sexta-feira, maio 16, 2014

"Drones", o futuro no presente - 8ª parte



Da sofisticação da plataforma de controle e gestão em terra depende, em grande parte, a eficácia do "drone", com os sistemas mais sofisticados e permitir carregar e descarregar trajectos e dados de voo, estabelecer zonas interditas, suportar controles de voo mais precisos e intuitivos ou estabelecer uma ligação com mapas digitais.

Para utilizadores mais exigentes, ou que pretendam determinadas utilizações profissionais, estão disponíveis ferramentas de fotogrametria, simuladores de voo, descolagem e aterragem completamente automatizados, o suporte de diversos tipos de controles, bem como um conjunto de funcionalidades relacionadas com o voo suplementares.

Entre estas funcionalidades, a possibilidade de configurar canais de modo a operar servo motores ganha especial importância, dado que permite operar equipamentos adicionais ou, inclusivé, libertar carga, flexibilizando em muito o uso deste tipo de veículo, dado que mesmo sabendo que a capacidade de transporte é limitada, tal pode ser decisivo em diversas situações.

A comunicação entre o "drone" e o sistema de controle pode obedecer a diversos protocolos, sendo recorrente o uso de sistemas de comunicações WiFi ou mesmo "bluetooth", que operam na banda dos 2.4 MHz, com sistemas mais sofisticados a recorrer a frequências rádio onde o alcance é francamente superior e o perigo de interferências menor ou, no limite superior, por satélite.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin