quinta-feira, fevereiro 25, 2016

Até sempre, minha Princesinha...

Quase de repente, pelas 17:00 desta quarta feira, dia 24 de Fevereiro, a Princesinha, companheira de uma década, partiu para junto dos seus, encerrando uma longa história de gatos neste bairro ao desaparecer a última sobrevivente conhecida de uma família que conseguiu sobreviver anos quase no meio da cidade de Lisboa

A presença desta gatinha única, uma mãe fantástica, das poucas capazes de criar filhotes em meio urbano, uma saltadora extraordinária, deixa memórias inesquecíveis, e um manancial de histórias e eventos sem fim, tendo sobrevivido a numerosos incidentes e sido salva quase outras tantas vezes, no que parecia uma longa sequência de milagres.

Todos quantos adoptam gatos de rua estarão conscientes das vulnerabilidades inerentes à liberdade de que gozam, e da qual, como a Princesinha, não prescindem, não obstante os riscos presentes um pouco por toda a parte, porque só livres se sentem bem e a viver a vida tal como a querem saborear.

A Princesinha partiu em paz, ao encontro da sua mãe, que reinou no bairro durante anos, do seu filhote, o Princesinho, que a precedeu no termo de uma curta existência, deixando um enorme vazio e a tristeza e saudades que um familiar próximo sempre deixa, no termo de uma vida feliz, onde sempre recebeu e deu todo o amor de que uma gatita é capaz.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin