sexta-feira, outubro 23, 2015

Suportes para filmagem em movimento - 1ª parte

Nos testes que efectuamos com as diversas câmaras que temos instalado em viaturas, umas mais sofisticadas do que outras, é mais que evidente que a qualidade de imagem difere muito quando obtida com o veículo em movimento ou imobilizado, sendo francamente superior neste segundo caso, algo que resulta das oscilações e trepidação que resultam da deslocação sobre um terreno irregular.

Mesmo que possuam um sistema de estabilização por "software" interno, que funciona de forma muito semelhante ao que efectua a interpolação, acabando por desfocar a imagem, o que oculta um conjunto de oscilações e tremuras, que muitas vezes é designado por "jelly efect" e se nota de forma muito evidente nas filmagens efectuados por "drones".

É normal, sobretudo por parte de quem adquire um "drone" com uma câmara HD, queixar-se da qualidade de imagem, sendo a trepidação muito evidente quando a câmara se encontra presa através de um suporte rígido, através do qual a totalidade das vibrações resultantes do movimento e do funcionamento do motor, passam na totalidade, afectando a câmara de forma muito negativa.

Um teste simples, que consiste em efectuar a filmagem com o "drone" pousado e o motor desligado, permite aferir da detrioração que decorre das condições de voo, numa situação que se pode extrapolar para as câmaras instaladas em veículos, que sendo submetidos a um tipo diferente de vibração e oscilação, resultam num efeito comparável e que necessita de ser corrigido de forma idêntica.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin