domingo, março 22, 2015

Acessibilidade e privacidade na Internet - 4ª parte

A alternativa é recorrer a um navegador alternativo, como o TOR, designação do "The Onion Router", um "browser" baseado no conhecido Firefox, mas que incorpora um sistema de encaminhamento próprio, que estabelece uma ligação segura e anónima, tornando-se virtualmente impossível de seguir e controlar os acessos que faz.

Utilizando o TOR, se usarmos um programa simples que verifica o IP usado, este muda, localizando-se sucessivamente em diversas partes do Mundo, sem nenhuma ligação nem entre sí, nem em relação ao que é fornecido pelo prestador de serviço de Internet utilizado, não fornecendo informações de navegação, de forma a manter o anonimato.

O próprio nome do TOR deriva do facto de ser constituido por camadas sucessivas, lembrando a pele das cebolas, de onde provem o nome, camadas essas que ocultam as interiores, de modo a que sejam feitas e refeitas sem que o seu conteúdo seja revelado, o que impede o acesso aos dados relevantes para a identificação do utilizador, como o IP real, ou mesmo o país onde se encontra.

O TOR pode ser obtido gratuitamente em inúmeros "sites", bastando descarregá-lo e correr um programa de instalação simples e automatizado para ficar pronto a utilizar, podendo-se utilizar como um navegador normal, recorrendo às mesmas funcionalidades e técnicas, mas mantendo o anonimato e implementando uma segurança acrescida, ou de forma mais elaborada, algo que, por permtir aceder a actividades criminosas, não iremos descrever.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin