quinta-feira, janeiro 02, 2014

Para onde vão os dinheiros públicos... - 3ª parte



Filmamos enquanto percorriamos a Magalhães Lima, circulando entre duas filas de veículos estacionados, que deixam entre sí apenas uma estreita faixa de rodagem que facilmente fica bloqueada pela execução de uma manobra, terminando num entroncamento mesmo frente ao Liceu, onde se tem que efectuar uma apertada curva para a direita.

Seja a ausência de delimitadores, seja a estreiteza da via, potenciando o aparecimento súbito de peões, seja pela forma como o trânsito é encaminhado, tudo parece carecer de sentido, escapar a qualquer lógica e contrariar a totalidade dos objectivos que se propunham ser atingidos.

Agrava o problema o desviar o trânsito para vias ainda mais estreitas, onde as manobras se tornam difíceis ou mesmo impossíveis para veículos de maiores dimensões, sendo, desde já, de prever o aumento do número de acidentes nessas ruas, sem que diminuam na zona directamente intervencionada onde os acidentes envolvendo veículos ou peões eram raros.

E se tudo fica pior em termos de circulação e de segurança, fica igualmente pior o erário público, ao suportar o custo de uma obras que prejudicam todos, muitos dos quais, residentes na área, já se começaram a mobilizar no sentido de contestar estas alterações, propondo-se revertê-las, do que resultará, obviamente, a duplicação dos custos desta triste aventura.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin