Direcção-Geral de Saúde, no sentido de rever os valores praticados, que actualmente se cifram nos 47 cêntimos por quilómetro bem como um valor inaeitávelpelos periodos de espera e do que resulta um prejuizo para as corporações.

A LBP já por diversas vezes defendeu uma solução negocial, continuando a dar-lhe primazia enquanto aguarda por uma contra-proposta do Ministério da Saúde que permita evoluir no sentido de um acordo aceitável para ambas as partes, mas sabe que um contínuo adiamento pode comprometer a sustentabilidade de diversas corporações e levantar sérios problemas numa altura crítica em termos de fogos florestais.

segunda-feira, junho 15, 2009

Adicionamos uma ligação para a Land Lousã


Image Hosted by Imageshack
Um Defender em Marrocos

Há muito que era devida uma ligação permanente para a Land Lousã, um dos clubes que tem desenvolvido um maior número de actividades, sobretudo destinadas aos Land Rover Defender, mas que abrangem outros modelos da marca e incluem uma importante vertente de orientação e cartografia.

Para além da descrição das actividades desenvolvidas, entre as quais destacamos o Encontro Nacional de Defenders e as expedições a Marrocos, queremos chamar a atenção para a área relativa a orientação a à cartografia, onde se podem encontrar um conjunto de informações da maior utilidade não apenas para quem viaja, mas também para quem pretende aprender a usar um conjunto de técnicas e tecnologias cada vez mais essenciais.

Também é de salientar a actual realidade do concelho da Lousã, sendo de destacar especialmente as aldeias de xisto e os trabalhos de silvicultura que apontamos como exemplo de uma prevenção activa de fogos florestais numa opção que visa proteger um importante património natural e cultural.

Apesar de especialmente vocacionado para os Defender, as actividades estão abertas a outros modelos, dependendo das limitações destes e da ousadia dos seus proprietários, pelo que outras participações e contribuições, que o amigo Parola perdoe a ousadia, serão sempre benvindas.

Regulamentação dos "chips" de matrícula fica pronta até 19 de Julho - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma sistema portátil de leitura

Para além de considerarmos que existem demasiadas dúvidas não esclarecidas, somos igualmente da opinião que o DEM deveria ser recebido após o pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC), podendo, conforme o modelo escolhido e a longevidade deste, ser objecto de envio periódico na altura do cumprimento desta imposição fiscal, voltando a materializar este pagamento.

Também somos da opinião que o DEM apenas deva ser atribuido, pelo menos gratuitamente, a quem possua a situação do veículo regularizada, obedecendo a critérios de circulação, incluindo IUC pago, seguro válido e aprovação na Inspecção Periódica Obrigatória, devendo o mesmo ser testado na altura de cada IPO, constando dos critérios de aprovação.

Já abordamos por diversas vezes as questões relacionadas com o DEM, sobretudo devido às implicações que resultam de um sistema de leitura por rádio frequência, fácil de interceptar e que, seja ligado a um dispositivo de leitura automática de matrícula, que pode ser adquirido no mercado por um valor acessível para uma empresa, que assim pode efectuar a associação entre o "chip" e a matrícula, seja para estudos estatísticos, podem ter a nível de privacidade e da própria segurança dos cidadãos.

Com uma obrigatoriedade que deverá ser efectiva no Verão de 2010, o DEM poderá ainda ser objecto de alterações, sendo que um investimento desta monta em infraestruturas, algo essencial para justificar um dispositivo que pode ter tantas aplicações como vulnerabilidades, não nos parece, na conjuntura e de acordo com os objectivos traçados, algo de prioritário, correndo-se mesmo o risco de vir a resultar num fracasso caso se verifique que a privacidade não é devidamente assegurada.

domingo, junho 14, 2009

Regulamentação dos "chips" de matrícula fica pronta até 19 de Julho - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um "transponder" para entrada num parque

Apesar de ainda não estarem prontas as portarias que vão regulamentar o "chip" de matrículas, estas deverão ser publicadas antes da data limite, o dia 19 de Julho, evitando assim a repetição do processo legislativo inicial.

Após a data de publicação, todos os veículos circulantes terão que ser que ter instalado o Dispositivos Electrónico de Matrícula (DEM) no prazo máximo de um ano, sendo que este será gratuito durante os primeiros seis meses, prevendo-se uma multa que irá dos 120 aos 600 euros para quem não cumpra a nova legislação.

Para evitar problemas legais, os veículos novos, a comercializar após a entrada em vigor desta legislação e caso os DEM já estejam disponíveis, seram vendidos já com o novo "chip", cabendo a responsabilidade aos representantes oficiais das marcas.

O valor do DEM, para quem tiver que o pagar, ainda não está defenido por depender da tecnologia a usar, mas poderá ser superior à quinzena de euros, pelo que se pode facilmente ver qual o volume em termos financeiros de uma plataforma que irá gerir mais de 5.000.000 de veículos e poderá ter as mais diversas utilizações.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin