sábado, agosto 16, 2008

Estatísticas dos fogos sem enquadramento - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Bombeiros no combate a um incêndio

As estatísticas que descrevem os valores de área ardida ou o número de ocorrências, mesmo baseando-se em dados oficiais, acabam por reflectir apenas uma verdade parcial, manipulada por quem pretende dar uma ou outra ideia quanto à evolução que se tem verificado ao longo dos últimos anos.

Por já termos mencionado os valores disponibilizados pela Direcção-Geral de Recursos Florestais referentes aos primeiros meses deste ano, não os repetiremos, mas a insistência com que os mesmos são sucessivamente divulgados e repetidos, com interpretações díspares, merece um breve comentário.

Quem pretende dar uma ideia negativa, limita-se a comparar os dados de 2008 com os do ano anterior, excepcionalmente baixos e quase irrepetíveis, apresentando o aumento a nível de área ardida e de número de ocorrências como

Por outro lado, no sentido inverso, aponta-se para a inclusão dos dados dos últimos dez ou cinco anos, incluindo assim anos verdadeiramente trágicos, como forma de manter os valores de 2008 abaixo da média, apontando assim para uma perspectiva de sucesso.

Na verdade, os valores de 2008 serão perto de metade da média da última década, mas existe um aumento de perto de 50% relativamente a 2007, pelo que apresentar dados reais não corresponde ao mesmo que dizer a verdade, que só pode ser traduzida através de um estudo mais complexo que, tipicamente, é omitido a favor de um imediatismo irrealista e enganador.

sexta-feira, agosto 15, 2008

Incêndio em Aljezur mobiliza especialistas em contra-fogos


Image Hosted by Imageshack
Um incêndio florestal durante a noite

Continuava activo depois do cair da noite o incêndio de grandes dimensões que devastava uma área de eucaliptal no concelho de Aljezur, no Algarve, segundo informação da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Quase uma centena de bombeiros apoiados por 22 viaturas, três máquinas de rasto, quatro helicópteros e dois aviões pesados combatiam as chamas que começaram pelas 16:15 no lugar de Barranco da Vaca e se mantinha fora de controle devido ao forte vento que se faz sentir.

No local enontravam-se também duas equipas do Grupo de Análise e Uso de Fogo, com peritos na utilização de contra-fogo ou fogos tácticos, técnica muito utilizada pelos antigos Serviços Florestais que, após anos de esquecimento, voltaram a ser utilizados, agora com um novo enquadramento legal que protege quem, legitimamente, recorre a este método.

Há algumas décadas, nos anos setenta e oitenta, quando os meios técnicos disponíveis eram francamente mais escassos e o apoio aéreo quase inimaginável, o recurso a contra-fogos era um dos métodos mais utilizados não apenas pelos Serviços Florestais e pelos bombeiros mas, inclusivé, pelas próprias populações, que possuiam uma capacidade e experiência completamente diferente da actual.

A capacidade de auto-defesa das populações perante fogos de grandes dimensões, resultante de um conjunto de conhecimentos que passaram ao longo de gerações, mas também de uma estrutura demográfica completamente diferente, onde um significativo número de jovens recorria a ferramentas de sapador para combater as chamas.

Terá sido, em grande parte, a diminuição populacional, com especial incidência a nível da juventude que condicionou muitas das tácticas de combate aos incêndios, acabando por se substituir o efectivo humano por equipamentos e, sobretudo, pelo recurso quase exclusivo a quantidades de água consideradas como exageradas por muitos especialistas.

quinta-feira, agosto 14, 2008

Telemóvel Android chega em Setembro - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Uma representação do telemóvel do Google

A Android é a plataforma móvel que o Google tem vindo a desenvolver, integrando um conjunto de funcionalidades que operarão em conjunto com os recursos "on-line" que este prestador de serviços disponibliza e que inclui desde o conhecido mecanismo de pesquisa ao serviço de correio electrónico, passando por numerosas aplicações.

O primeiro telemóvel que recorrerá a esta plataforma, um modelo 3G, com câmara de 3 megapixels, écran táctil de 5x3 polegadas e teclado QWERTY, construido pela HTC, deverá chegar ao mercado em meados de Setembro.

O preço expectável do G1, nome pelo qual é conhecido o modelo da HTC e que, manifestamente significa "Google 1", nos Estados Unidos é de pouco mais de 250 euros, livre, ou de cerca de 100 euros com um contrato de permanência de dois anos.

Para usufruir do G1, que estará disponível nas cores preto, branco e castanho, os utilizadores necessitam de ter uma conta no Google, associada ao Gmail, usada como passaporte para o universo de aplicações e serviços disponibilizado por esta empresa.

Stress pós-traumático: quantas vítimas haverá em Portugal - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Socorro numa tentativa de suicídio

Numa altura em que o problema do apoio a vítimas de "stress" pós-traumático e discutido, desconhecemos a existência de alguma estatística quanto ao número de traumatizados, à gravidade do seu estado e o tipo de acompanhamento que têm, mas será quase intuitivo que não existirão números oficiais que permitam avaliar a gravidade deste problema.

Este é um número difícil de calcular, que representa situações extremamente diversas e com graus de gravidade que abrangem desde o trauma ligeiro ao que será irreversível, mas podem-se efectuar alguns cálculos quanto a situações de perigo para a vida humana baseando-nos em acidentes, crimes violentos ou missões arriscadas, podendo, ainda, acrescentar-se algumas parcelas resultantes de outro tipo de agressões físicas ou psicológicas.

Tendo como base os acidentes em que se verificaram vítimas mortais ou feridos graves, crimes violentos e aqueles nos quais houve ameaças contra a vida humana, missões onde houve risco de vida perceptível para os participantes, incluindo nestas as desempenhadas durante acções de socorro, manutenção de paz em zonas de conflito, intervenções armadas por parte das forças de segurança, entre outras, os números anuais, que tendem a acumular-se, superam a dezena de milhar.

Em 2007, houve mais de 3.000 feridos graves em acidentes de viação, perto de um milhar de vítimas mortais, valor abaixo do real por não incluir os feridos graves que vêm a falecer, e mais de 40.000 feridos ligeiros.

Se adicionarmos os assaltos a bancos, estabelecimentos comerciais, residências e "carjacking", que podemos calcular corresponder, em termos médios, a duas a três vítimas por ocorrência, o número de traumatizados em consequências de crimes violentos superará o milhar.

quarta-feira, agosto 13, 2008

Microsoft está a desenvolver um sistema operativo virtual


Image Hosted by ImageShack
Um écran esquemático do Microsoft LiveMesh

Com o aumento da velocidade das comunicações e a tendência para tornar o "software" tão independente do dispositivo quanto possível, facilitando a portabilidade e a sua utilização em dierentes plataformas, a tendência para virtualizar os próprios sistemas operativos tem vindo a crescer.

A Microsoft, há muito dependente das plataformas Windows, tem-se vindo a atrasar nesta área que, prevemos, terá uma expansão cada vez mais rápida, permitindo aos utilizadores aceder ao seu computador virtual a partir de um qualquer dispositivo com acesso à Internet sem necessidade de transportar uma máquina física com os recursos suficientes para correr todo o "software" de que necessitam.

Com este objectivo, a Microsoft está a desenvolver um projecto designado por "Midori", que visa permitir ao utilizador correr os programas sobre um sistema operativo remoto, a correr numa máquina capaz de virtualizar inúmeros equipamentos distintos, cada um ds quais corresponderá a um utilizador com a sua própria individualização em termos de requesitos e de configurações.

Este processo tem inúmeras vantagens, sobretudo a nível de computação móvel e na independência entre o equipamento físico e o "software", mas cria dependências dos vários prestadores de serviço, que incluem comunicações e a gestão da plataforma onde correm as máquinas virtuais, deixando de operar caso haja, por exemplo, dificuldades ou lentidão no acesso.

Esta resposta da Microsoft a vários concorrentes, num campo em que este fabricante se tem atrasado, poderá lembrar a quem está na área da informática há mais anos, os sistemas de virtualização dos "mainframes" IBM e a família VM/SP ou Virtual Machine/System Products que revolucionaram a computação décadas atrás.

Incêndios continuam em tempo de chuva


Image Hosted by Imageshack
Um incêndio florestal

Um incêndio que deflagrou ontem, terça-feira, pelas 15:02, no lugar de Terreiro das Bruxas, concelho do Sabugal, distrito da Guarda, continuava por circunscrever ao final da tarde, segundo fonte da Autoridades Nacional da Protecção Civil (ANPC).

Este fogo consumiu sobretudo uma área de mato e era combatido por 132 bombeiros, apoiados por 33 veículos, e, enquanto as condições de visibilidade permitiram, um helicóptero e dois aerotanques pesados Canadair.

Apesar das condições meteorológicas, que diminuiram em muito o nível de risco de incêndio florestal, o estado calamitoso de extensas áreas rurais, praticamente votadas ao abandono, com mato a crescer desordenadamente e vias de acesso praticamente inexistentes ou intransitáveis, acabam por resultar na continuação dos fogos.

Em zonas devidamente ordenadas, nas presentes condições climáticas, o risco de fogo é diminuto e, caso tal ocorra, será fácil de controlar sem necessidade de recurso a meios aéreos pesados e com um mínimo de custos operacionais, podendo a intervenção ser a nível de corporações locais ou de sapadores florestais.

A evidente falta de acessibilidades, que implica em muitos casos um recurso exaustivo a meios aéreos, para além dos custos inerentes à utilização destes meios, resulta num maior risco para quem voa nestas difíceis condições e para as próprias unidades em terra, que podem ficar encurraladas em acessos cortados ou sem saídas alternativas, continua a ser um dos principais problemas, que podia ser resolvido com o recurso a programas de mecenato ou de simples solidariedade, como o já mencionado, "Adopt a trail".

Sugerimos a releitura quer do texto, quer do regulamento do "Adopt a trail", que poderá ser adaptado à realidade nacional e seria interessante como iniciativa da ANPC proposta a autarquias, associações ou empresas que queiram participar na prevenção dos incêndios florestais.

terça-feira, agosto 12, 2008

Falha de energia em Lisboa: não há duas sem três


Image Hosted by Imageshack
Torre com linhas de alta tensão

Seguindo o lamentável exemplo dos dois anos anteriores, verificou-se na zona de Lisboa uma avaria que privou a cidade de energia eléctrica no primeiro dia laboral após a saída para férias de muitos residentes e trabalhadores no primeiro fim de semana de Agosto.

Tal como aconteceu nos dois anos anteriores, demonstrando que não há duas sem três, voltou a haver uma avaria na rede que se manteve durante perto de hora e meia, demonstrando que, da experiência dos anos anteriores, não resultaram nem medidas nem um alerta para as populações no sentido de desconectar ou desligar equipamentos eléctricos mais sensíveis.

Esta situação, previsível para todos, que relatamos no passado e para a qual avisamos recentemente quando aconselhamos a aquisição de uma protecção contra picos ou sobretensões, só pode ser encarada como negligência, devendo a empresa que gere a rede eléctrica ser responsabilizada por dados e prejuizos decorrentes desta avaria.

Lamenta-se que a postura de muitas empresas, entidades e particulares em Portugal seja a de uma manifesta negligência, sabendo que a sua responsabilização em tribunal será difícil ou impossível, pelo que os abusos continuam a ser a norma num País onde alguns valores ou princípios básicos são esquecidos.

Chuva durante toda a semana diminui risco de incêndio em Agosto


Image Hosted by Imageshack
Uma semana de chuva em pleno Agosto

A previsão de chuva ou aguaceiros na maioria do território nacional, com diminuição de temperaturas, que perdurará durante toda esta semana, virá condicionar o risco de incêndios florestais durante o mês de Agosto, reduzindo substancialmente o número previsível de ocorrências e de área ardida.

Semanas de chuva ou com temperaturas francamente abaixo da média em pleno mês de Agosto não são inéditas, mas esta é uma situação que se tem verificado com alguma frequência nos últimos anos, tendo como contraponto o oposto em pleno Inverno, resultando naquilo que muitas vezes é designado por "incêndios fora de época", expressão que cada vez faz menos sentido.

As alterações climáticas e uma manifesta imprevisibilidade do estado do tempo, que cada vez se afasta mais de estudos existentes e de convenções que resultam de ideias há muito adquiridas, ainda carece de uma análise que permita algum tipo de projecções futuras, de modo a que seja elaborada uma base, ainda que transitória, que ajude no planeamento e na alocação de recursos ao longo de todo o ano.

É óbvio que a concentração de meios de combate aos fogos no Verão, na chamada "Fase Charlie", se baseia em dados que começam a ser desmentidos pela realidade dos últimos anos, verificando-se uma distribuição de ocorrências mais uniforme ao longo de todo o ano e esbatendo os picos que se verificam nos meses mais quentes.

Em termos operacionais, uma maior distribuição das ocorrências terá vantagens quanto ao número de meios a disponibilizar, evitando a necessidade de concentrá-los excessivamente em dois a três meses, mas levanta questões quanto à disponibilidade de pessoal fora da tradicional época de férias, o que só poderá ser corrigido com o aumento do número de profissionais.

Previsivelmente, o mês de Agosto terá um número de ocorrências e de área ardida inferior à média dos últimos anos, podendo resultar num Verão relativamente calmo, mas a experiência de anos anteriores leva a manifestar reservas quanto aos meses de Setembro e Outubro, nos quais é expectável tempo quente e uma substancial diminuição dos meios de combate disponíveis.

segunda-feira, agosto 11, 2008

Apple vai lançar iPhone Nano no Natal


Image Hosted by ImageShack
Uma imagem comparativa dos dois iPhone

Apesar de ainda haver poucas informações, cada vez é mais forte a possibilidade de a Apple lançar até ao fim do ano uma versão mais acessível e com menos funcionalidades do iPhone.

O novo modelo, designado por iPhone Nano terá um formato diferente, com dimensões reduzidas, com a roda característica dos iPod de um lado e um écran táctil do outro.

Com um lançamento em Inglaterra previsto para a época de Natal, o iPhone Nano será comercializado pelo operador O2, devendo depois ser disponibilizado noutros mercados.

Para quem não tem possibilidade de aceder a um iPhone, esta será uma possível alternativa, caso as funcionalidades não incluidas neste novo modelo correspondam às necessidades de cada utilizador.

Destacável da ANBP no Expresso


Image Hosted by ImageShack
Um bombeiro durante um incêndio

Vem incluido na edição do semanário "O Expresso" de 09 de Agosto um destacável da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) onde são descritas algumas das acções desta entidade que reune cada vez mais associados à medida que a profissionalização se faz sentir a nível da protecção civil.

Do destacável constam entevistas com o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, com o presidente da Autoridade Nacional da Protecção Civil e uma intervenção do presidente da ANBP, para além de informações sobre a actividade desta Associação.

Este "dossier" inclui um conjunto de dados e informações interessantes e particularmente úteis numa altura em que, com a chegada do calor, os incêndios florestais se sentem com maior intensidade e os bombeiros, muitas vezes esquecidos durante a maior parte do ano, são finalmente lembrados.

Para além de outros e óbvios motivos de interesse, que incluem o livro da série "Train your brain", esta é uma razão adicional para adquirir a edição desta semana do "O Expresso".

domingo, agosto 10, 2008

Jogos Olímpicos de Verão no Google


Image Hosted by ImageShack
Logo dos Jogos Olímpicos de Verão 2008

Os Jogos Olímpicos de Verão vão estar presentes no Google através de um "site" específico, que conterá toda a informação mais relevante relativa ao evento, incluindo, obviamente, o calendário e as classificações das provas realizadas.

A informação do Google estará presente em 66 países e 31 linguas diferentes, num esforço de cobertura sem precedentes em termos de informação "on-line".

Informação adicional poderá ser encontrada no Google Maps, onde a localização dos eventos bem como dados a eles referentes podem ser visualizadas geograficamente e que pode ser usada conjuntamente com a do "site" oficial.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin