segunda-feira, julho 27, 2015

A câmara para veículo F90G com GPS - 14ª parte

Assim, a selecção do cartão micro SD é fundamental, sendo muito mais relevante do que a capacidade, que necessita de ser no mínimo de 16 Gb, sem o que esgota muito rapidamente, passando a reescrever os conteúdos enquanto os ficheiros bloqueados, que não podem ser apagados, encherem todo o armazenamento disponível, a velocidade e mesmo a qualidade de construção.

No manual que recebemos, e disponibilizamos, é mencionado um cartão "classe 8", mas a opção real, e realista, é mesmo optar por um dos cartões "classe 10" ou superior de boa qualidade, originário de um fabricante conceituado, como a Kingston, que dispõe de modelos com 16 Gb de capacidade e as características adequadas por um preço que fica abaixo da dezena de Euros.

Esta câmara tem tendência a aquecer, algo que se espera de um equipamento que, para além de suportar a própria alimentação, alimenta o receptor de GPS e a câmara de rectaguarda, ligada por uma longa cablagem, pelo que cartões de memória mais frágeis ou de menor qualidade podem-se danificar, mesmo que tal não seja imediatamente perceptível.

Por outro lado, é manifesto que o recurso a um cabo USB como forma de alimentação apenas é viável caso o conector proporcione pelo menos 2.1A, algo que bem sempre acontece, com os modelos mais baratos a ficarem-se por 1A, do que resulta, naturalmente, o desligar da câmara após esgotar a bateria interna.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin