segunda-feira, abril 09, 2012

Suicído é problema de saúde pública - 1ª parte

Image Hosted by Google Fome em Portugal

Declarações de responsáveis governamentais e o sucedido na Grécia, onde a taxa de suicídios aumentou com a crise e o suicídio de um idoso, arruinado pelas restrições económicas deu origem a mais um episódio de revolta popular, merece uma reflexão. Se na Grécia, onde o impacto da crise e das medidas restritivas já levou a um substancial aumento da taxa de suicídios, com as autoridades cientes do problema, em Portugal não há ainda medidas, não obstante ser considerado como um problema de saúde pública. Anteriormente, abordamos a problemática do suicídio em situações e profissões específicas, nomeadamente entre os elementos das forças de segurança, resultante de um conjunto de factores, entre os quais a pressão psicológica, stress ou dificuldades económicas, que cada vez mais se alastram ao resto da população. Assim sendo, começa a ser necessário antecipar os efeitos da crise na saúde mental e os riscos que tal implica, e ter em atenção grupos de risco, como os recém desempregados ou desalojados, os que sofrem de rupturas familiares ou abandono, criando mecanismos de alerta que permitam uma intervenção atempada.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin