sábado, julho 21, 2012

O equipamento de diagnóstico AGV4000 - 2ª parte

Image Hosted by Google Interior de um AGV4000

A versão de 2012, a mais recente, suporta os actuais sistemas baseados em Windows, incluindo 2000, XP, Vista, 98/ME e Windows 7, ou seja, aqueles que suportam USB de forma nativa, o que garante uma elevada compatibilidade, sendo previsível que suporte igualmente o futuro Windows 8. Com apenas 68 x 48 mm, este modelo é 20% mais rápido que os equipamentos baseados no "chip" ELM 32X, sendo compatível com as versões mais comuns, como o ELM 320 ou 327, pelo que o "software" usado nestes pode ser utilizado com o AGV4000. Assim, o AGV400 é compatível com diversos programas, como o OBD-DIAG, C.E.S. Edição Especial, Scantool, Digimoto, OBD-ScanMaster, wOBD, Real Scan, Scan-Test, OBD Gauge para Pocket PC, OBD2ScanTool, VAG.COM 311 /409, entre outros. Outra vantagem é a capacidade de efectuar "upgrades" da programação interna, ou "firmware", via USB, quando novas versões estiverem disponíveis, o que permite uma maior longevidade do que modelos de menor custo.

sexta-feira, julho 20, 2012

O equipamento de diagnóstico AGV4000 - 1ª parte

Image Hosted by Google Um AGV4000

Já apresentamos diversos equipamentos de diagnóstico para veículos com conector ODB2, entre os quais os popular ELM 327, que podem ser adquiridos por pouco mais de uma dezena de Euros, a modelos mais sofisticados e específicos, como os Nanocom, tendo optado desta vez por um sistema com um preço intermédio. O AGV4000 tem um "interface" ODB2 e um USB 2, o que implica que o equipamento possua esta ligação física, situação que elimina um grande número de dispositivos móveis que apenas possuem "bluetooth", mas oferece uma ligação rápida e segura usando uma ligação física. O AGV4000 opera em 11 modos distintos, concretamente, ISO9141-2, KWP2000 slow init, KWP2000 fast init, PWM, VPWM, CAN 11bit/250kB, CAN 11bit/500kB, CAN 29bit/250kB, CAN 29bit/500kB, K/L Transitmodus e KK/L Transitmodus, pelo que contempla a maioria das viaturas construidas a partir de 2004. Recordamos que os Land Rover com motor TD5 e ECU NNN suportam os protocolos ISO9141-2 / ISO14230-4, sendo este um dos motivos pelo qual optamos por comentar este modelo, sabendo que mesmo suportando o protocolo, a comunicação nem sempre é possível.

quinta-feira, julho 19, 2012

Teste de câmara no Defender a 1440 x 1280 - 3ª parte

Image Hosted by Google A câmara que utilizamos no Defender

Uma vantagem relativamente a outros modelos, mais evidente para quem conduz um Defender ou outro modelo com o parabrisas muito vertical, é a facilidade de orientação da objectiva, a funcionalidade do suporte e o tamanho compacto, que permite um muito fácil utilização, ficando a câmara bastante discreta junto do espelho retrovisor e alimentada via tomada de isqueiro. A utilização é extremamente simples, com a configuração através de menus, uma vez ultrapassado o obstáculo inicial de mudar a lingua de chinês para inglês ou português, sendo de lamentar que o equipamento que recebemos não inclua o manual de utilizador, algo que o fornecedor não foi capaz de fornecer, mesmo após múltiplas insistências. Como complemento, para além do inevitável cartão micro SD, que recomendamos seja de 32 Gb, sugerimos um sistema triplo, com tomada de isqueiro e duas portas USB, que possa ser introduzido na tomada original do veículo e permita ligar simultaneamente, para além da câmara, um GPS e carregar o telemóvel, sendo este um opcional que se pode adquirir por muito poucos Euros. Por um preço que fica abaixo dos 40 Euros, incluindo portes, a que acresce um cartão micro SD, que aconselhamos ser de 32 Gb, esta é uma solução prática, de fácil utilização, e que propomos a todos quantos participem em expedições e pretendam gravar em vídeo os trajectos.

quarta-feira, julho 18, 2012

Teste de câmara no Defender a 1440 x 1280 - 2ª parte

Este modelo de câmara, tal como mencionamos anteriormente, tem estabilização de imagem, o que atenua a significativa trepidação do Defender, não apenas devido ao pavimento, mas também à dureza da suspensão que inclui molas "heavy duty" da Bearmach. Com o tratamento automático do Youtube, utilizado para melhorar vídeos um pouco tremidos, o resultado, que não consideramos positivo, é o que disponibilizamos neste texto, sendo o nosso objectivo o de permitir uma comparação fácil e imediata. Com base nestes dois vídeos e nos anteriores, podem os nossos leitores aferir da qualidade de imagem obtida por este modelo de câmara, que será sensivelmente idêntica aquela que resultará de modelos equivalentes, as quais possuem características diversas mas um sistema óptico equivalente. Este modelo permite gravar as imagens de trajectos, efectuar fotos, com uma resolução que vai até aos 12 megapixels, e efectuar a gestão de conteúdos, os quais podem ser visualizados directamente num écran com ligação HDMI, entre muitas outras funções.

terça-feira, julho 17, 2012

Teste de câmara no Defender a 1440 x 1280 - 1ª parte

Apresentamos no passado alguns testes da câmara HD que instalamos no Defender, na altura com resolução 1280 x 720, tendo agora feito testes semelhantes em 1440 x 1080. Este teste pode ser comparado com os anteriores, de modo a avaliar das diferenças, sendo que em termos de espaço ocupado no cartão micro SD de 32 Gb que utilizamos, passou de 107 para 133 Mb. Assim, enquanto uma hora de gravação na resolução anterior ficava pelos 3.2 Gb, agora aproxima-se muito dos 4 Gb, o que significa que no cartão que utilizamos podemos gravar perto de 8 horas de vídeo na resolução maior. Também optamos por não utilizar nenhuma das possibilidades de correcção do Youtube em termos de afinação de imagem, mas brevemente apresentaremos um vídeo melhorado desta forma, permitindo assim verificar as diferenças.

segunda-feira, julho 16, 2012

Consolas da "Defender Console" - 3ª parte

Image Hosted by Google Uma consola de rectaguarda para Defender

Também no "site", em língua inglesa, para além da galeria, com diversos exemplos, demonstrando a integração nos Td5 e Td4, com os quais partilham a mesma cor de revestimento, estão instruções de montagem, bem como respostas às questões mais comuns, elucidando potenciais clientes quanto às melhores opções a tomar. A instalação segue a mesma metodologia de outros modelos, com pontos de fixação na zona dianteira, no local do espelho retrovisor, e traseira, na longarina transversal atrás dos bancos dianteiros, que é preciso furar, sendo necessário deslocar a iluminação do habitáculo e cortar um angulo das palas. As consolas são feitas por encomenda, demorando até 10 dias a serem enviadas de Inglaterra para o seu destino, estando previstos envios para a Europa, com um valor estimado na trintena de Libras, o que, mesmo para os modelos mais complexos, continua a ser competitivo, salvo situações algo excepcionais. Temos que lembrar que empresas inglesas que oferecem portes no valor fixo para pesos até aos 30 quilos podem, mesmo com alguns produtos mais dispendiosos, dependendo da composição e valor da encomenda, acabar por poder fornecer outras consolas, como as da Terrafirma, por valores aproximados, sendo essencial fazer bem as contas antes de decidir.

domingo, julho 15, 2012

Consolas da "Defender Console" - 2ª parte

Image Hosted by Google Uma consola para Land Rover Defender

As aberturas opcionais são pagas separadamente, com valores de 15 Libras para aberturas laterais, de 7 para cortes para rádio, 15 para redes de armazenamento lateral e 11 para a inferior, 15 para o sistema de iluminação ou 10 para o forro interior. Também é possível adquirir um modelo com um écran Verba de 7", visível para os ocupantes dos bancos traseiros, o qual requer um sistema que disponibilize imagens, como um leitor de DVD, o qual se destina a modelos de passageiros. Igualmente para as "station wagon", existe um modelo de consola para a rectaguarda, que se prolonga desde a rectaguarda dos bancos dianteiros até ao painel traseiro, e que permite igualmente diversas opções de arrumação, mas que não prevê sistemas de rádio. No "site", bem concebido, é possível seleccionar as várias opções disponíveis para cada modelo e verificar qual o preço final, que sobe significativamente face ao inicial, sobretudo no modelo mais barato, o que implica uma avaliação cuidada dos custos.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin