sábado, agosto 23, 2014

Um ano depois das mortes no Caramulo - 1ª parte

Num Verão com poucas incidências em termos de incêndios, muitos já terão esquecido que decorre, a partir deste dia 22 de Agosto, o primeiro aniversário da longa série de mortes de bombeiros nos fogos florestais do Verão de 2013, com especial incidência na Serra do Caramulo, onde os fogos provocaram a perda de várias vidas humanas.

Foi no dia 22 de Agosto de 2013 que esta série se iniciou, com a morte da bombeira Ana Rita Pereira, seguindo-se, numa sequência rápida, a morte dos bombeiros Bernardo Figueiredo e Cátia Pereira Dias, que foi a 5ª vítima mortal e a 3ª no incêndio do Caramulo, o maior e mais trágico do ano transacto.

Das investigações, que mesmo sendo polémicas e contestáveis, devem ser tidas em conta, como forma de alterar procedimentos e corrigir erros, para quem concorde com as respectivas conclusões, ou como motivo de reflexão para quem com eles discorde, resultaram poucos resultados práticos, com as medidas que era suposto terem sido implementadas a ficarem adiadas.

Decorrido um ano, neste Verão atípico, com temperaturas baixas, tem contribuido para uma muito substancial diminuição do número de ocorrências e da área ardida, e os resultados serão, muito possivelmente, anunciados de forma triunfal, sem que, efectivamente, nada de substancial tenha mudado, correndo-se o risco de ter havido uma evolução negativa em várias vertentes.

sexta-feira, agosto 22, 2014

Número 35 da revista Land Portugal já está nas bancas

Já se encontra à venda nos locais de venda habituais, entre os quais diversos quiosques e algumas lojas "Tangerina" da Galp, o número 35 da Revista Land Portugal, onde se podem encontrar diversas reportagens e notícias sobre o "mundo" Land Rover do nosso País.

Entre os eventos noticiados estão o Billing Land Rover Fest, as aventuras de Afonso Cerejo e do seu Discovery no Alaska, a 13ª edição do Rates Billing, o passeio do Clube Land Rover aos Picos da Europa e a Casa da Ria onde é possível encontrar uma vasta colecção de modelos Land Rover.

Também a descrição de novos modelos da marca, numa altura em que existe uma franca renovação, enquanto se especula quanto à sucessão do Defender, bem como artigos técnicos e mesmo a publicidade temática, são interessantes para os adeptos da Land Rover em Portugal.

Ao longo de mais de uma centena de páginas são visíveis alguns dos Land Rover, bem como os seus proprietários, que mais marcam o panorama nacional a nível da marca, estando certos de que todos encontrarão amigos e conhecidos nesta publicação que tenta refletir da melhor forma a realidade deste fabricante no nosso País.

quinta-feira, agosto 21, 2014

Máscara de protecção com ventilação eléctrica

De aspecto semelhante a uma máscara anti-gás, este modelo destina-se a proteger o utilizador de impactos, como aqueles que decorrem de jogos ou simulações de "paintball" ou "airsoft", sendo construída em borracha flexível, bastante resistente, fixada por um sistema de correias facilmente ajustáveis e de utilização muito simples.

O material de construção é não tóxico, indoro e sem sabor, com uma configuração que permite uma boa circulação de ar, a qual pode ser substancialmente melhorada caso se utilize o sistema de ventilação baseado numa ventoinha eléctrica, accionado por duas baterias AA, e que desliga automaticamente após 8 minutos de uso, para poupar a carga.

As lentes são à prova de choque, com a dimensão suficiente para não obstruir de forma significativa o campo de visão, podendo ser mantidos os óculos de correcção do portador, sendo recomendado que estes não excedam as 4 dioptrias, de modo a evitar distorções visuais.

Esta máscara, construida em TPR ou "borracha termoplástica", para usar uma tradução algo livre, está disponível em negro, verde e amarelo escuro, mede aproximadamente 22 x 14 x 22 centímetros e custa, incluindo portes a partir da Ásia, perto de uma quinzena de Euros, a que acresce o preço das pilhas AA necessárias à sua operação.

quarta-feira, agosto 20, 2014

O Discovery actualmente... - 3ª parte

Obviamente que esta opção passaria sempre por colocar umas abas no Discovery, de modo a que os pneus ficassem devidamente cobertos e enquadrados nos contornos da carroçaria, resultando também numa maior largura e afastamento das rodas, aumentando a estabilidade, mas reduzindo a agilidade e mesmo a capacidade de transitar em pistas mais estreitas.

A alteração final foi o já descrito "Camel cut", aconselhado sempre que os pneus tenham uma dimensão idêntica ou superior aos 700 x 16 utilizados pelos veículos do troféu que deu nome a este corte na carroçaria, não se justificando alongarmo-nos sobre esta dado que o descrevemos recentemente.

Brevemente, esperamos que até ao próximo fim de semana, serão adicionadas mais fotos, com a totalidade das modificações, estando previstas mais algumas alterações, das quais daremos notícia oportunamente.

O objectivo desta sequência de textos é, essencialmente, permitir uma comparação através de imagens fotográficas, pelo que não nos alongamos em considerações, sendo que questões ou dúvidas podem ser colocadas através do sistema de comentários do Google ou, caso sejam mais específicos, por correio electrónico.

terça-feira, agosto 19, 2014

Uma oportunidade, a câmara de acção Ishare S200 - 6ª parte

A mesma câmara é vendida sob outras designações, incluindo WTX, nome sob o qual é vendida pelos agregadores de descontos, como o Tostão, Groupon ou Goodlife, neste caso com um menor número de acessórios e por um preço superior, de 69 Euros, incluindo portes, o qual resulta, segundo os anunciantes, de um desconto de 30% sobre o preço de tabela de 99 Euros.

Dado que são vendidas sob designações diferentes, algumas das características podem variar ligeiramente, tal como os acessórios incluidos, pelo que é da maior importância considerar uma pesquisa em termos de preço, que varia substancialmente, e qual a urgência do equipamento, sabendo que uma câmara proveniente da Ásia pode demorar mês e meio a ser entregue.

No entanto, perante uma diferença de preço muito substancial, e recordamos que o valor que pagamos é pouco mais de um terço do valor proposto com 30% de desconto, e o acréscimo em termos de acessórios, essenciais para fixar a câmara no Defender, a nossa opção foi óbvia, preferindo esperar pela entrega do equipamento vindo da Ásia que, pelo valor de compra, estará isento de impostos.

Assim que possível, iremos efectuar os habituais testes, tal como fizemos com a câmara actualmente no Defender, alargados aos diferentes posicionamentos possíveis e não apenas às resoluções e configurações disponíveis no equipamento, de modo a aferir das suas reais capacidade, alargando, quando possível, os testes a outras situações.

segunda-feira, agosto 18, 2014

Écharpes perfuradas

Existem diversas alternativas ao conhecido "shemagh" de origem árabe, capazes de oferecer características semelhantes em termos de protecção e isolamento térmico, mas com uma resistência física superior e padrões mais diversificados, dado dependerem de estampagem e não da forma de tecelagem do tecido.

De formato rectangular, com perto de 150 por 45 centímetros, o que o faz diferir muito do "shemagh", de forma quase quadrada e perto de um metro de lado, a écharpe camuflada é em tecido perfurado, respirável, constituindo um bom isolamento térmico e oferecendo protecção contra insectos, tendo múltiplas utilizações para além da mais óbvia, como peça de vestuário.

Ao contrário do "shemagh", que pode ser utilizado como cobertura de cabeça com grande facilidade, este tipo de écharpe assume tipicamente o uso de um cachecol, mas também como turbante, embora com limitações resultantes das suas dimensões, insuficientes para assumir todas as configurações inerentes a este tipo de utilização.

O preço, incluindo portes a partir da Ásia, ronda o par de Euros, caso seja feita uma pesquisa atenta, mais que justificável dado que encontramos o mesmo produto à venda por uma quinzena de Euros, podendo ser encontrada numa dezena de padrões de camuflagem, incluindo padrões digitais, mas também em cores sólidas, como o negro ou a cor de areia.

domingo, agosto 17, 2014

Uma oportunidade, a câmara de acção Ishare S200 - 5ª parte

Outros acessórios incluem sistemas de montagem para vidro de carro, diversos tipos de arnês, que incluem um modelo para animais de porte médio, cabo de extensão, carregador via tomada de isqueiro de veículo, para além dos necessários e obrigatórios cartões de memória destinados a gravação de imagens estáticas ou dinâmicas.

Dado que tem na base a roscagem padronizada de 1/4 de polegada, esta câmara pode ser montada na maioria dos suportes ou tripés disponíveis no mercado, podendo já existir um destes na posse do utilizador, mas as características desta câmara e os acessórios incluidos permitem outras opções, sobretudo para quem usa um Land Rover Defender.

O Defender possui alguns pontos de montagem interessantes, como o braço dos espelhos retrovisores, o que permite instalar a câmara no exterior, portanto, evitando os reflexos do parabrisas, numa posição que, sendo lateral, fica minimamente protegida, entre o espelho e o veículo, com o ajuste a ser efectuado recorrendo aos diversos braços de extensão disponibilizados.

Dependendo dos opcionais do Defender, outros posicionamentos serão possíveis, sendo ideias a ter em conta, caso existam, o "roll bar", um "bull bar" ou "A bar", uma barra de faróis no tejadilho ou mesmo na grelha, sempre mantendo a câmara no exterior, onde obtem melhor imagem e, infelizmente, capta muito do ruido ambiente, o qual necessita, obviamente de ser devidamente filtrado no momento da edição.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin