sábado, novembro 06, 2010

Não há socorro para este Orçamento... - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
Uma floresta queimada

É nesta conjuntura que se deve analisar o impacto deste Orçamento, quase fictício, desligado da realidade e onde falta a componente económica, que se deve abordar o conjunto de temas sobre os quais habitualmente costumamos reflectir, projectando para o futuro algumas das consequências possíveis.

Os cortes algo indescriminados, que atingem inúmeros sectores públicos e privados, entre os quais se constam numerosas instituições, terão, sem dúvida, um impacto francamente negativos no investimento a nível do ordenamento do território, do socorro, da segurança e de tantos outros, onde se teme uma diminuição de capacidade interventiva.

Entre os cortes mais temidos estão todos aqueles que abrangem o socorro, sobretudo os que afectam entidades que, para além de verbas estatais, são igualmente suportados por donativos privados, cuja diminuição, sendo certa, é imprevisível na sua extensão, podendo resultar numa substancial perda de receitas.

Uma diminuição de receitas significativas tem sempre um duplo efeito, sendo o mais intuitivo a nível externo, ou seja, na redução da capacidade operacional, mas os efeitos internos também não podem ser desprezados, dado refletir-se no número de efectivos, que diminuem face à degradação das condições de trabalho e desmotivação, e ao facto de operar num patamar de segurança mais baixo.

sexta-feira, novembro 05, 2010

O rádio CB Cobra 29 - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
O rádio CB Cobra 29 WX NW BT

Há muito que alguns modelos de rádios para automóveis implementam a funcionalidade de servir de sistema de alta voz a um telemóvel, recorrendo a uma ligação "bluetooth", substituindo assim os populares "kits" de mãos livres.

Nesta opção acresce a vantagem de automaticamente silenciar o rádio, passando o sistema de difusão de som a ser utilizado para comunicações móveis, solução esta que começa agora a ser implementada nos rádios CB da marca Cobra, de origem norte-americana.

Os Cobra 29 são rádios CB, com 40 canais AM que emitem a 4W, em muitos aspectos semelhante a numerosos modelos utilizados na Europa, mas sem inclusão de FM, algo que, naturalmente, implica uma limitação de uso em circunstâncias específicas, facto reforçado devido ao sistema de comandos utilizados e mesmo a uma aparência pouco habitual na Europa.

No entanto, sendo os primeiros equipamentos de CB que implementam "bluetooth" e com ela a funcionalidade de serem ligados a um telemóvel, os Cobra 29 apontam numa direcção que provavelmente será brevemente seguida por outros fabricantes, pelo que se justifica aqui a sua presença.

Não há socorro para este Orçamento... - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
Uma floresta queimada

Apesar de ainda faltar a discussão na especialidade, o recentemente aprovado Orçamento Geral do Estado para o ano de 2011, pelos seus traços gerais, é motivo de preocupação não apenas naquilo que afecta o rendimento das famílias ou o impacto na economia, mas por uma multiplicidade de aspectos que abrangem várias da problemáticas que aqui abordamos.

Devemos dizer que um Orçamento feito com base num quadro macro-económico irrealista, que contraria todos os indicadores conhecidos, a opinião de especialistas conceituados, as experiências prévias ocorridas noutros países e mesmo o senso comum, não apenas não acalma os mercados internacionais, como envia uma mensagem de pânico e irresponsabilidade colectiva.

Estudando um pouco os principais quadros, a primeira sensação é a de que as contas foram feitas de trás para a frente, manipulando-se as perspectivas macro-económicas de forma a que o resultado final seja o pretendido, partindo destes para os principais dados da equação os quais, pela sua conveniência, perdem toda e qualquer credibilidade.

Prova disto, é a contínua subida dos juros da dívida externa, confirmando a falta de credibilidade dos números apresentados e recentemente aprovados no Parlamento, bem como a séria desconfiança a nível da execução orçamental, onde a experiência prévia demonstra que os devios, a falta de controle e a inexistência de dados credíveis agravam um quadro já de sí muito problemático.

quinta-feira, novembro 04, 2010

Depósitos e caixas de arrumação da Pioneer Plastics - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um dos conjuntos de depósitos da Pioneer Plastics

Também são interessantes os depósitos de combustível que podem ser instalados atrás do separador da caixa de carga ou sobre os guarda-lamas, com capacidades que vão até aos 60 litros,

As caixas de arrumação são de modelos variados, interessando especialmente aquela cujas dimensões permite colocar sobre o guarda-lamas dos Serie e Dfender, estando disponíveis modelos triangulares, bem como um modelo dobrável e estanque, bem como caixas para baterias.

As placas de desatascamento, destinadas a serem utilizadas sobre areia, com dimensões de 1400 x 290 x 30 mm, merecem igualmente destaque, tal como a base que aumenta a dos "high-lift" ou mesmo o forno para pão, todos em plástico de diversos tipos.

A título exemplificativo, um depósito de 120 litros de combustível, tem um valor um pouco superior à centena de Euros, mas obviamente necessita de diversos acessórios para instalação, que incluem bomba, tubagens, respiradores, etc, bem com algum trabalho na forma de instalar o depósito.

Inundações em Lisboa - 4ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma inundação em Portugal

Temos, assim, para além de uma maior assimetria regional, um problema que se agrava, onde as consequências agravam as causas, potenciando-as, embarcando assim num ciclo vicioso que parece caracterizar inúmeros aspectos da vida nacional, onde más soluções agravam velhos problemas, levando à adopção de medidas que ainda pioram o quadro existente.

Tal como anteriormente, continua a faltar uma visão estratégica para o desenvolvimento do País, com políticas sectoriais muitas vezes incompatíveis entre sí, que se sabotam mutuamente, falhas de uma visão de conjunto e dos efeitos secundários que resultam desta interacção mútua.

Com o agravar da situação financeira, perante uma proposta de orçamento particularmente penalizadora para a economia, não é necessário ler o documento em toda a sua extensão para ser evidente a falta de investimento não apenas na solução de problemas pontuais, mas sobretudo na inexistência de soluções para as situações estruturais, que comprometem em muito o futuro do País.

Ninguém com bom senso terá dúvidas que 2011 será um ano difícil, durante o qual será necessário fazer opções complicadas, no entanto diz a experiência que estas nem sempre vão no sentido correcto, esquecendo-se que da falta de investimentos adequados pode resultar, posteriormente, um elevado preço a pagar, não apenas em termos económicos, mas também no respeitante à segurança e ao bem estar das populações.

quarta-feira, novembro 03, 2010

Suporte para pneus sobressalentes para Land Rover - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Reforço para jante de 15" de Land Rover

Naturalmente, qualquer posicionamento de um pneu sobressalente, pelo seu peso e volumetria, obriga a uma especial atenção, sobretudo quando transportado no exterior de uma viatura onde alterações aerodinâmicas e variação do centro de gravidade, para além da diminuição do angulo de visão ou do aumento de zonas de colisão deve ser sempre tido em conta.

A BWH Performance oferece muitas outras opções, na sua maioria projectadas através de sistemas de CAD e cortadas por laser, evitando assim o custo de um trabalho de finalização necessário com a maioria dos sistemas de corte, garantindo igualmente uma precisão muito superior.

A mesma técnica de fabrico é usada em peças para "roll bars", pontos de apoio para "high lift", sistemas de retenção, suportes de antena para "roll cages" ou reforços para as tradicionais jantes de 16" dos Defender, que podem ser vistos no "site" deste fabricante.

O preço de cada um destes suportes de pneus, que existem para outras furações, é de uma dezena de libras, sem incluir portes, aconselhando-se a ver entre os produtos disponíveis se existem outros com os quais se possam amortizar os custos de envio a partir de Inglaterra.

Inundações em Lisboa - 3ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma inundação nas Laranjeiras em Lisboa

A par com os danos, continua-se a verificar que os perigos para a circulação aumentam dramaticamente nestas condições, assumindo contornos de maior gravidade e complexidade em vias mal concebidas, afectando de forma particular os veículos que, pelas missões que desempenham, se vêm na contingência de circular a velocidades elevadas.

Em períodos em que o socorro é particularmente necessário, este é igualmente afectado pelas condições que estão na origem de muitos pedidos de ajuda, resultando não apenas num maior risco para quem participa nestas missões, como diminui em muito a sua eficácia, seja pelos inevitáveis atrasos, seja pelo tempo perdido em trajectos.

Destas inundações não resultaram danos pessoais para além dos acidentes rodoviários provocados pela chuva, ou nos quais esta foi factor preponderante, mas deve-se ter em atenção que das dificuldades de circulação ou interrupção das vias, podem resultar consequências graves a nível do socorro, nomeadamente no respeitante a populações mais isoladas.

Infelizmente, poucas melhorias se têm verificado e as opções politicas mantêm-se, contribuindo para o isolamento das populações mais afastadas dos grandes centros urbanos, do que resulta um contínuo fluxo em direcção às cidades do Litoral, onde o avolumar de populações e as novas edificações aumentam o problema das inundações.

terça-feira, novembro 02, 2010

Depósitos e caixas de arrumação da Pioneer Plastics - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um dos conjuntos de depósitos da Pioneer Plastics

Temos vindo a apresentar diversas soluções de arrumação e transporte de combustíveis para viaturas, com especial destaque para os Land Rovers Defender ou Serie, merecendo a Pioneer Plastics, uma empresa que opera a partir da África do Sul, um lugar de destaque.

A Pioneer Plastics tem uma vasta gama de produtos em plástico, da qual apenas uma pequena parte se destina a serem instalados em veículos para expedições, mas nesta área as alternativas são numerosas e incluem acessórios inteligentemente concebidos e que podem suprir diversas necessidades.

Dois conjuntos atrairam o nosso interesse, concretamente o dos depósitos de combustível e água, que incluem modelos para interior e mesmo para serem colocados na zona do tejadilho, bem como as caixas de arrumação de diversos modelos e capacidades.

Tem um desenho e conceito original o depósito de água, com capacidade para 50 litros e dimensões de 1200 x 600 x 80 mm, destinado a ser montado em "roof racks", bem como o modelo de 40 litros que pode ser instalado num suporte duplo para "jerry cans" e o de maiores dimensões, com capacidade de 120 litros.

Inundações em Lisboa - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Uma inundação em Lisboa

Há, obviamente, que distinguir entre situações que decorrem, essencialmente, de factores naturais, como as cheias no Ribatejo, e as que resultam sobretudo da acção humana, como o caso da maioria dos problemas verificados em Lisboa, onde o apuramento de responsabilidades continua permanentemente adiado, não obstante as evidências que todos reconhecem.

Sabe-se que, pela sua orografia, Lisboa apresenta um largo conjunto de zonas vulneráveis, mas o perigo foi potenciado ao longo de anos e o aumento da ocupação do sub-solo e a crescente impermeabilização dos solos, bem como absurdas autorizações de construção em leitos de cheia agravaram em muito este problema que se extende a áreas circundantes.

Ao contrário de anos anteriores, não nos apercebemos de limpeza de ruas, sarjetas e outros sistemas de escoamento de águas, da responsabilidade das autarquias, talvez resultado de restrições financeiras, mas também o avolumar de obras, algumas em curso, em zonas sensíveis contribui em muito para este resultado que se repete anualmente com as primeiras chuvas.

No entanto, obras de vulto, essenciais em diversos locais, dos quais Sacavém é um bom exemplo, continuam adiadas, com as autarquias a recusar assumir responsabilidades pelo mau planeamento de obras que executam ou autorizam após vistoria técnica, tendo-se assistido a declarações absurdas e mesmo insultuosas, como a de responsabilizar exclusivamente o mau tempo pelos estragos.

segunda-feira, novembro 01, 2010

Suporte para pneus sobressalentes para Land Rover - 1ª parte

Image Hosted by Imageshack
Suporte para sobressalentes para Land Rover

Existem numerosas opções para o transporte de pneus sobressalentes nos Land Rover, algo que tende a ser necessário em expedições com percursos prolongados, sendo as mais tradicionais a de colocar um suporte suplementar na porta traseira ou sobre o capot.

No entanto, para os veículos que possuem estruturas onde podem ser soldados suportes, existe uma solução francamente mais fácil e, sobretudo, muito menos dispendiosa, que permite inclusivé multiplas alternativas, caso se estudem diversos pontos para transporte dos pneus sobressalentes.

O suporte da BWH Performance é feito numa chapa de ferro com 6 mm de espessura, destinando-se a suportar as tradicionais jantes dos Defender e Discovery com furação 5 x 165, sendo o furo central apenas para facilitar o correcto alinhamento da peça.

Como possibilidades de instalação, sugere-se um "roof rack", apesar de não ser o local mais adequado para transporte de sobressalentes, um "roll bar", ou mesmo o para-choques traseiro ou o capot, dependendo do sistema de montagem utilizado e, naturalmente, da dimensão do pneu e formato da jante.

domingo, outubro 31, 2010

Depósito suplementar para Defender - 2ª parte

Image Hosted by Imageshack
Um comutador de depósitos de origem militar

A montagem é extremamente simples, incluindo três pontos de ligação aos arcos das rodas traseiras e à plataforma de carga, sendo, naturalmente, necessários os acessórios, como tubagens e ligações, o que, naturalmente, vai encarecer esta solução.

Também a instalação, que pode obedecer a diferentes critérios caso se pretenda que os depósitos funcionem em série, com passagem de combusível de um para outro, ou em paralelo, com um sistema de selecção, tal como acontecia nos modelos militares, irá encarecer a solução, sendo sempre de salientar que em veículos movidos a gasóleo, por não se dever entrar ar para o circuito, é necessário monitorar o nível de ambos os depósitos.

O preço especial para as unidades disponíveis é de pouco mais de centena e meia de Euros, a que acrescem portes para Portugal a partir de Inglaterra, valor que, sendo superior ao de uma capacidade equivalente em "jerry cans" militares, apresenta óbvias vantagens em termos práticos em relação a estes, embora sem os substituir integralmente.

Assim, a solução que sugerimos é a de usar um destes reservatórios, ou um modelo equivalente, bem como "jerry cans" de 20 litros para combustível e outro para água, devidamente acomodados em suportes apropriados, com este conjunto a permitir num modelo a gasóleo dispor de uma autonomia superior aos 1.000 km, o que será superior ao de qualque etapa de dimensão razoável.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin