sábado, janeiro 12, 2019

Guinchos de baixo preço - 1ª parte

Não obstante surgirem cada vez mais questões relacionadas com o averbamento nos documentos da viatura, única forma de poder circular sem receio de ter problemas com as autoridades, os guinchos eléctricos continuam a encontrar-se entre os acessórios mais populares, e entre os mais dispendiosos, para os adeptos do todo o terreno.

Com o advento de novas fábricas na China e o surgimento de novos importadores, sobretudo na antiga Europa de Leste, este tipo de equipamento tem-se tornado mais acessível, com os preços a cair para perto dos 300 Euros, incluindo portes e sem impostos adicionais, ficando apenas de fora a questão da instalação, que pode requerer modificações ou acessórios extra, como um para-choques compatível.

Naturalmente, não esperamos que um destes guinchos tenha a mesma qualidade dos que são produzidos pelos fabricantes mais conceituados, sendo que esta diferença pode ser mais a nível de controle do que de componentes, já que muitas marcas conhecidas recorrem às mesmas fábricas, quase todas sedeadas na China, para efectuar a sua produção, tendo vindo a surgir autênticas réplicas, produzidas nas mesmas linhas, cuja diferença passa, essencialmente, pela falta dos logotipos.

Entre os modelos mais acessíveis encontram-se os de 12.000 e 13.500 libras, ambos mais do que suficientes para a maioria dos veículos, e com cabo de aço, o que implica os tradicionais roletes, cuja instalação, actualmente, é tudo menos aconselhável, sendo um convite a multas ou mesmo a complicações mais graves.
Enviar um comentário