sábado, maio 19, 2007

CompeGPS Pocket 2.6 disponível


Image Hosted by Imageshack
Écran do CompeGPS Pocket 2.6

Foi recentemente apresentada a versão 2.6 do CompeGPS Pocket, sendo de destacar, especialmente, a visualização tridimensional melhorada e uma maior rapidez de desempenho.

Os mapas sejam vectoriais, em formato "raster" ou de elevações, correspondendo aos muitos dos utilizados nos PDA, beneficiam destes melhoramentos que já haviam sido implementados nas versões para Windows a correr em computadores pessoais.

Este producto destina-se aos PDA que correm Windows Mobile 2003 ou 5 e recorre a uma ligação 3G ou GPRS para aceder a dados provenientes dos diversos repositórios de informação geográfica utilizados por este programa para gerar visualizações 3D, não sendo agora necessário carregar o Explorer para que a conexão fique activa.


Image Hosted by Imageshack
Écran do CompeGPS Pocket 2.6

Foram, igualmente, solucionadas diversas falhas de versões anteriores, que surgiam sobretudo quando o CompeGPS corria sobre sistemas operativos mais antigos, e que provocavam um consumo exagerado de recursos do sistema e uma lentidão no uso do programa.

Lembramos que, recentemente, foi revista a forma de licenciamento dos productos da CompeGPS, sendo agora possível a sua utilização, embora sem todos os recursos disponíveis, após um simples registo, pelo que os utilizadores de PDA's têm a oportunidade de utilizar o programa de forma legal e sem custos.

Primeiros incêndios do ano ocorreram no Algarve


Image Hosted by ImageShack
Imagem aérea de um incendio florestal

Na passada quinta-feira, dia em que se verificaram temperaturas altas na ordem dos 30º, ocorreram no Algarve os primeiros dois fogos florestais do ano.

Cerca de meia centena de efectivos, com o apoio de um helicóptero, combateram as chamas que lavraram nos concelhos de Lagos e de Silves.

No Funchal, freguesia da Luz, no concelho de Lagos, um fogo começou perto das 13:00, numa área de mato e veio a ser combatido por 26 elementos dos Voluntários de Lagos e das corporações vizinhas de Vila do Bispo e de Aljezur, apoiados por sete veículos.

Este incêndio, de causas ainda desconhecidas, consumiu cerca de um hectare de mato e foi dado como extinto pelas 14:00.

Pelas 15:00 deflagrou outro incêndio na Quinta da Pomona, no Enxerim, à entrada da cidade de Silves, que consumiu pasto, mato e algumas oliveiras.

O incêndio foi combatido por uma vintena de bombeiros das corporações de Silves, São Bartolomeu de Messines e Lagoa, apoiados por seis viaturas, tendo ainda sido accionado o helicóptero da Protecção Civil, baseado em Loulé, e uma equipa do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS) da Guarda Nacional Republicana.

Numa zona de declive acentuado, o incêndio consumiu cerca de um hectare de mato e demorou duas horas até ser extinto.

Com temperaturas altas a manterem-se nos próximos dias, o risco de incêndio vai permanecer elevado, sobretudo nas zonas onde existe maior secura dos solos e em áreas que não foram limpas e onde se acumulam matérias combustíveis.

Este foi um primeiro alerta, em antecipação de um Verão que, segundo as previsões meteorológicas vai ser anormalmente quente, após um ano em que os trabalhos de prevenção pecaram por escassos e ainda falta um importante conjunto de meios para que o dispositivo previsto pelo Governo esteja completo.

Entretanto, espera-se pela confirmação da chegada dos meios aéreos previstos ou a contratar, os quais serão decisivos para que as tácticas baseadas numa primeira intervenção rápida possam ter exito, compensando assim um conjunto de fraquezas que decorrem da desertificação e do envelhecimento da população residente no Interior, das quais depende, em grande parte, a capacidade de recrutamento das corporações de bombeiros.

sexta-feira, maio 18, 2007

Apenas 2 helicópteros disponíveis no início da Fase Bravo


Image Hosted by ImageShack
Eurocopter AS 350B2 no Canadá

No início da "Fase Bravo" apenas dois dois helicópteros ligeiros, um em Santa Comba Dão, no distrito de Viseu, e o outro em Loulé, no Algarve, estão disponíveis, tal como acontece na "Fase Alfa", que corresponde aos meses de baixo risco de incêndios.

Era objectivo do Governo ter disponíveis na "Fase Bravo" um total de dez helicópetros operacionais, concretamente os seis Kamov Ka-32 e os quatro Eurocopter recentemente adquiridos.

Um dos helicópteros disponíveis é um AS350 B3, sendo o outro um dos UH-1 já conhecidos entre nós de anos anteriores e que têm prestado excelentes serviços na área da protecção civil e do socorro.

Dado que os helicópteros adquiridos ainda não chegaram, sendo necessário mais um período para que fiquem operacionais, a que se adiciona a necessidade de todas as tripulações terem o necessário treino e habituação, será expectável que só perto do fim do mês de Junho se possa contar com este conjunto de meios.

O atraso nas entregas já seria de esperar, mas o processo de contratação de tripulações, absolutamente essenciais à operação dos novos helicópteros, veio condicionar a sua entrada ao serviço, sendo que o reforço de pilotos russos, só por sí, não resolver a carência de pessoal de voo experiente que se faz sentir.

Se a este processo adicionarmos as dificuldades de contratação de meios aéreos pesados, prevê-se que o dispositivo não disponha dos meios anunciados até entrarmos na altura crítica dos incêndios, sendo imprevisível saber se nessa altura, na "Fase Charlie", as promessas serão efectivamente cumpridas.

Resta-nos a esperança de que, com a aquisição de meios próprios, este seja o último ano em que tais problemas se verifiquem com esta extensão que, a bem dizer, compromete grande parte do esforço de planeamento efectuado e coloca em perigo um dispositivo que irá enfrentar dificuldades acrescidas num Verão que se prevê seja particularmente quente.

Dia das Telecomunicações e da Internet


Image Hosted by ImageShack
Site da International Telecommunications Union

Não quisemos deixar de mencionar que o dia de ontem foi dedicado às telecomunicações e à Internet, tendo-se realizado diversas actividades e reflexões sobre as alterações que as novas tecnologias têm introduzido neste Mundo cada vez mais globalizado.

Na conclusão de um dia de trabalhos, o destaque foi dado aos perigos que a rede global encerra e que permanecem desconhecidos por muitos dos que a utilizam e, inclusivé, pelas autoridades e entidades reguladoras que supervisionam o sector.

Crimes relacionados como a intrusão em redes, destruição ou roubo de informação, a proliferação de virus, o "spam" ou a pedofilía e a pornografia infantil estão já na ordem do dia, mas outros, como a fraude fiscal, o branqueamento de capitais ou o furto de identidade ainda são relativamente desconhecidos por muitos e particularmente difíceis de combater, tal a complexidade de que se reveste a sua detecção e subsquente investigação.

Para combater estes crimes, foi implementada a Global Security Agenda, com Hamadoun Touré, secretário-geral da International Telecommunication Union, a lembrar que "com mais de 1000.000.000 de utilizadores de Internet não se trata apenas de analisar o número crescente de crimes cometidos mas também a forma cada vez mais sofisticada como eles acontecem".

O objectivo desta agenda para os próximos dois anos é o de promover um acordo rápido e eficaz sobre questões importantes para a segurança nas telecomunicações, através de uma plataforma de entendimento onde participem governos, empresas privadas e a sociedade civil num esforço comum para encontrar soluções.

Para além dos esforços das várias entidades responsáveis, devemos lembrar que a segurança começa por nós e pelos cuidados que temos quando utilizamos instrumentos tão poderosos e simultaneamente tão perigosos como a Internet, pelo que é dever de cada um implementar as medidas de protecção sem as quais, segundo as estatísticas, um computador fica comprometido em poucos minutos de navegação.

Queremos lembrar que questões relacionadas com a segurança na Internet foram abordadas relativamente aos "Jardins Digitais" da Câmara Municipal de Lisboa, à rede "wireless" que utilizamos, bem como em diversos textos onde a informática e a tecnologia são tema central.

Este foi um dia em que todas estas questões passaram relativamente ao lado dos principais orgão de comunicação social, dada a premência de temas mais mediáticos, mas estas não podem ser esquecidas sob pena de comprometer a segurança de todos quantos navegam nesta rede global que, hoje em dia, já não dispensamos.

quinta-feira, maio 17, 2007

Blog da Câmara de Gondomar para a prevenção de incêndios


Image Hosted by ImageShack
O concelho de Gondomar no Google Earth

A câmara municipal de Gondomar iniciou na passada 2ª feira o "blog" CortaFogo com o intuito de prevenir os incêndios florestais no concelho, dando informações sobre actividades, meteorologia ou legislação e os contactos mais directos para a Protecção Civil Municipal.

A facilidade de criação e actualização de um "blog", sem a necessidade do recurso a pessoal especializado, permite uma forma de comunicação interactiva e rápida, eliminando barreiras e facilitando a partilha de informação essencial na gestão de situações de emergência.

Desta forma, informações que têm que ser actualizadas com rapidez, como o nível de alerta, risco de ocorrência de incêndios ou o acompanhamento de situações "on-line", visíveis sobre mapas do Google Earth, é facilitado, sendo possível aos visitantes comunicar com as entidades que coordenam e supervisionam as operações de socorro.

Com esta interessante iniciativa, a câmara de Gondomar espera ouvir das populações aletas e sugestões como forma de colaboração de toda a comunidade na prevenção e combate aos incêndios florestais em 2007.

O "blog" Corta-Fogo ainda está no início, mas espera-se que brevemente a informação disponível aumente e seja um exemplo de uma iniciativa que, não sendo dispendiosa para as finanças municipais, pode revelar-se da maior utilidade no combate aos incêndios, sendo exemplo uma das vias a seguir no trabalho de prevenção e nos contactos com as populações.

Site "Find Madeleine"


Image Hosted by ImageShack
Site "Find Madeleine"

Encontra-se disponível, desde ontem, um "site" destinado a apoiar as operações que visam localizar Madeleine McCann, desaparecida no dia 03 da Praia da Luz.

Para tal, foi constituida uma Fundação e um Fundo onde podem ser depositados donativos que permitam a prossecução dos objectivos de prestar assistência e contribuir para o regresso de Madeleine, assistir a família nestes dias de angústia, levar à Justiça os responsáveis por este crime e, após alcançar os objectivos iniciais, ajudar a que outras crianças desaparecidas sejam igualmente recuperadas.

O perfíl mediático deste caso, seguido pela comunicação social nacional e estrangeira, deve lembrar-nos quer a vulnerabilidade do nosso País, onde as crianças não têm a protecção que necessitam e merecem, bem como tantos outros casos ainda por resolver e que, lamentavelmente, não foram objecto de um tão grande esforço policial e divulgação nos media.

Para além de lembrar esta criança inglesa desaparecida, bem como tantas outras de nacionalidade portuguesa que ainda estão por localizar, é importante que se revejam algumas políticas e procedimentos que permitem que criminosos identificados ou referenciados internacionalmente circulem anonimamente pelo nosso País, colocando em risco os mais desprotegidos.

quarta-feira, maio 16, 2007

Disponível o Google Earth 4.1


Image Hosted by ImageShack
Écran do Google Earth 4.1

Está disponível uma nova versão do Google Earth, a 4.1 que vem introduzir melhorias de funcionamento relativamente à 4.0, anunciada há alguns meses.

Em termos de "interface", de características e de exigências a nível dos equipamentos em que corre, esta nova versão não apresenta novidades de relevo, mantendo o que já era conhecido, mas aumentando a velocidade de execução do código e dando maior enfase ás pesquisas de locais, tal como acontece com o Google Maps.

Em alguns países, é possível usar o Google Earth como sistema de navegação em substituição dos GPS destinados a automóveis, sendo possível escolher um ponto de partida e um destino e encarregando-se o "software" de calcular o melhor itinerário.

Conjuntamente com alguns programas que temos vindo a divulgar, como o EarthBridge e o GpsGate, mesmo a versão gratuita do Google Earth acaba por ter suporte para GPS que utilizem o protocolo NMEA 0183, o mais comum entre os receptores, podendo ser utilizado como um sistema de navegação interactivo por quantos disponham de uma ligação permanente e móvel à Internet.

Museu do Bombeiro é inaugurado esta 6ª feira


Image Hosted by ImageShack
Veículo antigo dos bombeiros

A partir da próxima sexta-feira, o espólio do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) estará patente ao público num edifício situado na Avenida Lusíada, em Lisboa.

As peças estarão dispostas por temas em três locais distintos do edifício, ocupando uma área de 7.000 metros quadrados e possui um auditório e uma cafetaria.

Um conjunto de peças únicas a nível nacional e mesmo internacional, como uma bomba a vapor de 1864, um carro de escadas da Alfândega com mais de 200 anos, o primeiro pronto-socorro a motor do RSB, um Richard Brazier de 1906, são peças fundamentais, mas muitas outras, para além de miniaturas, maquetes e documentação variada estarão disponíveis.

Na exposição, que inclui material proveniente dos 600 anos de passado do RSB, incluem-se ainda viaturas de tracção animal e braçal, veículos motorizados, diverso tipo de ferramentas, uma secção com extintores e fardas, bem como equipamentos de comunicações.

Este museu teve origem numa exposição realizada em 2003, que só podia ser visitada através de marcação, mas que mereceu um grande interesse por parte do público, sendo muito visitada por escolas e por bombeiros oriundos de outros países.

O património do museu irá sendo reforçado com material e equipamentos que vão sendo abatidos ao activo e que, após restauro, serão incluidos numa colecção que, pela sua dimensão, não pode ser exibida em permanência na sua totalidade.

Este museu teve a abertura prevista para o ano passado, mas diversos atrasos acabaram por condicionar e adiar o prazo, sendo de louvar este novo espaço com que a cidade de Lisboa homenageia os seus bombeiros sapadores.

terça-feira, maio 15, 2007

Começa hoje a fase Bravo


Image Hosted by ImageShack
Mitsubishi Pajero da GNR-GIPS

Hoje, dia 15 de Maio, dá-se início à "Fase Bravo" com o aumento de meios alocados ao dispositivo de prevenção e combate aos incêndios florestais.

Apesar dos anúncios efectuados, o dispositivo não terá os recursos necessários, sobretudo no respeitante aos meios da Guarda Nacional Republicana, este ano responsável pela rede de postos de vigía, os quais estão abaixo do previsto dada a pouca motivação dos militares na reserva, dos quais pouco aderiram ao projecto.

Igualmente os meios aéreos serão inicialmente apenas dois helicópteros, estando previsto um aumento gradual de meios que, em virtude de diversos atrasos, como o concurso para o aluguer de meios pesados, poderão comprometer os planos do Governo.

Também as acções de prevenção foram adiadas para os meses mais quentes, algo que surge como inexplicável dada a necessidade de intervir em numerosas zonas de risco, não obstante o Ministério da Agricultura afirmar que nunca houve tantos trabalhos de silvicultura preventiva como este ano.

Em contrapartida, o efectivo no início desta fase será superior ao do ano anterior, contando com um total de quase 3.000 elementos, mas a forma como esta contabilidade é feita pode induzir em erro, bastando para tal incorporar efectivos que já em anos anteriores estavam disponíveis, mas não enquadrados no dispositivo de combate aos incêndios.

Cada uma destas áreas de intervenção, bem como outras, como o recuros a fogos tácticos, serão analizadas individualmente e com maior pormenor durante o desenrolar desta Fase e com base nos dados concretos que forem sendo disponibilizados.

GPS de pulso GlobalSat GH-615B


Image Hosted by ImageShack
GlobalSat GH-615B

O GlobalSat GH-615B é um receptor de GPS completamente selado, à prova de água e com um écran de grande dimensão que pode ser usado como um vulgar relógio de pulso, tornando-o particularmente adequado a missões em que seja obrigatório manter liberdade de movimentos.

Para além de poder ser usado no pulso, pode ser ligado a um PC através de um "interface" USB e fornece dados em formato NMEA que podem ser utilizados pelos programas mais populares, como o Oziexplorer ou o CompeGPS.

Também os dados podem ser exportados para um PC e vizualizados de forma gráfica sobre o Google Earth, algo que começa a ser cada vez mais comum neste tipo de equipamentos.

Características:

1. Chip de alta precisão SiRF Star III, capaz de receber sinal mesmo em condições difíceis.
2. Bateria recarregável de iões de lítio de alta capacidade.
3. Écran LCD de grande dimensão e fácil leitura.
4. Suporte WAAS/ EGNOS.
5. Caixa rígida, resistente e à prova de água.
6. Capacidade de gravar todo o historial de um dia de treino.
7. Pode ser utilizado como um receptor de GPS para outros dispositivos.
8. O "upgrade" de "firmware" pode ser efectuado através de um PC.
9. Marca e grava pontos de passagem de modo a armazenar rotas ou percursos.
10. Suporta o formato do Google Earth.
11. Memória "flash" de alta capacidade para armazenamento de dados.
12. Cálculo de consumo de calorias.
13. Sistema de "track back".
14. Monitor de ritmo cardiaco com sensor.

Uma característica interessante é a capacidade de armazenamento de dados posicionais, podendo substituir um GPS com "data stick logger" utilizado, por exemplo, para verificar trajectos de veículos, algo que o torna particularmente polivalente.

Este não é o primeiro modelo que mencionamos com este tipo de características, mas é o primeiro que se baseia no "chip" SiRF Star III, que tem uma precisão e capacidade de operar com sinais mais fracos muito superior à da anterior geração.

Numa pesquisa inicial, verificamos que este equipamento já se encontra disponível na Europa por preços que rondam os 150 euros, a que acrescem portes, o que, não colocando este equipamento entre os mais acessíveis, pode justificar-se pelas várias possibilidades e inovações que encerra.

Para os mais interessados ou curiosos, sugerimos que descarreguem o manual de utilizador, disponível em Inglês, onde se encontram as informações necessárias para conhecer e operar este interessante equipamento que é uma interessante alternativa à maioria dos receptores de GPS convencionais.

segunda-feira, maio 14, 2007

Adicionamos um marcador para o Kamov


Image Hosted by ImageShack
Painel de instrumentos de um Kamov Ka32

As visitas provenientes de motores de pesquisa da Internet, como o Google ou o Sapo, demonstram que existe um crescente interesse pelo Kamov Ka-32 que em breve chegará ao nosso País para combater os incêndios florestais.

Utilizando a possibilidade de defenir marcadores da nova versão do Blogger, optamos por agrupar os textos relativos a este helicóptero de modo a facilitar a pesquisa por parte dos nossos leitores.

Deste modo, do lado direito, junto dos marcadores que assinalam os temas mais utilizados, existe agora um dedicado aos Kamov, sendo que os texto relativos a este helicóptero ou que a ele façam referência, serão identificados de forma a serem facilmente consultados.

Entretanto lembramos que no passado fim de semana, um grupo de oito pilotos portugueses seguiu para a Rússia onde, durante um mês, serão treinados na operação deste modelo de helicóptero que em breve será facilmente reconhecido entre nós.

Registo de informação no Google


Image Hosted by ImageShack
Écran de pesquisa do Google

Foi anunciado no "blog" do Google que a informação resultante de pesquisas irá ser mantida durante um período de entre 18 e 24 meses, após o que será destruida.

Este foi o compromisso encontrado pelo Google no seguimento de uma directiva da Comunidade Europeia que obriga esta informação a ser mantida entre 6 e 24 meses, mas que ainda não foi devidamente regulamentada dado que tal só é obrigatório a partir de 2009.

Por outro lado, o Governo americano pretende que esta informação seja armazenada durante 24 meses, de forma a facilitar investigações na luta contra o crime, nomeadamente contra o terrorismo, sendo que este prazo é considerado exagerado por vários especialistas.

Uma possibilidade seria a de permitir ao utilizador selecionar qual o prazo em que as suas pesquisas ficariam armazenadas, num mínimo de 6 meses, sendo que, após haver legislação nacional, o valor seria ajustado de acordo com o que então fosse determinado com base no país de onde o IP fosse originário.

O Google optou pelos prazos mencionados como forma de equilíbrio entre a necessidade de proteger o seu próprio sistema e de o apurar, de responder a obrigações legais díspares provenientes de distintos enquadramentos legais e de garantir a privacidade dos seus utilizadores.

Para além das pesquisas efectuadas, também os endereços de IP são mantidos, quer como forma de defesa, quer para fins tão diversos como a luta contra vários tipos de crime, como a fraude informática, complementando os dados resultante das pesquisas na consolidação da informação necessária à implementação de medidas de segurança e na resposta a eventuais solicitações de entidades responsáveis por investigações.

Aconselhamos a quem utiliza o mecanismo de pesquisa do Google a ler o texto integral, em inglês, de modo a estar ciente das implicações resultantes de um serviço que, actualmente, dificilmente podemos dispensar.

domingo, maio 13, 2007

Necessidade de actualizar as fotos das pessoas desaparecidas


Image Hosted by ImageShack
Exemplo de envelhecimento via software

Já nos insurgimos no passado pelo facto de as fotografias de pessoas desaparecidas há vários anos, algumas em fase de crescimento, se encontrarem imutáveis no "site" da Polícia Judiciária.

Não pomos em causa a necessidade de manter as fotografias correspondentes à altura do desaparecimento, mas estas podem em muito pouco corresponder ao aspecto actual, pelo que a sua eficácia terá tendência a diminuir com o passar do tempo.

As novas tecnologias permitem, com uma elevada precisão, reproduzir o processo de envelhecimento, sendo, em algums programas, possível adicionar factores que condicionam o aspecto que uma dada pessoa terá no futuro, como o facto de se expor em demasia ao Sol, fumar ou ter tendência para a obesidade.


Image Hosted by ImageShack
Foto do Rui Pedro, desaparecido há 9 anos

Numa experiência realizada o ano passado, o governo da Escócia, país onde o envelhecimento da população se faz sentir, disponibilizou um sistema "on-line" que permitia aos interessados ver como seriam no futuro, sendo possível escolher quais os anos de vida sobre o qual o programa iria actuar.

Programas mais sofisticados, disponíveis comercialmente, permitem uma maior flexibilidade e precisão, embora os melhores resultados sejam obtidos a partir dos 6 anos de idade, altura em que um conjunto de características se encontram melhor defenidas.

No entanto, na Internet existem sistemas interactivos que podem auxiliar nas investigações, tal como o da universidade de St Andrews que utilizamos para alterar a fotografia do Rui Pedro, desaparecido há 9 anos.

Relativamente a esta fotografia, devemos ressalvar que esta é uma tentativa motivada pela vontade de contribuir para a resolução deste caso ainda em aberto, mas que a mesma será removida se for considerada inapropriada ou prejudicial para a investigação por alguém relacionado com este caso.

Para além de Madeleine Beth McCann, que ontem fez 4 anos, existem vários desaparecidos, alguns deles ausentes há muitos anos, que é obrigação de todos não esquecer, mas que é competência da Polícia Judiciária manter actualizados os registos, dados e informações que facilitem a sua localização.
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin