terça-feira, agosto 11, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 18ª parte

Também seria essencial dispor de um sistema para transferir os conteúdos que não implicassem desligar três conectores e efectuar uma ligação a um computador, repondo depois a situação inicial para voltar a filmar seria da maior utilidade, mas tal resultaria num substancial aumento de preço, tal como acontece com câmaras com implementação de "wi-fi", tornando-se impensável manter uma solução abaixo da centena de Euros, como sempre nos propusemos.

Encontramos equipamentos com este tipo de características, nomeadamente com resolução Super HD na câmara principal e HD na secundária, com comunicações via "wi-fi", capazes de interagir com um dispositivo móvel, sendo óbvia a excelente qualidade de construção e incluindo diversos acessórios, mas o preço rondava os quinhentos Euros, um valor apenas justificável em casos muito específicos que permitam a sua rentabilização numa dada actividade comercial ou empresarial.

Finalmente, a aquisição de sinal e a precisão do GPS demonstra ser diferente em ruas mais largas, onde a qualidade do sinal recebido e o número de satélites visível será mais favorável, enquanto em arruamentos estreitos e ladeados por prédios altos, a precisão diminui, podendo-se mesmo ter interrupções que determinam falhas a nível de registo de itinerário, com tudo o que tal implica.

Notamos que, em ruas mais estreitas e ladeadas por prédios altos, o erro do GPS pode ser substancial, excedendo a vintena de metros, resultando, por exemplo, no "arredondar" de curvas feitas em angulo recto, como quando se contorna um quarteirão, enquanto o trajecto surge marcado cortando a curva, descrevendo um quarto de círculo que se sobrepõe às edificações, podendo ainda ser marcado em paralelo ao percurso efectuado, com um afastamento de pouco mais de uma dezena de metros.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin