sábado, agosto 15, 2015

Alerta para a política de "cookies" obrigatória

Em conformidade com a legislação em vigor, e conforme as linhas de orientação do Google, que aloja este "blog", adicionamos um botão de concordância com a utilização de "cookies", os quais dependem do prestador do serviço de alojamento e a cuja política de uso somos, naturalmente, alheios.

Assim, a concordância refere-se sempre ao determinado pelo Google e à política e defenições de privacidade deste prestador de serviço de alojamento, a qual acaba por ser comum a outros serviços que fornece, entre os quais podemos destacar o motor de busca ou o serviço de correio electrónico.

Após ter sido clicado no botão que diz "Percebi!", que corresponde à aceitação de "cookies" esta mensagem deverá deixar de aparecer no equipamento em que o acesso foi efectuado, mas irá surgir de novo caso os "cookies" sejam apagados ou perdidos por outra razão, ou em acessos noutros equipamentos, mesmo que pelo mesmo utilizador.

A partir do final de Setembro, é obrigatório que todos os "sites", incluindo "blogs", cumpram estas normas comunitárias, pelo que aconselhamos os nossos leitores cujos espaços estejam alojados no Blogger a implementar esta pequena modificação que pode ser efectuada incluindo um conjunto de linhas no "template", editando o código HTML e procedendo à inserção mesmo antes do comando que termina o código do cabeçalho.

sexta-feira, agosto 14, 2015

Land Rover Owners de Setembro de 2015 já nas bancas

Já se encontra nas bancas a edição de Setembro de 2015 da Land Rover Owners International, com o protagonismo a recair sobre os Discovery 2, ou Td5, um modelo que tem ganho popularidade e cujo valor entre nós continua muito acima de veículos similares, pelo que esta escolha dos editores, ao incluirem um guia de utilização e manutenção será do interesse de muitos leitores.

Para além do artigo sobre um Freelander cujo motor desenvolve 200 cv, o que corresponde a um aumento muito substancial de potência, o texto que aborda a instalação de um guincho num Defender, detalhando os vários passos, incluindo a montagem de para choques, é de leitura interessante.

As aventuras de um Defender 110 na floresta malaia, o uso dos Range Rover Sport, nas suas diversas vertentes, inclusivé fora de estrada, ou o projecto "Landytown", dedicada à preservação e utilização de Land Rover de modelos mais clássicos numa área que abrange 348 hectares, acrescentam alguma variedade aos habituais artigos sobre viagens e expedições.

Estão igualmente presentes vários artigos técnicos, abordando questões tão diversas como a troca de cambota de um Td5 ou a correcção da falta de desempenho de um Discovery 3 TDV6, bem como a apresentação e mesmo alguma análise de alguns produtos, complementada, como sempre, pela publicidade temática, a qual, mesmo para os não compradores, serve de inspiração a muitos dos que optam pela improvisação.

quinta-feira, agosto 13, 2015

Criação de "pen" para instalação de Windows 10 - 2ª parte

A maioria dos computadores, se durante a fase de arranque tiver numa porta USB uma "pen" com um sistema operativo para instalação, reconhece a unidade e dá, como opção, dar início ao processo, de forma muito semelhante ao que sucedia utilizando um CD ou DVD, mas, caso tal não se verifique, torna-se necessário entrar na configuração interna, ou do "bios" e verificar quais as opções selecionadas, nomeadamente em termos de sequência de arranque.

É de notar que, para quem dispõe de vários computadores, ou simplesmente pretende dispor de um sistema de recuperação que possa ser utilizado em situações de emergência, ou quando não existe ligação à Internet, esta é uma solução aconselhada, sendo prática, rápida e de utilização muito simples.

Obviamente, caso a opção seja a de uma nova instalação, os conteúdos perdem-se, pelo que deve ser efectuada uma cópia de segurança de todos os dados e, caso seja difícil de estar certo de que estejam completos, sugere-se, pura e simplesmente, a troca do disco, instalando-se o sistema operativo num disco novo e guardando o antigo para efeitos de segurança e, caso tal não seja necessário, passado um prazo razoável, como unidade adicional ou sobressalente.

Decorre ainda que a chave de activação existente no sistema operativo é perdida, pelo que esta deve ser devidamente anotada, com o máximo cuidado, dado que será ela o garante do "upgrade" em termos de licenciamento, sendo essencial para cumprir as normas determinadas pela Microsoft para proceder à actualização de um dos sistemas operativos contemplados nesta operação.

quarta-feira, agosto 12, 2015

Área queimada já ultrapassou a do Verão passado - 3ª parte

Com a entrada no mês de Agosto e a subida das temperaturas, verifica-se um aumento do número de ignições, maior dificuldade no combate, com o dispositivo invitavelmente a começar a operar mais perto dos limites, com uma cada vez maior dispersão para controlar o crescente número de ocorrências e o cansaço a limitar a eficácia e aumentar o nível de risco.

Assim, o aumento do número de acidentes verificado seria de esperar, com esta tendência a manter-se, e a agravar-se, até que condições climatéricas mais favoráveis determinem alguma acalmia, essencial para um necessário, e merecido, repouso, mas também para os ajustes e manutenções necessárias para que o dispositivo seja mantido na sua máxima força durante o período crítico, cuja extensão real tem ultrapassado a que é calendarizada.

Com numerosos autarcas a atribuir causas criminosas, leia-se incendiarismo, aos fogos, observando os cenários dos incêndios, é patente a falta de prevenção, os matos encostados a edificações ou a invadir a rede viária, ou a manifesta falta de acessos, pelo que o crime que imediatamente se detecta corresponde ao não cumprimento do disposto na lei no respeitante à prevenção, que parece ignorada pela generalidade, que rapidamente menciona a falta de recursos como justificação para a sua ausência.

Manifestamente, a falta de prevenção, reconhecida por diversos autarcas, sem que qualquer responsabilidade pelo facto seja assumida, mas que envolve outras entidades, nomeadamente quem tem o dever de inspeccionar e verificar de a legislação é cumprida, é um factor que contribui de forma muito substancial para o aumento da área ardida, sem se encontrar entre as suas causas primárias, que resultam de questões estruturais e do ordenamento do território, factores que resultam de decisões tomadas num nível muito superior.

terça-feira, agosto 11, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 18ª parte

Também seria essencial dispor de um sistema para transferir os conteúdos que não implicassem desligar três conectores e efectuar uma ligação a um computador, repondo depois a situação inicial para voltar a filmar seria da maior utilidade, mas tal resultaria num substancial aumento de preço, tal como acontece com câmaras com implementação de "wi-fi", tornando-se impensável manter uma solução abaixo da centena de Euros, como sempre nos propusemos.

Encontramos equipamentos com este tipo de características, nomeadamente com resolução Super HD na câmara principal e HD na secundária, com comunicações via "wi-fi", capazes de interagir com um dispositivo móvel, sendo óbvia a excelente qualidade de construção e incluindo diversos acessórios, mas o preço rondava os quinhentos Euros, um valor apenas justificável em casos muito específicos que permitam a sua rentabilização numa dada actividade comercial ou empresarial.

Finalmente, a aquisição de sinal e a precisão do GPS demonstra ser diferente em ruas mais largas, onde a qualidade do sinal recebido e o número de satélites visível será mais favorável, enquanto em arruamentos estreitos e ladeados por prédios altos, a precisão diminui, podendo-se mesmo ter interrupções que determinam falhas a nível de registo de itinerário, com tudo o que tal implica.

Notamos que, em ruas mais estreitas e ladeadas por prédios altos, o erro do GPS pode ser substancial, excedendo a vintena de metros, resultando, por exemplo, no "arredondar" de curvas feitas em angulo recto, como quando se contorna um quarteirão, enquanto o trajecto surge marcado cortando a curva, descrevendo um quarto de círculo que se sobrepõe às edificações, podendo ainda ser marcado em paralelo ao percurso efectuado, com um afastamento de pouco mais de uma dezena de metros.

segunda-feira, agosto 10, 2015

Criação de "pen" para instalação de Windows 10 - 1ª parte

Para todos quantos não querem esperar que o "download" do Windows 10 decorra quando a Microsoft o disponibilizar para um determinado computador, ou caso pretendam efectuar uma instalação limpa, portanto sem ser uma actualização, o que destruirá os dados, ou passar de um sistema operativo de 32 bits para um de 64, é necessário utilizar um procedimento específico.

No "site" da Microsoft encontra-se uma ferramenta designada por "Media Creation Tool", que pode ser descarregada para um computador local e, quando o programa é activado, permite efectuar a actualização do equipamento ou criar uma imagem, em formato ISO que será usada numa vulgar "pen" USB, podendo neste caso selecionar-se diversas opções.

Desta forma, é possível escolher a versão de Windows 10, que pode ser "Home" ou "Professional", qual o idioma, e que tipo de arquitectura, que pode ser de 32 ou 64 bits ou ambas, o que irá permitir, a partir de uma única "pen", proceder à instalação de diversos computadores, selecionando a arquitectura do sistema operativo, embora mantendo sempre versão e idioma.

Com o ficheiro em formato ISO, recorrendo a um dos muitos utilitários disponíveis, pode-se gerar uma "pen" de instalação, que terá que ter uma capacidade mínima de 4 Gb, e, naturalmente, se destina a ser utilizada em computadores que possam efectuar o arranque através deste tipo de dispositivo, para o que pode ser necessário efectuar algum tipo de alteração na configuração interna.

domingo, agosto 09, 2015

Área queimada já ultrapassou a do Verão passado - 2ª parte

Apenas alguns grandes incêndios, como o que ocorreu em Oleiros no início de Agosto, e que para além da área devastada atingiu infraestruturas, como a distribuição de electricidade ou água, mereceram uma maior atenção, que se concentra no facto em sí, sem nunca ir mais longe, averiguando as causas e as reais implicações num todo nacional.

Foi entretanto reconhecido que dois dos Kamov Ka32 não estarão disponíveis, reduzindo a frota de aeronaves do Estado para apenas 3, complementadas por dois helicópteros ligeiros AS350B2, e que não se iria proceder ao aluguer de meios no mercado, dado o preço pedido face ao nível de operacionalidade dos mesmos, o que, não sendo de gravidade extrema, não deixa de ser preocupante face ao Verão quente e seco que se atravessa e às dificuldades de acesso em numerosas zonas florestais.

Relativamente aos Kamov, não deixa de ser curioso que todos, desde autoridades a comunicação social, se referem a cinco unidades, nunca aos seis adquiridos, o que, naturalmente, permite concluir que um dos helicópteros, que sofreu um acidente, não é suposto voltar ao serviço, pelo que, mesmo inconfessadamente, surge como defenitivamente perdido.

No entanto, independentemente do número de meios aéreos, estes devem ser sempre considerados como um apoio destinado a suportar as operações em terra, nunca como a forma última de combate, mesmo que, em consequência do abandono e inacessibilidade de vastas áreas, muitas vezes surjam como a única forma de combater eficazmente e com alguma segurança um fogo.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin