domingo, outubro 16, 2016

Da NOS para a Vodafone - 4ª parte

Um extra interessante é a aplicação que o operador disponibiliza e que permite configurar, gerir ou verificar o estado do "router" remotamente, o que, para quem tenha a incumbência de gerir diversos equipamentos, se revela bastante útil e prático.

De resto, este equipamento, ao qual liga directamente a fibra óptica, gere todos os serviços instalados, incluindo-se o acesso à Internet, a gestão da rede fixa e móvel, nas bandas de 2.4 e 5 GHz, e a ligação à televisão, que pode ser directamente ou via uma "box", pelo que a sua configuração e gestão são essenciais, tal como o é o respectivo desempenho.

No entanto, resumidamente, apontamos para a elevada velocidade, mesmo que inferior ao contratualizado, e para o desempenho do "router", mas também para algumas flutuações ou oscilações, que, sem comprometer, resultam incómodas por resultarem em momentos em que a resposta parece hesitante, com alguma demora no carregamento das páginas, algo que esperamos que a Vodafone resolva em breve, dado que, para além de implicações contratuais, não corresponde à qualidade do serviço proposto.

Não temos possibilidade para comentar, de forma devidamente fundamentada, a opção pela Vodafone, impossível face à escassez de tempo para uma avaliação prolongada, mas iremos no futuro partilhar a experiência com os nossos leitores, de modo a que possam ter algumas pistas quanto ao serviço proposto por este operador.
Enviar um comentário
Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin