sábado, novembro 22, 2008

Disponível o Google SketchUp 7


Image Hosted by Imageshack
Projecto realizado com o SketchUp Pro

O Google anunciou a disponibilidade do seu programa de desenho gratuito, o SketchUp, na nova versão 7, que inclui um conjunto de melhoramentos, novas funcionalidades e uma maior rapidez de execução.

Mais componentos dinâmicos, ferramentas de colaboração, implementação de meios de modificação de escala, facilidades de "rendering", transparências e intercepção de linhas e planos e uma maior partilha de informação entre utilizadores, de modo a que os objectos sejam disponibilizados para todos e facilmente pesquisáveis, são algumas das vantagens da nova versão do programa.

Uma das vantagens do SketchUp relativamente a outros programas de desenho, alguns deles mais sofisticados e adaptados a fins mais profissionais, é a sua gratuiticidade e a facilidade de utilização, que permite mesmo a utilizadores pouco experientes desenhar pequenas peças quase de imediato, sendo exemplo disso o projecto tridimensional de componentes de um arco de protecção, ou "roll bar" que apresentamos no passado.

O SketchUp é um programa muito específico, que interessará apenas a um conjunto restrito de utilizadores, mas que oferece um conjunto de possibilidades e facilidade de uso de tal forma interessantes que poderá tentar mesmo que nunca tenha utilizado uma ferramenta semelhante a efectuar algumas experiências nesta área.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Saco de transporte para equipamento de emergência


Image Hosted by Imageshack
Saco de transporte para equipamento de emergência

Para transportar os diversos equipamentos de emergência que temos vindo a apresentar e descrever, que incluem desde lanternas a blusões de alta visibilidade, passando por martelos ou cobertores, propomos um saco com os compartimentos e dimensões apropriadas ao seu acondicionamento.

Este modelo inclui um compartimento principal com três divisões internas e dois bolsos laterais com fechos de correr de alta resistência, sendo que um dos lados é semi-rígido, de modo a manter a forma do saco.

Foram incluidas faixas reflectoras em três lados, pés de borracha e correia de transporte e pega ajustáveis com velcro, para além de uma bolsa transparente para transportar items que devem permanecer visíveis, como identificação médica.

A construção em em nylon 600D, durável e resistente, com a estrela da vida identificada com o socorro bordada, e as dimensões externas são de 44 x 24 x 20 cm, o suficiente para transportar os materiais que propusemos com excepção do blusão de alta visibilidade acolchoado, que pelo seu volume e utilização deverá ser transportado separadamente.

Existem, obviamente, um sem número de modelos, pelo que aquele que apresentamos é apenas um exemplo, pelo que aconselhamos a selecionar aquele que mais se adquada à especificidade de cada situação.

Lançado o Bombeiros-Channel no YouTube


Image Hosted by Imageshack
Bombeiros da Guarda numa cerimónia

O Portal Bombeiros.pt acaba de disponibilizar um novo recurso interactivo na divulgação das actividades dos bombeiros portugueses, o Bombeiros-Channel.

Esta é uma nova área dedicada a alojar conteúdos multimédia, essencialmente sob o formato de vídeos, baseada na plataforma YouTube, que apoia esta iniciativa dos bombeiros Portugueses.

O recurso a novas tecnologias e a uma maior interactividade como forma de divulgação de uma actividade que tende a ser esquecida em anos onde os baixos números de incêndios florestais e área ardidada afastam os bombeiros da comunicação social, é essencial, podendo assim visar um público mais jovem e mais adepto desta forma de comunicação.

O Portal Bombeiros.pt pode ser contactado por correio electrónico, e está recepctivo a novas colabrações e submissão de vídeos que ajudem a divulgar as actividades das numerosas corporações espalhadas pelo País.

quinta-feira, novembro 20, 2008

Cobertor de emergência descartável


Image Hosted by Imageshack
Cobertor de emergência

Manter quente uma vítima de acidente é essencial para controlar o seu estado de saúde, ajudar na sua recuperação e conferir um mínimo de conforto, essencial em situações de maior dificuldade ou de sofrimento.

Os cobertores de emergência têm perto de 200 x 130 cm, são feitos em película de poliester metalisada isolante, fáceis de transportar devido ao seu baixo volume e peso e podem ser descartados após uma utilização, dado o seu baixo custo, que se cifra no par de euros para cada unidade, mas que pode cair substancialmente caso sejam adquiridos em conjuntos de 50 ou 100 exemplares.

Queremos salientar que existem modelos mais dispensiosos, reutilizáveis, e outros que, pelo seu baixo custo, podemos considerar como descartáveis, os quais serão mais adequados para prestar socorro a terceiros e apresentam francas vantagens a nível de higiéne, evitando os perigos de contágio ou contaminação existentes quando haja acidentes com ferimentos e perda de sangue.

Este é um item que deve fazer parte de qualquer conjunto de equipamentos de emergência e que, pelo seu baixo custo, dificilmente se justificará não possuir seja no automóvel, seja em casa, onde poderá ter múltiplas utilizações.

Lisboa é a segunda capital europeia presente no Google Transit


Image Hosted by ImageShack
Écran do Google Transit

Após Viena, Lisboa passou a dispor do novo serviço Google Transit, um sistema que utiliza os recursos do Google Maps para ajudar a determinar os melhores itinerários dentro da cidade e que inclui a possibilidade de este ser efectuado em viatura própria, em transportes públicos ou a pé.

O Google Transit funciona em qualquer plataforma compatível com o Google Maps, seja um computador pessoar, um telemóvel com "browser", um "smartphone" ou outro e foi desenvolvido em conjunto com empresas como o Metropolitano de Lisboa, a Carris ou a Galp, que são responsáveis por disponibilizar os conteúdos que lhes dizem respeito.

Com base nestas informações, pode-se selecionar o melhor meio de transporte, tendo em conta quando se pretende iniciar o trajecto e usando dados que incluem horários, tempo de espera por transporte, tráfego e a duranção do percurso em sí.

Tal como acontece com a plataforma do Google Maps, as entidades envolvidas podem acrescentar diverso tipo de informação interactiva, como localizações de sítios de interesse ou serviços, partilha de mapas personalizados ou informação gráfica, que pode incluir vídeos ou fotos de locais, complementando e melhorando assim os dados originais.

Esta ferramenta tem, também, outras possibilidades, nomeadamente na área do socorro, que abordaremos num texto a publicar proximamente.

quarta-feira, novembro 19, 2008

Martelo de emergência para veículos


Image Hosted by Imageshack
Martelo de emergência para veículos

Temos vindo a propor diversos equipamentos ou utensílios que encontrarão lugar nos veículos que usamos no dia a dia e que poderão ser de grande utilidade em caso de acidente ou para prestar socorro a terceiros

Os martelos de emergência para veículos automóveis, para além da sua função primária de partir vidros em caso de necessidade, incluem uma lâmina devidamente protegida para cortar o cinto de segurança.

Este modelo inclui um suporte em plástico, que pode ser aparafusado ou preso através de uma fita autocolante de dupla face, é inteiramente construido em metal e tem dimensões de 23 x 3 x 2cm e um peso de apenas 345 gramas.

Existem inúmeros modelos de martelo de emergência, alguns mais complexos, que incluem uma lanterna, outros, como este, mais simples e mais baratos, com preços que rondam a dúzia de euros, pelo que a presença no interior dos veículos, posicionados ao alcance da mão do condutor e, se possível, do acompanhante, deverá ser uma opção a ter em conta.

Governo admite falha humana no acidente do Tua - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Imagem de acidente na linha do Tua

Não vamos comentar o empurrar de responsabilidades entre as várias forças políticas, nem tentar determinar quem é responsável pelo adiamento das intervenções ou pela falta de atribuição de verbas para o efeito, já que o período de degradação da linha atravessa décadas e numerosos governos, pelo que seria de bom tom que todos reconhecessem a sua quota parte de responsabilidade no sucedido.

Devemos, no entanto, lembrar que as entidades responsáveis pela exploração da linha são empresas públicas, que desempenham funções sociais e têm resultados de exploração deficitários, pelo que dependem do Estado e das decisões governamentais para o equilíbrio financeiro e para que os gestores, nomeados por decisão política, tenham os meios para mandar executar os trabalhos necessários para a segurança dos utentes da linha do Tua.

Portanto, quando se concentra a responsabilidade dos acidentes a nível das empresas e se omite a influência decisiva do poder político, quer como financiador, quer como accionista que nomeia os dirigentes, quer como responsável de toda a orgânica das várias empresas e da sua interacção, criando vazios, zonas de transição e dificuldades de coordenação, visa-se apenas parte da cadeia que determina o mau funcionamento de todo o sistema.

Também não podemos deixar passar sem um comentário o facto de estarmos a perante um situação potencialmente perigosa, que levou actual governo a decidir efectuar um investimento classificado como "profundo" em 2006, mas que, passados dois anos e sucessivos acidentes, permite que a grande maioria dos trabalhos continue por efectuar, pois se embora os montantes canalizados para a manutenção tenham aumentado, o mesmo aconteceu com o estado de degradação da via.

Tipicamente, serão responsabilizados alguns técnicos, que poderão, no limite, ser presentes a Tribunal, mas não quem detem cargos de chefia directa e menos ainda de responsabilidade política, os quais, não obstante terem criado, pela sua inação ou negligência, as condições para que os acidentes ocorram, dificilmente responderão pelas opções que, conscientemente e com conhecimento dos relatórios, decidiram impor aos seus subordinados.

terça-feira, novembro 18, 2008

Gmail já tem vídeo


Image Hosted by Imageshack
Écran de Gmail com vídeo

O correio electrónico do Google, o Gmail, passou a integrar conversação vídeo, acrescentando assim uma nova funcionalidade a um sistema que já incluia mensagens instantâneas.

Os requesitos são simples, bastando possuir um computador multimédia com uma "webcam" e instalar um pequeno programa a ser descarregado gratuitamente a partir do "site" do Google, após o que as conversações passam a poder ser efectuadas de forma semelhante à de uma video-conferência.

A nova funcionalidade integra-se perfeitamente no ambiente de trabalho do Gmail, com uma janela própria, partilha dos mesmos recursos, como endereços de correio, e serve-se das mesmas configurações e opções, tornando-se assim mais transparente para os utilizadores que não necessitam de instalar um programa autónomo para este fim.

Apesar destas inovações, o sistema de mensagens instantaneas do Google continua a não ser um "standard", mas a possibilidade de comunicar directamente com outras plataformas populares, como o da AIM, têm vindo a permitir uma expansão que, com adição do suporte de vídeo, tenderá a aumentar, permitindo-lhe no fututo competir com o Messenger ou o Yahoo.

Voluntariado em Portugal vale mais de 1.300 milhões de euros - 2ª parte


Image Hosted by Imageshack
Um velho Land Rover de bombeiros voluntários

Falta, ainda, um melhor enquadramento, que rentabilize de forma mais eficaz o esforço dos voluntários, programas de qualificação e estruturas organizativas que, em muitos casos terão que ser profissionais ou, no mínimo, semi-profissionalizadas e geridas de forma análoga à de outras entidades.

Este será, possivelmente, um passo a dar, com diversas situações em que o voluntariado puro começa a dar lugar a sistemas mistos, com misto ou enquadramento profissional ou com regimes de semi-profissionalização, que poderá incluir uma forma de remuneração indirecta, seja em termos de benefícios sociais, de regime fiscal ou, mesmo, sob a forma de subsídios ou apoios.

Consideramos que haverá sempre voluntários que desempenharão as suas missões num regime completo de gratuiticidade, mas a tendência será para haver, a par de uma maior exigência em termos de desempenho, alguma forma de compensação, facto que será inteiramente justo e evitará que muitos dos que servem uma causa, para além do tempo empenhado, acabem por contribuir financeiramente sob várias formas directas ou indirectas que podem ser tão simples como a necessidade de se deslocar a expensas próprias, pagar refeições ou prescindir de um rendimento profissional extra.

Outra vertente, algo independente desta, é o voluntariado empresarial ou institucional, que já hoje permite algum tipo de retorno, e tem atraído um crescente número de interessados que beneficia de vantagens fiscais e publiitárias, as quais estão vedadas aos particulares.

Esta é uma questão que, tal como outras, como a tentação de substituir trabalhadores pagos por voluntários, deve ser analisada com prudência, sabendo-se que a aparição de voluntários com elevados níveis de qualificação, com capacidade para participar e mesmo coordenar projectos complexos, tem que ser gerida com equilíbrio e sensibilidade, mantendo uma proporção e o sentido das missões de voluntariado dentro da filosofia de entrega e serviço ao próximo.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Viagem 3D pela Roma Imperial


Image Hosted by ImageShack
O interior de uma edificação romana

Uma nova camada ou "layer" do Google Earth permite aos utilizadores conhecer em 3d grande parte dos edifícios da Roma Imperial do ano de 320 dC.

Foram disponibilizadas visualizações tridimensionais de 6.700 edifícios, incluindo alguns, como o Tabularium e o Templo Vesta onde é possível visualizar os detalhes do interior.

Para além das visualizações tridimensionais, esta camada do Google Earth integra 250 textos com informações relativas à cidade e à época que complementam as imagens e aumentam o interesse histórico desta ferramenta que permite uma autêntica viagem no tempo.

Numa altura em que os computadores entram em força no ensino, queremos salientar que mais importante do que os equipamentos, são os conteúdos e este, desenvolvido pelo Google, é excelente sobretudo para quem estude a história da Antiguidade Clássica.

Voluntariado em Portugal vale mais de 1.300 milhões de euros - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Acção dos "Leigos para o Desenvolvimento"

O valor do trabalho voluntário em Portugal está estimado em 1.304.000.000 de euros, correspondendo a perto de 0.8% do Produto Interno Bruto (PIB), numa perspectiva consevadora, e com tendência para continuar a crescer.

Os valores resultam de um inquérito feito junto de instituições, aplicando-se valores médios da função pública e recorrendo a estimativas baseadas em valores internacionais onde existe maior tradição a nível de voluntariado e os estudos permitem conhecer melhor a realidade local.

Estes números são apenas estimativas, provavelmente muito inferiores à realidade por não incluirem todos os esforços informais ou não organizados, aqueles que colaboram expontaneamente em diversas actividades ou com organizações das quais não fazem parte, e muitas outras situações que não são contabilizadas.

Outro aspecto que convém salientar é o aumento da qualificação dos voluntários, que assim desempenham funções ou tarefas mais especializadas e que, consequentemente, seriam mais bem remuneradas, reforçando a ideia, que o próprio estudo defende, de que o valor real pode ser até 1% mais alto, o que ultrapassaria um país, como o Canadá, onde o voluntariado está há muito enraizado e estimado em 1.4% do PIB.

A perspectiva é a de o valor do voluntariado aumentar, fenómeno que está ligado, entre outras, a alterações sociais e demográficas, bastando para tal calcular o aumento da esperança e qualidade de vida após a reforma e a melhoria a nível de formação, para projectar esta estimativa como factor de crescimento.

domingo, novembro 16, 2008

Governo admite falha humana no acidente do Tua - 1ª parte


Image Hosted by Imageshack
Imagem de comboio acidentado na linha do Tua

Em resposta à comissão parlamentar de Obras Públicas, a secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, admitiu "aparentemente houve falhas humanas" na "detecção ou na correcção" dos erros da linha ferroviária do Tua, das quais terá resultado o acidente que ocorreu em Agosto de que resultou uma vítima mortal.

Na mesma altura, foi anunciado que ainda estão a decorrer as averiguações internas realizadas pela CP e pela Refer no sentido de apurar eventuais responsabilidades que "podem dar em processos disciplinares" visando os técnicos responsáveis por essas falhas.

Foram também anunciadas algumas alterações a efectuar na linha, que estará encerrada à circulação até Março de 2009, nas quais se incluem a substituição da automotora e intervenções no material circulante, a consolidação dos carrís, o levantamento geotérmico do trajecto e a implementação de um sistema de monitorização e detecção da queda de objectos na linha.

Os valores em causa não foram quantificados, mas sabe-se que dos 54 quilómetros de extensão da linha do Tua, catorze, entre os quilómetros 40 e 54 já foram totalmente intervencionados, e que das 79 intervenções consideradas necessárias num relatório realizado em 2000, apenas 12 foram realizadas até ao acidente de 2007.

As medidas agora mencionadas, efectivamente, já foram anunciadas por diversas vezes, nas mais variadas ocasiões, mas com uma especial incidência na sequência dos acidentes que, inevitavelmente dada a ausência de intervenções de fundo, persistem em suceder-se, como se de uma estranha maldição se tratasse.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin