quarta-feira, dezembro 31, 2008

A Cruz - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
A Cruz - 1ª imagem




Image Hosted by ImageShack
A Cruz - 2ª imagem




Image Hosted by ImageShack
A Cruz - 3ª imagem




Image Hosted by ImageShack
A Cruz - 4ª imagem

Windows 7 Beta 1 já está em "sites" de partilha de ficheiros


Image Hosted by Imageshack
O Windows 7 já se aproxima da fase final

A versão Beta 1 do futuro Windows 7, a ser disponibilizado mais para o final de 2009, já se encontra disponível em "sites" de partilha de ficheiros.

O sucessor do Vista foi entregue a um grupo restrito ligado ao desenvolvimento e a sua apresentação oficial apenas ocorrerá em Janeiro, quando Steve Balmer, o sucessor de Bill Gates, discursar na feira CES, no próximo mês de Janeiro, mas há algum tempo que se sabia que o novo sistema operativo já estava numa fase Beta, portanto, pronto para iniciar o período de testes.

Quem já testou o Windows 7 considerou-o superior ao Vista, mais sólido e rápido, algo expectável dado que tem muito menos linhas de código que o seu antecessor, o qual, efectivamente, nunca teve exito ou conseguiu substituir o XP, que continua a ser o preferido do mercado empresarial.

Esperamos ter a oportunidade de testar o novo sistema operativo da Microsoft ainda no mês de Janeiro ou em inícios de Fevereiro, altura em que voltaremos a este assunto para relatar as primeiras impressões sobre o Windows 7.

terça-feira, dezembro 30, 2008

Um cybercafé com uma função social


Image Hosted by ImageShack
O interior de um cybercafé

Um cibercafé japonês permite aos seus clientes sem uma morada física recorrerem ao seu endereço postal para efeitos de candidatura a um emprego.

Para além de disponibilizar meios para o envio de currículos ou contactos por via electrónica, inerente à sua actividade comercial, o Cyber @ Cafe permite aos sem abrigo ou desalojados, em muitos casos devido à perda de emprego, que sejam contactados por correio dirigido à sua própria morada, de forma a ultrapassar uma das limitações de quem perdeu a casa.

Sem excluir a possibilidade de esta ser uma manobra publicitária ou de haver compensações devido ao aumento do volume de negócios, o acto de solidariedade deste estabelecimento e a responsabilidade social dos responsáveis não pode deixar de ser considerada como uma inovação no sentido de auxiliar um conjunto de cidadãos particularmente vulnerável.

Este é um exemplo que consideramos ser interessante mencionar numa época em que a solidariedade devia estar mais presente e quando o País, independentemente de algumas declarações fantasistas, atravessa uma grave crise económica e social que coloca em causa direitos fundamentais dos cidadãos.

Escola do Cerco: brinquedo ou réplica - 2 ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma pistola de plástico junto de uma real

No entanto, o MP, perante uma situação que tem uma óbvia gravidade e poderá repetir-se caso não haja consequências, optou por esperar pelas conclusões do inquérito a realizar na própria escola, quando este, efectivamente, devia ser independente dado que a responsabilidade criminal, a existir, não deve ser misturada com a disciplina interna de um estabelecimento de ensino.

Se atentarmos ao facto de que a própria escola tinha minimizado o incidente, sem que houvesse sequer uma acção disciplinar num caso que apenas foi publicamente conhecido após divulgação na Internet do vídeo gravado na altura, parece-nos óbvio que qualquer sanção, a existir, não refletirá o excessivo rigor, para usar um eufemismo, da legislação actualmente em vigor.

É altura de os responsáveis políticos e o poder judicial assumirem as suas responsabilidades e aplicarem a má legislação produzida, mesmo que manifestamente injusta, de modo a que haja um escrutínio do trabalho legislativo produzido e as consequências deste sejam devidamente refletidas na sociedade.

Caso este incidente seja esquecido pelo poder judicial, então o princípio da universalidade da lei está posto em causa e podemos concluir que a última revisão da Lei das Armas não passa de uma resposta conjuntural, aplicada selectivamente segundo as conveniências do poder político e judicial, violando gravemente os princípios constitucionais.

E se todo este incidente ocorrido numa escola pública for considerado pelo MP como uma mera brincadeira, então estaremos todos no direito de brincar impunemente da mesma forma e onde quer que seja.

segunda-feira, dezembro 29, 2008

Temporizador para webcam


Image Hosted by ImageShack
Écran do Astra Image Webcam Video Grabber

Já não será muito habitual nos dias de hoje, dado que existe um cada vez maior número de dispositivos que permitem obter fotos de qualidade e incorporam um sistema de temporização, mas para alguns a "webcam" ligada ao computador continua a substituir a máquina fotografica ou mesmo o telemóvel.

Um dos programas que permite temporizar uma foto a ser obtida via "webcam" é o Astra Image Webcam Video Grabber, um produto "freeware" de instalação e utilização simples, com muito poucos menus, mas que permite configurar temporizações seja para "frames" individuais, que darão lugar a fotos, quer para vídeos.

Para usar o Astra, basta selecionar o activar camara, seguindo-se a opção de conectar, tendo-se então acesso ao quadro de controle principal, onde está presente a configuração da "webcam" e os vários temporizadores, que permitem parametrizar o intervalo entre fotos, quando será tirada e as características de um vídeo a ser gravado.

A principal limitação que encontramos é a gravação em formato bmp, de dimensões muito superiores às do popular jpg, sem que a tal corresponda um aumento visível de qualidade, o que obriga a um processo de conversão que implica a existência ou instalação de um programa adicional, mas esta será uma solução para quem não disponha de um equipamento mais adequado à prática da foto digital.

Fogos de Inverno - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma habitação queimada

Também este ano, a utilização indevida de um cobertor eléctrico, que foi mantido ligado durante um período considerável e assim permaneceu após a vítima se ter deitado, ao contrário das instruções para este tipo de produto, provocou queimaduras graves num residente na cidade do Porto

No entanto, existem outros perigos, como a intoxiação por monóxido de carbono, que surge normalmente associada a sistemas de aquecimento inadequados ou usados de forma errada, sendo disso exemplo o uso de aquecedores de jardim a gás no inteior de habitações, do que resultaram, ainda recentemente, diversas mortes em Espanha.

A maioria das habitações portuguesas não dispõe de detectores de monóxido de carbono, algo que pelo baixo preço podia ser incluido na contratação do serviço com os fornecedores, nem uma protecção efectiva contra curto-circuitos ou sobretensões, mais uma vez algo que pode ser minimizado através de um equipamento de baixo custo.

Também existem alarmes que podem ser ligados a uma simples linha telefónica e que incluem um controle remoto capaz de os activar e de enviar uma mensagem para um número pré-programado, que pode ser uma central de emergência, um quartel de bombeiros ou uma entidade onde exista atendimento permanente e possa dar seguimento ao pedido de ajuda.

Não existem soluções absolutas, mas, para além da prudência, não custa mais do que poucas dezenas de euros aumentar o nível de segurança através de dispositivos de protecção e de alerta que, em caso de imprevisto, poderão evitar a perda de vidas humanas e minimizar os danos em bens materiais.

Seria importante que associações, sobretudo as que apoiam os idosos, mas também as que estão ligadas ao socorro, sensibilizassem aqueles que estão em situação de maior vulnerabilidade no sentido de instalar sistemas de alerta e, se possível que instituições apoiassem financeiramente a aquisição e instalação, certo de que muitos acidentes poderiam ser evitados ou minimizados.

domingo, dezembro 28, 2008

Escola do Cerco: brinquedo ou réplica - 1 ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma pistola de plástico: brinquedo ou réplica

O lamentável episódio ocorrido na Escola do Cerco, no Porto, onde jovens perto da maioridade apontaram uma pistola de plástico a uma professora enquanto exigem melhores notas e a tentativa por parte das autoridades escolares no sentido de abafar o caso, merece um pequeno comentário, dada a absurda falta de objectividade com que tem sido tratado.

Quando se fala em "arma de plástico", tanto podemos estar a falar de um "brinquedo", como de uma "réplica", cuja posse e utilização está devidamente contemplada na fundamentalista Lei das Armas recentemente aprovada e que merece as maiores críticas dadas as implicações que tais alterações acarretam.

A arma empunhada pelo aluno, que aparenta reproduzir uma arma real e com ela pode ser confundida por quem não seja um especialista, enquadra-se, muito provavelmente, na categoria das "réplicas" e, como tal, estamos perante um crime tipificado na legislação previamente mencionada e que, em muitos casos, implica o cumprimento de uma pena desajustada ao acto e, possivelmente, a uma medida de coação de prisão preventiva.


Image Hosted by ImageShack
Brinquedo, réplica e uma Glock real (foto BBC)

O facto de este incidente ter ocorrido em plena sala de aulas, perante menores, num local onde a segurança deve ser tomada a sério e qualquer crime assume contornos de maior gravidade, está longe de ser um atenuante, revestindo-se de uma gravidade que apenas a publicação na Internet do vídeo desta ocorrência evitou ser abafado.

Dado que o caso é hoje público, seria expectável que o Ministério Público (MP) autonomamente ou a pedido do Ministério da Educação ou da direcção da escola em causa, avançasse para um inquérito de modo a apurar as circunstâncias exactas desta ocorrência e a responsabilidade e culpabilidade dos vários envolvidos, que passam pelos alunos e terminam em quem pretendeu abafar uma situação que, face à legislação actual, é grave.

sábado, dezembro 27, 2008

Fogos de Inverno em habitações - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma habitação queimada

Já abordamos a questão o ano passado, mas a repetição de tragédias resultantes de fogos originários em lareiras acesas, algo que tende a suceder nos dias mais frios, faz-nos lançar um novo alerta para uma situação infelizmente recorrente.

Na noite de Natal um homem de 73 anos morreu intoxicado em Malhou, no concelho de Alcanena quando um tronco que rolou de uma lareira acesa pegou fogo e resultou num incêndio que destruiu a habitação e desalojou outras cinco pessoas.

Apesar dos esfoços dos Bombeiros Municipais de Alcanena, enviaram para o local duas dezenas de elementos, apoiados por sete viaturas, a rápida propagação do fogo e o espesso umo não permitiu salvar atempadamente o idoso, que faleceu a caminho do hospital.

Este será um dos perigos que mais vítimas tem provodado, mas incêndios resultantes de curtos-circuitos devido a sobrecarga, muitas vezes devido a um número excessivo de aquecedores ligados e a defeciencias ou degradação de instalações eléctricas, algo comum em habitações construidas há decádas, também têm contribuido para o elevado número de acidentes que ocorrem nesta altura do ano.

sexta-feira, dezembro 26, 2008

Garmin pode lançar telemóvel com Android


Image Hosted by ImageShack
Um modelo baseado no Android

A Garmin, empresa produtora de dispositivos GPS, poderá estar a preparar a entrada no mercado das comunicações móveis através do lançamento um telemóvel com o sistema operativo do Google, o Android.

Sendo a plataforma Android uma base que permite desenvolver um conjunto de aplicações típicas de um "smartphone", podemos imaginar que sirva para muito mais do que um simples meio de comunicações, sendo previsível que o acesso facilitado a sistemas de orientação como o Google Earth ou o Google Maps o torne apetecível para quem desenvolva GPS's e aplicações de suporte para os mesmos.

Ao juntar-se à Open Handset Alliance, onde se agregam empresas que operam na área das tecnologias de comunicações e operadores móveis, a Garmin pode estar a preparar um equipamento que integre as funcionalidades do GPS, em que se especializou, com as de um telemóvel, usando para isso a plataforma Android.

Caso este hipotético modelo recorresse a um "chip" de quarta geração, teriamos então um equipamento de excepção, polivalente e com um conjunto de funcionalidades inédita, podendo responder a todo um conjunto de solicitações que até hoje têm ficado sem resposta, pelo que este será um processo a acompanhar com atenção.

quinta-feira, dezembro 25, 2008

Noite de Natal


Image Hosted by ImageShack
O trenó do Pai Natal

Hoje, noite de Natal, os momento que passam são para meditar, para sonhar e para acreditar.

Também é uma noite para perdoar, para esquecer as mágoas, ultrapassar divergências, sarar feridas e deixar para trás tudo o que é obstáculo à paz e à felicidade.

Nesta noite de esperança, desejamos a todos um Feliz Natal.

quarta-feira, dezembro 24, 2008

Microsoft volta a prolongar a vida do XP


Image Hosted by ImageShack
Écran de instalação do Service Pack 3

Pensavamos que eram apenas os políticos que sobreviviam a uma morte anunciada, mas o Windows XP acaba por desmentir este mito com a Microsoft a aceitar encomendas deste sistema operativo até 31 de Janeiro e entregas até Maio de 2009.

Este prolongamento vem, mais uma vez, ao encontro de exigência dos fabricantes, e pode não ser o último, pois é cada vez mais óbvio que muitas instituições não pretendem passar pelo Vista e migrar directamente do XP para o Windows 7, que deverá estar disponível no próximo ano.

Torna-se cada vez mais óbvio que o Vista não correspondeu às expectativas, sendo demasiado pesado e complexo em termos de código, com manifestas incompatibilidades com numerosos dispositivos e custos de migração inaceitáveis para instituições que possuem milhares de computadres pessoais.

Antigos guardas-florestais podem passar a ser militares - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Veículo do GIPS usado no combate aos fogos

É, obviamente, difícil e uma grave limitação a existência de elementos com estatuto completamente diferente integrados numa mesma força, pelo que era mais do que expectável que fosse pensada uma forma de integrar os antigos guardas florestais, ainda hoje pessoal civil, nos quadros de uma instituição de cariz militar, simplificando a gestão e harmonizando procedimentos.

Por outro lado, as limitações operacionais que decorrem do estatuto civil dos antigos guardas-florestais é reflectida em termos de vencimentos e de outras regalias, colocando-os numa situação de inferioridade face aos seus colegas militares, pelo que a tentação de mudar de estatuto, mesmo que tal implique as limitações inerentes à condição militar, será grande e a opção escolhida pela maioria de quem se veja perante a necessidade de tomar uma decisão de carreira.

Torna-se algo inimaginável e manifestamente pouco prático manter por um periodo prolongado na GNR, uma força militar, uma estrutura civil operacional, que ultrapassa os meros serviços administrativos ou de apoio, pelo que não temos dúvidas que os antigos guardas florestais que optarem por manter-se como civis serão cada vez mais relegados para missões secundárias ou, pura e simplesmente, serão pressionados, através de um acordo, a um afastamento negociado.

A alegada elevada percentagem de concordância com a passagem de um estatuto civil para militar reflete não uma opção, mas uma pura inevitabilidade que se torna óbvia para quem tem consciência das dificuldades de integração resultante do processo utilizado e se apercebem que a sua continuidade na carreira dependerá da sua adesão a uma proposta de transição.

Mais do que uma opção, de uma satisfação de reivindicações dos próprios, este é um passo que já devia ter sido dado, acabando com um conjunto de situações descriminatórias e devolvendo à GNR e especialmente ao SEPNA uma unidade organizacional e funcional essencial para a sua eficácia e para a rentabilização dos meios existentes.

terça-feira, dezembro 23, 2008

LG desenvolve processador para telemóveis quarta geração


Image Hosted by ImageShack
Um telemóvel LG de quarta geração

A LG desenvolveu um novo "chip" baseado na tecnologia Long Term Evolution (LTE) destinado aos telemóveis de quarta geração ou 4G, que permite uma velocidade de 100 Mbps para "downloads" e 50 Mbps para "uploads".

Com este novo integrado de apenas 13mm de lado, os telemóveis poderão fazer "downloads" de filmes em perto de um minuto, obter e visualizar novos conteúdos multimédia e aceder à Internet com uma rapidez superior à actual velocidade dos computadores pessoais.

Este "chip", para além de poder ser implementado nos telemóveis, pode vir a ser usado em placas de rede a instalar em computadores pessoais, substituindo os modelos actuais e tornando o acesso à Internet mais rápido, mais fácil e com uma mobilidade que dependerá apenas da infraestrutura de comunicações dos operadores.

A chegada ao mercado deste novo "chip" e a sua baixa de preço após a habitual fase inicial onde a amortização do investimento tende a concentrar-se, vai permitir um novo salto qualitativo nas comunicações móveis e pode ditar o fim de muitos sistemas de comunicação fixo, ultrapassados pela tecnologia agora em divulgação.

Antigos guardas-florestais podem passar a ser militares - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Militar do SEPNA

O comando-geral da Guarda Nacional Republicana (GNR) está a sondar os antigos guardas-florestais no sentido de apurar, em abstrato, se este preferem um estatuto militar que se enquadre com maior facilidade na estrutura organizacional e operacional de que dependem.

Lembramos que os antigos guardas florestais foram integrados na GNR, subsistindo descrepâncias relativamente aos seus colegas militares em termos de estatuto, de carreira, de vencimentos e mesmo a nível das competências e missões que podem exercer, facto que já originou protesto e dificulta o desempenho conjunto de missões, resultando numa força fragmentada.

Esta situação vigora desde que em Maio de 2005, perto de 500 guardas-florestais foram integrados no Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, mas mantiveram o estatuto civil.

Segundo a GNR, este é um mero estudo, com o objectivo de efectuar um primeiro reconhecimento, não tendo ainda determindado as condições concretas em que uma tal transição poderia ocorrer, mas pode-se temer que, caso haja um substancial número de adesões, quem não o fizer ficará numa situação bastante difícil.

segunda-feira, dezembro 22, 2008

Feliz Natal


Image Hosted by ImageShack
Uma árvore de Natal sob a neve

Desejamos um a todos os nossos amigos e leitores Feliz Natal, agradecendo a vossa presença, que é a razão de ser deste espaço de reflexão, e esperamos continuar a contar convosco durante o ano de 2009 que aproxima.

Este foi um ano difícil, mas esta é uma época de esperança, de paz e de solidariedade, na qual se torna importante parar e lembrar aqueles que precisam de nós e tudo o que ainda por eles podemos fazer.

Lembramos hoje, como em anos anteriores, os que estão sós, os que nada têm, os que esperam pela paz ou anseiam por liberdade, bem como todos os que sofrem ou precisam de consolo, e que estão nesta época, mais do que nunca, nos nossos pensamentos.

Para todos, os mais sinceros votos de Festas Felizes.

Substituir ou reparar - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Aspecto do interior do espelho já com rebites

Soldar um suporte em alumínio, partido ao longo de uma aresta é virtualmente impossível, caso se pretenda uma resistência pelo menos idêntica à de origem, pelo que optamos por unir as duas partes do suporte partido através de duas peças de metal dobradas em forma de "L", as quais serão inicialmente coladas com resina epóxida.

Esta cola é vendida em tubos duplos, normalmente em forma de seringa, sendo necessário misturar os dois componentes, um dos quais o elemento de ligação e o outro o endurecedor, de modo a que esta fique activa, podendo ser usada durante alguns minutos até começar a secar, processo que varia conforme a marca, mas que tende a ficar completo em 24 horas.


Image Hosted by ImageShack
Aspecto geral do espelho após a reparação

Após unir os fragmentos partidos através de duas peças coladas com resina, optamos por reforçar todo o interior, através de um enchimento de zonas críticas, de modo a que mesmo havendo pressão, os suportes em "L" estejam imobilizados pela ausência de espaço interno que permitam movimento após uma eventual descolagem.

A técnica de enchimento que usamos tende a ser um misto de peças metálicas sobrantes, que podem ir desde fragmentos a restos, passando por porcas, que vão sendo cobertas por resina de secagem rápida, sendo o conjunto pressionado após a aplicação de cada camada, passando o espaço anteriormente oco a ficar preenchido por uma matéria de alta resistência.

domingo, dezembro 21, 2008

Polícia alemã autorizada a utilizar "spyware" em investigações


Image Hosted by ImageShack
Um dos tipos de "spyware"

Uma unidade especial da polícia alemã equivalente à Polícia Judiciária portuguesa, a Bundeskriminalamt (BKA) pode a partir de agora instalar programa informáticos em computadores de suspeitos de actividades terroristas, de forma a obter informações para investigações em curso.

A aprovação desta polémica lei por apenas um voto na Câmara Alta do Parlamento da Alemanha levanta óbvias dúvidas e reservas a nível de protecção de dados e da privacidade ds utilizadores já que autoriza que esta técnica seja utilizada em computadores situados fora das fronteiras nacionais e permite ainda a realização de escutas telefónicas e a instalação de videovigilância em domicílios privados.

Apesar de ser necessária autorização judicial, a lei prevê que em casos considerados urgentes, os membros da unidade especial de investigação da BKA possam usar estas técnicas sem autorização superior prévia, o que levanta sérias questões quanto aos direitos de quem vê a sua privacidade posta em causa, bem como ao tratamento da informação recolhida, sobretudo se a sua obtenção for posteriormente considerada abusiva.

Existe ainda a questão latente de a instalação de "spyware" poder comprometer a estabilidade de um dado computador, do que pode resultar a perda de informação ou sérios problemas para o utilizador que, lembramos, pode estar inocente e a ser investigado sem autorização judicial.

A possibilidade de recorrer a estas técnicas sem supervisão, mesmo que excepcionalmente, bem como a abertura à sua utilização fora das fronteiras alemãs, constitui um risco a vários níveis e levanta sérias questões quanto à legalidade de uma lei cujo âmbito ultrapassa a jurisidição de quem a aprovou.

sábado, dezembro 20, 2008

Substituir ou reparar - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Aspecto do interior do espelho após a reparação

A reparação automóvel em Portugal baseia-se, essencialmente, na fácil mas dispendiosa aplicação de peças novas de substituição, sendo o país em que existe um menor recondicionamento e reparação de peças danificadas ou equipamentos avariados e batendo o triste record em termos de preços cobrados ao consumidor.

Acresce ainda uma fiscalidade absurda, uma manifesta falta de "stocks" de peças para modelos menos comuns, em parte resultando da deslocalização de muitas marcas e, consequentemente, uma imobilização prolongada das viaturas, com todos os custos que tal implica para quem delas usufrui ou para as seguradoras, caso sejam estas a suportar um prejuizo que recairá nas apólices dos respectivos segurados.

Concretizando, um acidente simples, resultando da queda de uma pedra durante umas obras num prédio partiu o suporte interno, feito em alumínio, do espelho retrovisor de um Alfa Romeo 155, peça que é apenas vendida pela marca inteira por um preço que ronda os 325 euros, a que acresce a mão de obra na oficina.


Image Hosted by ImageShack
Aspecto do interior do espelho após a reparação

Como alternativa, existe a possibilidade de obter uma nova numa sucata, procurar no EBay ou numa loja "on-line" ou, o que será o mais económico, proceder a uma reparação feita em casa, recorrendo a peças ou sobras existentes e a resina epóxida, com o conjunto a ser reforçado por rebites.

Obter esta peça no EBay é uma solução financeiramente mais favorável, mas com preços muito variáveis, que vão desde a trintena de euros de um espelho em segunda mão até perto de noventa para um novo, a que acrescem cerca de vinte e cinco para portes a partir de um país europeu, mas pode demorar algum tempo até que o item seja encontrado e, obviamente, que se vença o leilão.

sexta-feira, dezembro 19, 2008

Microsoft lança correcção para o Internet Explorer


Image Hosted by ImageShack
Logo do Internet Explorer 8.0

A Microsoft disponibilizou uma correcção de segurança, que visa proteger os utilizadores do Internet Explorer da possibilidade de um ataque permita o controle remoto por parte de "hackers".

Apesar de a Microsoft ter apenas conhecimento de vulnerabilidades na versão 7 do Internet Explorer, o fabricante admite que a mesma falha possa afectar as versões 5.01, 6, e a 8.0 Beta 2, recentemente disponibilizada e em fase experimental.

A correcção será efectuada nos moldes habituais, através do Microsoft Update, sendo efectuada de modo automática para quem tenha o computador configurado para aceitar correcções ou actualizações do sistema, mas necessitando de intervenção manual para quem tenha optado por desactivar as actualizações automáticas.

Tribunal de Contas detecta anomalias na ANPC - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um incêndio florestal durante a noite

Por seu lado, o Governo optou por não se pronunciar, mantendo-se afastado desta questão, com o TC a recomendar a criação de um sistema de controle que, de acordo com o previsto, encontrará eco no futuro Centro de Recursos de Protecção Civil, a criar em 2009, onde serão integrados estes funcionários cujo vínculo contratual é algo complicado.

O recurso a subterfúgios contratuais, sobretudo quando estão em causa os vínculos de quem desempenha missões relacionadas com o socorro e, em muitos casos, corre risco de vida, surge como mais do que inadequado, ultrapassando os limites do aceitável e podendo considerar-se como incompatível com a dignidade e o respeito que merece quem assume esta responsabilidade individual e colectiva.

Reforçamos a ideia de que a protecção civil deve ser considerada ao nível, por exemplo, da manutenção da ordem pública e, portanto, ser considerado como uma missão de Soberania, com as especificidades inerentes, que implicam responsabilidades acrescidas e devem ser compensadas com igual número de previlégios.

O futuro Centro de Recursos de Protecção Civil, para além de estruturar os recursos e clarificar as contas pode dar um contributo importante, mas, só por sí, não resolve os problemas de base e que residem na filosofia com que este tipo de missões são encaradas e que implica uma substancial mudança de perspectiva e de mentalidades.

Antes de uma solução formal, é importante perspectivar e enquadrar as missões no âmbito da protecção civil em termos conceptuais, atribuindo-lhes e a quem nelas participa o estatuto inerente à responsabilidade e ao risco assumido, sendo que esta redefenição deve ser efectuada antes da tomada de opções políticas que apenas reorganizam sem repensar.

quinta-feira, dezembro 18, 2008

"Browsers" falham testes de segurança


Image Hosted by ImageShack
Um écran do Firefox, um dos vencedores

Um teste de segurança realizado pela consultora de segurança Chapin Information Services revela que os "browsers" mais utilizados não protegem devidamente as "passwords" dos utilizadores, permitindo o seu acesso indevido.

O pior resultado foi para a versão "beta" do Google Chrome e para o Safari 3.2, com apenas dois resultados positivos nos vinte e um testes efectuados, enquanto o Internet Explorer 7.0 teve cinco e o Opera 9.62 e o Firefox 3.0.4 passaram em sete.

O Chrome revelou-se particularmente perigoso, ao falhar na verificação da localização dos pedidos de "passwords" e no próprio destino para onde são enviadas, para além de ser vulnerável a processos que podem manipular as "passwords" sem a intervenção do seu utilizador.

Os testes realizados avaliam o grau de protecção que os "browsers" oferecem contra "hackers" ou ataques de "phishing" no sentido de obter as "passwords" dos utilizadores, verificando que, na sua globalidade são pouco eficazes e que a segurança reside, essencialmente, em quem os utiliza.

Faltou testar a nova versão do Internet Explorer, a 8.0, actualmente ainda "beta", mas que oferece uma protecção superior à versão anterior e, na nossa opinião e após alguns meses de utilização, demonstra uma robustez e fiabilidade que justifica, pelo menos, ser testada pelos nossos leitores.

INEM reforça dispositivo no Algarve


Image Hosted by ImageShack
Uma VMER do INEM

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) está a reforçar os seus meios no Algarve com a entrada em serviço de duas ambulâncias de Suporte Básico de Vida (SBV), já operacionais e duas Suporte Imediato de Vida (SIV), a entrar ao serviço em 2009.

As ambulâncias SIV serão baseadas em Loulé e Vila Real de Santo António, enquanto as duas ambulâncias SBV ficam no Centro de Saúde de Silves e no Hospital do Barlavento, em Portimão, estando previsto que deixem de operar apenas 16 horas por dia e passem a estar permanentemente disponíveis.

Este reforço surge integrado no projecto de requalificação das Urgências no Algarve e visa obter tempos de intervenção por parte dos meios do INEM de entre os dez e os vinte minutos, num esforço de compensar o encerramento de diversos Serviços de Atendimento Permanente, o que ocorreu sobretudo em zonas do Interior.

Por outro lado, a existência de meios intermédios, posicionados entre as Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação e as ambulâncias de socorro comuns, liberta as primeiras para situações nas quais são efectivamente indispensáveis, permitindo uma melhor gestão de meios e um socorro mais eficaz.

Sendo um reforço importante, não podemos deixar de enfatizar que os meios de socorro não substituem as urgências e que só através de um planeamento cuidado e de um equilíbrio de recursos fixos e móveis é possível assegurar não apenas uma intervenção rápida e adequada, mas também a qualidade de que esta se deve revestir.

O encerramento de serviços encerra, no entanto, uma mensagem preocupante para as populações que, independentemente dos meios de socorro, se sentem abandonadas e preteridas a favor dos residentes nos grandes centros urbanos, resultando num maior abandono do Interior e num processo contínuo onde a uma menor densidade populacional correspondem menos serviços que, por sua vez, irão levar a um ainda maior despovoamento.

quarta-feira, dezembro 17, 2008

Folheto do Fórum Aventura Sobre Rodas


Image Hosted by ImageShack
Folheto do Fórum Aventura Sobre Rodas

Já está disponível o folheto do Fórum Aventura Sobre Rodas, que se destina a divulgar este fórum através da sua colocação no vidro dos veículos todo o terreno que os membros encontrarem estacionados.

O folheto pode ser impresso a preto e branco, de modo a ser económico numa folha A4 e dividido em 3, pelo que por cada dezena de folhas impressas se consegue um total de 30 folhetos para distribuir.

Mesmo para que pertença a outros fóruns ou clubes, fica aqui o convite para participar na divulgação do Fórum Aventura Sobre Rodas, porque todos não seremos demais para defender a prática do todo o terreno livre e respeitador da Natureza, lutando contra as restrições e imposições que ameaçam esta actividade.

Professor morre à espera do INEM - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Transporte de uma vítima pelo INEM

A morte deste professor na passada sexta-feira levanta, mais uma vez, um conjunto de questões, nomeadamente a nível do desempenho operacional das ambulâncias de socorro, do desenho da rede hospitalar e do número e disponibilidade das VMER, actualmente essenciais, conjuntamente com as ambulâncias de Suporte Imediato de Vida, apesar das limitações destas, e que constituem os únicos meios de socorro adequados para situações de média gravidade.

Embora se possa imputar esta morte ao atraso no socorro por parte do INEM, a verdade é que se deve ir mais longe e analisar a formação e qualificações dos tripulantes das ambulâncias de socorro e o equipamento e medicamentos ao seu dispor, do que resultaria uma distribuição diferente das missões e uma maior adequação dos meios a cada intervenção.

A futura criação de uma categoria de profissionais de emergência, ou paramédicos, com 1.500 horas de formação em vez das actuais 210 e a inclusão de um conjunto de meios nas ambulâncias de socorro, evitaria o inevitável recurso às VMER, nem sempre disponíveis e muitas vezes com uma tripulação com qualificações muito superiores às necessárias, mas cuja presença é inevitável dada a inexistência de um escalão de formação intermédio.

A existência de desfibriladores automáticos externos, tal como proposto pelo INEM, em conjunto com o treino e qualificação das tripulações requerido pelo Sindicato dos Técnicos de Ambulância de Emergência (STAE) e uma rede de cuidados de saúde planeada de modo a que se possa realizar um conjunto de intervenções sem a necessidade de deslocações prolongadas, são obviamente essenciais para evitar a perda de vidas humanas nestas condições.

Igualmente importante, e tantas vezes esquecido, é a complementaridade entre INEM e bombeiros, que são detentores da maior frota de ambulâncias de socorro em Portugal, e cuja importância tende a ser minimizada por parte de quem organiza o dispositivo e efectua um planeamento que ignora realidades básicas.

Sem uma integração adequada de todos os meios, respeitando todos os intervenientes e valorando-os de acordo com as suas capacidades e meios, o socorro em Portugal continuará a apresentar defeciências das quais continuarão a resultar a perda de vidas humanas que, de outra forma, poderiam ser salvas.

terça-feira, dezembro 16, 2008

Novas versões de desenvolvimento do Oziexplorer CE


Image Hosted by ImageShack
Écran do OziExplorer CE

Nos últimos dias foram disponbilizadas três novas versões de desenvolvimento do Oziexplorer CE, concretamente as 2.20d, 2.21d e 2.22d, destinadas a PDA's ou outros equipamentos que corram versões do Microsoft Windows Mobile 5 e 6, Pocket PC 2000, Pocket PC 2002 e Pocket PC 2003 e Windows CE OS 3, 4 or 5 Core e Handheld PC 2000.

Esta versão implementa novos sistemas de rotação de mapas, mais parametrizáveis, maior capacidade de "zoom", reconexão automática com o GPS, caso a ligação se perca, um novo botão para aceder a uma seta que aponta o Norte, visualização de mais parâmetros, entre outras novidades e melhoramentos.

Foram ultrapassados alguns erros ou "bugs", com o motor de ajuda do Oziexplorer CE a passar a ser usado nas várias plataformas que usam este produto, razão que justica que os utilizadores deste popular programa venham a testar esta nova versão de desenvolvimento e a enviar o seu "feeback" aos programadores.

Professor morre à espera do INEM - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma ambulância de socorro do INEM

A morte de um professor de 51 anos da Escola Secundária Dr. Manuel Gomes de Almeida, em Espinho, de 51 anos, alegadamente devido a falta de assistência médica competente em tempo útil, relançou a questão das qualificações do pessoal adstrito às ambulâncias de socorro e aos meios actualmente disponíveis.

O socorro prestado pelos Bombeiros Voluntários de Espinho, que acorreram ao local em três minutos, revelou-se insuficiente para salvar a vítima, em paragem cardiorrespiratória, que entrou no Hospital Santos Silva, em Gaia, já sem vida, não obstante os esforços e as manobras realizadas durante todo o percurso.

Na altura, a VMER, Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Gaia estava a socorrer vítimas, num menor estado de gravidade, mas que obrigavam a uma intervenção que obrigava a conhecimentos acima dos normalmente ministrados aos tripulantes das ambulâncias de socorro, tendo o Centro de Orientação de Doentes Urgentes dado instruções aos bombeiros para não esperar pelos meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e proceder ao transporte imediato da vítima.

Segundo os bombeiros, foram seguidos os procedimentos protocolares, incluindo as manobras de suporte básico de vida, mas para além de falta de meios, o centro de saúde local disse a um aluno que aí de deslocou a pedir ajuda, não dispunha de nitratos, que são comprimidos administrados sob a língua em situações de urgência cardíaca.

A falta de medicamentos neste centro, onde abastece uma ambulância do INEM, é de estranhar, tal como o são as declarações de alguns colegas da vítima, que terão, sem sucesso, tentado contactar o 112, ou os relatos do próprio Instituto que refere que a operadora não chegou a ter a oportunidade de dar instruções a quem fez o contacto.

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Google Chrome tem versão defenitiva


Image Hosted by ImageShack
Écran da versão defenitiva do Google Chrome

O Google Chrome deixou de ser Beta com o lançamento da sua primeira versão defenitiva, que terá mais estabilidade, segurança reforçada e uma maior compatibilidade com o "software" dos "sites" visitados

A rapidez com que o Google apresentou uma versão defenitiva é surpreendente, pois é normal testar seus produtos, mesmo os mais conhecidos como o Gmail, durante anos, revelando assim a preocupação deste importante motor de pesquisas com a actual hegemonia do Internet Explorer e, em menor escala, do Firefox.

O Google afirma que o seu "browser" já é utilizado por mais de 10.000.000 de utilizadores e garante que é o ambiente ideal para correr as cada vez mais numerosas aplicações que disponibiliza "on-line", pelo que é de esperar um substancial esforço na divulgação do Chrome que passa pela negociação com diversos fabricantes de computadores para que seja préinstalado nos discos.

Ainda não testamos a versão final durante o tempo necessário para ter uma opinião defenitiva, pelo que apenas podemos aconselhar os nossos leitores a efectuar a experiencia, mas recordamos que a versão Beta era extremamente instável, com erros permanentes a surgirem e sem a estabilidade necessária para uma utilização séria, pelo que a abordagem da nova versão deve ser feita com os devidos cuidados e sempre com uma alternativa pronta para ser utilizada.

Estudo revela perfil dos incendiários - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Descarga de um bombardeiro pesado

A maioria dos incendiários, mais de 55% do total analisado, corresponde a indivíduos do sexo masculino, solteiros, de meia idade, vivendo em casa dos pais e que sofrem de desequilibrios mentais ou problemas psicológicos, muitas vezes ligado ao consumo excessivo de álcool.

Um segundo perfil engloba 43% dos casos, e consiste maioritariamente em homens com idade superior a a 46 anos, muitos dos quais têm antecedentes criminais violentos e que aje por vingança dirigida contra o o proprietário do terreno.

Finalmente, o último perfil, com apenas 3% dos casos analisados, engloba indivíduos sem antecedentes criminais, motivados sobretudo por benefícios económicos e pessoais.

Foi salientado que Portugal não é um País de pirómanos, dado que a maior parte dos incêndios derivados de acção humana não são intencionais, bem como a necessidade de aprofundar os estudos, detalhando-os e dotando a PJ de instrumentos que ajudem a limitar o número de suspeitos e identificar os responsáveis por estes actos.

Apesar de haver numerosos inquéritos inconclusivos e de uma manifesta precipitação por parte da opinião pública em apontar para causas criminosas onde exista intencionalidade, dos 7.513 inquéritos que a PJ realizou desde 2004 resultaram apenas 240 detenções por incêndio florestal, o que aponta ou para incapacidade de investigar as causas ou para um baixo número de incendiários.

Sendo um crime de difícil investigação, a existência de perfís pode contribuir para o sucesso das mesmas, mas será essencial que existam os meios suficientes para a recolha de indícios antes de estes desaparecerem ou serem contaminados, altura a partir da qual pouco mais haverá a fazer do que esperar pela confissão do responsável.

domingo, dezembro 14, 2008

O Google Earth facilita o terrorismo? - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma imagem de um monumento indiano no Google Earth

Mas a contrapartida, uma sociedade onde a informação é controlada, onde os direitos básicos de cidadania não são respeitados, onde a própria liberdade individual é posta em causa, não será aceitável e constitui um preço a pagar inadmissível e que revolta quem defenda uma sociedade livre e onde os direitos humanos sejam respeitados.

Obsurecer ou desfocar imagens de alvos potenciais pode, eventualmente, levantar ligeiras dificuldades de planeamento, mas antes de existirem mapas digitais já havia atentados que, na maior parte dos casos, não implicam uma precisão para a qual as novas tecnologias são necessárias, dado que estes visam normalmente alvos civis indiscriminados.

Por outro lado, temos as inegáveis vantagens de uma cartografia actualizada, dinâmica, precisa e fiável, essencial para que todo um conjunto de soluções que podem ir desde a elaboração de um simples trajecto ao planeamento de uma via de comunicações, passando pela localização de indivíduos ou equipamentos, que representam um valor acrescentado em termos económicos e na própria segurança e protecção da vida humana.

A proposta que hoje mencionamos surge na Índia, mas existem indícios inquietantes de uma mesma predisposição a nível nacional, sendo a lamentável recente alteração da chamada lei das armas um exemplo da reacção de um Estado fraco, incapaz de proteger os seus cidadãos sem por em causa direitos ou princípios básicos de direito, como a proporcionalidade e a adequação, recorrendo a expedientes legislativos que não compensam a incapacidade na acção.

Este texto pretende ser, sobretudo, um alerta para os perigos de recorrer ao proibicionismo ou a um controle excessivo como forma de compensar, sem o conseguir, a incapacidade de adoptar as medidas adequadas, dentro de um quadro legal equilibrado, esquecendo os efeitos colaterais que sempre resultam de uma restrição da liberdade.

sábado, dezembro 13, 2008

Tribunal de Contas detecta anomalias na ANPC - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um incêndio florestal durante a noite

Uma auditoria do Tribunal de Contas à Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), referente ao ano de 2007, revela um conjunto de irregularidades a vários níveis, com implicações não apenas financeiras, mas também no desempenho operacional das equipas de combate a incêndios, das quais podem resultar sérios riscos para os participantes nas missões.

A nível operacional, verificou-se a inclusão de aspirantes ou adjuntos de comando em equipas de combate aos fogos, nas quais podia faltar um mais elementos, irregularidades com viaturas ou ausência de escala afixada.

O TC utilizou métodos de amostragem na verificação das verbas pagas a associações que alojam meios dos comandos distritais e nacional de operações de socorro, tendo-se apercebido de desvios de verbas pagas relativamente ao protocolado e, o que será mais grave, falta documentação comprovativa e uma lista nominal de contratações, onde se encontrem categorias e índices.

Apesar de a ANPC see ter comprometido a reajustar os pagamentos, que no caso mais crítico atinge os 15.000 euros, e clarificar os regimes de diversos contratados, que respondem directamente perante esta, apesar do vínculo contratual os ligar às associações, desconhece-se se foram efectuadas rectificações ou correcções.

sexta-feira, dezembro 12, 2008

O Google Earth facilita o terrorismo? - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma imagem do ataque terrorista em Mombai

Perante a possibilidade de o Google Earth ter servido como ferramenta para planear os recentes atentados terroristas em Mombai, na Índia, um conjunto de advogados pretende banir as imagens de satélite que cobrem este país.

Já não é a primeira vez que surge uma questão semelhante, com imagens de satélite de áreas particularmente sensíveis, como a Casa Branca, a serem propositadamente modificadas, de modo a não puderem ser usadas para planeamento de ataques, mas um pedido tão generalizado é inédito e merece um breve comentário.

Não temos dúvidas que a ferramenta do Google, bem como o Google Maps ou o sistema alternativo da Microsoft podem constituir perigos quando usados para fins relacionados com o crime, mas o mesmo acontece, por exemplo, com o correio electrónico que permitiu aos terroristas planear o ataque ou tantos instrumentos tecnológicos que encerram em sí próprios vantagens e desvantagens.

Inevitavelmente, qualquer instrumento, qualquer ferramenta, mesmo qualquer direito cívico, como a liberdade de imprensa, só para usar um exemplo, encerram em sí próprio perigos para a segurança, aumentam a vulnerabilidade do Estado e dos cidadãos e permitem, no limite, o desenvolver de actividades criminosas.

Estudo revela perfil dos incendiários - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um popular combate um incêndio florestal

Um estudo recente analisa os casos de incêndio florestal derivado da acção humana de modo a tipificar os perfis dos responsáveis por este tipo de crime, nomeadamente, daqueles que o praticam com dolo.

Ficam de lado, obviamente, os fogos onde não existe intencionalidade, dado que não existe um perfil específico que caracterize acções que serão, essencialmente, de carácter negligente ou, no limite, resultem da não observação de procedimentos ou mesmo legislação em vigor, mas sempre sem o intuito deliberado de atear um fogo.

O estudo foi realizado pela Polícia Judiciária (PJ) e financiado pela Autoridade Florestal Nacional, apresentando dados de 193 indivíduos, dos quais 173 são homens e 21 mulhres, recolhidos desde 2001 até este ano no Continente e na Madeira, tendo os Açores sido excluidos por praticamente aí não ocorrem incêndios florestais.

O estudo revela que o incendiário, na sua maioria homens, normalmente solteiros, age só e sem motivações económicas, muitas vezes motivado por um problema pessoal ou devido a desequilíbrios mentais ou alcoolismo, afastando a ideia de crime organizado.

Os indivíduos analisados foram englobados em três perfis abrangentes, que incluem a esmagadora maioria, de modo a tipificar situações de maior risco de incendiarismo e permitir que as investigações policiais se centrem em quem, pelas suas características, terá uma maior probabilidade de cometer este crime.

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Webcam de 10 megapixels com microfone


Image Hosted by Imageshack
Webcam de 10 megapixels com microfone

O progresso recente das "webcam", que ainda há não muito tempo andavam pelos 1.3 megapixels e agora facilmente atingem valores seis vezes mais elevador, aliado a uma descida continua de preços, quase justifica que este acessório hoje indispensável seja para muitos pouco mais do que um consumível.

O modelo que hoje propormos tem um CMOS colorido de alta defenição, que permite imagens dinâmicas de até 1600 X 1200 pixels e estáticas até 3648 X 2736 pixels e uma profundidade de cor de 24 bits, possuiu focagem desde os 8 cm até infinito e microfone integrado.

Entre as características desta "webcam" inclui-se o sistema de exposição e de balanço de cor automático, uma velocidade de captura de imagens até 30 "frames" por segundo e cabos para o "interface" USB 2.0 e para entrada de microfone do computador.

Este modelo suporta programas de mensagem instântaneo mais comuns, como o Skype, Net Meeting, MSN Messenger, Yahoo Messenger, AOL e inclui controlador para os sistemas operativos da família Windows da Microsoft, incluindo desde os já descontinuados 98, ME, NT e 2000 ao XP e Vista, este último na sua versão de 32 bits.

O preço, incluindo portes e seguro, anda pelos sete a oito euros, incluindo a câmara, CD com "drivers" e manual, pelo que será uma opção a ter em conta para quem necessite de uma "webcam" que pode ser facilmente acoplada a um computador portátil ou instalada sobre uma mesa.

"Jerry-cans" no Ebay


Image Hosted by ImageShack
Jerry can metálico de 20 litros

Os depósitos de combustível suplementares para veículos, que possam transportar alternativamente combustível ou água, são um acessório que pode assumir contornos de algum relevo para quem tenha que se deslocar em zonas onde o reabastecimento seja difícil de efectuar.

Um lote de 30 "jerry-cans", enviado a partir da Alemanha, terá um valor total que se estima ande perto dos 250 euros, incluindo portes, correspondendo a uma centena de euros para os "jerry-cans" e o restante para despesas de envio.

O envio pode ser feito em 5 parcelas de 30 Kg, o máximo que aparece na tabela do vendedor, podendo depois ser redistribuidos os lotes caso haja necessidade disso, enviando-os para alguns pontos de recolha escolhidos de acordo com os interessados.

Pode-se, desta forma, obter um lote de reservatórios por um preço módico, que rondará os oito euros por unidade, um valor francamente abaixo do que é praticado entre nós, mesmo a nível de excedentes militares ou de material adquirido em segunda mão, sendo que este tipo de encomenda se destina, essencialmente, a entidades ou a associações, podendo ainda satisfazer grupos de particulares.

Numa época de crise, onde as restrições aumentam, o EBay continua a ser uma fonte importante para obter equipamentos a um preço módico, sendo possível efectuar bons negócios, desde que se observe um conjunto de precauções que evitem surpresas desagradáveis.

quarta-feira, dezembro 10, 2008

"Smartphone" no Lidl


Image Hosted by Imageshack
O "smartphone" Q-Tek8500

Os telemóveis inteligentes ou "smartphones" são equipamentos flexíveis, quase mini-computadores, que possuem um sistema operativo que pode ser uma versão compacta do existente nos computadores pessoais.

O Q-Tek 8500 tem um Processador TI OMAP 850, 195 MHz, 64 Mb ROM + 64 Mb RAM e corre um sistema operativo Microsoft Windows Mobile 5.0, o que permite correr diversos programas, inclusivé de orientação, como o OziExplorer, sendo possível ligá-lo a um receptor de GPS através do "interface" bluetooth, com os resultados a serem apresentados no ecrã TFT 2.2" com 240 x 320 píxeis e 65k.

Este equipamento, de apenas 99 g, com uma espessura de 16 mm, usa a rede GSM Quad-band GPRS/EDGE, e tem uma câmara fotográfica 1.3 megapixels, suporta cartões Micro SD e tem leitor de MP3, permitindo acesso fácil à Internet, ao correio electrónico e a um conjunto de ferramentas de produtividade.

A partir de dia 11, este equipamento estará disponível por 49 euros nas lojas Lidl dos distritos de Lisboa, Beja, Évora, Faro, Setúbal e nos concelho de Coruche e Elvas, sendo que, apesar de algo desactualizado, este "smartphone" será uma solução interessante em virtude do seu baixo preço.

Passou um ano após o atentado no bar "O avião"


Image Hosted by ImageShack
O desmantelamento do "O avião" não faz esquecer o crime

Por altura do primeiro aniversário e porque este é um caso que continua em aberto, queremos recordar aquele que foi considerado como um dos mais sofisticados atentados ocorridos em Portugal e que vitimou o proprietário do bar "O avião".

Na altura abordamos este acto criminoso sob a perspectiva do recurso a técnicas de localização GSM, assumindo que foi através de uma chamada de rede móvel que o dispositivo foi accionado, mas hoje o propósito é tão simplesmente o de lembrar um caso que continua em aberto e que, pela sua complexidade, serve para aferir das capacidades e recursos da investigação criminal e das consequências que podem advir das suas limitações.

Um ano após o atentado, o caso foi esquecido pela maioria da comunicação social, a investigação parece não dar resultados e, com o passar do tempo, a possibilidade de sucesso diminui, aumentando a sensação de impunidade quando o crime atinge contornos de maior complexidade.

Na óbvia impossibilidade de prevenir ou impedir a totalidade dos crimes, da investigação criminal depende a aplicação efectiva da Justiça e a confiança dos cidadãos na capacidade do Estado de assegurar a defesa dos seus direitos e interesses, direitos esses que são garantidos constitucionalmente.

terça-feira, dezembro 09, 2008

Comparação entre lentes de óculos de protecção


Image Hosted by ImageShack
Os dois óculos juntos para comparação

Os dois modelos de óculos que comparamos neste texto foram apresentados recentemente, sendo um deles o modelo FS-2, adquirido por uma meia dúzia de euros, e o outro os ESS ICE 2.4, cujo preço poderá chegar a perto de trinta euros, incluindo, neste caso, lentes suplementares e estojo.

Com preços completamente diferentes, a qualidade dos ICE é, obviamente superior, apresentando apenas a desvantagem de reduzir menos a luminosidade e de uma menor filtragem de raios UV, podendo-se ainda argumentar que os FS2 oferecerão um maior conforto dada a forma das hastes, que dispensa o elástico de segurança, e ao seu peso ligeiramente inferior.

Outra diferença substancial diz respeito à armação, composta apenas por hastes e suporte para o nariz intermutáveis no caso dos ICE 2.4, enquanto os FS2 possuem uma armação contínua, com a qual se pretende dar uma maior resistência a todo o conjunto, mas cujo plástico denota alguma fragilidade, sendo, quase certamente, menos resistente do que as lentes.

É, no entanto, no respeitante às lentes que existe uma maior diferença qualitativa, com o policarbonato dos ICE a ter 4mm de espessura contra apenas 3 dos FS2, sendo que o material dos ESS é substancialmente mais resistente, com capacidade para deter os chumbos disparados a 10 metros de distância por uma arma de caça, se aceitarmos como correctos os critérios de certificação.

Estes dois modelos destinam-se, naturalmente, a desempenhar funções diferentes, sendo que os FS2 têm como simples objectivo proteger os olhos da luminosidade excessiva e de raios UV, conferindo pouca protecção física, mas desempenhando bem o papel para o qual foram desenhados, enquantos os ICE se destinam a uma utilização mais profissional, sacrificando um pouco a filtragem em prol de uma muito maior resistência aos impactos.

A escolha dependerá, pois, da sua utilização e, obviamente, da disposição para pagar um valor muito mais elevado pelos ICE 2.4, o que provavelmente apenas se justificará para quem pretenda uma protecção séria contra impactos.

Instaurada auditoria ao sistema de atendimento do INEM - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um dos helicópteros ao serviço do INEM

Como justificação, surge o aumento significativo de chamadas de emergência, com média diária a subir de 4.130 o ano passado para 4.577 em 2008, que se traduziu num muito maior número de saidas, podendo este acréscimo superior a 10% implicar, sobretudo em situações de pico, maiores dificuldades de atendimento e, inclusivé, atrasos.

Abílio Gomes salientou ainda que, desde 2005, houve um "crescimento exponencial" dos meios ao dispor do INEM, mas reconheceu a exitência de um atraso na aquisição dos três helicópteros acordados com municípios, como contrapartida do encerramento de serviços e que ficarão sedeados em Macedo de Cavaleiros, Aguiar da Beira e Ourique.

Consideramos que uma auditoria interna é insuficiente e que esta deveria caber a uma entidade externa, sem o que as dúvidas permanecerão e a atmosfera de suspeição tenderá a aumentar, com esta iniciativa a poder ser tomada por uma mera manobra de encobrimento que visa apenas ilibar alguns responsáveis, do que resultaria um agravar da situação.

Recorrer a serviços internos ou mesmo a entidades externas cuja independência não seja garantida, mesmo que melhorando os serviços em termos funcionais, não serve os propósitos últimos da transparência e, por que não dizê-lo, da aparência exigível a instituições públicas, sobretudo às que desempenham missões de socorro.

segunda-feira, dezembro 08, 2008

INEM propõe instalação de desfibriladores automáticos externos


Image Hosted by ImageShack
Um modelo de desfibrilador automático externo

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) propôs a instalação de desfibriladores automáticos externos (DAE) em locais onde a acumulação de público, como estádios, centros comerciais ou hipermercados, aumente a probabilidade de haver situações onde este tipo de equipamento seja necessário.

O uso de um DAE, como o Philips que mencionamos num texto anterior, embora simples, carece de alguma formação, sobretudo a nível de sensibilização para o uso deste tipo de equipamento e da identificação das situações em que este deve ser usado, sempre sob a supervisão de um técnico do INEM, que deverá ser contactado antes do início de qualquer manobra de reanimação.

O INEM irá promover cursos nos quais poderão participar desde entidades oficiais a particulares, passando por empresas, de modo a que a probabilidade de alguém com a formação adequada esteja presente em caso de necessidade permita um socorro rápido e eficaz.

Seria, no entanto de avaliar da possibilidade de, em zonas mais remotas mesmo que pouco povoadas, instalar este tipo de equipamento, entre outros e contratualizar com um conjunto de habitantes que aceitem a frequentar as acções de formação adequadas e tenham a necessária disponibilidade para, de forma rotativa, assgurar um mínimo a nível de primeira intervenção.

Esta iniciativa do INEM tem o apoio de Bombeiros e da própria Ordem dos Médicos, que apenas impoe a formação e supervisão como requesito para operar o DAE, e poderá, numa altura em que estes equipamentos são cada vez mais acessíveis e automatizados, vir a salvar vidas.

domingo, dezembro 07, 2008

Nevão expõe falta de meios adequados - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Land Rovers após um nevão

Para algumas corporações o problema é a falta ou a inadequação de meios para socorro na montanha e nestas condições climáticas, enquanto para outras é a sua inexistência, incluindo-se nestas últimas algumas das que estão sedeadas em zonas montanhosas, as quais deviam estar preparadas para este tipo de eventualidade.

A falta de uma completa inventariação, com menção do grau de operacionalidade, e uma defeciente coordenação, agravam o problema da escassez de meios, sendo que a falta de padronização de equipamentos, com as aquisições a serem muitas vezes decididas localmente, diminuem o grau de operacionalidade, mesmo nos casos em que o treino do pessoal é adequado.

Mas também a manifesta falta de civismo de muitos automobilistas deve ser devidamente lembrada, com inúmeras situações de falta de respeito pela sinalização, nomeadamente a de via encerrada ao trânsito, condução perigosa ou temerária, falta de preparação técnica de condutores e veículos agravou o problema, obrigando a empenhar meios de socorro que podiam ser úteis noutro local.

Há, pois, uma combinação de factores que agravaram a situação geral, a qual deve servir de alerta para as alterações climáticas que se fazem sentir, com temperaturas mais extremas, menor defenição das estações do ano e a maior possibilidade de ocorrência de fenómenos naturais quando comparado com décadas anteriores.

Após anos em que o esforço por parte da Protecção Civil foi, justificadamente, no combate aos fogos florestais, com muitas áreas de intervenção a serem preteridas do que resultou uma manifesta escassez de material, de coordenação e mesmo de inventariação, tornando o socorro em situações climáticas particularmente adversas e perigosas para os próprios elementos participantes nas operações.

sábado, dezembro 06, 2008

Instaurada auditoria ao sistema de atendimento do INEM - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Uma ambulância de socorro do INEM

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) instaurou uma auditoria ao Sistema Integrado de Atendimento e Emergência Médica e ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) de Lisboa e Vale do Tejo, respondendo assim a um conjunto de críticas e protestos resultantes de situações de demora que se têm repetido.

Recebido no Parlamento, Abílio Gomes, respondeu a questões dos deputados sobre alegadas falhas de prestação de socorro às vítimas, atrasos substanciais e descoordenação no serviço, do que têm resultado sucessivas notícias e uma sensação de insegurança das populações.

Segundo o presidente do INEM, "não existem chamadas não atendidas pelo CODU de Lisboa e Vale do Tejo", mas tão somente "chamadas que, sendo registadas na central telefónica, são abandonadas, desligadas pelo contactante na origem", sendo que estas correspondem a 14% do total recebido.

O tempo médio de espera é de 55 segundos e, segundo o mesmo responsável, "11% dessas chamadas foram desligadas no intervalo inicial dos zero aos cinco segundos", mas admitiu que em situações de pico, o tempo de atendimento "pode ser mais prolongado".

O tempo médio de atendimento das chamadas para o CODU de Lisboa e Vale do Tejo terá sido, em média, de 23 segundos, sendo que as regras internacionais recomendam um limite de dois minutos que, em determinadas alturas de maior pressão, terá aumentado, facto que, aliado à situação de tensão de muitos dos pedidos, poderá parecer como uma demora muito superior.

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Dia do voluntariado


Image Hosted by Imageshack
Um cartaz de promoção do voluntariado

Lembramos neste pequeno texto a importância crescente do voluntariado, homenageado neste dia, e o impacto que milhares de cidadãos anónimos, que dispendem tempo e recursos ao serviço dos mais necessitados, têm para que esta sociedade seja menos egoista.

Numa época de crise económica, com um manifesto empobrecimento da classe média e o surgimento de um cada vez maior número de necessitados, o esforço dos voluntários tem sido decisivo para, para além de fornecer bens materiais, dar esperança a tantos que hoje desesperam.

Em Portugal, apesar de ainda distante de muitos países europeus de maior tradição nesta área, o voluntariado tem crescido em importância e mobilização, ganhou organização, enquadramento e maior visibilidade e hoje substitui o Estado em inúmeras situações em que este não tem capacidade para actuar.

A todos estes milhares de voluntários anónimos, cujos nomes nunca serão conhecidos, mas de cuja generosidade dependem tantos concidadãos, deixamos a nossa sentida homenagem e o nosso muito obrigado.

Nevão expõe falta de meios adequados - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Veículo dos bombeiros após o último nevão

Os dias de frio, com queda de neve e formação de gelo em várias zonas do País, expuseram uma séria falta de meios de socorro adaptados a este clima hostíl, verificando-se insuficiencias agravadas durante o período da noite ou em conjugação com o nevoeiro.

São várias as situações em que o resgate tardou em demasia, como os seguranças na Torre da Serra da Estrela ou os técnicos que estavam num parque eólico no parque de Montemuro, a perto de 1.000 metros de altitude, onde a espera foi demasiada e o próprio salvamento arriscado para quem participou na missão de resgate.

Para além de uma manifesta escassez de meios que permitam manter abertas as vias de comunicação, com diversos utentes a comparar a situação no nosso País de forma desfavorável em relação a Espanha e França, onde, mesmo com temperaturas mais baixas e condições climáticas mais adversas, o número de estradas encerradas tende a ser menor e, quando tal sucede, a reabertura é mais rápida

Faltaram meios todo o terreno, equipamentos de comunicações fiáveis, GPS e mesmo agasalhos adequados, capazes de suportar não apenas o frio, mas também de servir como isolamento contra a neve fina ou a água, que se entranha em várias roupas pouco compatíveis com a situação climática actual.

quinta-feira, dezembro 04, 2008

Messenger Live 9.0 Beta em uso


Image Hosted by ImageShack
Écran do Messenger Live 9.0 Beta

Já abordamos algumas das novidades do Messenger Live 9.0 Beta, mas após algumas semanas de teste em diversos computadores, decidimos voltar ao assunto para aconselhar os nossos leitores que recorram com maior frequência ao uso de mensagens instantâneas a instalar esta versão do programa.

Para além de uma excelente estabilidade, a possibilidade de usar simultanemente o mesmo identificador ou "user id" em diversos computadores, sem que tal implique encerrar a sessão anterior, como até agora, tem facilitado muito a manutenção de várias conversações ao mesmo tempo, sem sobrecarregar excessivamente o equipamento nem encher o écran com demasiadas janelas.

Esta nova funcionalidade, que pode ser desactivada, apenas funciona caso o identificador seja exclusivamente usado por computadores com o Messenger 9.0, caso contrário as restantes sessões serão encerradas, tal como acontecia com todas as versões anteriores, com o "software" a informar quantos equipamentos distintos estão a ser usados com o mesmo "id".

É de notar, também, que existe coordenação em termos de mensagens entre os vários equipamentos ligados, ficando os registos replicados em todos os equipamentos, tal como o estado é constantemente monitorado e fica idêntico em todos os computadores.

Este é um "upgrade" que aconselhamos, tal como sugerimos experimentar o novo "software" de correio electrónico do Live, que apresenta significativas vantagens relativamente ao Outlook Express, que será substituido por esta nova versão.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin