segunda-feira, dezembro 09, 2013

Endereços de reencaminhamento ou "forwarding addresses" - 1ª parte

Image Hosted by Google Um endereço de reencaminhamento

As elevadas taxas e o valor do IVA praticado em Portugal, que pode vir a ser aumentado de 23 para 24% caso esta seja a alternativa a um eventual, e provável, na nossa opinião, de alguns dos actuais diplomas governamentais em apreciação no Tribunal Constitucional, bem como o aumento dos vendedores que recusam envios para Portugal, obriga a considerar alternativas.

Uma alternativa ao envio directo para uma morada em Portugal, sobretudo quando a origem seja de um país extra comunitário, é a de recorrer aos serviços de uma empresa especializada em reencaminhamentos, podendo estabelecer contratos periódicos ou solicitar o serviço caso a caso.

Em termos básicos, está-se a contratar um serviço de recepção, que pode incluir serviços adicionais, como o desalfandegamento, e de envio, da forma solicitada pelo comprador, podendo aqui haver algumas alternativas, como a conjugação de volumes num mesmo envio, diminuindo os portes, o que pode passar por um armazenamento temporário.

Existe, naturalmente, uma questão no respeitante ao pagamento, dado que muitos vendedores fazem questão, por razões de segurança, de apenas enviar mercadoria para o endereço constante do meio de pagamento utilizado, sendo exemplo disso o elevado número de vendedores que enviam os bens adquiridos apenas para a morada constante do registo do Paypal ou do cartão de crédito.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin