segunda-feira, setembro 16, 2013

Morattab Pazhan - 2ª parte

Image Hosted by Google O Morattab Pazhan num declive

A direcção deste GLD 3000 é assistida hidraulicamente, a caixa de velocidades manual, também da Hyundai, é de 5 velocidades, mas, ao contrário dos Defender, pode-se optar por tracção apenas às rodas traseiras, ou integral, com distribuição de 75% da potência no eixo traseiro e 25% no dianteiro, ou uma distribuição de 50% para cada eixo.

Os pneus são P245/75R16, com a suspensão a ser mais sofisticada que o habitual, nomeadamente a nível dos amortecedores, complementadas por eixos extremamente resistentes, que lembram os Dana, pelo que o comportamento e capacidade de sobrevivência fora de estrada, mesmo em terrenos difíceis é excelente.

O arranjo das luzes é diferente, com excepção dos faróis principais, surgindo as restantes unidades, que nos Defender estão separados em pequenas luzes circulares, agora agrupadas em unidades rectangulares, de maior dimensão, e reposicionadas, sendo este, par além do para-choques, grelha e "roll bar", particularmente espesso, os elementos que imediatamente o diferenciam do modelo inglês.

O interior é simples e funcional, mas bem mais sofisticado do que o dos Defender originais, com aplicações em madeira, estofos de melhor qualidade, inclinómetro embutido numa consola central, porta-luvas fechado, um sistema de ventilação que exclui os antigos "flaps" que provinham do tempo dos Serie, entre outras diferenças que os iranianos consideram como melhoramentos.
Enviar um comentário