sábado, outubro 05, 2013

O "conto do vigário" dos nossos tempos - 9ª parte

Image Hosted by Google Ainda há quem avise ou se assuma...

Logicamente que transferências inter-bancárias, pagamentos via Paypal ou cartão de crédito, bem como tudo o que permita identificar facilmente o destinatário, facilitanto a acção da justiça, e sobretudo o que possa obrigar a um reembolso, está completamente excluido das opções propostas.

Outra área, completamente distinta, mas com muitos pontos comuns, é a abordagem pela via sentimental, que acrescenta uma vertente muito mais sinistra, dado que a uma possível perda financeira pode adicionar uma séria mágoa, com consequências impossíveis de prever e que podem perdurar muito para além da reposição dos bens perdidos.

Em termos técnicos, poucas ou nenhumas alterações surgem, usando-se o mesmo tipo de endereços, servidores, etc, podendo serem os mesmos a usar dois tipos de esquema diferentes, que se integram conforme a táctica seguida, pelo que o mencionado previamente relativamente a este aspecto se mantém neste caso e verificando-se que não distinguem entre homens e mulheres, procedendo ao envio indiscriminado das mensagens para quem constar da lista de endereços a que têm acesso.

Tal como anteriormente, o perfil pode ser inspirado em alguém real, sendo frequente incluir fotos de pessoas jovens e atraentes, que, não raras vezes, são celebridades menores, possivelmente desconhecidos nos países de origem dos burlões, mas que podem ser reconhecidos por residentes nos países onde quem aparece nas fotos têm alguma, mesmo que pequena, notoriedade.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin