terça-feira, novembro 18, 2014

Modificação de bombas injectoras Bosch - 5ª parte

Por ser comum encontrar-se essa possibilidade, não podemos deixar de mencionar os pinos que são modificados de forma manual, recorrendo a uma rebarbadora, os quais tentam imitar configurações conhecidas e testadas, mas que, no termo do processo, podem resultar num desempenho imprevisível e mesmo perigoso, pelo que desaconselhamos esta solução onde o barato pode sair francamente caro, para além de comprometer o pino original, impedindo a sua reposição.

Caso se pretenda uma solução mais completa, ou não se disponha do necessário "know how", a nossa sugestão vai no sentido de procurar um dos especialistas nesta área, sempre tendo a consciência de que, embora não haja nem linearidade, nem uma fórmula mágica que traduza uma na outra, a qualidade tem um preço, tal como o tem o conjunto de conhecimentos e experiência nesta área.

Uma solução completa, como mencionamos previamente, pode implicar ajustar ou substituir o turbo, um novo "intercooler", eliminação da EGR, modificação do sistema de admissão e da linha de escape, entre outros, sendo a maior complexidade coordenar as modficações de modo a que se potenciem mutuamente, sendo que, sem o necessário "know how", será perfeitamente possível um comportamento errático e mesmo com alguns perigos para a mecânica e, no limite, para os próprios ocupantes e demais utentes da via.

Obviamente, não existem soluções mágicas nem produtos milagrosos, e nada, nem a facilidade de instruções ou a simplicidade de instalação de um destes pinos ou "kits" compensa um menor "know how" e experiência por parte de quem procede a esta operação, pelo que, qualquer que seja o material adquirido, e que deve ser escolhido em função de um fim específico, sugerimos que esta modificação seja efectuada por um especialista, o qual pode, igualmente, recomendar a peça mais adequada.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin