sábado, maio 04, 2013

Indicação de pressão de pneus

Image Hosted by Google Indicação de pressão junto de pneus

Muito habitual nos veículos militares, a indicação da pressão adequada dos pneus junto dos mesmos, tipicamente no guarda lamas, é um auxiliar de memória que se pode revelar útil, não apenas recordando a pressão correcta, mas sobretudo a necessidade de a verificar.

Existem diversos métodos para afixar os valores sobre uma pintura, mas o processo mais simples, e que dispensa pintura, sendo ainda fácil de remover, é o recurso a autocolantes de vinyl, com características de exterior, resistentes aos elementos.

Uma folha simples, com cinco conjuntos de números, cada um com cinco centímetros de altura, é suficiente, a menos que o mesmo dígito se repita demasiadas vezes, algo que, felizmente, não sucede com os pneus 265/75R16 que utilizamos e cuja pressão aconselhada é 1.9 e 2.4 bar, à frente e atrás, respectivamente.

Estes decalques são de muito fácil aplicação, bastando seguir as instruções do fornecedor ou consultar um dos textos que publicamos no passado, e o preço de pouco mais de quatro Euros, incluindo portes, e com a possibilidade de ceder alguns dígitos a amigos, pode bem justificar a aquisição deste prático auxiliar de memória.

sexta-feira, maio 03, 2013

O Defender da GHQ - 2ª parte

Image Hosted by Google O Defender 110 da GHQ

Seguidamente, pinta-se a cor de fundo, ou base, sugerindo tinta de esmalte em "spray" para versões civis, aplicado em camadas finas sucessivas, ou usando um píncel quase seco, com o qual se vai dando sucessivas camadas de tom verde ou amarelo areia para modelos militares.

Neste último caso, sugerimos aclarar um pouco a cor base, com amarelo no caso do verde e branco no caso do amarelo, pincelando ligeiramente sobre as zonas mais salientes, de modo a obter um efeito de maior profundidade, método que poderá, igualmente, ser utilizado na capota em lona, a qual costuma ser em tons de khaki.

Passa-se, finalmente, aos detalhes, que incluem os faróis, em tom de prata, os piscas, em laranja, a grelha e pneus em cor negra, e a zona correspondente aos vidros, que podem ser igualmente pintadas em negro, mas que alguns modelistas optam por pintar em azul ou num tom que simule o céu reflectido, cobrindo depois por uma camada de verniz brilhante.

Os modelos da GHQ, com algumas excepções, como veículos de grande dimensão ou aviões, vendem-se em conjuntos de cinco unidades, com um preço que ronda a dezena de dólares, ou perto de sete Euros, a que acrescem portes para Portugal, os quais, caso se opte por adquirir um único conjunto, são desproporcionadamente elevados, podendo andar pelos quatro a cinco Euros.

quinta-feira, maio 02, 2013

"Roof racks" da Binart

Image Hosted by Google Um "roof rack" da Binart

Em 2011 apresentamos brevemente a Binart, um fabricante de equipamentos para todo o terreno sedeado em Felgueiras, sem dar o devido relevo à produção de grades de tejadilho, ou "roof racks", que só posteriormente atingiriam uma maior projecção no seio da gama desta empresa.

Para além do modelo base, a Binart pode modificar as grades a pedido do cliente, implementando novas funcionalidades ou redesenhando a estrutura, de modo a fornecer exemplares personalizados e adaptados às necessidades de cada um.

O preço de venda destes "roof racks", actualmente disponíveis para os Discovery 1 e 2, mas que brevemente também estarão disponíveis para os Defender e mais tarde para os Range Rover Classic, é de 380 Euros, a que acrescem portes, representando uma excelente relação qualidade/preço, já que modelos similares são vendidos por um valor muito superior.

Esperamos vir a ter um exemplar para demonstração em Lisboa, destinado aos Defender, mas que ilustra, em termos de qualidade e funcionalidades, os modelos destinados aos Discovery e aos Range Rover, de forma a que os nossos leitores do Sul também possam avaliar os "roof racks" produzidos pela Binart e adoptá-los para o seu próprio uso.

quarta-feira, maio 01, 2013

O Defender da GHQ - 1ª parte

Image Hosted by Google O Defender 90 da GHQ

A GHQ é um fabricante de modelos em metal, vocacionada para a produção de miniaturas utilizadas em jogos de guerra, tendo adoptado a escala 1/285, do que resultam modelos de muito pequenas dimensões, de forma a poderem ser utilizados em grande número sem ocupar demasiado espaço

Entre os numerosos modelos produzidos, encontram-se miniaturas de um Defender 110, na versão armada, e do 90, em versão com capota de lona, mas que, nesta dimensão, pode ser transformado na versão com capota rígida, sem que se note perda de detalhes neste Land Rover de apenas 14 mm de comprimento, no caso da versão curta.

O Defender 90 da GHQ tende a reproduzir a versão militar, com o pneu sobre o capot, e é moldado numa única peça em metal, sendo razoavelmente detalhado, com pormenores bem visíveis que incluem grelha, faróis, portas e respectivas dobradiças, jantes e pneus, entre outros, correctamente reproduzidos.

Dado constar de uma única peça, este Defender necessita apenas de ser pintado, após uma pequena lixadela que remova algumas marcas de moldagem, aconselhando-se a começar por um primário negro, que irá permitir que as restantes tintas agarrem mais facilmente ao metal, enquanto o 110 implica colar algumas pequenas peças.

terça-feira, abril 30, 2013

Câmaras para veículo com GPS - 4ª parte

Image Hosted by Google Uma câmara para veículo com GPS

O conjunto inclui a câmara GS1000VSC, o manual de utilizador, carregador para veículo com ligação a tomada de isqueiro, cabos HDMI, USB e AV, bem como um suporte orientável, com sistema de sucção, que permite uma fixação segura e estável.

O preço deste tipo de equipamento varia entre os 50 e 60 Euros, acrescendo, quase de certeza, direitos alfandegários, dado que a experiência recente aponta para a inspecção e tributação da esmagadora maioria dos bens importados, cujo valor ultrapassa os mínimos legais exigíveis para o efeito.

Acresce ainda, com efeito colateral, a possibilidade de este tipo de equipamento ficar retido na Alfândega por várias semanas, pelo que um prazo de entrega de entre mês e meio e dois meses e um valor total de perto de 80 Euros será previsível, facto que deve ter sido em conta por parte de todos quantos queiram encomendar uma desta câmaras nos mercados asiáticos.

Não sendo um dos modelos mais económicos, e falta acrescentar o cartão de memória, esta câmara, bem como modelos similares, é uma opção a ter em conta para utilizações mais profissionais, onde a qualidade de imagem aliada a um maior rigor de informação seja determinante e justifique um investimento que, no final, rondará a centena de Euros.

segunda-feira, abril 29, 2013

Câmaras para veículo com GPS - 3ª parte

Image Hosted by Google Uma câmara para veículo com GPS

Outra inovação é a inclusão de um "sensor G", ou de aceleração, que se destina, essencialmente, a determinar situações de excepção, como uma diminuição súbita de velocidade, que pode corresponder a um acidente, preservando os dados recolhidos durante esse e o período antecedente.

Dado que esta câmara, tal como muitas outras, usa um sistema de gravação circular, onde os dados são reescritos quando a memória está cheia, esta funcionalidade impede que dados que possam revelar situações anormais ou de excepção sejam perdidos, protegendo-os de uma reescrita que os destrua.

Mesmo havendo, como em caso de acidente, um corte na bateria do veículo, a bateria interna de iões de lítio permite qua a câmara continue a operar algumas horas, de forma a que informação crítica possa ser recolhida, ou que uma operação autónoma de um veículo seja possível.

Parque da Peneda-Gerês vai receber sistema de detecção de fogos - 3ª parte

Image Hosted by Google Um incêndio florestal em Portugal

É manifesto que a ideia de proteger uma área florestal tornando-a inacessível, impondo severas restrições à circulação, taxando acessos, limitando o número de visitantes e, no limite, acabando com o seu usufruto e sustentabilidade, mesmo a nível económico, é absurdo e contraproducente.

Desde que a legislação, bem como diversas iniciativas, diminuiram o número de visitantes, bem como as acessibilidades do PNPG que a gravidade dos fogos aumentou, sendo manifesto que não são os cidadãos cumpridores, mesmo que furtuitamente, os responsáveis pelos incêndios que aí ocorrem.

Em contrapartida, incendiários e outros criminosos vêm a sua acção duplamente facilitada, podendo circular com menor probabilidade de ser detectados, em zona quase desertas, enquanto os resultados das suas acções são potenciados pela acrescida dificuldade de combater os fogos, detectados mais tardiamente em locais onde os acessos dificultam em muito o combate às chamas.

Torna-se difícil entender que algo de tão óbvio para o observador comum, e que os dados estatísticos confirmam plenamente, não leve a uma alteração das opções anteriormente tomadas, as quais para além de limitar o usufruto de um património que a todos pertence, o condena a uma situação de insustentabilidade e de alto risco, que em muito diminui o seu valor e compromete a sua própria existência.

domingo, abril 28, 2013

Land Rover Owners de Maio de 2013 já nas bancas

Image Hosted by Google A capa da Land Rover Owners de Maio de 2013

Já se encontra nas bancas a edição de Maio de 2013 da Land Rover Owners International e, para nós, o destaque vai para o pequeno guia sobre o melhoramento do desempenho, que ao longo de 16 páginas aponta diversas pistas, incluindo vários modelos da Land Rover.

Para além deste interessante guia, impresso num formato menor do que a revista e algo oculto no seu interior, o artigo sobre a condução do Freelander 1 fora de estrada será, sem dúvida, apreciado pelos adeptos do modelo, bem como o sobre a reconstrução de um Defender 200, resultando num veículo extremamente interessante.

Os 65 anos da marca também são comemorados num artigo onde diversos modelos, entre os quais alguns que nunca chegaram à fase de produção, bem como alguns dos mais originais e desconhecidos que foram produzidos, merecem especial destaque e fazem parte da evolução da Land Rover.

Outros artigos, como o lançamento do Range Rover Sport em Nova Iorque, a divulgação de novos produtos ou mesmo a publicidade, merecem atenção, num número que passa as 250 páginas e oferece largas horas de leitura aos adeptos da marca.

Câmaras para veículo com GPS - 2ª parte

Image Hosted by Google Uma câmara para veículo com GPS

Os dados, gravados com compressão H.264, são gravados num cartão de memória micro SD que pode ter capacidade de até 32 Gb e visualizados no écran de 1.5", num televisor, via ligação HDMI ou TV/AV, ou transferidos para um computador pessoal, recorrendo a uma ligação USB 2.0.

Um valor acrescentado nesta câmara, bem como modelos congéneres, é incluir um GPS, essencial para adicionar a cada imagem informação posicional, bem como a hora correcta proveniente do sistema de satélites, com a possibilidade de, por "software", fazer a ligação com mapas digitais.

Desta forma, pode-se, de forma coordenada, ver a imagem correspondente à deslocação que se pode seguir, coordenada e simultaneamente sobre um sistema como o Google Maps, com o vídeo a ser reproduzido enquando se observa sobre o mapa a posição a partir do qual foi gravado.

Para quem necessite de filmar trajectos, adicionando dados posicionais, incluindo ainda referência horária rigorosa, esta é uma funcionalidade essencial, dado automatizar processos, reduzindo custos e credibilizando a informação recolhida, determinante em muitas actividades.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin