quinta-feira, outubro 20, 2016

O alerta no seguimento de veículos - 2ª parte

Estes devem ser sempre complementados com a possibilidade de escutar o som ambiente, e não apenas o que resulta de comunicações pontuais, devendo estar implementado um sistema de pedido de socorro, por exemplo sob a forma de um botão escondido, bem com estabelecidas frases-chave que, mesmo sob escuta, permitam alertar sem levantar suspeitas, permitindo o envio rápido de unidades de reforço.

Havendo um planeamento de trajecto, o operador saberá se existe um desvio e, nesse caso, terá que adoptar um conjunto de procedimentos, alguns tão simples como efectuar uma pergunta pré-acordada ou escutar o som ambiente durante o tempo suficiente para perceber o que se passa no interior do veículo, e, caso se aperceba de algo anormal, possa alertar quem possa intervir neste tipo de situação.

Nada daquilo que descrevemos implica sistemas particularmente sofisticados ou elaborados, nem sequer meios demasiadamente dispendiosos, sendo que este tipo de funcionalidade estão implementadas nos sistemas de seguimento mais acessíveis, os quais são capazes de comunicar com uma plataforma de gestão, cujo preço não é excessivo, e que facilita em muito o seguimento de múltiplos localizadores.

Sistemas de seguimento mais sofisticados fornecem um maior número de informações, inclusivé parâmetros de funcionamento do veículo, mas a maioria daqueles que se destinam a ser instalados de forma fixa têm a capacidade para activar ou desactivar dispositivos, podendo imobilizar o motor, ligar luzes ou sinais sonoros, numa multiplicidade de opções que podem facilitar uma operação de socorro.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin