sábado, abril 01, 2017

Lisboa, cidade fechada - 23ª parte

Devemos acrescentar que, não obstante ser uma actividade lícita e desenvolvida por entidades privadas, a forma como alguns agentes imobiliários se comportam, importunando os residentes dos bairros dentro das suas próprias habitações, batendo-lhe à porta, para além de colocar publicidade nas ombreiras destas, para além da que é colocada nas caixas de correio, surge como francamente abusiva.

Não nos parece lícito que alguém se dirija a outrem, que está no interior da sua própria residência, e lhe proponha a venda da habitação onde reside, tomando uma iniciativa que consideramos violar normas básicas de privacidade, podendo assumir contornos de assédio ou coação, dependendo da forma como se realiza e da vulnerabilidade de alguns residentes, sobretudo os mais idosos.

A implementação de políticas que favorecem o turismo, prejudicando os residentes, tem tido como consequência, entre outras, um muito substancial aumento do preço da habitação, sobretudo em zonas consideradas nobres ou de fácil acessibilidade, sendo perceptível que muitos residentes, sobretudo idosos, têm vendido as suas habitações, admissivelmente por um valor elevado, mas, eventualmente, como consequência de pressões ilegítimas.

O cenário criado pela autarquia condiciona seriamente a actividade económica, e o excessivo favorecimento do turismo cria desequilíbrios graves, num fenómeno estudado em diversas cidades em todo o Mundo, muitas das quais adoptaram medidas para contrariar este fenómeno, impondo restrições, que, manifestamente, não são sequer estudadas em Lisboa, onde o imediatismo das receitas turísticas faz esquecer um futuro insustentável.

sexta-feira, março 31, 2017

O StarXtrem 6 - 4ª parte

O GPS reage bem, sendo rápido a adquirir informação posicional, mas não tem suporte para outros sistemas de referenciação os quais, utilizados complementarmente, aumentam substancialmente a precisão da localização, pelo que aqui as limitações são as típicas de outros modelos com este tipo de funcionalidade.

Está disponível uma bússola, que necessita de ser calibrada antes de utilizada, e que é uma alternativa à orientação fornecida pelo GPS, sendo útil para quem recorra a mapas convencionais, situação em que esta funcionalidade se revela interessante e fácil de utilizar.

A bateria de 3000 mAh permite uma autonomia em "stand-by" até 300 horas e em conversação até 15, dependendo, naturalmente, do tipo exacto de utilização, sendo certo de que recorrendo a diversos tipo de conexão, ao uso do GPS ou a aplicações mais pesadas, estes valores irão diminuir muito substancialmente.

Com 156.7 x 76.4 x 08.13 milímetros, este não é um modelo pequeno, mas tal nunca seria possível num equipamento com um écran de 5.5", sendo certo que pode não ser fácil de transportar, exigindo alguns cuidados, mesmo que protegido com uma capa e um protector de écran.

quinta-feira, março 30, 2017

Disponível o "LRO Improve Your Land Rover Guide – Volume 2"

Já pode ser encomendada, por ser duvidoso que seja distribuída em Portugal, o 2º volume do guia de melhoramento para Land Rover, editado pela Land Rover Owners International, e que tem um preço de capa de 6.99 libras, a que acrescem portes, caso aplicável.

Ao longo de uma centena de páginas analiza-se a escolha do veículo ideal para um projecto, incluindo aqui os populares Defender 90 Tdi, Discovery 1, Freelander 1, Disco 2 Td5, Disco 4 e Series III, mas também modelos menos comuns, como os Defender TDCi de caixa automática, os Bowler Series I, com o motor 240bhp Jaguar V6, Discovery V8 com preparação para rally, Freelander com turbocompressor, Defender 90 com motor 6.3 V8 e 110 com motor diesel 5.9.

Nesta segunda edição, estão presentes guias práticos para melhorar "intercoolers", adicionar protecções, luzes de condução, vidros panorâmicos, grades de tejadilho, "rock sliders", entre outros melhoramentos, destinados a melhorar e tornar único cada Land Rover, adaptando-o ao seu proprietário.

Infelizmente, os números especiais da LRO não costumam ser encontrados à venda entre nós, pelo que resta a possibilidade de os encomendar em Inglaterra, sendo de combinar com outros interessados, se possível, de modo a que os portes sejam repartidos, sem o que o custo destes ultrapassa em muito o valor pago pela revista, o que, obviamente, pode tornar a sua aquisição pouco compensadora.

quarta-feira, março 29, 2017

O StarXtrem 6 - 3ª parte

Estão presentes duas câmaras, uma de 13 Megapixels e outra de 5, frontal, com uma qualidade aceitável, mas que fica longe de modelos de melhor qualidade, onde sensores de maiores dimensões e ópticas de melhor qualidade fazem toda a diferença a nível quer de resultado, quer de preço.

Este não é, nitidamente, um equipamento vocacionado para a fotografia, sendo evidente que nem todos os pixeis são iguais e que a qualidade do sensor, sobretudo com baixa luminosidade ou quando enquadra objectos em movimento, tem francas deficiências, sendo inferior a alguns que, com menos megapixels, permitem fotos de melhor qualidade.

Tal como os modelos mais recentes, o StarXtrem 6 suporta 4G, até 150 Mbits, sendo compatível com as redes 2G a 3G, nas frequências padronizadas, sendo rápido a transmitir dados e estável nas ligações, tal como será de esperar de um equipamento com este tipo de características.

A conectividade com redes locais faz-se via wifi, suportando até à norma 802.11n, faltando, infelizmente, a possibilidade de conexões ac, enquanto o "bluetooth" obedece à norma 4.0, tendo NFC implementado, o que permite acesso a um conjunto de aplicações e funcionalidades.

terça-feira, março 28, 2017

Disponível o novo catálogo de ferramentas da Sealey

O novo catálogo de ferramentas da Sealey já se encontra disponível, podendo ser consultado "on line" ou descarregado e gravado localmente, em formato PDF, de modo a poder ser consultado sempre que necessário e independentemente da existência de uma ligação à Internet.

Com mais de 1100 páginas, o catálogo inclui 9500 linhas de produtos, das quais 2200 são novas, incluindo agora diversas linhas de consumíveis, sobretudo destinadas a ambientes industriais ou oficinas, estabelecimentos para os quais está especialmente vocacionada esta publicação.

Está ainda disponível uma aplicação para dispositivos móveis, com versões para Android e IOS, que permitem uma consulta rápida "on line", estando ainda ao alcance dos residentes no Reino Unido solicitar uma cópia impressa do catálogo, algo que, devido ao peso e volume, não é permitido aos não residentes.

Tal como em edições anteriores, são propostos produtos capazes de equipar completamente uma oficina, com todo o tipo de ferramentas, dispositivos de diagnóstico ou equipamentos e materiais para efectuar os diversos tipos de trabalho que se esperam nesta actividade, pelo que, mesmo quem não pretenda adquirir junto da Sealey, encontrará inspiração e valores comparativos capazes de auxiliar numa eventual compra.

segunda-feira, março 27, 2017

O StarXtrem 6 - 2ª parte

A escolha recaiu sobre o StarXtrem 6, designação pela qual a MEO comercializa modelo Hisense l830, vendido igualmente pela Altice, que consideramos ter uma relação qualidade preço interessante e ser compatível com o "software" mais recente, dado que tem instalado o Android 6.0, que, não sendo a última versão, ainda terá alguns anos de uso sem problemas de maior.

Este equipamento octacore, baseado no Qualcomm Snapdragon 430, é, na verdade, um duplo quad core, com dois grupos de núcleos a funcionarem a velocidades diferentes, 1.4 e 1.1 MHz, respectivamente, resultando num bom desempenho com as aplicações mais comuns, incluindo a nível de navegação com recurso a mapas e GPS.

A memória de 2 Gb, muito comum nesta classe, não é das mais generosas, embora suficiente para a maioria dos utilizadores, e os 16 Gb que a complementam permitem instalar os programas mais comuns, mesmo nas versões mais recentes, com os dados a poderem ser escritos num cartão micro SD, com capacidade até aos 32 Gb.

O ecrã de 5.5" "full HD" IPS oferece uma boa visibilidade, mesmo em aplicações gráficas ou na visualização de filmes, sendo fácil trabalhar sobre ele, e, tal como a maioria dos equipamentos com este tipo de écran, permite trabalhar em angulo, sem que os reflexos luminosos tornem demasiadamente difícil visualizar os conteúdos.

domingo, março 26, 2017

Comprar fora de época

Em textos publicados no passado chamamos a atenção para as vantagens de comprar fora de época, nomeadamente adquirir bens mais vocacionados para o Inverno perto do termo deste, quando poderão ter utilização reduzida nos meses seguintes, e proceder de igual forma no respeitante ao Verão.

A título exemplificativo, a aquisição de agasalhos quando o tempo começa a aquecer pode, muitas vezes, ser efectuada a preços particularmente favoráveis, sucedendo o mesmo no termo do Verão com bens destinados, essencialmente, a ser utilizados no tempo quente ou nas férias que este proporciona, sendo patente o aumento da variedade e diminuição dos preços em alturas específicas do ano.

Com o aproximar da Primavera, produtos ou bens mais adequados ao tempo frio tendem a surgir à venda em grandes quantidades, o que, aliado a uma utilização algo distante em termos temporais, faz baixar muito substancialmente os preços, sendo de investir, caso possível, naqueles que, pela sua natureza ou qualidade, sejam, de alguma forma intemporais, permitindo o uso durante alguns anos.

Após estabelecer as necessidades futuras, e ter feito uma lista, sobretudo com a intenção de não proceder a aquisições por impulso, algo que sucede com frequência face a preços particularmente favoráveis, algumas pesquisas criteriosas nos "sites" de leilões, como o EBay, permitem encontrar um largo conjunto de produtos que satisfaçam as condições pretendidas, podendo resultar em negócios bastante vantajosos.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin