terça-feira, junho 07, 2016

A correcção dos velocímetros - 1ª parte

É uma questão antiga, a que voltamos face à premência da questão das homologações de pneus, o que implica, entre outras condições, o acerto do velocímetro, uma operação que, dependendo do modo de funcionamento deste, pode implicar custos elevados, concretamente caso seja electrónico.

Assim, se o acerto não passar pela troca de um simples carreto, talvez a opção mais adequada seja mesmo a de colocar um autocolante com a escala certa sobre o velocimentro original, de modo a que o desfazamento resultante do maior diametro dos pneus seja compensado pelas novas marcações, eliminando assim um erro que pode ter consequências graves.

Substituir os populares pneus 205/80R16, homologados em diversos modelos de Land Rover, pelos 235/85R16, muito usados em todo o terreno, resulta no aumento de diâmetro de 9.74%, que podemos arredondar para 10%, tendo como efeito ultrapassar a tolerência do velocímetro, pelo que este irá marcar menos do que a velocidade real.

Existem diversos calculadores que permitem verificar as contas para diversos tipos de troca de pneus, sendo que, quando o aumento se aproxima dos 10%, a velocidade deve ser aferida via GPS, sendo quase certo de que algo terá que ser feito para corrigir as indicações do velocímetro, de modo a que este nunca indique menos do que a velocidade real, condição para a homologação dos pneus.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin