sábado, dezembro 17, 2016

Imagens de sistema operativo via "Etcher"

O "Etcher" é um programa, disponível para diversas plataformas, destinado a criar imagens de arranque, permitindo gerar um suporte magnético, como uma "pen" que, introduzida numa unidade de leitura, restaure um computador, reinstalando o sistema operativo.

Este programa, grátis e de uso livre, implementa, de forma automática, um conjunto de funcionalidades, como a verificação da consistência ou coerência dos dados ou a análise do meio físico, de modo a que mesmo utilizadores menos experientes possam utilizá-lo com segurança e venham a dispor de uma forma rápida e prática de repor um sistema operativo em caso de necessidade.

O "Etcher" pode ser instalado ou descarregado sob a forma de um executável, portátil e sem necessidade de instalação, em versões para Windows, iOS ou Linux, estando previstas novas versões e futuras evoluções, com novas funcionalidades, que se justifica acompanhar e utilizar, caso se pretenda possuir uma segurança adicional que permita reinstalar um sistema operativo de forma relativamente automatizada.

Naturalmente que, dependendo do sistema operativo, a capacidade do suporte magnético irá variar substancialmente, sendo sempre de salientar que o "Etcher" não é uma forma alternativa de salvaguarda de dados, que devem ser protegidos recorrendo a outro tipo de programa, independentemente de o "backup" ser feito para um suporte magnético ou para um espaço na "cloud".

sexta-feira, dezembro 16, 2016

Suportes de câmaras de acção para capacetes - 4ª parte

Assim, tem que se verificar qual o posicionamento da câmara, que pode ser numa das calhas laterais ou no encaixe frontal, o que determina o tipo do contrapeso, que fica sempre do lado oposto, sendo necessário colocar um peso adequado ao tipo de equilíbrio pretendido, que fica contido no interior deste acessório, fechado por tiras de velcro.

Todos estes conjuntos, em termos de peças individuais e da sua integração, devem ser devidamente testados, não apenas no respeitante ao conforto e praticabilidade, mas também quanto à segurança que oferecem para a câmara, e que deve ser tanto maior consoante o valor desta, que, no caso das últimas "GoPro", são da ordem das centenas de Euros, sendo obviamente um investimento a proteger.

Dado que as "GoPro" são o padrão deste segmento, muitos são os fabricantes de câmaras que utilizam o mesmo tipo de acessório, pelo que os modelos de muitas marcas são inteiramente compatíveis em termos de fixação, devendo-se sempre verificar cuidadosamente se os acessórios a adquirir são os certos para o modelo concreto e se existe algum tipo de restrição à sua utilização montada num capacete.

Estamos a falar de soluções que facilmente ficam abaixo da vintena de Euros, incluindo capacete e respectivo suporte, podendo-se incluir o contra peso, caso se tenha pesquisado e obtido os preços mais baixos, mas que serão apenas eficazes com câmaras com estabilização de imagem, sem o que a qualidade das filmagens será fraca e comprometerá o resultado final.

quinta-feira, dezembro 15, 2016

Luzes de trabalho

Embora sejam úteis e bastante utilizadas pelos praticantes de todo o terreno, as luzes de trabalho, normalmente colocadas na rectaguarda das viaturas, são apenas permitidas num conjunto restrito de veículos, pelo que, como consequência da legislação vigente, não podem ser homologadas ou autorizadas fora das excepções previstas na lei, não obstante serem, normalmente, toleradas.

Segundo a legislação, "das luzes de trabalho brancas ou amarelas existentes em veículos de pronto socorro, tractores de mercadorias e veículos especiais de limpeza urbana, instaladas à retaguarda ou lateralmente", resulta uma óbvia restrição quanto à possibilidade de instalação fora das excepções mencionadas.

A instalação, que apenas garante a legalidade nos veículos autorizados, implica ter um sistema de aviso no interior, que permita aferir se a luz está ligada ou desligada, e um comando na mesma, não podendo ser activada a partir do interior do veículo, embora aí possa estar um segundo sistema para ligar e desligar.

Pode-se, apenas, extrapolar de outras situações a possibilidade de ter este tipo de luz noutros veículos, não abrangidos pela lei, desde que devidamente tapados ou com conexões eléctricas desligadas, de forma a que o mesmo não possa ser ligado e, caso o seja, não seja visível qualquer luminosidade, o que, infelizmente, não garante que não surjam problemas com as autoridades fiscalizadoras.

quarta-feira, dezembro 14, 2016

Suportes de câmaras de acção para capacetes - 3ª parte

Outras características comuns são as zonas em velcro, que garantem uma excelente fixação, embora com algum tipo de trepidação, pelo que é desaconselhável para câmaras, bem como os esticadores, que também são utilizados como fixações, e o sistema de abertura rápida das correias, facilitando a remoção do capacete em todas as situações.

Como os modelos de suportes mais simples a começar abaixo dos 5 Euros, incluindo portes, que, não obstante o baixo preço, seguram de forma adequada uma câmara de acção, tipicamente leves e de pequenas dimensões, os de melhor qualidade, em alumínio maquinado, de grande resistência, mas com custos de produção bastante mais elevados, e que normalmente estão associados a um vasto conjunto de opções em termos de ajustes, podem atingir valores elevados, apenas justificáveis em utilizações francamente exigentes.

Um acessório pouco utilizado, talvez por desconhecimento, é o contra peso, destinado a ser colocado do lado oposto ao de outros acessórios, como forma de manter o equilíbrio, o que é importante tanto para o conforto, como para o próprio alinhamento, evitando que o capacete descaia no sentido do maior peso, algo que, em actividades onde existam movimentos ou acelerações mais bruscas, facilmente sucede.

Existem vários modelos de contrapesos, mais simples ou mais complexos, incluindo os pesos ou não, mas sobretudo com formas e sistemas de fixação diferentes, o que será determinante em termos do seu posicionamento, havendo diferenças entre os modelos destinados a serem colocados lateralmente e aqueles que são colocados na parte posterior do capacete.

terça-feira, dezembro 13, 2016

Land Rover Owners de Janeiro de 2017 já nas bancas

Já se encontra nos locais de venda habituais a edição de Janeiro de 2017 da Land Rover Owners International, com o destaque a ir para um comparativo entre o Defender e o Range Rover, confrontando um modelo mais antigo com outro com todos os recursos electrónicos que a marca implementa nos seus veículos mais modernos, com os quais pretende obter resultados semelhantes fora de estrada.

É manifesto que a Land Rover, sobretudo desde o termo da produção do Defender, tem vindo a optar pela electrónica como forma de compensar uma menor capacidade mecânica a nível da transmisão ou suspensão, nomeadamente com a perda da caixa de transferências e a inclusão na sua linha de modelos de duas rodas motrizes, pelo que este tipo de comparativo se insere no esforço de marketing da marca, que pretende manter a sua imagem de fabricante de veículos com elevado desempenho fora de estrada.

As extensas modificações num Discovery 1, num total de 126 e ainda em processo de alterações, atingindo um valor que se aproxima dos 30.000 Euros, as 1.000 horas de restauro de um Serie ou o trabalho en África dos Defender da "Born Free Foundation" merecem igualmente destaque, tal como alguns percursos que são detalhados e servem como sugestões, mesmo que replicados noutro local.

A área técnica, seja em termos de reparações, seja na manutenção ou melhoramentos justifica uma leitura por parte dos proprietários dos modelos envolvidos e os testes de longa duração, bem como a apresentação e apreciação de alguns novos produtos, bem como a publicidade temática, onde se encontram sempre diversas novidades, justificam a aquisição do primeiro número de 2017 desta popular revista.

segunda-feira, dezembro 12, 2016

Suportes de câmaras de acção para capacetes - 2ª parte

Estão disponíveis várias versões deste tipo de capacete, com preços e qualidades distintas, estando igualmente disponíveis os sistemas de fixação, que podem ser aparafusados noutros modelos, pelo que quem possuam um capacete o pode adaptar a este uso, do que pode não apenas resultar alguma poupança, como o continuar a utilizar um modelo de que goste e no qual pode já ter feito um investimento substancial.

Naturalmente, dado que a colocação de "rails" implica furar a superfície do capacete, tal deve ser equacionado com atenção e verificado se a curvatura da superfície e o próprio forro ou outras estruturas permitem este tipo de operação sem comprometer a segurança de uso, o conforto e a própria funcionalidade.

Existem diversos tipos de suporte para câmaras de acção destinadas a este tipo de fixação, desde a mais simples, que encaixa directamente no respectivo suporte, aos que incluem algum tipo de deslocamento lateral, passando pelos que oferecem uma maior variedade de ajustes ou de orientações, sendo patente que a diferença em termos de qualidade varia substancialmente.

Uma característica deste modelo de capacete é a presença de um suporte frontal para uma câmara de visão noturna para o qual também existem suportes para câmaras, um pouco mais dispendiosos, mas que permitem um excelente ângulo de filmagem, talvez o que mais se aproxima da visão do portador.

domingo, dezembro 11, 2016

"Linha Saúde Animal 24"

Na passada quarta feira, dia 07, pelas 10.00, arrancou oficialmente a "Linha Saúde Animal 24", que permite obter um conjunto de informações e esclarecimentos através de um "call center", que funciona 24 horas por dia e é apoiado e supervisionado por uma equipa de médicos veterinários.

O serviço custa 60 cêntimos mais IVA, e as chamadas são atendidas por uma mensagem de voz indicando ao utilizador para desligar a ligação, sendo efectuada uma chamada de retorno, sem custos acrescidos, onde o técnico prestará as informações solicitadas.

Questões relacionadas com problemas de saúde, incluindo intoxicações, mas também nas áreas comportamentais, nutricionais ou conselhos relacionados com viagens ou mesmo saúde pública, estão no âmbito deste serviço que pode, naturalmente, aconselhar uma deslocação a um veterinário, caso se trate de um problema grave e que o justifique.

Para todos quantos possuem ou acompanham animais, este é um recurso a ter em conta, sobretudo nos horários onde clínicas e veterinários têm menos disponibilidade e a rapidez de resposta é essencial, pelo que sugerimos registar o telefone 760 450 911, que se pode revelar da maior utilidade em caso de emergência.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin