sexta-feira, maio 03, 2013

O Defender da GHQ - 2ª parte

Image Hosted by Google O Defender 110 da GHQ

Seguidamente, pinta-se a cor de fundo, ou base, sugerindo tinta de esmalte em "spray" para versões civis, aplicado em camadas finas sucessivas, ou usando um píncel quase seco, com o qual se vai dando sucessivas camadas de tom verde ou amarelo areia para modelos militares.

Neste último caso, sugerimos aclarar um pouco a cor base, com amarelo no caso do verde e branco no caso do amarelo, pincelando ligeiramente sobre as zonas mais salientes, de modo a obter um efeito de maior profundidade, método que poderá, igualmente, ser utilizado na capota em lona, a qual costuma ser em tons de khaki.

Passa-se, finalmente, aos detalhes, que incluem os faróis, em tom de prata, os piscas, em laranja, a grelha e pneus em cor negra, e a zona correspondente aos vidros, que podem ser igualmente pintadas em negro, mas que alguns modelistas optam por pintar em azul ou num tom que simule o céu reflectido, cobrindo depois por uma camada de verniz brilhante.

Os modelos da GHQ, com algumas excepções, como veículos de grande dimensão ou aviões, vendem-se em conjuntos de cinco unidades, com um preço que ronda a dezena de dólares, ou perto de sete Euros, a que acrescem portes para Portugal, os quais, caso se opte por adquirir um único conjunto, são desproporcionadamente elevados, podendo andar pelos quatro a cinco Euros.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin